Booking.com

Vêneto

Vêneto, o perfil da região, principais atrações e cidades de interesse turístico: Veneza, Verona, Vicenza, Pádua, Cortina d’Ampezzo, dicas de viagem, transporte, turismo.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Burano, Veneza
Vêneto, Burano, Laguna Veneziana, Itália

Sobre o Vêneto

O Vêneto, região cujo nome tem origem no povo que habitava a laguna de Veneza, integra o rico norte da Itália. Na Idade Média, com o fortalecimento da República de Veneza, esta estendeu a todas as cidades-estado vizinhas sua influência, visível até hoje.

A maior parte do território é plano, mas há lindas áreas montanhosas, que incluem a impressionante barreira rochosa formada pelas Dolomitas, a noroeste, e pelos Alpes, ao norte. Também faz parte do Vêneto a margem oriental do belo lago de Garda.

Mapa do Vêneto

Como ir

Não há voos diretos do Brasil par nenhuma cidade da região. As conexões aéreas são feitas via Milão, de onde saem voos para Veneza.

Veja passagens aéreas e pacotes

Onde se hospedar

Escolha e reserve seu hotel (Veneza, Pádova, Verona, Vicenza etc)

Vêneto, ama reião repleta de atrações

É uma pena que muita gente que vai ao Vêneto siga diretamente para Veneza e acabe não conhecendo o restante da região. Da capital é fácil e rápido visitar as lindas cidades históricas do Vêneto, particularmente aquelas que se formaram ao longo da rota comercial que, cortando o norte da Itália, ligavam sua capital regional a Gênova. Era por ali que passavam as preciosas mercadorias trazidas do Oriente pelos navegadores venezianos para, a partir do porto de Gênova, seguirem para o norte da Europa. Essa situação privilegiada favoreceu o florescimento de cidades como Pádua (Padova), Vicenza e Verona, que tiveram um grande desenvolvimento no passado e, por isso mesmo, conservaram um fabuloso patrimônio cultural e arquitetônico. São lugares repletos de monumentos romanos, medievais e renascentistas, villas, palácios, castelos, pontes e importantes museus.

A região, que tem uma excelente gastronomia, com muitos pratos à base de frutos do mar, utilizados também na preparação de risotos e massas, produz ótimos vinhos, como o Valpolicella, o Bardolino e o Soave, relativamente conhecidos no Brasil.

Como conhecer o Vêneto

Para visitar cidades de médio porte e próximas, o trem é a melhor opção. Das estações Venezia/Santa Lucia e Venezia/Mestre há várias partidas diárias para as principais localidades.

É evidente que quem vai apenas a Veneza não precisará de um carro, mas dispor de um veículo é vantajoso para percorrer o norte e o noroeste da região, bem como as Dolomitas e as pequenas localidades nas montanhas, onde é complicado depender de transportes públicos. Acompanhe as previsões do tempo, em especial no que diz respeito à ocorrência de nevascas.

O barco, inevitável para se locomover entre as ilhas da laguna, pode ser utilizado também para percorrer o Lago de Garda e para circular na cidade, onde é o único meio de transporte.

O Vêneto também dispõe de linhas de ônibus, mas dependendo de para onde se vai, é necessário fazer baldeações. Assim, não é uma boa opção de transporte para quem tem pouco tempo.

Uma verdadeira viagem fotográfica por cada região da Itália, com dezenas de imagens separadas por destinos

Maquina fotografica

Centro da Itália em Imagens

Sul da Itália em imagens

                                      Norte da Itália em imagens

Booking.com

Mais posts

Isola de Murano, Veneza, -foto - Luca Venturelli, CCBY

Veneza em imagens

A Itália em Imagens: a cidade de Veneza em imagens. Albuns fotográficos da cidade, seus canais e pracinha, as ilha da Laguna Veneziana.

Vicenza

Turismo em Vicenza, no Vêneto, Itália: como ir, melhor época para a sua vaigem, principais atrações turísticas, informações e dicas.

Portofino, Riviera Italiana

Norte da Itália em imagens

Principais regiões de interesse turístico no norte da Itália: Bolonha, Merano, Veneza, Milão, Turim, Trieste, Riviera Italiana.

Centro da Itália

Cidades e atraçõe no centro da Itália, dicas de viagem, informações sobre transportes, compras, melhor época para visitar a Itália, vinhos, gastronomia.