Arte e pensamento em Paris no século XIX
Île de la Cité, Paris
Arte e pensamento em Paris no século XIX

Arte e pensamento em Paris no século XIX

No século XIX, viveram em Paris alguns dos maiores nomes da literatura francesa. Honoré de Balzac, Victor Hugo, Émile Zola, Marcel Proust e Gustave Flaubert, assim como o contista Guy de Maupassant, são autores de clássicos universais.
A poesia também teve grandes expoentes nesse período: Rimbaud, precursor do surrealismo; o simbolista Mallarmé; o controvertido Verlaine; e o ultrarromântico Baudelaire, que traduziu melhor do que ninguém o mal du siècle (mal do século).
Precursor da ficção científica, Júlio Verne inspirou-se nos avanços tecnológicos para, com inigualável criatividade, escrever suas obras para os jovens. Tornou-se um dos pais da ficção científica com Da Terra à Lua, Viagem ao Centro da Terra e 20.000 Léguas Submarinas.

Pintura

Na pintura surgiu um novo movimento — o Impressionismo — que rompeu com o academicismo da pintura de salão. Inicialmente boicotados, artistas como Renoir, Monet, Manet, Pissaro, Van Gogh, Gauguin e Berthe Morisot passaram a privilegiar o que o artista vê e sente. A palavra impressionismo foi inventada por um crítico que pretendeu satirizar o quadro de Monet, Impression, Soleil Levant. Hoje quase ninguém se lembra do nome desse crítico, mas todo mundo sabe quem é Monet!

Escultura

Muitos escultores talentosos habitaram a capital francesa no século XIX, mas um nome se destaca entre todos: Auguste Rodin, nascido em Paris em Paris, em 12 de novembro de 1840 e falecido em Meudon em 17 de novembro de 1917. Rodin teve uma vida tumultuada, principalmente em razão de sua relação tumultuada com discípula, também escultora, Camille Claude, que se tornou sua amante. O filme Camille Claudel (França, 1988) aborda a vida da escultora e seu relacionamento com o escultor. Há em Paris no bairro dos Invalides um museu inteiramente dedicado à sua obra, uma visita imperdível, o Musée Rodin.

Os revolucionários

A Paris do século XIX foi também berço de ideias que transformariam a visão de mundo de então. Proudhon, pai da doutrina anarquista, os discípulos do “socialista-científico” St-Simon, dentre os quais Auguste Comte, criador do Positivismo, e o próprio Karl Marx também viveram na capital francesa nessa época e suas ideias tiveram reflexos em vários acontecimentos históricos em todo o mundo, desde a Comuna de 1871 até os movimentos revolucionários do século XX.

Dica – Para ter uma ideia de como era a vida na capital francesa durante a Comuna de Paris, leia Paris Babilônia, de Rupert Christiansen.

Informações práticas sobre Paris

Como ir a Paris

Veja passagens aéreas e pacotes

Onde dormir em Paris

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos

Escolha e reserve seu hotel em Paris

Maquina fotografica

Paris em imagens  Fotos dos lugares de especial interesse turístico.

A França  em imagens  Verdadeira viagem fotográfica pela França. Dezenas de fotos das regiões Sul, Norte e Centro da França