História: New York se torna uma metrópole

New York Antiga - Foto Ego Technique CC BY

New York se torna uma metrópole

Misérias à parte, o século XIX foi decisivo para consolidar Nova York como uma metrópole. Em 1811, Manhattan, então com 96 mil habitantes, recebeu um plano de urbanização: o Comissioner’s Plan, que definiu o traçado de ruas e avenidas ao norte do City Hall, numeradas e rigorosamente perpendiculares entre si.

O The New York Times

Em 1851 surgiu em Nova York uma das mais importantes referências mundiais no jornalismo: o The New York Times, que teve sua influência consagrada em 1871, ao denunciar o político William Tweed, chefe de uma rede de corrupção mafiosa que se banqueteava nos cofres da prefeitura. Tweed morreu na prisão. Nova York nessa época já era como o Brasil atual, onde, como se sabe, político desonesto sempre acaba preso…

O Central Park

O Central Park começou a ser construído em 1857 e a cidade ganhou instituições que a consolidaram como a capital cultural dos Estados Unidos, como o Metropolitan Museum of Art, que se mudou para novas instalações no parque em 1880.
A Guerra da Secessão não conseguiu deter o progresso: em 1868, foi inaugurado o primeiro trecho de metrô aéreo e a partir daí a rede de transportes públicos não parou de crescer. A primeira linha de metrô subterrâneo chegou em 1904.

 O American Museum of National History

Em 1869, a cidade ganhou o American Museum of National History e em 1883, sua primeira ópera, a Metropolitan Opera House, que ficava na Broadway entre a W 39th Street e a W 40th Street. O industrial Andrew Carnegie ajudou a firmar a tradição de Nova York como pólo cultural em 1891, quando inaugurou o Carnegie Hall.

O Black Friday

Já em 1869 Nova York era tão “moderna” que passou por seu primeiro (e traumático) crash: os especuladores Jay Gould e James Fisk fizeram manobras com a ajuda de Secretário do Tesouro, negociando grandes volumes de ouro, e provocaram pânico no mercado. Isso aconteceu no dia 24 de setembro, uma sexta-feira que ficou conhecida como Black Friday. O então presidente Grant chegou a intervir, vendendo ouro, mas era tarde demais.

Iluminação elétrica

Manhattan passou a ter iluminação elétrica nas ruas em 1882 e, em 1886, ganhou de presente da França a Estátua da Liberdade, que se tornaria um símbolo da cidade.

A fusão

Em 1898, Manhattan, Bronx, Queens, Brooklyn e Staten Island uniram-se sob uma mesma administração, criando a cidade de Nova York tal como é organizada hoje. Com 3,4 milhões de habitantes, a Greater New York era na época a segunda cidade mais populosa do mundo, perdendo para Londres.

Novos imigrantes 

Sempre impulsionada pela chegada de novos imigrantes, Nova York foi se firmando como um poderoso centro industrial, econômico e cultural. A acelerada urbanização fazia com que a cada dia arranha-céus mais altos surgissem em seu skyline. Mas quando o século XX chegou, a maioria da população ainda morava em tenements.

Continue acompanhando a história de New York

Os primeiros tempos  A colonização inglesa em New York
A independência  New York no Século XIX  O fim da escravidão
New York se torna uma metrópole  New York dos anos 1920 e 1930
A queda da Bolsa de New York  A Segunda Guerra  New York nos anos 1960
New York no fundo do poço  New York dos anos 1990 ao Terceiro Milênio

Informações práticas

Como ir a Nova York

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis Nova York: reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel:  seleção por categoria e bairro