Florença (Firenze)

Florença, a cidade-museu

Como ir

Avião 

Não há voos diretos do Brasil. A capital da Toscana tem conexões aéreas com as mais importantes cidades da Itália e de outros países europeus. O aeroporto Americo Vespuccio fica a 4 km da cidade. Uma corrida de táxi até o centro não é cara. Há ônibus diretos do aeroporto até a estação Santa Maria Novella, no centro. Muitos voos chegam ao aeroporto Galileu Galilei, em Pisa, de onde existem trens diretos para Florença, localizada a 80 km dali.

Veja passagens aéreas e pacotes

Carro 

A partir de Roma (280 km), Bolonha (105 km) ou Milão (300 km), pegue a A1. De Veneza (255 km), a A13 e, ao chegar a Bolonha, a A1. De Gênova (225 km), indo pelo litoral, utilize a A12 e depois a A11.

Trem 

Florença é ligada por trens a Roma (1h30 a 2h30), Bolonha (1h30), Milão (2h45 a 4h) e Veneza (1h30 a 2h). Também tem conexões ferroviárias com outras cidades toscanas.

Ônibus 

Há ônibus diretos de Roma e Milão para Florença. Eles o deixarão ao lado da estação Santa Maria Novella, no centro histórico.

Como circular por FlorençaVejas dicas sobre transportes em Florença

Hotéis em Florença

Embora existam em Florença hotéis instalados em belas vilas históricas na periferia, o centro histórico, sobretudo as proximidades do Duomo é a área mais prática para se hospedar e fica perto de tudo: pontos turísticos, comércio, restaurantes. Organize roteiros para optimizar seu tempo pois em Florença há realmente muito para se visitar.

Escolha e reserve seu hotel em Florença

Melhor época

Florença pode ser visitada em qualquer época do ano, mas evite o auge da alta estação: o verão europeu. Há turistas demais, tem filas para visitar museus, o serviço dos restaurantes perde qualidade, tudo se torna mais caro. Se puder, viaje na primavera ou no outono, a baixa estação. Veja mais informações sobre a melhor época para ir à Itália.

Atrações turísticas em Florença

Não é novidade para ninguém que a Itália é o país das artes. A região da Toscana é uma das que mais se destacam pelo volume e riqueza do patrimônio artístico. A concentração de obras de arte na capital toscana é simplesmente um escândalo!.
A capital toscana tem tantas atrações turísticas de primeira grandeza, que somos obrigados a separar informações sobre a cidade, das atrações, em páginas diferentes. A listagem de pontos de interesse é interminável! Veja “Atrações em Florença“.

Dicas

A cidade é perfeita para se visitar a pé, não de carro. O carro serve apenas (embora não seja realmente necessário), para visitar outras atrações na Toscana, próximas. É o caso de Siena, Lucca, Pisa, San Gimignano, acessíveis de trem ou de ônibus. O trajeto entre Florença e cada uma dessas cidades, que podem ser visitadas em um bate-e-volta, é de aproximadamente meia hora. É proibido estacionar no centro histórico e os estacionamentos são  caríssimos. Poucos hotéis, exceto os de luxo, possuem garagem própria.

A cidade renascentista merece no mínimo uns três dias para se visitar o básico. Para visitar seus inúmeros museus e principais atrações, o ideal seria dispor de pelo menos uma semana. Calce sapatos confortáveis pois vai caminhar muito. Se puder evite a alta temporada quando a cidade é invadida por multidões de turistas do mundo todo.

A Itália em imagens

Uma verdadeira viagem fotográfica por cada região da Itália, com dezenas de imagens separadas por destinos

Maquina fotografica

Centro da Itália em Imagens

Sul da Itália em imagens

                                      Norte da Itália em imagens