Santa Catarina

Joinville

Joinville SC
Joinville, portal de entrada

 Joinville, uma cidade colonial

Joinville fica no nordeste do estado, na região denominada Caminho dos Príncipes. Fundada a partir da Colônia D. Francisca que, ao se expandir, deu origem à Colônia São Bento do Sul, (povoamentos que se iniciaram com a chegada dos primeiros imigrantes alemães ao Brasil em 1829), é hoje uma verdadeira cidade dos sonhos – ruas arborizadas, jardins bem cuidados e floridos, atividade cultural de relevância internacional, indústria desenvolvida e completa infra-estrutura para receber visitantes. Tudo isso em meio à natureza exuberante da Mata Atlântica, que favorece desde tranquilos passeios até esportes radicais. e, é claro, a possibilidade de degustar as delícias locais que são os biscoitinhos, geleias, tortas de maçã, pães, queijos, chocolates e grande variedade de salgadinhos e frios defumados.

Mapa de Joinville

Como ir

Carro

Distância de Florianópolis: 180 km. acesso pela BR-101. Joinville tem ligações rodoviárias com o restante do país pelas rodovias 101, BR 280, BR 376 e BR 301.

Ônibus

Diretos de Florianópolis. O Terminal Rodoviário de Joinville fica na Rua Concórdia. <tel/> 047-4332991

Avião

O aeroporto de Joinville fica a uma distância de 13 km do centro da cidade e é servido pelas companhias aéreas TAM, Gol e Azul.  Conta com Posto de Informações Turísticas, lojas de artesanatos, de doces, livraria e tabacaria. Linha de ônibus comum leva até o centro da cidade. Possui também serviços de táxis comuns e executivos e locadoras de veículos. Endereço: Avenida Santos Dumont – bairro Cubatão –

Como ir a Joinville

Compare preços de passagens aéreas e pacotes

Vídeo sobre Joinville

Hospedagem

Joinville é uma cidade tranquila. A maioria de seus bairros são bem simpáticos. O centro pode ser, entretanto, mais prático.

Escolha seu hotel em Joinville

Melhor época

A melhor época é o verão e os meses mais quentes, exceto por aqueles que gostam de curtir o frio.

Atrações em Joinville

Joinville é também chamada de “Cidade dos Príncipes”, pois as terras correspondentes à Colônia D. Francisca, que faziam parte do dote da princesa Francisca Carolina, irmã do imperador D. Pedro II, casada com o filho do rei da França, foram negociadas com a Sociedade Colonizadora de Hamburgo para a instalação de colonos. Outras denominações a ela atribuídas são: “Cidade das Flores”, “Manchester Catarinense” (por ser o maior pólo industrial do estado) e “Cidade das Bicicletas”.

Caminho dos Príncipes

A apenas 40 km de Joinville encontra-se São Francisco do Sul, cidade histórica localizada na Baía de Babitonga, fundada há mais de quinhentos anos e considerada uma das mais bonitas do litoral sul do Brasil. Possui 150 prédios tombados pelo Patrimônio Histórico Nacional, 13 magníficas praias, algumas muito propícias para o surf, rios e cachoeiras. Viajando no sentido oposto, indo para o interior, encontra-se a bela cidade de São Bento do Sul, famosa por sua indústria de móveis, com seus recantos, parques, cachoeiras e piscinas naturais.

São Bento do Sul

É porta de entrada para outras cidades, como Rio Negrinho, onde o concorrido passeio no trem Maria Fumaça, no segundo sábado de cada mês, é uma das maiores atrações. Em Corupá você poderá ver, na propriedade de Manfred Millnitz, vitórias-régias gigantes que, com 7,85 m de circunferência, maiores que as encontradas na Amazônia. Subindo a serra, a 80 km de Joinville e 850 m de altitude, encontrará a charmosa cidade de Campo Alegre, de bucólicas paisagens e habitações em estilo europeu. Seus hotéis estão sempre lotados nos finais de semana, portanto é melhor reservar com antecedência.

Museu Nacional da Imigração e Colonização

A Rua da Palmeiras, com suas alas de palmeiras imperiais que levam ao Museu Nacional da Imigração e Colonização, é um luxo e faz bem para os olhos. O museu, instalado na antiga residência de veraneio dos príncipes de Joinville, expõe peças do mobiliário da época da colonização, máquinas de escrever, prensas, teares, máquinas de costura, armas, carroças e carruagens etc.

Museu da Bicicleta – (MUBI)

Sendo Joinville apelidada “Cidade das Bicicletas”, nada mais natural que abrigar este museu, único no gênero no Brasil, com mais de 16 mil peças entre acessórios e bicicletas. Para os “ciclistas de carteirinha” é um deslumbramento, para os curiosos é uma revelação. Não perca, fica na rua Leite Ribeiro.

Escola do Teatro Bolshoi no Brasil

Funciona em prédio anexo ao Centreventos Cau Hansen e consiste na mais importante escola de balé clássico do Brasil, pois está sob a supervisão direta do superconceituado Balé Bolshoi de Moscou. É a única escola vinculada ao Bolshoi que funciona fora da Rússia.

Museu de Arte de Joinville

Expõe obras de arte de artistas catarinenses, promove exposições temporárias de artistas locais, promove estudos, conserva obras de arte em geral e incentiva atividades culturais. Fica na Rua XV de Novembro, 1400.

Centreventos Cau Hansen

Com seus 25.000 m² abriga vários tipos de eventos: exposições, shows, atividades esportivas, festas, apresentações teatrais e de música, congressos, etc. Bom conferir na época de sua estada na cidade se o evento que está rolando é de seu interesse, mas o edifício por si só já vale a visita. Avenida José Vieira, 315.

Catedral Diocesana – (Paróquia São Francisco Xavier)

Esta igreja é famosa por sua construção em estilo futurista e por seus vitrais que contam a história do homem. Fica na Avenida Juscelino Kubistchek.

Mercado Público Municipal

Fundado em 1907, conta com lojas de artesanato e produtos típicos, lanchonetes, restaurantes, parque infantil e praça de eventos, onde sempre se pode ouvir uma boa musica brasileira ao vivo. Fica na Praça Hercílio Luz.

Outras atrações interessantes para visitação na cidade são: Museu da Indústria, Museu de Fundição, Museu Arqueológico de Sambaqui, Museu Nacional do Bombeiro e Estação Ferroviária.

Turismo Rural

Nos arredores de Joinville, com acesso pela BR-101, a Estrada Bonita, as regiões do Piraí, Vale do Quiriri e Serra de D. Francisca, oferecem excelentes opções para quem quer tranqüilidade e apreciar a natureza, pois contam com uma parques aquáticos, trilhas, lagos para pescaria, rios e cachoeiras. Nestas regiões existem muitas propriedades particulares onde os moradores produzem e comercializam produtos caseiros e artesanatos. É também onde funcionam restaurantes e casas especializadas que oferecem café colonial e rural.

Passeio de barco

Um passeio pela Baia da Babitonga é o que há de mais lindo. É a oportunidade de navegar admirando o cenário das ilhas, da fauna e da flora ali existentes. Na Baia de Babitonga fica São Francisco do Sul.

Portal Rural de Joinville (Casa Kruger )

A 16 km de Joinville, foi tombado pelo Patrimônio Histórico em 1996, conservando a construção de 1925. Próximo ao trevo de acesso à Serra D. Francisca, funciona um Posto de Informações Turísticas, responsável pelos roteiros de turismo rural na região. Portanto, a parada ali é obrigatória para obter todas as informações necessárias e aproveitar ao máximo tudo o que a região pode oferecer. Pioneira nesta modalidade de turismo, a cidade oferece ao visitante a possibilidade de fazer visitas monitoradas às várias indústrias existentes na região.

 Site oficial de turismo de Joinville