Paris econômica

 

Ruas tortuosa, de traçado medieval no Marais
Paris econômica

Paris sem detonar o bolso, dicas

Onde dormir?

A opção clássica de hospedagem econômica é sempre o albergue da juventude. Se vai ficar só em Paris ou viajar pela França, para se hospedar em um albergue da juventude, você precisará tirar sua carteirinha. Para saber como obtê-la, entre no site brasileiro Albergues da Juventude. Por meio dele você pode até mesmo fazer sua reserva nos albergues de Paris e de outras cidades no mundo todo.
Para informar-se sobre os albergues da juventude em Paris e no resto da França, entre no site oficial Féderation Unie des Auberges de Jeunesse .

Uma outra opção excelente para a moçada em Paris são as Maisons Internationales de la Jeunesse et des Étudiants (“Casas Internacionais da Juventude e dos Estudantes”). Bonitas, limpas, baratas, amplas, organizadas, elas são muitíssimo bem situadas, em pleno Marais. Na verdade, são quase um luxo: funcionam em três lindos prédios do século XVII, pertinho um do outro, totalmente reformados. As vagas são reservadas, em princípio, aos jovens entre 18 e 30 anos. Excepcionalmente, fora da alta estação, se houver lugar, aceitam-se pessoas mais velhas.

Mapa de Paris

Onde comer?

– Em muitos dos albergues funcionam lanchonetes e restaurantes com preços mais do que razoáveis.

– Numa das Maisons Internationales funciona um restaurante com preços convidativos.
– Se você é estudante providencie no Brasil sua carteira internacional. Com ela você poderá comer nos 17 restaurantes universitários (clicar em restauration) de Paris e 20 cafeterias conveniadas. É muito pouco provável que você coma ostras recheadas como entrada e pato com laranja como prato principal, mas pode ter certeza de que são essas cantinas parisienses são bem melhores do que as nossas!

Carteiras de descontos

Além da carteira internacional de estudante, existem outras que podem ser bem úteis, como a carteira jovem (Go25) e a Carteira Mundial de Professor. Elas lhe permitem obter uma série de descontos em transportes, shows e estabelecimentos comerciais. No Brasil essas carteiras podem ser emitidas pela Experimento, a Student Travel Bureau, a Sem Destino e outras agências de intercâmbio. A carteira de estudante pode também ser obtida na UNE, (União Internacional de Estudantes).

Atrações e pontos de interesse gratuitos

Se você quer fazer uma viagem econômica e leu o que escrevemos em Paris para quem pode gastar, talvez esteja pensando: “E para mim, não sobra nada?” Sobra sim, muita coisa boa. Pergunte a alguém que estudou por lá, tendo de sobreviver com um dinheirinho minguado, se ele não se divertiu. É perfeitamente possível visitar Paris gastando relativamente pouco e aproveitando muito a viagem, desde que se abra mão de certos confortos. Pense que estar em Paris já é um luxo e deixe as mordomias para quando voltar ao Brasil!
• Informe-se com seu agente de viagens sobre o período de baixa estação. A economia já começará na compra da passagem.
• Estudantes, professores e quem tem até 25 anos pode se beneficiar de uma série de descontos e utilizar os restaurantes universitários, desde que tenha a respectiva carteirinha. Veja como obtê-la em PREPARANDO SUA VIAGEM/DOCUMENTAÇÃO.
• Além dos Albergues da Juventude, há em Paris pequenos hotéis de uma (ou nenhuma!) estrela, B&Bs e hospedarias limpos e baratos. Veja HOSPEDAGEM.
• Adquira o Paris Museum Pass (PMP) para economizar em ingressos de museus e outras atrações.
• Viajando com pouca bagagem e hospedando-se perto de uma estação de metrô ou RER (de preferência perto de uma estação da linha B do RER), você não dependerá de táxi para ir e voltar do aeroporto.
• Use e abuse do metrô. Para não gastar mais do que o necessário, leia neste site ou no GTB Paris sobre transportes na capital francesa.
• Troque algumas refeições por deliciosas crepes compradas na rua, por sanduíches de baguete com queijo ou presunto servidas em qualquer café ou por lanches no quarto do hotel (basta ir até o mercado mais próximo). Nesse último caso, compre pratos, talheres e copos descartáveis (e não esqueça de levar um canivete tipo suíço ou um abridor de latas e um saca-rolhas; uma garrafa de vinho francês razoável pode ser comprada nos mercados por uns 5 euros).
• Diversos albergues, hospedarias e restaurantes universitários possuem refeitórios impecavelmente limpos, onde se faz uma refeição simples por poucos euros. Alguns deles possuem também cozinhas onde você pode preparar o que quiser. (Leve a receita daquela moqueca que a vovó lhe ensinou; quem sabe aquela figura incrível que você conheceu tope jantar com você).
• A principal atração da cidade é grátis! Em Paris, flanar é o melhor programa. Caminhe à beira do Sena, perambule por bairros como St-Germain-des-Prés, Quartier Latin e Marais ou passeie pelos diversos parques e jardins parisienses. Você só gastará as solas dos sapatos.
• Os museus pertencentes à Prefeitura de Paris têm entrada franca. Dentre eles estão o Musée Carnavalet, o Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris, o Musée Bourdelle, o Musée Cognacq-Jay, a Maison de Victor Hugo, o Musée de la Vie Romantique, o Palais Galliera, o Petit Palais e as Catacombes.
• Passeie pelo Sena com economia. O Batobus, barco que funciona como um ônibus, é muito mais barato que um bateau-mouche. Você pode descer onde quiser, visitar o que desejar e embarcar no barco seguinte com o mesmo passe.

A História de Paris o interessa?

Veja todas as postagens sobre a história de Paris

Informações práticas sobre Paris

Como ir a Paris

Veja passagens aéreas e pacotes

Onde dormir em Paris

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos

Escolha e reserve seu hotel em Paris

Maquina fotografica

Paris em imagens  Fotos dos lugares de especial interesse turístico.

A França  em imagens  Verdadeira viagem fotográfica pela França. Dezenas de fotos das regiões Sul, Norte e Centro da França