São Joaquim, SC

São Joaquim, SC, a cidade da neve e das maçãs

São Joaquim foi fundada em meados do século XVIII por fazendeiros do Rio Grande do Sul e de São Paulo.

Com menos de 25 mil habitantes, a cidade é famosa por suas maçãs e pelo frio, muitas vezes com ocorrência de nevascas. Macieiras cobrem os arredores de São Joaquim e ocupam até mesmo os quintais de moradores. A cidade é o maior produtor da fruta no Brasil.

São Joaquim produz também alguns dos melhores vinhos brasileiros. Suas vinícolas tornaram-se atrações turísticas que podem ser visitadas.

O principal atrativo de São Joaquim é sua neve que, no inverno, cobre também a cidadezinha vizinha de Urubici. Aliás, a região, com neve ou sem ela, é muito bonita e perfeita para ser visitada de automóvel.

Mapa de São Joaquim e Serra Catarinense

Como ir

De Florianópolis

Muita gente que percorre o Estado de Santa Catarina de carro começa sua viagem por Florianópolis. Muitos chegam de avião e alugam um carro. Talvez seja o mais inteligente a fazer se você mora longe de Floripa.

Via litoral – Pegar a BR 101, direção sul, até a altura de Tubarão e em seguida a direção Lauro Muller. Nessa opção você terá que subir a Serra do Rio do Rastro, uma experiência espetacular. Essa estrada, um verdadeiro caracol, é toda iluminada à noite por energia eólica.

Via interior e montanhas – O outro caminho é via Rancho Queimado, Bom Retiro e Urubici pelo 282, depois pela SC- 416.

Onde se hospedar

Escolha e reserve seu hotel em São Joaquim

Uma outra opção de hospedagem é a cidadezinha de Urubici, a 60 km de São Joaquim. Urubici é outra cidade catarinense onde costuma nevar.

Escolha e reserve seu hotel em Urubici

Dicas

  • O ideal é utilizar um caminho para ir e outro para voltar; assim, você conhece lugares diferentes. De preferência, suba a Serra do Rio do Rastro após Lauro Muller e volte de São Joaquim a Florianópolis por Urubici. Subir é mais seguro do que descer. A descida da Serra do Rio do Rastro exige certa prudência. Trata-se de uma estrada estreita, uma antiga trilha de tropeiros. Oferece pouca visibilidade nas curvas. Redobre seus cuidados se estiver chovendo. Utilize sempre o freio-motor.
  •   Mesmo na primavera e o no outono, e não apenas no inverno, é importante ter consigo roupas quentes, cachecol e gorro de lã. As noites são quase sempre frias.

Distâncias aproximadas:

Florianópolis,  230 km |   Porto Alegre, 280 km | Curitiba, 445 km  | São Paulo,  850 km

Festa Nacional da Maçã

No final de setembro, a região de São Joaquim fica muito bonita com a florada das macieiras e das cerejeiras. Até o ar fica perfumado! Porém, quem quer ver neve deve esperar até maio, o início do inverno quando ocorre a famosa Festa Nacional da Maçã.

Se pegar neve na estrada, muito cuidado. É bom lembrar que os carros brasileiros sequer possuem pneus adequados para a neve.

A queda de neve

Nem sempre neva em São Joaquim. Por isso mesmo, se você pretende ver paisagens brancas e encarar o frio, é recomendável acompanhar as previsões meteorológicas.

Uma das mais fortes nevascas que atingiu a região foi em 20 julho de 1957, quando nevou sem parar de manhã até à noite. A cidade amanheceu branca e linda, mas ficou isolada durante uma semana inteira. Muitos telhados desabaram com o peso da neve e até aviões militares foram enviados para lançar suprimentos. Nas fazendas da região muitos animais morreram de frio.

Nos últimos anos, as nevascas atraíram muitos turistas de todo o Brasil e lotaram os hotéis de São Joaquim e da vizinha Urubici, mas sem causar danos.

Atrações em São Joaquim

Vinícola Villa Francioni

A Vinícola Villa Francioni, instalada num belo imóvel rodeado de videiras, é aberta à visitação, com o acompanhamento de um guia. Você poderá acompanhar todo  o processo de elaboração da nobre bebida e participar da degustação dos melhores vinhos da casa. Villa Francioni

Belvedere

Do alta da escadaria você desfruta de uma vista panorâmica da cidade e campos adjacentes.

Cooperativa Sanjo

Fundada no ano de 1993 por algumas dezenas fruticultores de São Joaquim, dela participam atualmente cerca de 80 produtores, que produzem anualmente 35.000 toneladas de maçã a cada safra.

Festa Nacional da Maçã

A festa existe há mais de 50 anos.  Começa no final de abri e se estende ao início de maio. No final dos anos 90 o evento foi interrompido durante 4 anos, até a tradição ser retomada em 2001, atraindo milhares de visitantes.

Exponeve

É uma feira permanente que comercializa artesanato e produtos da locais. Funciona no Pavilhão Comercial do Parque Nacional da Maçã.

Igreja Matriz de São Joaquim

A Igreja Matriz na Praça João Ribeiro, foi inteiramente construída em pedra basalto. As obras, iniciadas em 1918 estenderam-se até 1935. As pedras para sua construção eram trazidas em carro de boi de pedreiras próximas.

Mirante das Araucárias

Oferece a visão panorâmica de uma floresta de araucária, algumas com mais de 50 m de altura. Pegue a SC-438, em São Joaquim em direção de Lages. Pouco depois do Portal de São Joaquim  você terá acesso ao Mirante.

Museu Histórico Municipal

O Espaço Assis Chateaubriand aborda a história de São Joaquim, dos tempos da colonização aos dias de hoje. Rua Major Jacinto Goulart 168 – Centro

Nas proximidades

A famosa Pedra Furada é uma curiosa formação geológica formando uma espécie de anel. Fica no Parque Nacional de São Joaquim, na vertente das Escarpas da Serra Geral.  em Urubici. O passeio pela serra já vale a viagem.