História: A quebra da bolsa de New York em 1929

Queda da Bolsa de New York - Foto www.history.com

 

A queda da Bolsa de New York em 1929

Durante a década de 1920, a Bolsa de Valores de Nova York, em Wall Street, havia se tornado a maior do mundo. Ações haviam se valorizado de modo vertiginoso; todos compravam e vendiam freneticamente. Surgiam milionários da noite para o dia. É preciso lembrar que os Estados Unidos nessa época viviam uma fase de grande crscimento econômico e industrial. Automóveis deixavam os milhares as linhas de montagem, o padrão de via da população estava em ascensão.

Não há festa que dure sempre

Era evidente que aquele delírio não podia continuar por muito tempo. Quando, em 1929, a Bolsa de Nova York quebrou, todo mundo tentou se desfazer o mais rapidamente possível dos “micos” acumulados nos anos de especulação. O resultado foi que o país parou. Bancos faliram, o desemprego atingiu índices altíssimos, a miséria chegou à classe média.

Todo o planeta foi abalado

Em uma escala menor, todo o planeta foi atingido, inclusive o Brasil, onde Getúlio Vargas mandou atear fogo em toneladas de café para tentar manter o preço do produto.

A crise na vida das pessoas

A Grande Depressão atingiu Nova York em cheio. Milionários arruinados meteram balas na cabeça. Pessoas foram internadas em hospitais com inanição. Grande parte da população passou a depender da assistência social do governo e de favores de instituições de caridade, que distribuíam sopa nas ruas.

Jimmy Walker

Em 1933, depois que o prefeito Jimmy Walker, acusado de corrupção e envolvimento com a máfia, renunciou e fugiu para a Europa, os nova-iorquinos elegeram Fiorello LaGuardia. Foi uma boa escolha; ele deu início a obras públicas municipais, como novas linhas de metrô e complexos de alojamentos populares, criando empregos sazonais capazes de atenuar um pouco os efeitos da recessão. Apesar da crise, no começo da década de 1930 Nova York ganhou edifícios como o Chrysler, o Manhattan Bank, o Empire State e o colossal conjunto do Rockefeller Center.

O fim da Lei Seca

Com o fim da Lei Seca, os speakeasies (bares clandestinos cujo nome significa “fale baixo”) perderam clientela e a máfia se enfraqueceu, para alegria de LaGuardia, nova-iorquino descendente de italianos que detestava ver a imagem de sua colônia associada ao crime.

Continue acompanhando a história de New York

Os primeiros tempos  A colonização inglesa em New York
A independência  New York no Século XIX  O fim da escravidão
New York se torna uma metrópole  New York dos anos 1920 e 1930
A queda da Bolsa de New York  A Segunda Guerra  New York nos anos 1960
New York no fundo do poço  New York dos anos 1990 ao Terceiro Milênio

Informações práticas

Como ir a Nova York

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis em Nova York: reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel:  seleção por categoria e bairro