Siena

Siena, a cidade do Palio

Construída no alto de colinas e cercada de antigas muralhas, com um fabuloso centro histórico, é um daqueles lugares que não podem de modo algum faltar em um roteiro de viagem pela Toscana. A cidade é hoje bem conhecida por seu famoso Palio, uma corrida de cavalos de volta da oval praça central da cidade, quando Siena fica lotada. Sem reservar com antecedência, você não consegue hotel.

Mapa de Siena

Como ir para Siena

Veja preços de pacotes e passagens

Carro

De Florença, pegue a S2. De Roma, pegue a A1 e, logo depois de Val di Chiana, a S326.

Ônibus

Vários ônibus partem diariamente de Florença e outras cidades italianas para Siena. A viagem demora mais ou menos 1h15. A estação rodoviária fica num subterrâneo, na Piazza San Domenico, pertinho do centro histórico. O acesso à bilheteria se dá por um elevador no meio da praça.

Trem

Há trens para Siena, mas esse não é o meio de transporte mais prático, pois a estação fica longe do centro histórico e, quer você parta de Florença, quer parta de Roma, terá que fazer uma baldeação.

Onde se hospedar em Siena

Todo o centro histórico, sobretudo as imediações da Piazza del Paglio, são excelentes localizações porque você terá que visitar tudo a pé. Carros não circulam pelas apertadas ruelas medievais do centro histórico.

Escolha e resserve seu hotel em Siena

A melhor época

O Palio ocorre nos dias 2 de julho e 16 de agosto, a alta estação. Se não for visitar Siena especialmente por causa do Palio, escolha outra data na primavera ou outono. Veja melhor época na Itália

Vídeo de turismo sobre Siena

Atrações turísticas em Siena

A principal atração turística de Siena é a própria cidade. De sua época de glória restaram muitas construções e obras de arte, que podem ser apreciadas em meio ao cenário ainda medieval do centro, dominado pela Piazza del Campo. O visitante também não deve perder a excelente culinária e os vinhos locais, sem falar na enorme variedade de delicio­sos biscoitos e doces típicos – como o famoso panforte –, que podem ser comprados nas diversas confeitarias existentes nas ruas em torno da praça principal.

Piazza del Campo

A imensa e curiosa praça do século XII, toda pavimentada de pedras e tijolos e abaulada no centro, é marca registrada de Siena. Nela estão o Palazzo Pubblico, com sua alta Torre del Mangia, e vários outros edifícios antigos, bem como restaurantes e lojas. É lá que ocorre o famoso Palio. Do lado oposto ao Palazzo, a bela fonte Gaia não deve passar despercebida.

Palazzo Pubblico e Museo Civico

O Palazzo Pubblico de Siena, construído no finalzinho do século XIII, em estilo gótico característico, com sua fachada com janelas em arco, separadas por colunas, foi durante muito tempo sede do poderoso governo sienense. Sua Torre del Mangia, com 102 metros de altura, é uma das mais altas torre medievais da Europa. A vista lá de cima é espetacular. A riqueza da decoração do palácio e seu valor histórico e artístico fizeram com que ele fosse transformado em um museu composto por diversas salas, algumas das quais abrigam quadros de diferentes épocas.

Duomo

Abre de segunda a sábado das 7h30 às 19h30 e aos domingos das 13h30 às 19h30. 3 a. Sem nenhum exagero, o Duomo de Siena, uma imensa catedral do fim do século XII, é imperdível. A igreja teria sido maior ainda se dificuldades de diversas naturezas não tivessem prejudicado os trabalhos. Sua fachada em mármore negro, branco e cor-de-rosa, adornada com alguns mosaicos, é uma obra-prima do gótico-românico italiano. O que mais impressiona no interior é o pavimento.

Museo dell’Opera del Duomo (Museo dell’Opera Metropolitana)

Piazza Duomo, 8 Um espaço foi adaptado numa ala da igreja (inacabada em razão de problemas econômicos e da peste que abalou a cidade em meados do século XIV) para receber peças que originalmente estavam dentro do Duomo ou em seu exterior. A obra mais famosa do acervo é a Maestà, de Duccio di Buoninsegna, mas veja também as estátuas de grandes mestres como Nicola e Giovanni Pisano, Donatello e Jacopo della Quercia e as tapeçarias, objetos e manuscritos antigos. No alto do campanário, chamado de Facciatone, desfruta-se um lindo panorama da cidade.

Pinacoteca Nazionale

Via San Pietro, 29. A pinacoteca nacional de Siena está instalada no Palazzo Buonsignori, de meados do século XIV. Nela estão expostas obras dos mais importantes pintores sieneses dos séculos XIII a XVI, como Duccio di Buoninsegna, Pietro Lorenzetti, Ambrogio Lorenzetti e Simone Martini.

San Domenico

Piazza San Domenico. A igreja gótica de San Domenico, do começo do século XIII, é muito visitada em razão de nela estar a capela com relíquias de Santa Catarina, padroeira da Itália, nascida em 1347.

Atrações turísticas nos arredores de Siena

Há lugarejos e aldeias medievais bem interessantes próximos de Siena que devem ser incluídos no roteiro daqueles que querem ficar mais tempo na Toscana. Todos esses lugares são facilmente acessíveis de carro, mas complicados para quem depende de transporte público. Como são várias cidadezinhas, a visita completa dura, no mínimo, três dias.

Monteriggioni

Há trens de Siena (12 minutos), até a estação “Castellina Scala Monteriggioni”, que fica a 3 km de Monteriggioni.A 19 km a noroeste de Siena pela S222. Um antigo burgo medieval fortificado, todo cercado por muralhas e torres de defesa, fincado no alto de uma elevação. É chamado até hoje de “Monteriggioni Castello”, embora já não exista castelo nenhum ali. É um lugar para uma visita rápida, que pode combinar com um almoço e uma pausa para comprasde produtos regionais,particularmente o vinho de produção local.

Abadia de Monte Oliveto Maggiore

Fica a 36 km a sudeste de Siena pela S2. Em Buonconvento, pegue a S451. Em estilo gótico-tardio, do começo do século XIV, construída com tijolinhos avermelhados, a abadia tem afrescos de Lucca Signorelli sobre a vida de São Benedito. Na farmácia estão expostos antigos frascos de licores.

Abadia de San Galgano

A 30 km a sudoeste de Siena pela S73. Acredita-se que essa foi a primeira abadia em estilo gótico construída por religiosos franceses. Suas ruínas, interessantes até pelo próprio quadro natural, resumem-se às altas e grossas paredes no meio do arvoredo.

Massa Marittima

A 35 km a sudoeste de Siena pela S73 até Bivio di Madonnino e depois pela S441. A cidade já foi uma república independente e um rico centro de mineração no passado, e conserva ainda hoje ruelas e edifícios medievais.

Montalcino

A 40 km a sudeste de Siena pela S2. Na altura de Buonconvento, vire à direita e siga as indicações.Quem não ouviu falar do famoso vinho toscano Brunello de Montalcino? Pois é, essa é a terra dele: uma minúscula cidade do século X, fincada no topo de uma colina, cheia de construções medievais, deliciosa para um passeio a pé. Ela conserva suas muralhas do século XIII, com torres de defesa e uma fortaleza do século XIV, La Rocca.

Pienza

A 50 km de Siena pela S2 e, em seguida, pela S146. Foi planejada pelo papa Pio II no século XV e nunca chegou a ser concluída. Hoje possui menos de três mil habitantes. Embora essa Brasília renascentista não tenha ido para a frente, a bela catedral e o palácio Piccolomini ainda existem.

Montepulciano

Há trens diretos a partir de Siena (1h). De Siena utilize a S2 e, em seguida, a S146. Fica a alguns quilômetros depois de Pienza.Pequena cidade de origem etrusca, dominada pela Florença dos Medici, conta hoje com 14 mil habitantes. Para chegar ao seu centro histórico e à Piazza Grande, com edificações em diferentes estilos – o centro monumental da cidade –, entre pela Porta al Prato. Nessa praça está o Palazzo Comunale, do século XV, de cuja torre se tem uma vista espetacular da cidade e do vale. Na Via di Voltaia nel Corso há belos edifícios medievais e renascentistas. O Duomo, do século XVI, também merece uma olhada. A cidade é famosa por seu vinho Nobile de Montepulciano.

Chiusi

Há trens diretos a partir de Siena (1h25). Fica um pouco depois de Montepulciano, pela mesma estrada.É outra cidadezinha bem agradável, em estilo semelhante a Montepulciano. Perto dali está a igrejinha renascentista de San Biaggio, do famoso arquiteto Antonio de Sangallo.

Dicas

Siena é uma cidade para percorrer a pé mesmo (de carro, nem pensar!), ou eventualmente de bicicleta, mas as ladeiras atrapalham um pouco. Há diversos estacionamentos fora do centro histórico. Por outro lado, alugar um carro é uma ótima opção para visitar a vizinhança.

A Itália em imagens

Uma verdadeira viagem fotográfica por cada região da Itália, com dezenas de imagens separadas por destinos

Maquina fotografica

 

 

Centro da Itália em Imagens

Sul da Itália em imagens

 Norte da Itália em imagens