História de New York: a colonização inglesa em New York

Colonização inglesa - New Yor- www.hstry

História de New York: a colonização inglesa em New York

Apesar de os holandeses terem “comprado” aquele território aos índios, estes não entendiam muito bem como terra poderia ser vendida, já que era um dom da natureza, os nativos sempre foram uma preocupação para os colonos.

O muro

O muro erguido pelos holandeses onde fica hoje a Wall Street (“rua do muro”) impediu a entrada dos índios pelo norte, uma constante ameaça aos colonos, mas não evitou a tomada de Nova Amsterdã pela marinha britânica em 1664, que há já muito tempo cobiçava aquele porto estratégico no Atlântico.

A cidade passa ganha seu nome atual

A colônia foi rebatizada com seu nome atual em homenagem ao Duque de York, irmão do rei Carlos II da Inglaterra. De qualquer modo, a animosidade entre holandeses e ingleses continou até que fosse assinado o tratado de 1667 pôs fim à guerra.

Nova guerra

Os holandeses renunciaram à possessão, recebendo em troca o Suriname, na América do Sul. Insatisfeitos,  alguns anos depois depois tomaram de novo Nova York dos ingleses.

A colônia passa definitivamente às mãos dos ingleses

Apenas em 1674, com a assinatura de um novo tratado, os holandeses renunciaram às suas ambições e a disputada colônia passou definitivamente à coroa britânica.

O crescimento de New York sob os ingleses

Sob domínio inglês, a cidade cresceu, novos colonos foram chegando e estabelecendo-se quando os índios deixaram de ser uma ameaça. Assim New York cresceu e desenvolveu-se, casas foram construídas, comerciantes abriram seus empórios, pequenas oficinas abriram suas portas. New York tornou-se um dos mais importantes portos do comércio inglês da América do Norte. A página triste da história foi que a cidade se tornou a  porta de entrada de escravos africanos. A maioria desses escravos, eram encaminhados para fazendas produtoras de algodão e cana-de açúcar no sul da colônia.

New York no século XVIII

No na segunda metade do século XVIII New York já se tornara um dos principais centros inglês na América do Norte, com um comércio próspero.
Em 1754 foi criado pelo rei George II o King’s College, que deu origem à Columbia University, hoje uma das mais famosas dos Estados Unidos. No mesmo ano, inaugurou-se a primeira biblioteca nova-iorquina, a New York Society Library.

O primeiro jornal

Prenunciando a vocação da cidade para o jornalismo, em 1725 surgiu o primeiro jornal de Nova York, a New York Gazette. Em 1733, foi fundado o New York Weekly Journal, cuja oposição ao governador levou seu proprietário John Peter Zenger ao banco dos réus. A absolvição de Zenger foi um marco na história da liberdade de imprensa nos Estados Unidos.

Informações práticas

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis em New York

Escolha e reserve seu hotel em Nova York

Matérias especiais

Os co-op-builidings  • Eventos em New York • Música em New York
Verão em New York  A história do metrô de New York
História da Estátua da Liberdade 

Continue acompanhando a história de New York

Os primeiros tempos  A colonização inglesa em New York
A independência  New York no Século XIX  O fim da escravidão
New York se torna uma metrópole  New York dos anos 1920 e 1930
A queda da Bolsa de New York  A Segunda Guerra  New York nos anos 1960
New York no fundo do poço  New York dos anos 1990 ao Terceiro Milênio