National Museum of the American Indian

Indios americanos

National Museum of the American Indian

O National Museum of the American Indian é, mantido pelo famoso Smithsonian Institution de Washington e instalado em uma linda mansão estilo Beaux-Arts, em mármore branco, esse museu tem seu acervo exibido de forma rotativa.

Localização do National Museum of the American Indian

Um vasto acervo de peças

Não poderia ser de outra forma pois as peças desse museu são tantas que não podem ser todas expostas ao mesmo tempo. Há armas, cerâmicas, camisas de pele bordadas, objetos de culto e até canoas.

As coleções foram em boa parte amealhadas pelo colecionador George Gustav Heye em suas viagens pelo continente americano, que ele percorreu de norte a sul em suas viagens pela pradarias selvagens, na época ocupadas por grandes rebanhos de bisontes.

As coleções

O acervo do museu abrange 10 mil anos da história dos povos indígenas e compreendem peças da América do Norte, da América do Sul e do Caribe.

Os diferentes níveis de desenvolvimento de cada cultura

Um dos aspectos interessantes desse museu para nós, brasileiros, é poder comparar o estágio de desenvolvimento das tribos que viviam no Brasil à época da chegada dos portugueses com aquele dos índios da América do Norte, bem mais avançados. Basta observar a qualidade dos artefatos produzidos por eles.

O resgate da culturas indígenas nas Américas

O museu, de certa forma, resgata parte da cultura dessas tribos, muitas das quais já desapareceram, e presta homenagem aos povos que habitaram as Américas.

A destruição da cultura índígena na conquista do oeste

Além dos massacrescometidos pelos brancos, estes também transmitiram doenças às populações nativas e mataram, apenas para aproveitar a pele, abandonando as carcassas demilhares de bisontes, espécie de bois peludos que habitavam as pradarias e constituíam a base da alimentação das tribos do este do continente. .National Museum of the American Indian

Me Zorro, you Tonto

Apesar de ainda existirem nos Estados Unidos aproximadamente um milhão e meio de índios (muitos dos quais vivem em Nova York e em outras grandes cidades), como aconteceu nos territórios dos atuais Brasil, Argentina, Peru, Bolívia, México e outros países, a ocupação pelo homem branco resultou no genocídio mais extenso já cometido no mundo ocidental.
O extermínio dos índios não foi provocado apenas por massacres, mas também por doenças transmitidas pelo homem branco e pela destruição do meio ambiente e da fauna. Na América do Norte, caçadores brancos abatiam bisontes aos milhares com rifles de repetição, para comercializar as peles. A matança desses animais, um dos principais alimentos das tribos das pradarias, que caçavam apenas o suficiente para comer, só parou quando os bisontes já beiravam a extinção.
Não é de se espantar que quando os espanhóis quiseram comemorar a chegada de Colombo às Américas, as comunidades indígenas tenham estrilado: comemorar o que, mesmo?
Nos filmes norte-americanos produzidos até por volta de 1960, os índios eram vilões e os brancos, bonzinhos. O único índio legal era o subserviente ajudante do justiceiro Zorro que, por sinal, se chamava Tonto… Só recentemente Hollywood começou, a mudar esse enfoque (vide o politicamente honesto Dança com Lobos).

Informações práticas

Como ir a Nova York

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis em Nova York: reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel:  seleção por categoria e bairro