Pratos típicos da Bahia
Comida baiana
Comida baiana

Pratos típicos da Bahia

A comida baiana no litoral e no interior do estado

É bom notar que a culinária baiana é bem variada. Alguns pratos são mais comuns no litoral sul, outros na costa norte da Bahia. Outros são típicos do Sertão ou da Chapada Diamantina. Portanto é difícil que em um mesmo restaurante você encontre todos os pratos abaixo:

Acarajé: bolinho de feijão-fradinho frito no azeite de dendê e recheado de camarão
Arroz de Haussá: preparado com charque, arroz moído e temperos
Bobó de camarão: creme de mandioca com camarões, leite de coco e pimentão
Caldeirada: peixes e frutos do mar cozidos em recipientes de barro
Carne de sol, charque e carne-seca: comuns no interior da Bahia, são geralmente acompanhadas de mandioca, pirão de leite e feijão verde ou de manteiga de garrafa e farinha de mandioca
Caruru: prato feito com quiabo, camarões, amendoins e temperos
Cortado de palma: ensopado feito com um tipo de cacto do sertão chamado mandacaru; prato típico da Chapada Diamantina
Feijoada baiana: feijoada feita com feijão mulatinho
Godó de banana: banana verde ensopada com carne seca; comum na Chapada
Mocotó: pata do boi em pedaços, cozida com coentro, cebola, pimentão e tomate
Moqueca: peixe cozido com azeite de dendê, leite de coco. cebola, pimentão, tomate e coentro; prato comum no litoral
Peixe no bambá: peixe cozido com polpa de dendê; prato do interior
Sarapatel: miúdos de porco com temperos; é um prato especialmente gorduroso
Vatapá: massa à base de pão ou fubá, com camarão, peixe e diversos temperos
Xinxim de galinha: galinha em pedaços cozida com camarão, farinha de camarão, amendoins e vários temperos.
Carne de bode: Pode ser preparada de várias formas. É comum sobretudo no Agreste e no Sertão.

Vídeo: receita de vatapá

E as bebidas?

Com o calor que faz, o consumo da boa e simples água de coco e das cervejas é muito grande. Verifique se a barraca de praia, bar ou restaurante serve a marca de sua preferência, já que muitos estabelecimentos trabalham com uma determinada cerveja. Dá para diversificar e tomar batida de vodca ou de pinga do Recôncavo com frutas. Em Porto Seguro, na Passarela do Álcool, o forte são coquetéis à base de frutas, que levam nomes exóticos.

Curiosidades sobre especialidades baianas

As baianas do acarajé Nas barraquinhas, só em Salvador são vendidos 50 mil acarajés por dia. Em 2005, o ofício de “Baiana do Acarajé” foi regulamentado e classificado pelo IPHAN como Bem Cultural Imaterial Brasileiro. A receita original do acarajé foi registrada como Patrimônio Cultural Brasileiro. Um alívio termos nos apoderado dela antes que os alemães o fizessem, já que patentearam a nossa rapadura. Aliás, os japoneses tentaram fazer o mesmo com o cupuaçu. Êta cara de pau! E se a gente patenteasse chucrutes e sushis?

A diferença entre carne-de-sol, carne seca e charque

Todas são de carne bovina, com diferentes preparos. A carne-de-sol, feita em lugares bem quentes e secos, é cortada, salgada e colocada em lugares abertos e ventilados (nunca ao sol, apesar do nome). A secagem é rápida e a parte de dentro se conserva macia. Em algumas regiões do Nordeste é também preparada com carne caprina. A carne seca, também conhecida como jabá, é salgada e seus cortes, chamados “mantas”, são empilhados em lugares secos. As mantas são constantemente mudadas de posição para facilitar a evaporação e, em seguida, colocadas em varais, ao sol. O charque é preparado com mais sal e sua exposição ao sol é mais prolongada.

Pratos típicos baianos

O menu baiano, diferente no litoral e no interior do estado 

Informações práticas

Hotéis em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes