Camaçari

Camaçari

Camaçari, uma das mais altas rendas per capita do Nordeste

Camaçari começou como uma aldeia em torno de uma missão jesuítica. Hoje, devido a seu centro petroquímico de cerca de 60 empresas e de seu pólo industrial planejado, o primeiro do país, implantado em 1978, o município tem uma das maiores rendas per capita do Nordeste. Ali funcionam importantes fábricas ligadas à indústria automotiva, como as da Ford, da Continental Pneus e da Bridgestone Firestone. A produção de Camaçari supre metade da demanda do país em produtos químicos e petroquímicos.

Mapa de Camaçari

Quarenta e dois quilômetros de praias

As belezas de seus 42 km de praias foram descobertas pelos hippies nos idos de 1960. Com acesso pela Estrada do Coco, os condomínios de luxo se espalharam por toda a localidade e impulsionaram o turismo. Os meios de hospedagem disponíveis são pousadas e casas de aluguel.

As praias

Jauá

O turismo começou a se desenvolver em Camaçari nas proximidades da antiga colônia de pescadores, onde há piscinas naturais. Muito freqüentada por jovens, é também a preferida por famílias com crianças. A localidade está dentro de área de proteção ambiental com dunas. Durante a maré alta, assista às ondas quebrando-se na praia com violência e provocando uma nuvem de espuma conhecida como “véu de noiva”. O calçadão da orla é point do agito noturno. No verão rolam festas e apresentações de grupos de capoeira e trios elétricos. Estrada do Coco, Km 15/16 I

Arembepe

O povoado ainda conserva o clima hippie que ali se instalou nas décadas de 1960 e 70. Na Aldeia Caratingui, onde se concentram artesãos e artistas, há um rico comércio. Nomes famosos da música brasileira e internacional, atraídos pela beleza do lugar, passaram por ali, como os Novos Baianos ( Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Moraes Moreira, Paulinho Boca de Cantor) Caetano Veloso, Gilberto Gil, Janis Joplin, Mick Jagger. São 7 km de praias; a de Arembepe e a de Piruí têm, na maré baixa, piscinas naturais; a Praia das Ondas, como o nome sugere, atrai surfistas, enquanto a do Porto é preferida pelos que associam praia a cerveja gelada e petiscos. Em Arembepe há uma base do Projeto Tamar. Estrada do Coco, Km 25 I

Barra do Jacuípe

Não é badalada como as de Jauá ou Guarajuba, nem tem tantas histórias quanto Arembepe, mas possui natureza praticamente intocada. Cercada por dunas e coqueirais, a foz do Rio Jacuípe é um cenário de rara beleza e tranqüilo para curtir o verão. O mar bravo atrai surfistas e praticantes de esportes náuticos, que anualmente organizam campeonatos, mas é perigoso para banhistas. O rio é utilizado para a prática de canoagem e pescarias. Jacuípe tem infra-estrutura turística, comércio e feira de artesanato. <end./> Estrada do Coco, Km 37 I

Guarajuba

O local foi agraciado pela natureza com belas faixas de areia ladeadas de coqueirais. A vila tem ruas arborizadas, ciclovias, shopping center, bares e restaurantes. <end./> Estrada do Coco, Km 40 I

Itacimirim

De fácil acesso, é tão procurada quanto sua vizinha Guarajuba. A presença de condomínios atrai visitantes que se encantam com as paisagens.

Veja também 

Costa do Sauípe | Lauro de Freitas | Mangue Seco | Praia do Forte

Informações práticas

Como ir

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Onde se hospedar

Escolha e reserve seu hotel em Salvador