Arredores de Mendoza

Mendoza: passeios e excursões nos arredores

Mapa de Mendoza

Los Penitentes

A 168 km de Mendoza pela RN 7. O centro de esportes de inverno inaugurado na década de 1970 conta hoje com escola de esqui, pistas para esqui e snowboard e variados meios de hospedagem. Seu nome é devido às curiosas formações rochosas que lembram uma procissão de monges penitentes. No verão, a localidade serve de base para a escalada do Aconcagua, bem perto dali.

Vallecitos

A 80 km de Mendoza pela RN 7. Dentre as estações de esqui da região, é a que fica mais perto de Mendoza, o que a torna uma opção atraente para o turista que quer conhecer um centro de esportes de inverno.

Puente del Inca

 A 160 km de Mendonza pela RN 7. Há ônibus diretos de Mendoza para Puente del Inca, mas o passeio bate-e-volta é cansativo para quem não está de carro. Se depender de transporte público, o mais fácil é dormir em Puente del Inca. Saiba que, embora faça calor durante o dia no verão, as noites são frias. O vilarejo, a 2.700m de altitude, famoso por sua ponte natural de pedra com aproximadamente 50m de comprimento e 8m de largura, fica a caminho do Chile, próximo ao Parque Provincial Aconcagua. O local era passagem natural para aqueles que se dirigiam ao Chile e foi utilizado por San Martín e seu exército. Suas águas termais com temperaturas que oscilam entre 34ºC e 38ºC, já teriam sido utilizadas pelos incas. Hoje, são utilizadas para “fabricar” lembranças para turistas: objetos mergulhados nelas petrificam-se em algumas semanas. No começo da década de 1920, foi construído junto às fontes o luxuoso hotel Puente del Inca, destruído por uma avalanche em 1965. Embora o hotel esteja em ruínas, é possível ver a fonte de água quente de cor amarelada em razão do enxofre, numa parte ainda de pé.

Uspallata

A 105 km a oeste de Mendoza pela RN 7 Há vários ônibus por dia de Mendoza (2h30). Situada em um lindo vale rodeado de montanhas de picos nevados a 2.000m acima do nível do mar, esse povoado de 3.000 habitantes foi utilizado como cenário para o filme Sete Anos no Tibet, com Brad Pitt. Bem no meio de uma região árida, Uspallata é um verdadeiro oásis. A cidadezinha serve de base para trekkings e passeios a cavalo. O Valle de Uspallata foi onde San Martín concentrou seu exército antes de cruzar os Andes e prosseguir a luta contra o poder colonial. A poucos quilômetros da cidade ficam as ruínas de Las Bovedas, fornos de fundição de metais preciosos construídos pelos espanhóis. Em Picheuta, a 20 km de Uspallata pela RN 7, existe ainda uma ponte de pedra construída pelo exército de San Martín.

Parque Provincial Aconcagua

A 4 km de Puente del Inca. O ingresso ao parque deve ser adquirido na Subsecretaria de Turismo de Mendoza (<end./> Av. San Martín, 1143), onde você também deve pedir informações sobre as condições de clima e segurança caso pretenda fazer trekking ou escalar a montanha. Nesse parque situa-se o Aconcagua, a mais alta montanha das Américas (6.959m), cujo nome vem da palavra quéchua Acon Cahuac, que significa “Sentinela de Pedra”. Embora o Aconcagua possa ser escalado sem necessidade de equipamentos especiais, os efeitos da altitude podem ser um obstáculo para muitas pessoas. O bom senso recomenda adaptar-se à altitude antes de tentar a subida, que só deve ser feita se você estiver em boas condições físicas. Há estações em diferentes altitudes onde o pessoal dá uma parada (e retoma fôlego!).

Como ir a Mendoza

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Onde se hospedar em Mendoza e arredores

Escolha e reserve seu hotel em Mendoza

Escolha e reserve seu hotel em San Rafael

Escolha e reserve seu hotel em Uspallata

Escolha e reserve seu hotel em Los Penitentes

A Argentina em imagens
Maquina fotografica

Álbum fotográfico com dezenas de fotos da
Argentina separadas em slide-shows
 sobre a as regiões mais interessantes do país.