African Burial Ground
African Memorial Ground, New York - Photo Michael Fleshman CCBY
African Memorial Ground, New York – Photo Michael Fleshman CCBY

Localização do African Burial Ground

African Burial Ground

Nova York foi durante muitos anos a principal porta de entrada de escravos trazidos de diferentes regiões da áfrica para trabalhar na lavoura, sobretudo nos estados do sul dos Estados Unidos, que precisavam de muita mão de obra para suas fazendas de plantação de algodão.

New York, porto de entrada de escravos

Por isso mesmo, Nova York foi durante muito tempo uma das cidades com maior quantidade de escravos nos Estados Unidos. Até a abolição da escravidão em 1827, os escravos representavam cerca de 20% da população. Mesmo assim, a maior parte dos negros que desembarcavam em New York, não ficavam na cidade, mas eram encaminhados para os latifúndios algodoeiros do sul do país.

  O African Burial Ground

O African Burial Ground é um cemitério, com uma área de mais de seis acres que foi propositalmente instalado no sul da ilha da Manhattan, fora dos limites de New York. Àrea não demarcada, o cemitério, que recebia todo tipo de aterro, foi desativado em 1790. A partir daí, foi praticamente esquecido e apagado da memória da cidade. No entanto abrigou os corpos de mais de 15 mil escravos.

A redescoberta do Burial foi obra do acaso 

Foi redescoberto  somente em 1991 quando, durante escavações para a construção do Federal Office Building, os operários depararam com numerosos esqueletos de homens, mulheres e crianças. Estudos arqueológicos revelaram a origem das ossadas.

A mobilização da comunidade negra 

Devido à mobilização da comunidade negra que, com razão, queria preservar o local de inegável importância histórica, as obras foram, interrompidas, gerando muitas controvérsias. O projeto foi modificado para acolher um memorial em homenagem aos que ali foram enterrados em covas comuns, sem um túmulo e nem mesmo caixões e sem qualquer identificação.  

O engajamento dos negros e a participação dos setores liberais novaiorquinosde outras etnias levou a cidade a tomar consciência da importância histórica e humana daquele cemitério quase clandestino. Assim, o Burial Ground Africano classificado em 1993, como marco histórico nacional em 1993. Em 2006 foi transformado em monumento nacional.

As ossadas encontradas no cemitério mereceram finalmente um enterro digno em outubro de 2003 em um evento oficial. Saiba mais a respeito do African Burial Ground

Informações práticas

Como ir a Nova York

Veja passagens aéreas e pacotes

Onde se hospedar em Nova York: reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel:  seleção por categoria e bairro

Matérias especiais

Os co-op-builidings  • Eventos em New York • Música em New York
Verão em New York  A história do metrô de New York
História da Estátua da Liberdade