História: New York nos anos 1920 e 1930

New York Anos 1920

História: New York nos anos 1920 e 1930

O período posterior à Primeira Guerra Mundial

A Grande Guerra, que teve seu início em 1914 e terminou em 1918, foi marcante na vida da cidade. A parcela rica de Nova York tinha meios para bancar as novidades do século XX: cinema, rádio, automóveis, telefone. Shows musicais de produção intrincada e cenários exuberantes, como as Zigfield Folies, causavam furor na Broadway. Nos salões, dançava-se foxtrote e charleston.

A proeza de Lindbergh

Em 1927, Charles Lindbergh decolou de Nova York em seu Spirit of St. Louis e aterissou em Paris, tornando-se o primeiro piloto a atravessar sozinho o Atlântico em um voo sem escalas.

Lights of New York

Rodado na cidade em 1928, foi o primeiro filme inteiramente falado da história do cinema (The Jazz Singer, de 1927, na verdade tinha apenas alguns trechos sonorizados). Tudo era novidade.

A Lei Seca

Curiosamente, essa era coincide com a vigência da Lei Seca, que proibiu a produção e o comércio de bebidas alcoólicas em todo o território dos EUA. Destilarias e bares clandestinos (speakeasies) viraram grandes negócios nas mãos de bandidinhos de gangues de bairros pobres, que se transformaram em poderosos chefões de quadrilhas altamente organizadas: a máfia.

Os mafiosos

Os mais notórios mafiosos que começaram suas carreiras em Nova York foram Al Capone, nascido no Brooklyn em 1899, e Lucky Luciano, que chegou à cidade em 1907, aos 10 anos de idade, e logo já fazia parte da Five Points Gang. Ambos ficaram milionários com a exploração da prostituição e da bebida, negócios que andavam juntos nos bares. Luciano tornou-se o capo di tutti i capi – o chefão dos chefões – de Nova York, depois de matar seus rivais Salvatore Maranzano e Giuseppe Masseria. Já Al Capone se fixou em Chicago.

As várias máfias

Não apenas ítalo-americanos participaram do crime organizado; durante a Lei Seca, houve em Nova York grande atividade das máfias judaica e irlandesa, que também se beneficiaram dos lucros da venda clandestina de bebidas alcoólicas.

As restrições à imigração

Em 1924, uma nova lei alterou as regras sobre imigração, restringindo o número de pessoas de cada país que poderiam entrar nos EUA e proibindo a entrada de estrangeiros de certas nacionalidades. A medida afetou sobretudo europeus e asiáticos. Consta que o autor desse projeto era um racista com intenções eugênicas, mas o que mais provavelmente contribuiu para a aprovação da lei foi a reserva de mercado que criava para quem já estava “dentro”, evitando que se acirrasse a concorrência por empregos.

Uma velha polêmica

Como você vê, polêmicas sobre imigração em países ricos não são novidade. Mesmo sem tanta imigração, a população nova-iorquina teve mais uma vez seu perfil alterado: recebeu na década de 1920 muitas famílias negras vindas do sul do país, onde eram mais fortemente discriminadas.

O Harlem

O bairro do Harlem foi o destino final da maioria desses afro-americanos que, trazendo consigo uma rica carga cultural, contribuíram para o movimento chamado Harlem Renaissance. Pela primeira vez no país surgia uma produção literária e intelectual de autores negros.

O jazz

Mas o que de fato marcou para sempre a cultura norte-americana e toda a música popular foi o florescimento do jazz, nascido no sul mas criado em Nova York. Billie Holiday, Duke Ellington, Count Basie, Louis Armstrong, Cab Calloway, Dizzy Gillespie e Ella Fitzgerald são alguns dos artistas afro-americanos que o Harlem Renaissance deu de presente para o mundo.

Os filmes sobre New York anos 1920 e 1930

The Great Gatsby

Considerado o livro que melhor retrata o espírito dos anos 20 nova-iorquinos, bem como uma obra-prima da literatura, The Great Gatsby, de F. Scott Fitzgerald, foi adaptado para o cinema em 1974, com o galã Robert Redford no papel principal, e depois em 2013, com Leonardo Di Caprio como Gatsby.

Once Upon a Time in America

Esse outro belo filme (1984), de Sergio Leone, com Robert De Niro, retrata as origens da máfia judaica em NYC.

The Godfather

A espetacular trilogia The Godfather (1972, 1974 e 1990), de Francis Ford Coppola, com Marlon Brando, Al Pacino, Robert De Niro, Diane Keaton e outras feras do cinema, é outro filme que se tornou um clássico.  Conta a turbulenta trajetória de uma família de origem siciliana no mundo do crime organizado nova-iorquino.

Matérias especiais

Os co-op-builidings  • Eventos em New York • Música em New York  Verão em New York  A história do metrô de New York  História da Estátua da Liberdade 

Informações práticas

Como ir a Nova York

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis em Nova York

Escolha e reserve seu hotel:  seleção por categoria e bairro