Veneza: as Ilhas da Laguna veneziana
Burano, Laguna de Veneza
Burano, Laguna de Veneza

Veneza: as diversas ilhas da laguna

San Giorgio Maggiore

Tome o vaporetto em frente à Ponte dos Suspiros. A ilha, pertinho de Veneza, quando vista da Bacia de San Marco, chama a atenção pelas proporções monumentais do conjunto formado pela igreja, pela abadia beneditina e pelo campanário, que não mudou muito desde o fim do século XVI. Do alto desse campanário tem-se uma das mais espetaculares vistas de Veneza. A visita é obrigatória para os apaixonados por fotografia. A igreja de San Giorgio Maggiore é uma obra-prima do arquiteto renascentista Andrea Palladio, finalizada em 1580. No seu interior, há belas pinturas de Tintoretto. Ao lado funciona a Fondazione Giorgio Cini, onde um dos autores deste livro passou um mês participando de um seminário sobre as inundações na laguna de Veneza.

Mapa de Veneza

Lido

Tome a linha 1 do vaporetto, que tem paradas ao longo de todo o Canal Grande. O famoso Lido, que dá nome a cinemas, casas noturnas e hotéis nos quatro cantos do mundo, nada mais é que a longa faixa de areia, entre Veneza e o mar aberto, que fecha a laguna. É a praia dos venezianos e um balneário elegante que teve seu período de glória na Belle-Époque. É em seu Grande Hotel que se passa a maior parte do filme Morte em Veneza, de Luchino Visconti, baseado na obra homônima de Thomas Mann. Hoje o Lido é mais conhecido por sediar a Mostra Internacional de Cinema, que premia os ganhadores com o cobiçado Leão de Ouro que nós, brasileiros, ainda iremos um dia conquistar!  A verdade é que o Lido não tem nem um milésimo do charme de Veneza, mas é um lugar agradável para ir, mesmo que seja apenas para desfrutar do passeio pela laguna, e pode ser também um bom lugar para se hospedar se Veneza estiver lotada.

Murano

 Tome o vaporetto em San Zaccaria (à direita de quem olha para a Ponte dos Suspiros) ou no Fondamenta Nuove. Murano é um conjunto de ilhotas onde, desde o século XIII, concentram-se as principais fundições artísticas de vidro. Instaladas anteriormente em Veneza, elas foram transferidas para Murano por causa do risco de incêndio. É muito interessante visitá-las, principalmente para quem nunca viu como esses vidros são feitos (no caso, artesanalmente). As diversas peças vão sendo sopradas por artesãos capazes de transformar a massa de vidro incandescente em vasos, garrafas, jarros, bijuterias e todo tipo de objeto decorativo. Visite o Museo del Vetro (<end./> Fondamenta Giustinian), que funciona no palácio que pertenceu aos vescovi (bispos) de Torcello, um lindo edifício gótico. Seu acervo compreende todo tipo de peças feitas de vidro, com as mais variadas técnicas, que impressionam pela beleza e pela complexidade do trabalho. A maioria delas data dos séculos XV a XIX, mas também há achados arqueológicos do período imperial romano.

Torcello

Tome a linha 12 do vaporetto, que sai do Fondamenta Nuove. Torcello, bem no norte da laguna, é habitada desde o século V e já foi no passado um importante centro urbano e comercial que rivalizava com Veneza, chegando a ter 20 mil habitantes. Hoje os moradores são em torno de cem. Sua praça principal, por onde se espalham resquícios de antigas construções, está tomada pela grama, e Torcello parece um lugar que o tempo esqueceu. De seus canais, poucos restaram. Provavelmente foi essa a razão, aliada a epidemias de malária, pela qual a cidade foi perdendo seu brilho enquanto Veneza ganhava esplendor. Atualmente, a grande atração de Torcello é a linda igreja românica de Santa Maria Assunta, construída no século VII e reformada no século XI, a mais antiga da laguna veneziana, famosa por seus mosaicos bizantinos. Como parte do conjunto, há a igreja de Santa Fosca, em estilo bizantino, construída no século XI. Diante de sua entrada está o trono de Átila, em pedra, provavelmente do século V.

As muitas ilhas da Laguna de Veneza

Burano

Tome a linha 12 do vaporetto, que sai do Fondamenta Nuove. Com sua casas coloridas em tons fortes – azuis, amarelas, vermelhas –, pontes, canais, e a “movimentada” Via Baldassari Gallupi, Burano é um charme só. A pequena cidade, de cinco mil habitantes, foi erguida, como as demais das proximidades, sobre ilhotas da laguna, e é famosa pela produção de rendas (merletti). Seus moradores são especializados nesse tipo de artesanato há séculos, e várias lojas vendem desde roupas até cortinas rendadas. Saiba que esses artigos, de execução extremamente trabalhosa, não são baratos! Para entender como a renda tradicional de Burano é feita, visite o Museo del Merletto (<end./> Piazza Galuppi. Fecha às terças-feiras), que funciona no prédio da antiga Scuola dei Merletti (Escola de Rendeiros). O acervo mostra a evolução das técnicas do século XV ao XIX e lá podem ser vistas rendeiras trabalhando. Outra atração de Burano é o curioso campanário meio torto, que parece estar desabando. Mas não se preocupe, a torre de Pisa é muito mais inclinada e está em pé.

A Itália em imagens

Uma verdadeira viagem fotográfica por cada região da Itália, com dezenas de imagens separadas por destinos

Maquina fotografica

Centro da Itália em Imagens

Sul da Itália em imagens

                                      Norte da Itália em imagens

Como ir a Veneza

Veja passagens aéreas e pacotes