Frick Collection, New York
Frick Collection, New York - foto de Roel Wijnants CCBY
Frick Collection, New York – foto de Roel Wijnants CCBY

 Frick Collection

A Frick Collection serve para comprovar que não são apenas os grandes museus que merecem ser visitados. Apesar de incomparavelmente menor do que o Met e o MoMA, em  razão da qualidade das peças expostas, se você gosta de arte e tem apenas uma tarde para visitar um museu em Nova York, talvez seja mais razoável optar por este.

Localização da Frick Collection

O museu está instalado em uma linda mansão senhorial

A sofisticada mansão erguida em 1913, destinada a servir de moradia para Henry Clay Frick e abrigar sua coleção de obras de arte, foi conservada praticamente como era quando o magnata e sua família habitavam o imóvel. Por testamento, Frick, um dos maiores milionários americanos do ferro e do aço, determinou que a mansão fosse transformada em museu após sua morte e a de sua esposa. As obras de arte – pinturas, esculturas, porcelanas, móveis e objetos de decoração – estão distribuídas pelas salas do palacete.

Boucher Room

 A sala é decorada como um boudoir do século XVII, com pinturas de François Boucher encomendadas por Madame de Pompadour (amante de Luís XV, rei da França), diversas peças de porcelana de Sèvres e móveis franceses do século XVIII.

O pintor da corte, o predileto das fofocas em Versailles

O francês François Boucher, um dos pintores mais presentes na Frick Collection, foi um conhecido artista do século XVIII, identificado com o estilo rococó e influenciado por Peter Paul Rubens. Tendo se tornado o pintor da moda na corte de Luís XV, e protegido de Madame de Pompadour, colecionadora de arte, manjada e influente amante do rei, Boucher retratou vários membros da corte. Seus quadros requintados, alguns inspirados na mitologia clássica, possuem forte tonalidade erótica. Exemplos disso são L’Odalisque e Fille allongée, retrato de Louise O’Murphy que, com apenas 14 anos, foi modelo e amante de Boucher (e também do rei, depois de ter sido selecionada por Madame de Pompadour, que a essa altura se tornara apenas amiga do monarca e sua assessora para esses assuntos). Em ambas as obras, as modelos nuas são retratadas de bruços. Em L’Odalisque, segundo fofocas da corte francesa da época, o rosto teria sido inspirado na esposa de Boucher, mas o bumbum seria o de Madame de Pompadour… Na Frick Collection estão expostas outras obras de Boucher, inclusive um retrato da Madame de Pompadour.

Vídeo sobre a Frick Collection em New York

Dining Room

Nessa elegante sala de jantar, Frick recebia seus amigos, políticos e outros milionários. Ali estão expostas pinturas inglesas do século XVIII. Você verá The Mall in St-James Park, de Gainsborough, e retratos de J. Reynolds, George Romney e William Hogarth.West Vestibule

Decorado com as Quatre Saisons de Boucher: quatro pinturas, cada uma representando uma estação do ano, encomendadas em 1755 por Madame de Pompadour.

Fragonard Room

O principal interesse dessa sala são as onze pinturas de Jean-Honoré Fragonard que compõem Le Progrés de l’Amour (O Progresso do Amor). As maiores delas foram pintadas para Madame du Barry, outra amante de Luís XV: O assédio, O encontro, O amante premiado e Cartas de amor. Belos móveis de Riesener e porcelanas de Sèvres complementam a decoração.

South Hall

Exibe uma cômoda e uma escrivaninha francesas do século XVIII e pinturas de Vermeer, Renoir e Boucher. Deste último, a obra é um retrato de sua esposa.

Living Hall

Decorado com telas do século XVI de El Greco (São Jerônimo), Giovanni Bellini (São Francisco), Tiziano (O Homem de Chapéu Vermelho) e do pintor alemão Hans Holbein (retratos de Thomas Moore e de Thomas Cromwell). A sala é mobiliada com móveis de Charles Boulle e decorada com um tapete Ispahan e porcelanas chinesas.

West Gallery

Este grande salão, com móveis em estilo renascentista, reúne algumas das obras favoritas de Henry Frick, telas das mais importantes escolas européias (inglesa, francesa, espanhola, holandesa). Entre as pinturas você poderá apreciar o Cavaleiro Polonês e um auto-retrato, de Rembrandt; Cologne: The Arrival of a Packet-Boat e The Harbor of Dieppe, de Joseph Mallord William Turner; A Forja, de Goya, e obras de El Greco, Van Dyck, Velásquez e Constable. No arco de entrada para a Enamel Room há um São João Evangelista, de Piero della Francesca.

Oval Room

Ali há obras de Van Dyck, Gainsborough e Renoir.

End. 1 E 70th St., esq. c/ 5th Ave. M 68th St. ( 212/288-0700. Crianças com menos de 10 anos não são admitidas. Adolescentes de até 16 anos só podem entrar acompanhados dos pais. Abre de terça-feira a sábado das 10h às 18h e domingo das 11h às 17h. US$ 15. :
www.frick.org

Informações práticas

Como ir a Nova York

Veja passagens aéreas e pacotes

Onde se hospedar em Nova York: reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel:  seleção por categoria e bairro

Matérias especiais

Os co-op-builidings  • Eventos em New York • Música em New York
Verão em New York  A história do metrô de New York
História da Estátua da Liberdade