Arredores de Florença
Monteriggioni, Toscana, Itália
Monteriggioni, Toscana, Itália

 

Mapa de Florença e região

Arredores de Florença

Fiesole

Fica tão perto de Florença – a apenas 8 km – que dá até para os mais dispostos encararem a caminhada. O que desanima (inclusive para ir de bicicleta) é a subida. Outra opção é pegar o ônibus nº 7 em Santa Maria Novella ou na Piazza del Duomo. Fiesole fica no alto, o que garante uma magnífica vista de Florença. O próprio caminho para lá, entre olivais e vinhas, já vale o passeio. Por incrível que possa parecer nos dias de hoje, essa cidadezinha fundada no século VII a.C. foi uma poderosa rival de Florença, até que, no século XII, caiu sob a dominação florentina.

Zona arqueológica 

A cidade, de apenas 15 mil habitantes, tem muitas atrações: a zona arqueológica, com ruínas de um anfiteatro romano e de outros edifícios, além de um pequeno museu; o singelo convento de San Francesco, no alto de uma colina; as ruínas de uma muralha etrusca; o Duomo, do século I, que foi muito modificado nos séculos XIII e XIV e que, no século passado, teve sua fachada completamente reformada; a Badia Fiesolana, uma antiga abadia beneditina que, embora tenha sua origem no século I, passou por ampliações e reformas que lhe deram um aspecto românico-renascentista com o uso do mármore verde e branco característico da Toscana; e San Domenico de Fiesole, uma igrejinha famosa pela obra Virgem com o Menino e os Santos, de Fra Angelico (no povoado de mesmo nome, a 2,5 km de Fiesole).

Prato

Pode-se ir de trem, saindo da estação Santa Maria Novella, ou de carro, pela A11.Hoje um centro industrial, Prato foi uma próspera cidade medieval graças à fabricação de tecidos. Seu centro histórico conserva um Duomo com ricos afrescos e um museu onde podem ser vistas obras que originalmente o adornavam. Também merecem uma olhada a igreja renascentista de Santa Maria delle Carceri e, ao lado dela, o Castello del Imperatore, do século XIII. Trata-se do único castelo-forte da época do domínio dos invasores suábios, de origem germânica, existente no norte da Itália.  Prato

Pistoia

Pode-se ir de trem, saindo da estação Santa Maria Novella, ou de carro, pela A11.Seu centro histórico tem muitas construções antigas. Veja, na Piazza Duomo, a Cattedrale di San Zeno e o Palazzo del Comune. O nome da cidade é familiar para os brasileiros pois lá foram enterrados nossos pracinhas mortos na Segunda Guerra Mundial. Seus restos mortais já foram trazidos para o Brasil. Pistoia

Vinci

O melhor é ir de carro, pela S67, sair na altura de Empoli e pegar a direção Vinci ou Pistoia. De ônibus você terá que descer em Empoli ou em Montelupo e de lá tomar outro ônibus.Vinci é um vilarejo de apenas 1,5 mil habitantes cuja fama se deve a seu mais ilustre filho: Leonardo, é claro. Além da casa onde o artista e inventor nasceu, é muito interessante visitar o pequeno Museo Leonardiano, instalado em um castelo do século XI. Nele podem ser vistas várias das invenções de Da Vinci, inéditas e inimagináveis na sua época, como equipamentos de construção civil, tanques de guerra, escafandros, páraquedas e até uma de suas máquinas ­voadoras. Vinci

Como ir

Escolha e reserve seu voo

Onde dormir

Escolha e reserve seu hotel em Florença

Quando é melhor viajar pela Toscana

Veja a melhor época para viajar pela Itália

A Itália em imagens

Uma verdadeira viagem fotográfica por cada região da Itália, com dezenas de imagens separadas por destinos

Maquina fotografica

Centro da Itália em Imagens

Sul da Itália em imagens

                                      Norte da Itália em imagens