A Segunda Guerra

 Segunda Guerra

 

A Segunda Guerra

Quando os Estados Unidos entraram na Segunda Guerra Mundial, em dezembro de 1941, o porto de Nova York passou a ter um importantíssimo papel militar, como ocorrera na Primeira Guerra. Dali partiam os navios aliados, sob a ameaçadora mira de U-boats alemães, carregados de armas e víveres para a Inglaterra que resistia sozinha o impacto dos bombardeios alemães.

New York sob blecaute

Com temor de bombardeios nazistas, Nova York fazia blecaute à noite. Nada de neon em Times Square era apagado. Dá para imaginar a cena?.

Mulheres nas fábricas

Com a população masculina chamada às armas, e o país mergulhado no esforço de guerra, muitos fábricas de armamento, como aconteceu na Inglaterra, passaram a empregar mão de obra feminina.

New York não parou

Mesmo assim, a cidade não parou durante a guerra. No final de 1942, o nova-iorquino Frank Sinatra, nascido em um subúrbio pobre, apresentou-se no Paramount Theater, consagrando-se como o cantor norte-americano por excelência e dando início a uma verdadeira “Sinatramania” entre as adolescentes. Essa foi uma época em que o jazz praticamente tomou conta da cidade.

O filme Casablanca

Ao mesmo tempo, estreiava em Nova York o filme Casablanca, que reforçava o sentimento anti-nazista na população. Esse filme, que, aliás, não teve nenhuma cena passada em Casablanca (Marrocos) tornou-se um clássico do cinema norte-americano.

Os beats

Antes do fim da guerra, Allen Ginsberg, Jack Kerouac e William S. Burroughs já ensaiavam os primeiros passos do movimento beat. Livros como “On the Road” (publicado no Brasil com o título de “Pé na Estrada) e sua filosofia de liberdade fizeram sucesso nos Estados Unidos e também na Europa, tornando-se sinônimo de um certo estilo de vida.

A grande festa do V-E o Dia da Vitória

O Dia da Vitória, como os americanos chamam o dia 8 de maio de 1945, quando os nazista capturaram  e acabou a guerra na Europa, foi comemorado em Times Square por uma multidão até então jamais vista na cidade.

A guerra no Pacífico

A guerra tinha terminado na Europa, mas continua no Pacífico contra o Japão que iam perdendo todas as ilhas ocupadas no começo do conflito, mas com grandes baixas entre os combatentes.

O pós-guerra

Nova York retomou seu ritmo. Durante a guerra, havia se tornado o principal pólo econômico do mundo; no final do conflito, passou a sediar a recém criada ONU. Sua condição de “capital do planeta” não impediu, porém, que a Big Apple fosse se tornando suja e mal-cuidada. Nesse período era perigoso perambular pelo Central Park até durante o dia!

Matérias especiais

Os co-op-builidings  • Eventos em New York • Música em New York
Verão em New York  A história do metrô de New York
História da Estátua da Liberdade 

Continue acompanhando a história de New York

Os primeiros tempos  A colonização inglesa em New York
A independência  New York no Século XIX  O fim da escravidão
New York se torna uma metrópole  New York dos anos 1920 e 1930
A queda da Bolsa de New York  A Segunda Guerra  New York nos anos 1960
New York no fundo do poço  New York dos anos 1990 ao Terceiro Milênio

Informações práticas

Como ir a Nova York

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis em Nova York: reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel:  seleção por categoria e bairro