Arquivo da tag: bahia

Hotel na Bahia

A Bahia possui ampla opções de hotel de todos os tipos e categorias, em Salvador, nas praias e no interior do Estado. Mesmo as acomodações mais simples costumam ser limpas e confortáveis. O texto que acompanha cada estabelecimento nas diferentes cidades baianas fazem parte do Guia da Bahia, da série GTB, hoje on-line e gratuito.

Mapa da Bahia

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. É possível que pague menos do que a tarifa de balcão ou reservando diretamente com o hotel. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha seu hotel na Bahia

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Hotel em Arraial d’Ajuda

Escolha e reserve seu hotel em Porto Seguro e Santa Cruz de Cabrália

Escolha e reserve seu hotel em Trancoso

Escolha e reserve seu hotel em Ilhéus e Olivença

Escolha e reserve seu hotel em Itacaré

Escolha e reserve seu hotel em Caraíva

Mirante, estrada da Serra Grande, Ilhéus, Bahia
Mirante, estrada da Serra Grande, Ilhéus, Bahia

Acessar o índice remissivo •  Acessar o sumário

Costa do Cacau

A Costa do Cacau está imortalizada em romances do Jorge Amado e em Novelas. É na Costa do Cacau que ficam cidades como Ilhéus,  Itacaré, Una,  Canavieiras e Santa Luzia
Além de história, a Costa do Cacau tem belezas naturais e cidades bem estruturadas para receber visitantes.

Mapa da Costa do Cacau e Ilhéus

Como ir

Avião

O aeroporto Jorge Amado, de Ilhéus, opera vôos da TAM, OceanAir, Webjet e GOL, provenientes de Salvador e de outras capitais do país. Recebe também vôos charter de companhias de táxi aéreo. Há ponto de táxi em frente à área de desembarque e locadora de automóveis no saguão.

Ônibus

No Terminal Rodoviário de Ilhéus (( 3631-3161 | 3634-4121) chegam ônibus interestaduais. Há linhas regulares para as outras localidades da Costa do Cacau. As principais companhias que operam no terminal são a São Geraldo (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Goiânia, Curitiba e Foz de Iguaçu); a Rota (Porto Seguro, Eunápolis, Itacaré e Vitória da Conquista); a Águia Branca (Salvador, Feira de Santana, Bom Despacho, Itamaraju, Eunápolis, Vitória-ES); a Novo Horizonte (São Paulo, Brasília, Goiânia, Anápolis, Governador Valadares, Barreiras e Bom Jesus da Lapa); a Bomfim (Aracaju, Alagoinhas, Estância e Esplanada); a Riodoce (Teixeira de Freitas, Eunápolis, Juiz de Fora e Realeza); e a Expresso Brasileiro (Canavieiras, Itacaré, Una, Vitoria da Conquista, Eunápolis, Itabuna e Posto da Mata).

Carro

De Salvador, tome a BR-324 e depois a BR-101, na direção sul, até Uruçuca; de lá, siga em direção a Ilhéus. Quem chega do sul pela BR-116 deve pegar a BA-262 em Poções até a BA-263 e seguir até Itabuna. Quem chega pela BR-101 deve pegar a BR-415 em Itabuna para chegar a Ilhéus. De Ilhéus, pegue a BA-001 na direção sul até Una (67 km) e Canavieiras (107 km). Para alcançar Santa Luzia, entre na BA-270 15 km antes de Canavieras ou tome a BR-415 até Itabuna e desça a BR-101 (82 km) até a intersecção com a BA-270. São mais 14 km até Santa Luzia.

As atrações da Costa do Cacau

Ecoturismo

Itacaré atrai adeptos do ecoturismo. Suas praias desertas, rios e cachoeiras também são procuradas para a prática de esportes radicais como canoagem, rafting, rappel e trekking.

As praias

As praias de Ilhéus, cidade que inspirou Jorge Amado, ficam cheias durante o verão. Os arredores podem ser explorados de barco por via fluvial ou pelas trilhas abertas na mata.

Fazenda de cacau

Ali, fazendas de cacau abertas a visitas são outro atrativo. A preservação da Mata Atlântica na região tornou possível a implantação de parques, com monitoração educativa, importantes para difundir o respeito pelo meio ambiente, principalmente junto àqueles que não se interessam pelo assunto e acham que os recursos naturais nunca irão se esgotar.

O melhor da Costa do Cacau

O município de Una tem entre suas principais atrações o resort de luxo da Ilha de Comandatuba. Junto com Canavieiras, mais ao sul, forma um circuito de belas paisagens.
No interior, a pequena Santa Luzia, antiga região de minas de diamantes, atrai praticantes de esportes radicais.

Informações práticas

Como ir

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Onde se hospedar em Ilhéus, Itacaré e em Salvador

Escolha e reserve seu hotel em Ilhéus

Escolha e reserve seu hotel em Itacaré

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

A Bahia em Imagens

Mapa da Bahia

Informações práticas

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes

Praia de Canavieiras, região de Ilhéus
A Costa do Descobrimento, Bahia, Praia de Canavieiras, região de Ilhéus

A Costa do Descobrimento, Bahia

A Costa do Descobrimento conserva a memória das primeiras iniciativas portuguesas de colonização da América. Os monumentos históricos situam-se, em sua grande maioria, em Santa Cruz de Cabrália e Porto Seguro, onde se encontra o Marco do Descobrimento, mas as pequenas igrejas do Arraial d’Ajuda e de Trancoso são importantes testemunhas da chegada dos pioneiros.

Mapa de Porto Seguro e Costa do Descobrimento

Entre Belmonte e Caraíva

Nos 150 km entre Belmonte e Caraíva, existem praias desertas e outras bastante agitadas, junto a vilarejos que se tornaram points no verão. Os meios de hospedagem variam de campings a resorts luxuosos. As opções de diversão, lazer e contato com a história do país são muitas.

Santa Cruz de Cabrália

Em Santa Cruz de Cabrália existem recantos ainda não muito explorados, excelentes para quem quer fugir do agito. Há também, em Coroa Vermelha, local onde foi rezada a primeira missa no Brasil, uma aldeia de índios Pataxós.
Saiba mais sobre Santa Cruz de Cabrália.

Porto Seguro

A cidade de Porto Seguro, que possui a melhor infra-estrutura turística, é a que recebe o maior número de visitantes. Do outro lado do rio, encontra-se o Arraial d’Ajuda que, além de rústico e charmoso, dá acesso para as praias do sul, como Taípe, Lagoa Azul e Pitinga. Nas redondezas desenvolveu-se boa estrutura turística com hotéis e pousadas.
Saiba mais sobre Porto Seguro

Arraial d’Ajuda

Música, luaus, alegria e gente bonita animam a noite em Arraial D’Ajuda. O agito começa na “Broadway” e se estende pela estrada do Mucugê e pelo Beco das Cores. Nas ruas, boates e bares lotados, a paquera rola solta. Saiba mais sobre Arraial d’Ajuda.

Trancoso

A seguir encontra-se Trancoso, antigo paraíso “bicho-grilo” e de naturistas, hoje um lugar sofisticado, onde muitos artistas plásticos e artesãos, brasileiros e estrangeiros, fixaram residência. Saiba mais sobre Trancoso.

Caraíva

O pequeno vilarejo de Caraíva, por sua vez, que conserva a rusticidade (lá, a luz elétrica é de instalação recente), tem dentre suas atrações a Praia do Espelho, uma das mais bonitas da costa brasileira. Saiba mais sobre Caraíva

Como ir

Avião

Porto Seguro possui aeroporto internacional. TAM e Gol têm vôos regulares para lá a partir de certas capitais brasileiras. Ônibus urbanos e táxis ligam o aeroporto ao centro.

Ônibus

As empresas São Geraldo (71/3450-4488), Gontijo (( 0800-311312) e Águia Branca (( 73/3288-2575) operam linhas entre Porto Seguro, Santa Cruz de Cabrália e Trancoso. Para ir ao Arraial d’Ajuda há balsas a partir de Porto Seguro. Ao desembarcar, ônibus ou lotações o levarão até a vila, a 5 km.

Carro

Para ir a Porto Seguro pegue a BR-101 até Eunápolis e depois a BR-367. Para chegar a Santa Cruz de Cabrália, depois de Porto Seguro, prossiga por 23 km na direção norte pela estrada litorânea. Para ir ao Arraial d’Ajuda, pegue a balsa em Porto Seguro e rode mais 5 km até a vila, ou tome a nova estrada asfaltada, que sai da BR-367, 35 km após Eunápolis. Do Arraial há estrada para Trancoso e para o embarcadouro onde se tomam barcos para Caraíva.

Informações práticas

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador 

Praia do Forte, Bahia
Praia do Forte, Bahia

Costa dos Coqueiros, ao norte de Salvador

A Costa dos Coqueiros vai do norte de Salvador até a divisa com o Estado de Sergipe. Com boa infra-estrutura turística e 200 km de litoral repleto de dunas, coqueirais, reservas ecológicas e sítios históricos, é uma boa pedida para curtir a natureza sem abrir mão do conforto.

Mapa da Costa dos Coqueiros (Arambepe)

Arambepe

Saindo de Salvador pela BA-099, a “Estrada do Coco”, você chega a Arembepe, um vilarejo que conserva vestígios da geração “paz e amor”. Os novos points são Guarajuba e Itacimirim. A famosa Praia do Forte abriga as instalações do Projeto Tamar e as ruínas do Castelo Garcia D’Ávila.

A linha verde

Depois da entrada da Praia do Forte, a Estrada do Coco passa a se chamar Linha Verde. Nela se encontra o luxuoso Complexo Hoteleiro do Sauípe, montado em área de preservação ambiental e com estrutura cinco estrelas, que atrai visitantes do mundo inteiro.
A seguir, no município de Entre Rios, estão as praias de de Massarandupió, freqüentada por naturistas, e de Subaúma.

Lugares paradisíacos 

A partir daí, os vilarejos se sucedem com lugares paradisíacos, como a praia de Sítio do Conde, bem estruturada, badalada e cheia de atrações.
Mangue Seco, no extremo norte do litoral baiano, ainda é selvagem e misteriosa, com dunas móveis, coqueiros semi-enterrados na areia, rios, manguezais e histórias de Tieta.
Há de tudo na Costa dos Coqueiros – mordomia, simplicidade, aventura, esporte, agito, sossego. Basta escolher.

Como ir

Avião

No Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, há ônibus para o litoral norte e para o Complexo Hoteleiro do Sauípe. No aeroporto funcionam locadoras de veículos.

Ônibus

A partir do Terminal Rodoviário de Salvador, o Expresso Linha Verde (( 71/3450-0321) serve a maioria das localidades ao longo da Estrada do Coco e da Linha Verde. Há ônibus a cada meia-hora para a praia do Forte; o último sai às 18h30 e, em horários variados, para Imbassaí, Porto do Sauípe, Subaúma, Baixio, Conde, Sítio do Conde e Jandaíra. A empresa Catuense (( 71/3450-4004) viaja para Baixio. Para Lauro de Freitas há várias linhas de ônibus regulares na orla e no terminal do aeroporto. Para Camaçari, há ônibus no Terminal da França, junto ao porto, atrás do Mercado Modelo.

Carro

Saia de Salvador pela Paralela ou por Itapuã e pegue a direção de Lauro de Freitas, seguindo as indicações BA-099/Litoral Norte.

Atrações turísticas e pontos de interesse

Lauro de Freitas

Lauro de Freitas é um dos municípios mais industrializados da Bahia e, mesmo que o turismo não seja sua principal fonte de renda, tem praias e recantos agradáveis que atraem visitantes. Saiba mais.

Costa do Sauipe

A costa do Sauípe tem paisagens abençoadas, com praias espetaculares. É onde fica a famosa Praia do Forte. Saiba mais sobre a Praia do Forte

Informações práticas

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Ilheus, Bahia, Olivença

Você fala “baianês”?

Na Bahia não se usa dizer papai ou mamãe, diz-se “meu pai”, “minha mãe” e, o que é mais especial, diz-se “mãinha” em vez de “mãezinha” e “painho” em vez de paizinho. Certos termos se tornaram populares por meio das músicas baianas difundidas por todo o Brasil. Em muitas ocasiões cantamos canções e repetimos suas letras sem saber muito bem seu significado. Algumas palavras são de origem iorubá, língua de boa parte dos africanos que vieram para o Brasil; outras, de uso corriqueiro, designam objetos, ações ou cumprimentos.

Expressões baianas

abadá = blusão de origem africana usado no Carnaval
abafa-banca = picolé caseiro com sabor de suco de frutas
abusar = aborrecer, encher a paciência
arengueiro = aquele que causa confusão com freqüência, fofoqueiro
arerê = festa, agitação
arroz-doce = “arroz de festa”, aquele que vai a todas as festas
avexado = apressado
axé = energia vital, força sagrada dos orixás ou objeto em que se fixa essa energia; cumprimento que exprime votos de felicidade
banana-mole = lento, lerdo
boiar = ficar cansado
borimbora = vamos embora
bozó = despacho de macumba
cacetinho = pão francês
dar espeto = dar calote
dar um cheiro = beijar
empesteado = superlotado
estar de calundú = estar zangado
fatia-de-parida = rabanada
ilê = casa, moradia
madorna = soneca
mangar = caçoar
merenda = lanche
meu bom, meu rei = meu chapa, amigão
muzenza = filhos-de-santo dos candomblés de nação angola
oxê, oxente = expressão de surpresa ou admiração
perainda = espere mais um pouco
pipoca = folião que não tem o abadá e permanece no circuito carnavalesco sem acompanhar um trio elétrico
porreta = muito legal, especial
se abrir = se oferecer
virado no cão = muito irritado
zoada = barulho

Informações práticas

Como ir

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Mirante na estrada para Ilhéus, Bahia

Atrações turísticas na Bahia: os lugares de maior interesse

Salvador

Os lugares de interesse turístico na Bahia começam por sua capital, Salvador. A cidade tem um lindo centro histórico colonial, declarado Patrimônio da Humanidade, muitos museus, lindas praias, restaurantes de classe internacional e vida noturna animada. Isso sem falar de seu Carnaval, que atrai turistas do mundo todo.

Itaparica, Recôncavo Baiano

As águas calmas da Baía de Todos os Santos são ideais para a prática de esportes náuticos e aquáticos como windsurf, vela, remo, canoagem, mergulho, esqui aquático e jet ski. Para amantes do ecoturismo há trilhas em meio à Mata Atlântica e rios navegáveis que cortam manguezais.

Costa dos Coqueiros

Há de tudo na Costa dos Coqueiros: mordomia, simplicidade, aventura, esporte, agito, sossego. É nessa região da Bahia que fica Mangue Seco, com dunas móveis, coqueiros semi-enterrados na areia, rios, manguezais e histórias de Tieta.

Morro de São Paulo e Costa do Dendê

Nessa região de litoral recortado e dominado por arquipélagos, ao sul do Recôncavo Baiano, fica o povoado de Morro de São Paulo, um dos mais conhecidos e procurados pontos turísticos da Bahia, situado na Ilha de Tinharé.

Ilhéus e Costa do Cacau

Além de história, a Costa do Cacau tem belezas naturais e cidades bem estruturadas para receber visitantes. A região serviu de cenário para alguns dos romances de Jorge Amado.

Porto Seguro e a Costa do Descobrimento

Esse trecho do litoral da Bahia tem lindas praias, como em Caraíva, algumas já super badaladas, como as de, e outras, mais afastadas, porém espetaculares, praticamente “intactas”, que só estão esperando que você apareça lá e as descubra.

Abrolhos e Costa das Baleias

A Costa das Baleias proporciona ambiente para prática de esportes náuticos e mergulhos, tem lindas praias, rios, trilhas ecológicas e boa culinária à base de frutos do mar. É nessa região da Bahia que fica Abrolhos, um lugar espetacular mergulho.

Costa do Cacau

Um litoral de lugares históricos e belas praias, como Ilhéus e Itacaré.

Chapada Diamantina

O interior baiano reserva ótimas surpresas; a melhor dela é Chapada Diamantina.

Rio São Francisco

A região do Rio São Francisco é um verdadeiro “banho de Brasil”, indicado para quem busca sair dos roteiros convencionais e conhecer mais de seu país.

Informações práticas

Como ir

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Onde se hospedar

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Festa Popular em Salvador, Estado da Bahia
Festa Popular em Salvador, Estado da Bahia

 

O povo baiano

Simpatia e musicalidade

A simpatia do povo baiano é um dos motivos que levam as pessoas a visitar a Bahia. Os baianos são hospitaleiros, alegres, têm uma musicalidade sem igual e conservam suas tradições e religiosidade.

Uma mistura de povos e raças

Cada povo que por lá esteve, de alguma forma, deixou sua contribuição nos costumes, na formação cultural e nas tendências artísticas.
Na Bahia de hoje, a grande maioria da população é de pardos, ou seja, de ascendência africana, mesclada ou não com brancos e índios. De acordo com dados do IBGE de 2000, a composição étnica se distribui da seguinte maneira: brancos, 20,9%; negros, 14,4%; pardos, 64,4%; e orientais ou indígenas, 0,3%.

Na Capital, afrodescendentes e mestiços constituem mais de 80% da população. Por isso, as tradições e crenças de origem africana influenciaram profundamente a cultura local, resultado da mescla de elementos europeus, africanos e indígenas.influência da cultura africana

A influência da cultura africana está presente na culinária, nos cultos religiosos, no vocabulário, nas artes e também no famoso carnaval de Salvador. Predominam as cores vibrantes na pintura e a batida dos instrumentos de percussão na música. Difícil é achar um cidadão que não saiba qual o seu orixá (seu santo, seu guia espiritual). Dos menos favorecidos até os mais abastados, de políticos a intelectuais de prestígio, todos seguem as orientações das ialorixás (mães de santo) ou dos babalorixás (pais de santo) da Bahia. Os terreiros de candomblé representam núcleos comunitários e são freqüentados por quase todos, mas o catolicismo também apresenta presença marcante, bastando ver a incrível quantidade de igrejas existentes em Salvador e nas outras cidades do Estado. Na realidade, candomblé e catolicismo se misturam em um sincretismo tão arraigado que a cada um dos principais orixás está associado um santo.

Informações práticas

Hotéis em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes

Guia de viagem GTB, sobre a Bahia

Índice remissivo das atrações na Bahia

A
Abaeté, 97
Abrolhos, 207
Afoxé Filhos de Gandhy, 80
Alcobaça, 210
Andaraí, 232
Antiga Faculdade de Medicina, 82
Arembepe, 135
Arquipélago de Abrolhos, 207
Arquivo Público da Bahia, 97
Arraial d’Ajuda, 195
Arredores de Caraíva, 197
Associação de Capoeira Mestre Bimba, 81
Atelier Percussivo Mestre Lua Rasta, 82
B
Baixa das Quintas, 97
Barreiras, 251
Basílica do Salvador, 82
Belvedere da Cruz Caída, 83
Boa Viagem, 95
Boipeba, 158
Bom Jesus da Lapa, 249
Bonfim, 95
C
Cacha-Pregos, 116
Cachoeira, 123
Cachoeira de Paulo Afonso, 258
Camaçari, 134
Caminho da Vila Velha, 89
Canavieiras, 179
Candeias, 120
Caraíva, 197
Caravelas, 211
Carmo, 87
Casa de Angola, 81
Casa do Benin, 81
Catedral Basílica do Salvador, 82
Cemitério de Quinta dos Lázaros, 97
Cidade Alta, 79
Cidade Baixa, 85
Comandatuba, 178
Conde, 139
Convento de São Francisco, 83
Convento e Igreja do Carmo, 88
Corredor da Vitória, 89
Corumbau, 210
Costa Azul, 98
Costa das Baleias, 205
Costa do Cacau, 166
Costa do Dendê, 152
Costa do Descobrimento, 190
Costa do Sauípe, 138
Costa dos Coqueiros, 131
Cruz Caída, 83
Cumuruxatiba, 209
D
Diogo, 138
Dique e Parque do Tororó, 94
E
Elevador Lacerda, 85
Estrada Real, 236
F
Farol da Barra, 93
Farol da Ponta de Humaitá, 96
Feira de São Joaquim, 98
Forte de N. Sra. de Mont Serrat, 96
Forte de Santa Maria, 93
Forte de Sto. Antônio Além do Carmo, 88
Forte de Santo Antônio da Barra, 93
Forte de São Diogo, 94
Forte de São Marcelo, 87
Forte de São Pedro, 90
Fundação Casa de Jorge Amado, 80
Fundação Mestre Bimba, 80
Fundação Pierre Verger (Galeria), 84
G
Gabinete Português de Leitura, 91
I
Igatu, 234
Igrejas
da Ordem Terceira de Nossa Senhora da Conceição do Boqueirão, 88
Ordem Terceira de São Domingos, 83
da Ordem Terceira do Carmo, 87
de N. Sra. da Conceição da Praia, 86
de N. Sra. da Conceição de Itapuã, 96
de Nossa Senhora da Penha, 95
de Nossa Senhora da Vitória, 94
de N. Sra. do Rosário dos Pretos, 80
de Sto. Antônio Além do Carmo, 88
de Santo Antônio da Barra, 94
de São Pedro dos Clérigos, 83
do Carmo, 88
do Santíssimo Sacramento, 87
do Senhor do Bonfim, 95
de N. Sra. da Graça, 89
de São Francisco, 83
da Nossa Senhora da Boa Viagem, 95
de Mont Serrat, 95
Ilha de Itaparica, 114
Ilha de Tinharé, 157
Ilhéus, 168
Imbassaí, 138
Iraquara, 231
Itacaré, 175
Itapagipe, 94
Itaparica, 114, 115
Itapuã, 96
J
Juazeiro, 255
L
Lagoa do Abaeté, 97
Lapa dos Brejões, 238
Lapão, 181
Largo de São Pedro, 91
Largo do Terreiro de Jesus, 82
Largo São Bento, 91
Lauro de Freitas, 133
Lençóis, 228
M
Madre de Deus, 119
Mangue Seco, 140
Mar Grande, 116
Maraú, 159
Marimbus, 233
Massarandupió, 139
Memorial da Medicina, 83
Memorial Irmã Dulce, 96
Mercado das Sete Portas, 98
Mercado Feira de São Joaquim, 98
Mercado Modelo, 85
Mirante da Sagrada Família, 95
Mont Serrat, 95
Morro de São Paulo, 157
Morro do Chapéu, 237
Mucugê, 234
Mucuri, 216
Museus
Abelardo Rodrigues, 80
Afro-Brasileiro, 82
Carlos Costa Pinto, 90
Casa de Ruy Barbosa, 85
da Catedral,, 82
da Cidade, 81
da Misericórdia, 84
das Portas do Carmo, 81
de Arqueologia e Etnologia, 82
de Arte da Bahia, 89
de Arte Moderna da Bahia, 86
de Arte Sacra, 93
de Arte Sacra do Carmo, 87
de Azulejaria e Cerâmica Udo Knoff, 81
do Cacau, 88
Erótico, 81
Geológico, 90
São Bento, 91
Tempostal, 79
N
Nossa Senhora da Boa Viagem, 95
Nossa Sra. da Conceição da Praia, 86
Nossa Sra. da Conceição de Itapuã, 96
Nossa Senhora da Graça, 89
Nossa Senhora da Penha, 95
Nossa Senhora da Vitória, 94
Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, 80
Nova Viçosa, 215
O
Olodum, 79
Oratório da Cruz do Pascoal, 88
Ordem Terceira de N. Sra. da Conceição do Boqueirão, 88
Ordem Terceira de São Domingos, 83
Ordem Terceira do Carmo, 87
P
Paço Municipal, 84
Palácio da Aclamação, 90
Palácio de Verão do Arcebispo, 95
Palácio Rio Branco, 84
Palmeiras, 230
Parque Costa Azul, 98
Parque da Cidade, 98
Parque Metropolitano do Abaeté, 97
Parque Zoobotânico Getúlio Vargas, 97
Paulo Afonso, 258
Pelourinho, 79
Península de Itapagipe, 94
Península de Maraú, 159
Pilar, 88
Plano Inclinado do Pilar, 88
Porto da Lenha, 94
Porto Seguro, 193
Praça Castro Alves, 93
Praça da Piedade, 91
Praça da Sé, 83
Praça Dois de Julho, 90
Prado, 208
Praia do Forte, 136
Praias da Cidade Alta, 99
Praias da Cidade Baixa, 99
Projeto Tamar, 136
R
Recôncavo Baiano, 112
Rio de Contas, 236
Rua da Pedra Furada, 94
S
Salvador, 71, 225
Santa Cruz de Cabrália, 192
Santa Luzia, 181
Santíssimo Sacramento, 87
Santo Amaro, 122
Santo Antônio Além do Carmo, 88
Santo Antônio da Barra, 94
Santuário Cristo Rei e S. Judas Tadeu, 97
Santuário de Bom Jesus da Lapa, 251
São Desidério, 254
São Francisco do Conde, 117
São Pedro dos Clérigos, 83
Sauípe, 138
Sé, 83
Sete Portas, 98
Sitio do Conde, 140
Sobradinho, 256
Solar do Ferrão, 79
Solar do Unhão, 86
Solar Marback, 95
Subaúma, 139
T
Taboquinhas, 177
Teatro Castro Alves, 90
Teatro da Vila Velha, 91
Terreiro Casa Branca, Ilê Axé Iyá Nassô Oká, 98
Terreiro de Jesus, 82
Terreiro do Gantois, 99
Terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, 98
Tororó, 94
Trancoso, 196
U
Una, 177
V
Vale do Capão, 231
Vale do São Francisco, 247
Valença, 155
Vera Cruz, 116
Vila de Itaparica, 115

Canudos

A Guerra dos Canudos

Depois da Abolição da escravatura no Brasil, as plantações passaram a ser menos lucrativas. Muitas foram abandonadas por seus proprietários, assim como ocorreu com fazendas de gado, assoladas pela seca. No ano seguinte, proclamou-se a República. Não havia, porém, qualquer política para combater a seca e a pobreza. Os povos do sertão estavam ao Deus-dará. Levas de desempregados formadas por vaqueiros, jagunços, flagelados da seca e ex-escravos que, após a libertação, não tinham para onde ir, vagavam pelo agreste. Muitos formaram bandos armados que atacavam propriedades e roubavam para saciar a fome.

Localização de Canudos

Antonio Conselheiro

Em 1874, Antonio Vicente Mendes Maciel, mais tarde conhecido como “Antonio Conselheiro”, em sua peregrinação com o intuito de pregar o evangelho, havia chegado à Bahia. Por onde passava, arregimentava seguidores dentre os muitos desesperançosos que povoavam o sertão. Seu séquito, que aumentava a cada dia, não era bem visto pelo clero, que não queria concorrentes manipulando seu rebanho, nem pelos fazendeiros, que classificavam o líder de “embusteiro insano” e encaravam-no como uma ameaça.
Antonio Conselheiro usava longos cabelos e barbas, vestia-se humildemente com uma túnica de algodão, carregava um cajado, como os profetas bíblicos, e era chamado pelos seus seguidores de “homem santo”.

O sertão vai virar mar e o mar vai virar sertão

Com freqüência Antonio Conselheiro  fazia discursos sobre o fim do mundo. A ele é atribuída a profecia: “O sertão vai virar mar e o mar vai virar sertão”.
Em 1893, seu grupo, já bastante numeroso, resolveu fixar-se numa fazenda abandonada, lugar tido como sagrado, às margens do Rio Vaza-Barris, em uma região conhecida como Canudos, por ser rica em bambus. Ali fundaram uma comunidade denominada Belo Monte, onde todos trabalhavam e se alimentavam das colheitas.
Mas não ficaram em paz. Os “fanáticos de Conselheiro”, considerados “perigosos monarquistas” por serem contrários à cobrança de impostos, teriam que ser eliminados.

A primeira investida contra Canudos

A primeira investida contra Canudos, feita em outubro de 1896 por uma brigada de cem soldados enviada pelo governo da Bahia, não teve êxito. A segunda, em janeiro de 1897, comandada pelo Major Febrônio de Brito, foi rechaçada pelos seguidores de Conselheiro com a ajuda de jagunços armados. Enquanto isso, o Arraial de Canudos crescia, já que muitos sertanejos, ao saberem dos ataques, foram lutar ao lado do profeta. Quando o Governo da República, mal informado, acreditando estar lidando com um foco monarquista, enviou tropas contra Canudos e estas foram derrotadas, as autoridades entraram em pânico. Não se tratava mais de um caso de polícia, mas de uma verdadeira guerra, que viria a ficar conhecida como Guerra dos Canudos.

A última investida: 4.000 soldados

A quarta e decisiva investida se deu com uma tropa de 4.000 soldados fortemente equipada e provida de artilharia, sob o comando do General Arthur de Andrade Guimarães. Até o Ministro da Guerra em pessoa resolveu instalar-se em Monte Santo, cidade próxima ao arraial, para acompanhar de perto as operações militares. Os “fanáticos” lutaram até o último homem. Antonio Conselheiro foi morto e decapitado. Tudo o que estava no arraial após os combates foi devastado. Não sobrou nada, nem ninguém.

Euclides da Cunha

Os momentos finais desta guerra foram presenciados por Euclides da Cunha, como correspondente do jornal O Estado de São Paulo, e narrados em seu livro Os Sertões, lançado em 1902. Serviram também de inspiração para o livro A Guerra do Fim do Mundo, do romancista peruano Mario Vargas Llosa. Os relatos sobre o conflito foram tema de minissérie da TV Globo e do filme Canudos (1997), dirigido por Sérgio Rezende.

Informações práticas

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Como ir à Bahia

Veja passagens aéreas e pacotes

Sobre Salvador

Primeira capital brasileira

Mapa de Salvador

Salvador, capital da colônia desde a chegada de Tomé de Souza, o primeiro Governador Geral, foi inicialmente inspirada nos burgos medievais dotados de muralhas que protegiam contra invasores. Com o passar dos séculos, o crescimento populacional fez com que a cidade se estendesse para além dos muros. O modelo arquitetônico da “capital do império português no Novo Mundo” tornou-se parecido com o de Lisboa. Quem conhece a capital portuguesa ficará surpreso com a semelhança entre o Centro Histórico de Salvador e bairros lisboetas como a Alfama.

Entenda Salvador

Salvador é dividida em Cidade Alta e Cidade Baixa. Entenda Salvador

 

O poder da Igreja

Como em Portugal, o poder da Igreja é visível no grande número de igrejas, capelas e mosteiros presentes em todos os cantos da cidade, dentre as quais a mais visitada é a Igreja do Senhor do Bonfim. Mas a religiosidade, marcante na cultura local, mistura crenças africanas e catolicismo. Esse sincretismo se reflete na música, no teatro, nas artes plásticas, nas festas populares e no comportamento dos habitantes.

Cultura e arte

Salvador tem museus instalados em prédios seculares e um bom número de galerias de arte de variadas tendências. Antigüidades podem ser encontradas nas lojas da Rua Ruy Barbosa.

Gastronomia

Há restaurantes para todos os paladares e bolsos. Na rua da Pedra Furada, no bairro da Ribeira, estabelecimentos simples servem pratos típicos.

Vida noturna

A noite de Salvador é animadíssima, com enorme quantidade de bares, pubs e danceterias. Shows gratuitos frequentemente acontecem nas escadarias que ligam a Ladeira do Carmo à Rua do Passo e no Terreiro de Jesus.

Os arredores de Salvador

São tantos os atrativos da cidade que é preciso lembrar de não perder a visita a seus arredores, em especial a Ilha de Itaparica, a Praia do Forte, as ilhas do Recôncavo e a cidade de Cachoeira.

Como ir

Avião 

O Aeroporto de Salvador ou Luiz Eduardo de Magalhães  fica a 28 km do centro, Praça Gago Coutinho, s/n, São Cristóvão) <tel/>  (71) 3204-1010. Há locadora de veículos e táxis até o centro. A empresa Transalvador dispõe de linhas executivas e urbanas do Aeroporto Internacional de Salvador até o centro e principais pontos turísticos da cidade, como o Elevador Lacerda, o Pelourinho, etc. De muitas capitais estaduais brasileiras partem vôos diários para Salvador.

Compare preços de passagens aéreas e pacotes

Ônibus

O terminal Rodoviário de Salvador fica na av. Antônio Carlos Magalhães, 4362. De lá partem ônibus para todo o interior do estado e para os demais estados brasileiros.
A partir de quase todas as capitais existem ônibus com destino a Salvador. As principais empresas que operam no Terminal Rodoviário de Pituba ( Av. Antônio Carlos Magalhães,  São Geraldo; Real; Progresso; Penha; Itapemirim; Águia Branca e Camurujipe.

Carro

As duas principais estradas do sul e sudeste do Brasil que dão acesso à Bahia são a BR-116 e a BR-101. O grande entrocamento rodoviário baiano fica em Feira de Santana, onde você pega a BR-324 para chegar a Salvador. Para saber da situação das estradas, consulte o site www.dnit.gov.br.

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Melhor época

Salvador pode ser visitada em qualquer época do ano. Faz calor o ano todo. Utilize protetor solar e boné.

Atrações e pontos de interesse em Salvador

Salvador tem muito a oferecer e não são apenas praias. Salvador tem atrações, lugares de interesse histórico e muito para ser ver e fazer. Saiba mais.

Para entender Salvador

Cidade Alta e Baixa, os bairros

Diversão

Para se divertir, os jovens soteropolitanos vão a bares, boates, danceterias e, nos feriados prolongados, lotam as praias da Ilha de Itaparica e do Morro de São Paulo. No Carnaval, ninguém se iluda, a participação é total: “Atrás do trio elétrico, só não vai quem já morreu!”.

Informações práticas

Como ir

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Onde se hospedar

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Sobre Porto Seguro

Porto Seguro, um dos principais destinos turísticos brasileiros, vive um permanente clima de festa. O agito começa cedo. Nas praias, as barracas funcionam como pontos de apoio ao turista: dispõem de guarda-sóis, espreguiçadeiras, serviço de bar, restaurante, ducha e banheiros. As maiores têm até palco e pista de dança. Nelas, a animação fica por conta dos dançarinos que o tempo todo ensinam passos do axé e da lambaeróbica e promovem brincadeiras e jogos. À noite, durante a semana, as barracas organizam luaus.

Mapa de Porto Seguro

Como ir

Avião

Porto Seguro tem aeroporto que recebe voos das principais cidades do Brasil do país. O aeroporto fica a dois km do centro. End.  Estr. do Aeroporto, Cidade Alta, <tel/> Telefone: (73) 3288-1880.

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

De carro

Vindo do Norte ou Sul: acesso pela BR-101 (até Eunápolis) e BR-367

De ônibus

Verifique na rodoviária de sua cidade qual empresa oferece transporte direto para Porto Seguro, assim a sua viagem será mais rápida e menos cansativa. Caso contrário, uma opção é ir até Eunápolis e lá embarcar em ônibus de outra empresa.

Vídeo sobre Porto Seguro

Principais empresas de ônibus que levam a Porto Seguro:

Viação São Geraldo – partidas de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Goiânia
Viação Águia Branca – partidas de Vitória e Salvador

Hospedagem

Excelente infraestrutura turística

A cidade dispõe de excelente estrutura para receber visitantes. No Centro fica a “Passarela do Álcool”, uma concentração de bares, restaurantes e barraquinhas. Há hotéis nessa região.
Um grande número de hotéis e pousadas se estende por toda a orla, desde o centro até Santa Cruz de Cabrália, em aproximadamente 18 km da BR-367, nesse trecho denominada Avenida Beira Mar.

Em que região escolher seu hotel em Porto Seguro

O importante é escolher o local que mais combina com você. Se estiver interessado em agito, hospede-se no Centro ou próximo à praia de Taperapuã. As praias próximas ao Rio dos Mangues ou à Ponta Grande, já quase na divisa com o município de Santa Cruz de Cabrália, são mais tranquilas.

Os transportes públicos

Não tenha medo de ficar isolado: os transportes públicos funcionam bem e diversas linhas de ônibus percorrem a orla. Há também possibilidade de alugar bugres (buggies) ou carros. Quem quiser curtir a natureza pode se hospedar em Arraial d’Ajuda. É uma boa pedida, embora os preços por lá sejam mais elevados.

Escolha e reserve seu hotel em Porto Seguro e Santa Cruz de Cabrália

Escolha e reserve seu hotel em outras cidades da Bahia

Melhor época

Porto Seguro pode ser visitada em qualquer época do ano, mas é preferível evitar a alta estação, que corresponde às férias

Atrações turísticas

Cidade Histórica

A Cidade Histórica de Porto Seguro, tombada como Patrimônio Histórico Nacional, fica situada sobre uma colina. Com a recente restauração, a antiga cadeia pública, construída em 1722, abriga agora o Museu Histórico da Cidade; na Igreja da Misericórdia fica o Museu de Arte Sacra, com a rica imagem de Nosso Senhor dos Passos, de 1585. Não deixe de visitar a Capela de São Benedito, com as ruínas do Colégio dos Jesuítas; a Igreja de Nossa Senhora da Pena, de 1718, onde se encontra a imagem de São Francisco de Assis, do século XVI; o Museu da Casa Colonial; e o Marco do Descobrimento.

Praias

Porto Seguro tem algumas belas praias, cada uma com seu estilo e opções para todos. Saiba mais sobre as praias de Porto Seguro

Passeios diversos

Passeios de barcos são oferecidos por empresas locais; é só escolher. Os mais concorridos são os de escuna para Coroa Alta ou Recife de Fora. Caso esteja em um pequeno grupo ou em casal e disposto a gastar mais, você pode alugar um barco equipado para pesca ou mergulho e fazer um programa independente à la carte. Os passeios de ultraleve e de helicóptero são opções emocionantes. A paisagem é inesquecível.

Ilha do Pirata

A ilha, que possui um núcleo de estudos voltados para a preservação ambiental, tem estrutura de lazer diurno e noturno. Os shows musicais noturnos atraem muitos visitantes. De dia, a procura é pelos grandes aquários com tubarões e arraias. No Projeto de Recuperação de Áreas Degradadas há um viveiro de mudas de plantas dos manguezais. A ilha abriga também um orquidário, um viveiro de bromélias, galeria de arte, centro de educação ambiental, praça de eventos, lanchonete, restaurante e bar.

Casa de Câmara e Cadeia

A construção é do final do século XVIII. Abre de segunda a sexta-feira das 8 às 14h.

Coroa Vermelha

O local histórico, onde foi rezada a primeira missa no Brasil, abriga um centro de arte indígena.

Parque Marinho do Recife de Fora

Ali há corais e grande variedade de peixes, que podem ser vistos nas piscinas durante a baixa da maré, e de tartarugas marinhas.

Parque Marinho da Coroa Alta

Procurado para mergulhos nas piscinas naturais.

Passarela do Álcool

No Centro fica a “Passarela do Álcool”, uma concentração de bares, restaurantes e barraquinhas que, a partir das 20h, vendem coquetéis exóticos. O mais famoso é o “Capeta”, feito com cachaça, chocolate em pó, guaraná e leite condensado – uma mistura de fato diabólica… Nas imediações, o comércio funciona até a meia noite.

Dicas
  • O Carnaval em Porto Seguro é um dos mais animados da Bahia; só perde mesmo para o de Salvador. Quando os trios elétricos tomam conta da Passarela do Álcool, não tem quem se segure, todos entram na folia. Portanto, se você procura sossego durante os feriados de Carnaval, Porto Seguro não é a sua praia.
  • A melhor opção para circular à vontade pela cidade e arredores é alugar um carro ou um bugue. O centro comercial é afastado das praias e do Centro Histórico
  • Muitas agências de turismo oferecem pacotes de uma semana para Porto Seguro, que compreendem as diárias de hotel, as passagens aéreas ou terrestres, os traslados e alguns passeios.

Informações práticas

Como ir

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Informações práticas

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Festa popular em Salvador
Bahia, festas e tradições

Bahia: suas festas e tradições

Mapa da Bahia

O ano se encerra e se inicia com um esplendoroso evento: a Procissão Marítima do Bom Jesus dos Navegantes. No dia 31 de dezembro, centenas de embarcações saem em procissão do cais em frente à Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem e seguem até a Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, seguindo a Galeota com a imagem do Bom Jesus. No dia seguinte, 1º de janeiro, a procissão faz o caminho inverso, retornando à Boa Viagem.

Lavagem do Bonfim

Acontece na segunda quinta-feira depois do Dia de Reis na Igreja do Nosso Senhor do Bonfim. Esta festa é considerada o principal evento do ano e atrai milhares de pessoas que, religiosas ou não, seguem as “Baianas do Acarajé” desde a Conceição da Praia até o Bonfim.

Festa de Iemanjá

A festa é tema de uma das mais conhecidas canções de Caymmi: “Dia dois de fevereiro… Dia de festa no mar… Eu quero ser o primeiro… A saudar Iemanjá…” Todo dia 2 de fevereiro, no Rio Vermelho, os Terreiros da Bahia se reúnem em frente à Casa de Iemanjá e saem numa procissão de barcos, levando oferendas de flores e perfumes para jogar no mar em homenagem a Iemanjá, deusa do mar, pedindo bênçãos e graças. É uma festa sem igual; todas as ruas do Rio Vermelho são tomadas por barracas com comidas típicas, bebidas, artesanatos etc.. Nesse dia, todo mundo se encontra: jovens, velhos, pobres, ricos, intelectuais, artistas, políticos, estrangeiros de toda parte do mundo. Grupos de percussão se exibem e a coisa mais linda é a queima de fogos que se dá na saída dos barcos, ao pôr-do-sol. As pessoas que não pertencem aos Terreiros não podem participar da procissão, mas podem solicitar a alguém que vá participar para levar sua oferenda ao mar. É uma festa imperdível.

Procissão marítima do Bom Jesus dos Navegantes

No dia 31 de dezembro, centenas de embarcações saem em procissão da Praia da Boa Viagem ao cais do comando do 2º Distrito Naval, em frente à Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, acompanhando a Galeota Gratidão do Povo, que transporta a imagem do Bom Jesus. No dia seguinte, após a missa campal, a procissão retorna com a imagem até a Igreja e Hospício da Nossa Senhora da Boa Viagem. Depois que ela chega, uma festa para ninguém botar defeito acontece nas imediações da igreja e se estende pelo bairro da Boa Viagem.

Carnaval

O Carnaval da Bahia já se tornou famoso pela sua animação e participação popular. Desde que Dodô e Osmar inventaram os trios elétricos, o brilho desta festa tem se tornado cada ano mais intenso. Gigantescos carros de som arrastam multidões pelas ladeiras e avenidas na maior alegria, dançando e cantando as músicas de suas bandas favoritas.

Para participar do Carnaval em Salvador, o bom é fazer sua reserva com antecedência. Nessa época a cidade fica superlotada de gente de todo canto do Brasil e do mundo. Os desfiles se dividem em dois roteiros: o circuito Dodô, que sai do Farol da Barra e vai até Ondina num percurso de 4 km, e o circuito Osmar, que sai do Corredor da Vitória, vai pela Av. Sete de Setembro e percorre o centro de Salvador até o Hotel da Bahia, num total de 6 km. Programe-se. Procure chegar à cidade alguns dias antes do início da grande festa e decida de onde quer assistir: compre seu ingresso para um camarote ou escolha um lugar de boa visualização. Se não conseguir, compre seu abadá (fantasia personalizada de um bloco) e caia na folia.

Vídeo sobre Salvador

Dicas
  • Como em Salvador faz muito calor no Carnaval, vista-se com roupas leves e use calçados confortáveis (tipo tênis, sapatilhas ou sandálias de tiras bem presas no pé) e um boné ou chapéu. Evite carregar bolsas e outros volumes, a não ser, claro, uma garrafinha dágua. Não leve documentos originais, só uma cópia autenticada, dinheiro apenas suficiente para o que vai precisar durante o dia e sinta-se livre, leve e solto para se divertir muito. Quem quer curtir o Carnaval em Salvador com menos agito pode optar pelo circuito da Batatinha, no Centro Histórico. Na Praça Municipal a prefeitura promove desfiles de fantasias e há a apresentação de charangas que tocam marchinhas de antigos carnavais.
  • Em Salvador há festas e eventos o ano todo. Há que se destacar, além do Carnaval, a Semana Santa e as festas juninas, com rastapé no Pelô e muitas comemorações pela cidade. Para saber sobre o que estará ocorrendo em Salvador durante sua estada por lá, acesse o site oficial de turismo de Salvador e procure em A Cidade Cultura – Festas Populares – Calendário.

O Candomblé

Salvador exala magia, é o clima da cidade, é o que a deixa atraente, misteriosa e festiva. Os Terreiros de Candomblé estão espalhados por toda a cidade e alguns deles se tornaram famosos, mas o acesso aos visitantes só é permitido através de convite ou então em horários determinados e em dias de festa. Se você estiver mesmo interessado em visitar algum terreiro, o melhor é se fazer acompanhar por um guia. Nesses locais considerados sagrados, não é permitida a entrada de pessoas vestindo bermudas ou roupas de banho, sem camisa etc. Informe-se antes para depois não ter que voltar da porta.

Informações práticas

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Pôr-do-Sol no Lago do Sobradinho, Vale do São Francisco, Bahia
Pôr-do-Sol no Lago do Sobradinho, Vale do São Francisco, Bahia

Vale do Rio São Francisco, turismo

O Rio São Francisco, ícone do sertão nordestino, descoberto em 1501 por Americo Vespuccio e André Gonçalves no dia 4 de outubro – dia de São Francisco de Assis – nasce em Minas Gerais e atravessa a Bahia de sul a norte, indo até Pernambuco e desaguando na divisa entre Alagoas e Sergipe. As cidades do Vale do Rio São Francisco em território baiano têm excelente potencial turístico, especialmente para quem gosta de desbravar locais ainda não muito explorados.

Mapa de Paulo Afonso

Como ir

Avião

De Salvador há vôos regulares para Bom Jesus da Lapa, pela Abaeté e para Barreiras, pela Passaredo. Para quem se dirige a Juazeiro, o aeroporto mais próximo é o da cidade vizinha, Petrolina ), onde operam a GOL e a OceanAir a partir de Salvador. O aeroporto de Paulo Afonso está recebendo apenas charters.

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Carro

Para Bom Jesus da Lapa: Saindo de Salvador, pela BR-324 até Feira de Santana, siga pela BR-116 no sentido sul até Paraguaçu e pegue a BR-242. Em Ibotirama, siga pela BA-160 até Bom Jesus da Lapa. De Bom Jesus é fácil visitar as demais cidades vizinhas. De qualquer forma, tenha consigo um mapa rodoviário.

Ônibus

Do Terminal Rodoviário de Salvador partem ônibus para Bom Jesus da Lapa e Juazeiro.

Onde se hospedar

Escolha e reserve seu hotel em Juazeiro

Escolha e reserve em hotel em Bom Jesus da Lapa

Melhor Época

A melhor época para fazer trilhas e passeios é no inverno. As temperaturas na região podem ser elevadas no verão.

Vídeo sobre o Vale do Rio São Francisco

Um patrimônio a ser conhecido e curtido

Os rios, corredeiras, cavernas, cachoeiras, sítios arqueológicos e paredões de pedra escondidos entre a vegetação da caatinga e do cerrado encantam os visitantes. Trata-se de uma parte do Brasil que é especial para quem busca sair dos roteiros convencionais e conhecer mais de seu país.

As manifestações folclóricas, o artesanato e a culinária são autênticos, pois não foram adaptados para agradar visitantes, como acontece em certos lugares onde o turismo constitui a maior fonte de renda.

As cidades ribeirinhas da bacia do São Francisco integram o oeste e o norte do Estado. Algumas, muito simples, não oferecem condições de hospedagem. Outras, como o pólo religioso de Bom Jesus da Lapa, os centros de negócios Barreiras e Juazeiro e a cidade de Paulo Afonso, onde fica a cachoeira de mesmo nome, possuem parque hoteleiro adequado.

As numerosas atrações no Vale do Rio São Francisco

São muitas, e de vários tipos, tem opção para todo mundo, do turista convencional ao amante de aventuras. Saiba sobre as atrações do rio São Francisco

Paulo Afonso

A cidade situada em uma ilha no Rio São Francisco tem origem em um povoado surgido em 1725 na sesmaria de Paulo Viveiros Afonso. Em 1913, o empresário e engenheiro Delmiro Gouveia construiu nesse trecho do rio a hidrelétrica de Angiquinho, que funcionou até 1960, desbancada por outras mais potentes instaladas pela CHESF – Companhia Hidro Elétrica do São Francisco. Saiba mais sobre Paulo Afonso.

Bom Jesus da Lapa

As pessoas visitam a cidade de Bom Jesus da Lapa por duas razões muitos diferentes. Romarias atraem multidões, mas muita gente é atraída por esportes radicais ou pelas muitas atrações nas vizinhanças. Saiba mais sobre Bom Jesus da Lapa

Barreiras

Mais voltada ao turismo de negócios que ao de lazer, pois é o principal pólo político e econômico da região, a cidade reserva surpresas para quem quer encontrar paisagens inusitadas e experimentar novas aventuras. Saiba mais sobre Barreiras

São Desidério

Um dos eventos típicos do lugar é a Festa da Pegada do Mastro, no primeiro sábado de setembro, quando os homens vão cortar madeiras que serão utilizadas como mastros para as bandeiras de Nossa Senhora Aparecida e do Divino Imperador.
Saiba mais sobre São Desidério

Juazeiro

Quem imagina que Juazeiro, no norte da Bahia, às margens do Rio São Francisco, seja um lugar agreste e atrasado, se engana. A cidade é moderna, tem prédios novos e ruas pavimentadas, ladeadas por carnaúbas. Na orla do rio existe um passeio público onde os habitantes vão ver o pôr-do-sol e usufruir a paisagem. Saiba mais sobre Juazeiro

Dicas

Embora no Vale do São Francisco existam restaurantes, hotéis e pousadas, o parque hoteleiro ainda é insuficiente. Procure fazer sua reserva com antecedência, principalmente se pretender ir para lá em julho, quando acontecem, ao mesmo tempo, a Exposição Feira Agropecuária de Barreiras, o maior evento da cidade, e a micareta Barreiras Folia, um Carnaval fora de época que atrai principalmente a moçada. O mesmo cuidado vale para os períodos de Carnaval e de festas juninas, quando a Bahia esquece o axé e ferve ao ritmo do forró.

Veja como ir

Confira preços de pacotes e excursões

Chapada Diamantina

Mapa da Chapada Diamantina

Como ir

Avião

O aeroporto Coronel Horácio de Mattos, em Tanquinho, a 20 km de Lençóis, 50 km de Palmeiras e 10 km de Andaraí, recebe voos fretados.

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Ônibus

A partir do Terminal Rodoviário de Salvador (<tel/> 71/3460-8300), a empresa Real Expresso tem ônibus para Lençóis e Palmeiras. A Viação Águia Branca tem linha direta para Mucugê, Morro do Chapéu e Andaraí, com conexão em Itaberaba; a empresa Novo Horizonte tem linha para Rio de Contas. Há dois ônibus por semana de Feira de Santana para Iraquara pela empresa Real Expresso.

Carro

De Salvador, siga pela BR-324 até Feira de Santana, depois pela BR-116 na direção sul por aproximadamente 78 km até Argoim. Continue pela BR-242 (Salvador/Brasília) por uns 95 km e tome a BA-142 para Andaraí e Mucugê. A saída para Lençóis fica 35 km depois da saída para Andaraí. O centro de Lençóis está a 12 km da BR-242. Para Rio de Contas, depois de Feira de Santana pegue a BR-116 rumo ao sul até Manuel Vitorino e, dali, siga pela BA-262 até Brumado, de onde se pega a BA-148 até Rio de Contas. Outro caminho é tomar a BR-242 até Seabra e a BA-148 até Rio de Contas. Para Morro do Chapéu, depois de Feira de Santana pegue a BA-052 (Rodovia do Feijão). A Chapada Diamantina fica a 420 km de Salvador.

Hospedagem

Escolha e reserve seu hotel na Chapada Diamantina

Melhor época

A Chapada Diamatina pode ser visitada em qualquer época do ano, mas o período mais seco é entre de abril e outubro, quando chove pouco.

Atrações turísticas

Vídeo sobre a Chapada Diamantina

Lençóis

Lençóis é a porta de entrada para a Chapada Diamantina. Possui numerosas atrações. Saiba mais

 Palmeiras

Palmeiras foi no passado um grande cento de mineração de diamantes. Possui diversas atrações nas redondezas. Saiba mais.

Iraquara, Chapada Diamantina

A cidade nasceu e cresceu durante o Ciclo do Diamante. É famosa por suas grutas e cavernas que atraem muitos visitantes. Saiba mais

Andaraí

Andaraí é a segunda principal cidade da Chapada Diamantina. Seu nome, que significa “rio dos morcegos”, foi dado pelos índios cariris que habitavam o local quando os primeiros aventureiros chegaram à procura de metais e pedras preciosas. Saiba mais.

Mucugê

Foi em Mucugê, a 48 km de Andaraí, que o primeiro diamante foi encontrado. Conta-se que, em 25 de junho de 1844, Cristiano Pereira do Nascimento, afilhado do Coronel Cazuza do Prado, pecuarista da região, foi lavar as mãos no riacho Cumbuca e achou um diamante. Saiba mais.

Rio de Contas

A cidade, a 56 km de Palmeiras, originou-se de um ponto de pouso onde os viajantes pernoitavam, e que deu origem, no final do século XVII, a um povoado denominado Creoulos na nova rota entre Goiás e Salvador. Saiba mais.

Morro do Chapéu

Antes da chegada dos europeus, o local era habitado pelos índios paiaiás. O solo era bom para plantio e muitos dos que ali chegaram à procura de ouro e prata acabaram se estabelecendo. Saiba mais.

Dicas para conhecer a Chapada

Para conhecê-la, é necessário ter espírito de aventura e estar em boa forma física. A maioria dos visitantes fixa sua base em Lençóis, onde contrata passeios para outras localidades e atrações. Em muitos sítios, visitantes só podem entrar acompanhados por um guia habilitado pela Secretaria do Turismo e pelo IBAMA.

Trilhas na Chapada Diamantina

Muita gente vai à Chapada Diamantina para fazer trilhas. Aliás, quase todos os passeios exigem caminhadas. É para quem curte esse tipo de programas, preguiçosos se abstenham… Veja as trilhas da Chapada Diamantina

Preparação

Leve capa de chuva, repelente de insetos, calçado adequado, havaianas para as horas de descanso, protetor solar, chapéu ou boné e roupas adequadas (calça de tactel, camisetas leves). Use meias grossas para evitar bolhas nos pés. No caminho há rios e cachoeiras: leve máscara de mergulho, toalha e calção ou maiô. Quem gosta de fotografar, não esqueça da bateria sobressalente. Escolha uma mochila impermeável e confortável e não a sobrecarregue.

Preços

A Associação de Condutores de Visitantes de Lençóis (ACVL) tem tabelas com tarifas dos serviços oferecidos pelos guias. Os preços praticados variam segundo os níveis de dificuldade das trilhas, a duração dos passeios, a necessidade de traslados e o fornecimento de refeições e/ou equipamentos. A hospedagem em casas de moradores costuma ter preços um pouco inferiores aos das pousadas mais simples.

Como ir

Confira preços de pacotes e passagens

Costa das Baleias, turismo

Mapa da Costa das Baleias (Caravelas)

Como ir

Avião

No aeroporto de Salvador existem táxis aéreos da Abaeté Linhas Aéreas

com vôos diários para Caravelas. Para chegar a Prado ou Alcobaça, o aeroporto comercial mais próximo é o de Porto Seguro, onde você terá que alugar um carro ou pegar um ônibus até seu destino. A Pantanal Linhas Aéreas  tem vôos diretos de São Paulo para Mucuri.

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Carro

Partindo de Salvador, siga pela BR-324, depois pela BR-101 até Itamaraju; em seguida pegue a BA-489 por 65 km até Prado. Para Alcobaça ou Caravelas utilize a BR-101 até Teixeira de Freitas, onde você pega a BA-290, rodando 51 km até Alcobaça e 90 km até Caravelas. Para Mucuri e Nova Viçosa pegue a BR-101; depois de Teixeira de Freitas, rode mais 70 km, entre na BA-698 e percorra mais 36 km até Mucuri ou 65 km até Nova Viçosa. Para quem vem do sul pela BR-101, o cruzamento com a BA-698 fica 34 km depois de Pedro Canário.

Ônibus

De Salvador e de Porto Seguro saem ônibus da Viação Águia Branca até Teixeira de Freitas, Caravelas e Itamaraju. A partir dessas localidades, o Expresso Brasileiro em Itamaraju e em Teixeira de Freita, ou em Prado tem linhas para Prado, Cumuruxatiba, Corumbau e Alcobaça. A empresa São Geraldo tem linhas de várias capitais brasileiras para Prado e Posto da Mata, distrito de Nova Viçosa, onde há ônibus da Viação Águia Branca até Mucuri e Nova Viçosa.

Onde se hospedar

Não é possível hospedar-se em Abrolhos. Veja opções em Mucuri e Nova Viçosa.

Escolha e reserve seu hotel

Melhor época

Qualquer época é boa para se visitar a Costa das Baleias, mas para avistar as baleias os meses melhor são de julho a novembro.

Vídeo sobre Abrolhos

Atrações turísticas em Abrolhos e na Costa das Baleias

Quem vai à Bahia em busca de belas praias encontrará nessa região bem mais do isso. Terá a oportunidade de conhecer um arquipélago de origem vulcânica formado há cinqüenta milhões de anos. Mergulhar ali é tudo de bom as águas são claras e mornas e entre os corais há grande variedade de peixes. Antigos navios naufragados e cavernas submersas podem ser visitados pelos mergulhadores experientes.

As ilhas são um viveiro natural de diversas espécies de pássaros e locais de desova de tartarugas marinhas. As baleias, que migram das águas geladas do sul, permanecem entre os recifes de julho a novembro. A chegada anual dos cetáceos é uma festa para os visitantes.

A Ponta do Corumbau, de estonteante beleza, tem infra-estrutura turística sofisticada e boa culinária. Seguindo para o sul, os povoados de Barra do Cahy e Cumuruxatiba atraem o pessoal que prefere ambientes mais simples e descolados e apreciadores do ecoturismo. Esses povoados são ligados a Prado por estradas de terra que acompanham a orla marítima. Hospedando-se em Prado pode-se visitar Alcobaça, com seus edifícios seculares, herança da colonização portuguesa, o balneário de Guaratiba e as praias.

A pequena e provinciana Caravelas, mais próxima a Abrolhos, dispõe de boa estrutura para viagens ao arquipélago.

Em Nova Viçosa, a maior cidade da região, as praias têm barracas com espreguiçadeiras e guarda-sóis.

Localizada no extremo sul da Bahia está Mucuri, terra de recantos virgens, procurada pelos capixabas e mineiros, movimentada no verão e tranqüila nos demais meses do ano.

A Costa das Baleias proporciona ambiente para prática de esportes náuticos e mergulhos, tem lindas praias, rios, trilhas ecológicas e boa culinária à base de frutos do mar. Conheça.

Prado

A cidade fundada em 1755 conserva o casario do século XVIII, calçadas de pedras e igrejas. São 84 km de praias, muitas delas ao lado de falésias, outras ao lado de manguezais, lagoas de água doce, riachos, cascatas e, é claro, coqueirais. Saiba mais sobre Prado.

Corumbau

A vila é agitada durante o verão, quando grupos de todas as idades chegam de barcos vindos da Costa do Descobrimento e da Costa das Baleias. O lugar significa em tupi-guarani “longe de tudo”, “fim do mundo e o começo da terra“ ou ainda “lugar distante”. Ou seja, perfeito – na baixa temporada – para você se esconder. Já na alta estação o movimento é grande; você cruza com gente de tudo quanto é canto, com seu artista favorito e, às vezes, até quem você não espera, como aquele colega de trabalho grudento… O vilarejo está na divisa com o município de Porto Seguro. Você pode fazer passeios de caiaque pelo rio, visitar o Parque Nacional do Monte Pascoal, o povoado de Caraíva ou pegar uma excursão para mergulhar nos corais do Pataxó e dos Itacolomis. Em Corumbau, como as diferenças de maré alta e baixa são grandes, o pontal de arrecifes fica exposto na baixa e submerso na alta. A 88 km do centro de Prado. Tomar a BR-489 até Guarani. Depois são 56 km em estrada de terra.

Alcobaça

Os primeiros colonos que se estabeleceram nesse trecho do litoral baiano fundaram em 1752 a Vila de São Bernardo de Alcobaça, que hoje vive da agropecuária e da pesca.
Saiba mais sobre Alcobaça

O canto das baleias

Os gigantescos mamíferos marinhos sempre fascinaram e inspiraram os homens. As baleias jubarte ou “baleias cantoras” migram da Antártida procurando águas quentes e abrigo para acasalamento e cria. Para esse fim, Abrolhos é o lugar ideal suas águas rasas permitem que os filhotes aprendam a subir para respirar e asseguram proteção contra predadores. As baleias jubarte podem ser vistas no litoral baiano de julho a novembro, de Mucuri à Praia do Forte, com maior concentração na região de Abrolhos.

Se você pegar uma excursão para vê-las de perto, viverá uma experiência inesquecível. Elas são de extrema docilidade, dançam, fazem piruetas e emitem sons incríveis que, ao que parece, são produzidos pelos machos na época do acasalamento. Esperamos que as fêmeas sigam sua natureza e caiam na “cantada” deles, para que sobreviva para sempre sobre a Terra o canto mágico das baleias. Saiba mais

Nova Viçosa

Muitas belezas naturais aguardam o visitante em Nova Viçosa, a 960 km de Salvador, um dos municípios mais próximos de Abrolhos, localizado entre o rio Peruípe e o Oceano Atlântico e cercado por manguezais e pela Mata Atlântica. Saiba mais.

Mucuri

A colonização dessa área foi retardada pela ausência de minas de metais preciosos e pela presença dos temidos índios botocudos, guerreiros agressivos e antropófagos. Com a chegada dos colonos alemães e suíços no sul da Bahia, começaram a surgir fazendas de café, que deram origem ao povoado de Mucuri, à beira do rio de mesmo nome. Saiba mais

Informações práticas

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Dicas de viagem

Água

Evite água de torneira. Beba apenas água mineral ou de côco.

Banheiros

São um problema nas praias, principalmente depois de algumas cervejas, uma vez que a maior parte das barracas oferece toaletes precárias e sem papel higiênico. Por sorte existem os banheiros de bares, restaurantes e barracas incrementadas, como as de Porto Seguro. Seja precavido: tenha sempre ao alcance das mãos um pacote de lenços de papel.

Feriados baianos

Além dos dias de feriados nacionais, há o dia do Fim da Guerra da Independência (2 de julho). Bancos, comércio e muitas atrações turísticas podem estar fechados. Informe-se. No dia de certas festas populares, como a de Iemanjá e a da Lavagem do Bonfim. Telefone antes para saber se o estabelecimento ou serviço procurado estará aberto nesses dias.

Mapa da Bahia

Fotografias

A Bahia tem lugares fantásticos que com certeza rendem belíssimas fotos. Hoje em dia todos os viajantes que gostam de fotografar portam sua câmera digital. Não a deixe exposta ao calor intenso, cuide das lentes para que não sejam riscadas pela areia das praias ou poeira das estradas, evite tombos etc. Em passeios de barco ou ao se aproximar de cachoeiras, o ideal é providenciar uma embalagem plástica para a máquina.

Faça uso dessa vantagem e descarte as indesejáveis no ato; assim sobrará espaço para aquelas fotos especiais que você levará de lembrança. Leve muitos GB de memória e não esqueça baterias extra, o respectivo carregador e cabos.

Horários

A Bahia não tem horário de verão. Se você deixou seu estado na época da vigência deste horário excepcional, trate de atrasar seu relógio em uma hora assim que pisar em solo baiano.

Sites selecionados

Portal oficial de informações da Bahiatursa, empresa governamental de promoção do turismo na Bahia.

Site da FUNCEB-Fundação Cultural do Estado da Bahia, que relaciona os espaços culturais e suas programações.

  Site do Instituto do Patrimônio Artísitico e Cultural da Bahia.

Informações sobre o Arquipélago de Abrolhos e as cidades da Costa das Baleias.

  Site oficial da Prefeitura de Itaparica, com informações de interesse para o turista.

Informações sobre a Festa de São João em todo o Estado.

Informações práticas

Como ir a Bahia

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Onde se hospedar em Salvador

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Maquina fotografica

A Bahia em imagens

Dezenas de fotos sobre os lugares mais interessantes da Bahia. Acesse

Mercado Modelo em Salvador, Bahia
Mercado Modelo, Salvador, Bahia

Compras na Bahia, pesquise com calma

Dicas de compras na Bahia

As compras devem ser feitas sem pressa; tire um dia para isso. Os Centros de Artesanato, existentes em quase todas as cidades baianas, vendem não só objetos, mas também guloseimas típicas da Bahia.

Na profusão de ofertas, em meio a muitas coisas comuns, é possível encontrar excelentes peças. Vale prestar atenção no acabamento e perguntar pela procedência. O interior da Bahia é famoso por seus artigos em couro e pelas cerâmicas produzidas em Lençóis, Itabuna, Macaúbas, Rio Real e Sítio do Conde. O Recôncavo entra com as cachaças, as rendas de bilro da Ilha de Maré e as obras dos santeiros de Candeias.

Mapa da Bahia

Os designers soteropolitanos são experts na arte da estamparia

Nas lojas do Pelourinho, você encontra tanto um simples boné com o símbolo do Olodum como um vestidinho chiquitérrimo assinado pela internacional Goya Lopes. Os preços variam muito. Se você quer algo para exibir por um bom tempo, fuja das camisetas “3 por 10”; é possível encontrar estampas bastante originais em tecidos de qualidade, que não são muito caras.

Pinturas

No Pelourinho e no Mercado Modelo há grande quantidade de pinturas, óleo sobre tela e gravuras, que podem ser vendidas sem a moldura. Transportadas em tubos de papelão, não correm o risco de sofrer danos. Seu preço varia dependendo do tamanho. Claro que pinturas de artistas renomados têm preços “a combinar”. Cerâmicas e objetos de decoração são bonitos, mas pesam. Verifique se a loja pode despachá-las. Em Salvador, alguns ateliês providenciam o transporte interestadual, desde que você pague o frete. Dependendo do produto, dá até para barganhar com o vendedor e dividir esse custo com a loja.

Artesanato indígena

O artesanato indígena é um dos fortes da Bahia. Na aldeia dos Pataxós, na Coroa Vermelha, próximo a Porto Seguro, o Centro de Artesanato concentra toda sorte de artigos de madeira, palha, pedras, sementes, penas e outros materiais. São cuias, cinzeiros, anéis, pulseiras, brincos, colares, cocares e cestos produzidos pelos índios. Na região próxima a Caraíva, na Área de Preservação Ambiental do Monte Pascoal, artigos confeccionados pelos indígenas são vendidos dentro da própria aldeia.

Na Chapada Diamantina

A Chapada Diamantina oferece boas oportunidades para quem quer comprar pedras brasileiras. Em Campo Formoso, conhecida como Capital das Esmeraldas, encontram-se esmeraldas de toda qualidade, lapidadas ou brutas, e belas esculturas em calcita, citrino e outras pedras. As esmeraldas extraídas no garimpo local, o Garimpo de Socotó, podem ser adquiridas a preços melhores do que os praticados na Capital.

Quem vai à Bahia para brincar no Carnaval tem que escolher sua banda favorita e comprar o abadá (fantasia personalizada), que pode custar de R$ 200 a R$ 1.500.

Informações práticas

Como ir a Bahia

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Onde se hospedar em Salvador

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Cozinha de mercado
Cozinha de mercado, Salvador, Bahia

 

A comida baiana

Os sabores da Bahia alcançaram fama internacional. Com forte influência da culinária africana, muitas comidas saíram da “mesa” dos orixás para as dos simples mortais. Assim, o acarajé, a mais popular das guloseimas, é chamado “comida de Iansã”, enquanto o bobó de camarão é “comida de Oxum”. Aos pratos afro-brasileiros originais foram adicionados ingredientes de agrado do paladar europeu, bem como itens usados pelos índios, como o milho, a mandioca e o pimentão.

Temperos forte e o azeite de dendê

A cozinha baiana também é conhecida por seus temperos fortes regados a azeite de dendê.
A cozinha do interior é bastante diferente daquela do litoral. Em Juazeiro, por exemplo, são comuns o surubim (um peixe de rio) e as carnes de bode, de carneiro e de sol. Certamente ninguém vai passar em branco e voltar sem provar pratos típicos, mas quem tem estômago sensível não precisa se apavorar; nem só de acarajé vive o baiano.

O café da manhã

Fazem parte do café da manhã e do lanche da tarde o cuscuz e as tapiocas com recheios doces ou salgados. Sucos e sorvetes de frutas como coco, cajá, caju, buriti, cacau, pitanga, umbu, cupuaçu e maracujá completam o menu.

Os doces

Entre os doces, as cocadas e os quindins são os preferidos do público, mas vale a pena experimentar o bolo de macaxeira, a baba de moça, o pudim de tapioca e os doces de caju e de jaca.
Nas concorridas festas juninas servem-se o mungunzá (conhecido no sudeste como canjica), o arroz doce, as cocadas, os suspiros e os beijus.

Em Salvador

Em Salvador há todo tipo de restaurante. Desde a cozinha trivial com arroz, feijão, saladas, verduras, peixe e carne nos restaurantes a quilo, até pratos dos mais variados nos restaurantes de cozinha internacional. Nos mercados populares como os das Sete Portas (onde é mantida a tradição de servir mocotó às sextas-feiras à noite), de São Miguel, de Santa Bárbara e de São Joaquim existem barracas que servem comida típica regional por preços bastante acessíveis.

As barracas de praia

As barracas de praia, uma grande pedida Em todo o litoral da Bahia existem barracas de praia, também chamadas “cabanas”, que servem sucos, batidas de frutas, cerveja gelada e comida. Nas mais simples, você encontra somente alguns salgados para acompanhar as bebidas. Outras, porém, são verdadeiras instituições e possuem serviço de bar, espreguiçadeiras, guarda-sóis, som ambiente, ducha de água doce para você tirar o sal ao sair do mar, banheiros e até palco onde se apresentam grupos musicais. Nelas você encontra pratos da tradicional cozinha baiana – leia-se acarajés, cuscuzes, moquecas, carne de sol, vatapá e outras delícias – com um padrão de qualidade muitas vezes comparável ao de restaurantes de luxo, a preços convidativos. Você não precisa sair da praia para almoçar.

Pratos típicos da culinária baiana

Os pratos que você vai encontrar nos menus

Informações práticas

Como ir a Bahia

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Morro de São Paulo, Bahia
Morro de São Paulo, Bahia

Viagem à Bahia por conta própria: uma gostosa aventura

Viajar por conta própria, não raro, é mais dispendioso. Se você não for usar transporte próprio, ou seja, colocar seu carro na estrada, financeiramente pode valer mais a pena montar um pacote com o auxílio de seu agente de viagens ou esperar pela baixa temporada, quando as empresas aéreas e os hotéis fazem promoções.
Porém, viajar por conta própria lhe dá mais liberdade de movimento e lhe permite ficar o tempo que quiser nos lugares que mais lhe agradar, sem ter que seguir um roteiro fixo. Uma boa jogada é pedir para a recepção do seu hotel que cuide da reserva de hospedagem no seu próximo destino, para garantir disponibilidade de acomodações ao chegar, principalmente na alta temporada.

Mapa da Bahia

De quanto tempo você dispõe?

Organize seu roteiro de acordo com o tempo que você dispõe, sem querer  visitar uma infinidade de lugares afobadamente. Quem quer ver tudo correndo acaba não vendo nada direito. Lembre-se que a Bahia é um estado grande, onde as distâncias são longas.

Sugestões de roteiros de acordo com o tempo disponível

De três dias a uma semana:  Salvador
Uma semana: Salvador ou Porto Seguro ou Chapada Diamantina.
Dez dias: Salvador + Recôncavo
Quinze dias: Salvador + Costa dos Coqueiros | ou Salvador + Morro de São Paulo | ou Salvador + Chapada Diamantina | ou Salvador + Ilhéus
Mais de quinze dias: Prepare roteiros conjugados, com os diversos destinos aconselhados acima.

Documentação

Para embarque nos aeroportos brasileiros é exigida a apresentação de sua Carteira de Identidade (RG) original, ou de outro documento oficial que tenha foto.
A exigência também é válida para embarcar em ônibus interestaduais. Nos terminais rodoviários, o RG deve ser apresentado junto com a ficha de identificação que você recebe com a passagem no ato da compra.

Ao chegar a seu destino, guarde o RG original no hotel e saia com uma cópia autenticada, principalmente se estiver viajando em épocas de festas ou Carnaval.
Para alugar automóvel, é necessária a apresentação de cartão de crédito e de carteira nacional de habilitação; verifique as validades de ambos com antecedência.

Viajando com crianças em território brasileiro

Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente, crianças de até 12 anos incompletos só podem viajar acompanhados de pelo menos um dos pais, guardião, tutor ou responsável maior de 21 anos que comprove parentesco de até 3º grau (irmão/ã, tio/a ou avô/ó). Para viajar em companhia de maior de 21 anos que não comprove esse grau de parentesco, é necessária autorização expressa de ambos os pais, com firma reconhecida. A criança deve portar seu próprio documento, que pode ser certidão de nascimento ou RG original. Para viajar desacompanhada, é obrigatória a apresentação de uma autorização judicial, que pode ser obtida na Vara da Infância e da Juventude da Comarca em que reside.

Dinheiro

Se seu destino é Salvador, leve dinheiro vivo só para pequenas despesas: um café, um táxi, uma gorjeta. Há agências bancárias e caixas eletrônicos de todos os principais bancos brasileiros em shopping centers, supermercados, aeroportos e em inúmeros outros pontos da cidade onde você pode, a qualquer momento, reabastecer sua carteira. Na capital, cheques de outros estados são bem aceitos nos estabelecimentos comerciais e até mesmo em algumas barraquinhas de praia. Cartões de crédito podem ser usados em lojas, hotéis, restaurantes, ateliês de arte e postos de gasolina.
Nas cidades menores, afastadas dos grandes centros urbanos, mesmo que seu banco mantenha um caixa eletrônico no lugarejo, o ideal é fazer uma provisão de dinheiro vivo para garantir o pagamento das despesas de acordo com o tempo de permanência. Cheques de outros estados e cartões de créditos serão de pouca ou nenhuma valia, a não ser em estabelecimentos de alto padrão. Estime quanto irá gastar com passagens de ônibus, travessias de barco, passeios de bugre, alimentação, despesas pessoais de emergência e, se estiver viajando de carro, gasolina.

Informações práticas

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes

Ilhéus, Rua Jorge Amado, foto Aninha Gonçalves
Ilhéus, Rua Jorge Amado, foto Aninha Gonçalves

Pacotes e excursões para a Bahia: qual a melhor opção?

Pacotes

Agências de viagens e operadoras oferecem pacotes e excursões para a Bahia com passagens aéreas, traslados aeroporto/hotel e hotel/aeroporto, hospedagem, um city-tour e passeios. Diversamente do que ocorre nas excursões, você não estará vinculado ao grupo de pessoas que compraram o mesmo pacote. Ao escolher, verifique se no preço está incluído algum passeio que você, de bom grado, prefere dispensar. As grandes operadoras costumam trabalhar com hotéis de várias categorias e diferentes localizações numa mesma cidade. Quando topar com um anúncio com oferta para o lugar que pretende passar suas férias, mas o hotel não corresponder às suas expectativas, informe-se sobre outras opções de hospedagem.

Mapa da Bahia

 Dicas

Certas agências podem montar pacotes personalizados: você seleciona o que quer visitar, determina o tempo que quer permanecer, escolhe os hotéis e o meio de transporte, inclui os passeios que deseja fazer em cada parada. Se achar que ficou muito caro, pergunte sobre acomodações mais econômicas, exclua passeios que considerar menos importantes e tente chegar a um valor que caiba no seu bolso.
Pode valer a pena comprar apenas as passagens e a hospedagem.

Passeios podem ser contratados quando você chegar ao seu destino. Na Bahia, é comum as agências locais de turismo receptivo oferecerem muitas opções de programas e, nas cidades com maior afluxo de visitantes, manter representantes nos saguões dos hotéis. A vantagem é saber exatamente no que consiste o passeio antes de adquiri-lo, evitando “roubadas”.

Excursão

Esta modalidade é quase sempre a mais econômica e prática. As excursões incluem hospedagem, transporte, alimentação (½ pensão ou pensão completa) e passeios compartilhados por todos os integrantes. A desvantagem  é estar amarrado o tempo inteiro aos horários do grupo, tanto para os passeios como para as refeições. Pode ser também que você não tenha afinidade com ninguém e deseje um pouco de privacidade. Excursões, contudo, são ideais para quem se sente inseguro em viajar por conta própria.

Informações práticas

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes

Cidade Baixa, em Salvador
Como ir a Bahia

Como ir

Avião

TAM, GOL, VARIG, operam vôos regulares entre Salvador e outras grandes cidades brasileiras. O Aeroporto Dois de Julho, que fica no bairro de São Cristóvão, na divisa com o município de Lauro Freitas, dista 35 km do centro da cidade. O aeroporto conta com um terminal, localizado em frente ao edifício garagem, de onde partem ônibus urbanos para o centro da cidade, o litoral e a periferia. Conta também com ônibus executivos em frente ao terminal de passageiros. Estes ônibus dispõem de ar condicionado, televisão, som e bagageiro. Fazendo as linhas Aeroporto-Praça da Sé, vão pela orla de Salvador, numa rota que passa pelos principais hotéis. Os táxis especiais têm tarifa tabelada de acordo com o destino. Táxis comuns podem ser encontrados logo na saída do saguão de desembarque doméstico do aeroporto.

Veja passagens aéreas e pacotes

Ônibus

O Terminal Rodoviário fica em frente ao Shopping Center Iguatemi, no bairro da Pituba. O endereço é Avenida Antonio Carlos Magalhães 4362, telefone (71) 460-8300. O Terminal conta com a interligação de ônibus urbanos (facilitando o deslocamento dos passageiros para todos os pontos da cidade) e serviço de táxis comuns e especiais.

Carro

Consulte o mapa rodoviário da Bahia do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes. Aproveite para informar-se sobre as condições das estradas, quedas de barreiras e consertos que possam causar desvios em sua rota. Quem chega pela BR-324 passa em frente ao Terminal Rodoviário na Avenida Antonio Carlos Magalhães; continuando na mesma avenida, chegará à orla no Bairro da Pituba. Cuidado com as rotatórias: na primeira rotatória, pegue a direita e, na segunda, a esquerda. Ou, na segunda rotatória, pegue o caminho da direita e depois à esquerda na Avenida Vasco da Gama. Nesse caso você chegará à orla no bairro do Rio Vermelho. Quem chega pela Estrada do Côco entrará pelo bairro de Itapuã. Então é só seguir a orla para encontrar acesso aos lugares onde se localizam os principais hotéis e ao centro da cidade.

Barco

Poucos têm a sorte de ter uma embarcação particular, mas se você é um dos afortunados proprietários de uma lancha (ou iate), pode atracá-la no Centro Náutico da Bahia, com saída para a Av. de França, s/nº, no bairro do Comércio. Tel. (71) 319-3434. O Centro Náutico fica bem próximo ao Mercado Modelo, na Cidade Baixa. Para chegar à Praça da Sé, utilize o Elevador Lacerda.

Como circular

Avião

O Estado da Bahia tem 53 aeroportos, sendo dois deles internacionais (o Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, e o de Porto Seguro). Os aeroportos de Salvador, Ilhéus, Porto Seguro, Vitória da Conquista e Barreiras recebem vôos regulares vindos de outros estados brasileiros. Para os aeroportos de Tanquinho (Chapada Diamantina) e de Paulo Afonso existem vôos fretados. Outros pontos estratégicos onde existem aeroportos são Feira de Santana, Valença e Caravelas. Os demais são pistas de pouso destinadas a aeronaves pequenas, reservadas a vôos regionais dentro do estado, geralmente semanais.

 Tempos de vôo até Salvador:

De São Paulo, 2h25 | Do Rio de Janeiro, 2h10
De Porto Alegre, 4h40 | Do Recife, 1h15 | De Belo Horizonte, 2h35
Porto Seguro De São Paulo, 2h15
Ilhéus De São Paulo, 2h

Companhias aéreas que servem o Estado da Bahia

TAM 
GOL
Passaredo
Web Jet

Barco

No litoral baiano o barco é um transporte muito utilizado, ligando ilhas e cidades do continente. Além de confortável, você desfruta de vistas maravilhosas tomando uma cerveja gelada. Para alcançar certos destinos, o barco é o único meio de transporte. Para outros, com acesso por terra, ele pode ser apenas uma opção agradável. A travessia de Salvador para a Ilha de Itaparica, por exemplo, é obrigatoriamente feita pelo ferry-boat ou por lanchas rápidas, que partem do Terminal Marítimo de São Joaquim, localizado atrás do Mercado Modelo. Desse mesmo terminal saem barcos para o Morro de São Paulo, um meio de acesso à ilha bem mais em conta do que o avião.

Importante

Antes de embarcar, verifique se há a bordo coletes salva-vidas suficientes para todos e informe-se sobre as condições meteorológicas. É melhor adiar a viagem do que passar sufoco. Acidentes e naufrágios com embarcações não são tão raros na Bahia. Os trajetos fluviais costumam ser mais tranqüilos do que aqueles feitos por mar, pois não há ondas, mas se notar correntezas muito fortes ou obstáculos na tona, como troncos ou ilhotas de pedras, não pense duas vezes: vista o colete salva-vidas. “Cabra macho” também se afoga! Nos confins do sertão ou em ilhas e praias afastadas, é sempre bom ter consigo água potável, canivete suíço e barras de cereais ou outro lanche.

No sul da Bahia, pode-se ir de Caravelas a Nova Viçosa pelo rio Caravelas. Não existem linhas regulares; negocie o trajeto com um pescador ou dirija-se a uma das empresas de navegação existentes na cidade. A partir de Camamu, o jeito mais fácil para chegar a Maraú é ir de barco pelo Rio do Inferno, percorrido por linhas regulares de embarcações. Apesar do nome do rio, a viagem não é “infernal”, mas linda e sossegada.

Ônibus para a Bahia

Quem decide ir de ônibus para a Bahia já deve ter em mente que, dependendo de onde partir, irá cobrir grandes distâncias; quem sabe, passar dias viajando. Uma viagem de ônibus de São Paulo a Salvador, por exemplo, toma 32h.
De quase todas as capitais brasileiras partem ônibus para Salvador e outras localidades baianas, como Prado, Ilhéus, Porto Seguro, Itabuna, Feira de Santana, Itamaraju, Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista.

Para fazer frente às promoções das companhias aéreas, as empresas têm se aprimorado em oferecer bem-estar aos passageiros. Muitos ônibus têm ar condicionado, TV e serviço de bordo. Ao comprar a passagem, atente para o tipo de ônibus no qual irá viajar. Para viagens longas, que ultrapassem 8h de estrada, prefira ônibus-leito ou, pelo menos, semi-leito. Estes últimos, mais baratos, não têm poltronas que reclinam a ponto de virar uma cama, mas possuem descanso para as pernas.

Distâncias rodoviárias até Salvador

De São Paulo, 1.962 km | Do Rio de Janeiro, 1.600 km |
De Brasília, 1.446 km | De Recife, 839 km  | De Belo Horizonte, 1.672 km

Companhias de ônibus que servem o Estado da Bahia

Veja linhas, preços e horários

Aguia Branca  – BonfimGontijoSão GeraldoItapemirimPenhaReal

De carro

A rede rodoviária da Bahia permite acesso a todas as cidades de maior importância turística. As principais rodovias que cortam o Estado são a BR- 116 e a BR-101. Se você chegar à Bahia pela BR-116, o entroncamento para Salvador fica na cidade de Feira de Santana, onde se toma a BR-324 para chegar à capital. A BR-242 conduz à Chapada Diamantina. Para quem vem de Brasília, a seqüência de estradas é BR-020, BR-242,
BR-116 e BR-324.

Dica importante

Não viaje de carro para a Bahia sem um mapa rodoviário detalhado. Verifique previamente a situação das estradas no site  www.dnit.gov.br.

Informações práticas

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

A melhor época para ir à Bahia: quando é melhor

Quando ir: temperaturas, chuvas, clima

A melhor época para ir à Bahia é o inverno. A Bahia pode ser visitada na maior parte do ano. Evite as estações mais chuvosas, que são diferentes segundo a região.

A escolha deve se prender às suas expectativas. O verão, em particular, é a época do agito, tanto em Salvador como em todo o litoral e nas cidades do interior, principalmente durante o Carnaval. Tudo fica lotado.

A Chapada Diamantina é muito procurada em tempos de férias escolares. A melhor época para visitá-la é de abril a outubro; a estação chuvosa vai de novembro a março.

Quem procura calma deve se programar para a baixa temporada, lembrando que, na Bahia, junho é um mês especial, em que os adeptos dos festejos juninos lotam os hotéis.

Para desfrutar a região de Abrolhos, a melhor época para mergulhos é o verão, quando o mar é calmo e a água, transparente. As baleias são visíveis nesse trecho do litoral baiano de julho a novembro, mas em outubro e novembro, meses de muito vento, se o mar estiver “mexido” as excursões não saem. Quando venta demais, nem mesmo os pescadores se arriscam.

Se você pode escolher livremente a data em que vai viajar, organize-se com antecedência.

Alta e baixa estação, promoções

Seu agente de viagens é a pessoa certa para informá-lo sobre os preços praticados pelas companhias aéreas, para que você possa compará-los. Aproveite e pergunte a respeito de promoções.
Existem períodos de baixa e de alta estação e de estação intermediária. A alta estação costuma corresponder aos períodos de férias escolares, Carnaval, Natal e feriados prolongados; a baixa geralmente ocorre em meses de menor movimento. Essa classificação, porém, varia a cada ano, e as companhias aéreas têm critérios próprios para fixar quando uma determinada tarifa entra em vigor. Na prática, as decisões são ditadas pela lei da oferta e da procura.

Informações práticas

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes

A Bahia para cada um: a Bahia essencial

Quem tem pouco tempo deve se concentrar nas principais cidades e praias, que podem ser visitadas facilmente. Veja mais.

A Bahia para quem não tem pressa: você tem tempo de sobra, meu bom?

O território baiano é extenso. Dependendo do tempo disponível, é mais adequado organizar seus roteiros com antecedência, escolher onde desembarcar na Bahia e visitar tudo com tranqüilidade. Saiba mais.

A Bahia para quem pode gastar

Com muito ou com pouco dinheiro no bolso você sempre irá se divertir na Bahia. Mas é evidente que, com mais dinheiro no bolso poderá ter direito a muita mordomia. Sabia mais.

A Bahia econômica

Pode-se viajar pela Bahia gastando pouco para se divertir, para circular, para comer e para se hospedar. Saiba mais.

A  Bahia arqueológica

Nos sítios arqueológicos abertos à visitação em terrítório baiano há cavernas, lapas e cânions com pinturas rupestres. Saiba mais.

A Bahia romântica

A Bahia tem sido um dos destinos mais procurados por casais brasileiros e estrangeiros em razão da boa estrutura turística e das ótimas opções de lazer. Saiba mais.

A Bahia cultural

Salvador tem intensa programação cultural com shows, palestras, teatro, dança e apresentações musicais populares e eruditas. Saiba mais.

A  Bahia dos aventureiros e esportistas

O território baiano é todo mesclado de áreas urbanizadas com natureza selvagem. Onde quer que estejam, os adeptos do turismo de aventura poderão para exercitar suas habilidades. Veja mais.

A Bahia dos esotéricos

De espírito essencialmente místico, o povo baiano deixa clara essa tendência no modus vivendi e nas manifestações culturais. Saiba mais

A Bahia para crianças

A melhor opção para quem viaja com crianças é hospedar-se em resorts, onde a recreação é garantida. Saiba mais

A Bahia GLS

Na Bahia, cada vez mais espaços estão se abrindo para esse público que conquistou representatividade por meio do Grupo Gay da Bahia – GGB, com sede no bairro do Pelourinho, em Salvador. Saiba mais.

Informações práticas

Como ir

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Onde se hospedar

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Escolha e reserve seu hotel em Porto Seguro

Escolha e reserve seu hotel em Ilhéus

Pelourinho, Salvador, Bahia, foto Aninha Gonçalves
A Bahia e os baianos, Pelourinho, foto: Aninha Gonçalves

 

A Bahia e os baianos

A Bahia tem a vantagem de ser um lugar fácil de se viajar e com lindas paisagens de praia ou, no interior do Estado, lugares de especial beleza, como a Chapada Diamantina. Mas, o que é realmente bom quando se viaja para a Bahia é que além do quadro natural  abençoado, o povo baiano é acolhedor, simpático, gente boa.

Mapa da Bahia

A Bahia

A Bahia, quinto maior estado do Brasil em extensão, não tem uma geografia uniforme: são grandes as diferenças entre o litoral e o interior. Saiba mais.

Os baianos

A simpatia do povo baiano é um dos motivos que levam as pessoas a visitar a Bahia. Os baianos são hospitaleiros, alegres, têm uma musicalidade sem igual e conservam suas tradições e religiosidade. Saiba mais

Vídeo sobre turismo na Bahia

Informações práticas

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes

Pedra do Camelo, Chapada Diamantinha, Bahia
Por que ir à Bahia? Na foto Pedra do Camelo, Chapada Diamantina, Bahia

Por que ir à Bahia?

Foi na Bahia que teve início a nação brasileira; por isso, Salvador e a Costa do Descobrimento integram o Patrimônio da Humanidade da UNESCO, enquanto muitas localidades da Chapada Diamantina são tombadas pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Mapa da Bahia

Mais de 20 praias!

Mais de 250 praias se estendem pelo litoral baiano. Os grandes resorts oferecem conforto e contato com a natureza, mas ainda existem praias rústicas e inexploradas à espera dos aventureiros.

Salvador

A capital, Salvador, com seus becos e ladeiras, é memória viva de muitos aspectos da cultura brasileira, da colonização aos nossos dias.
No interior, paisagens variadas e deslumbrantes como aquelas da Chapada Diamantina aguardam o turista. Os caminhos do sertão guardam incríveis histórias da época do cangaço e dos coronéis. Existe uma enorme concentração de cavernas subterrâneas e cachoeiras. Em razão das diferenças climáticas, as paisagens compreendem florestas, caatingas, mangues, pântanos e rios ladeados por exuberante vegetação. Nos longos trechos de terras áridas, entre cactos e pedras, há oásis com águas termais, onde proliferam bromélias.

Vídeo sobre a Praia do Forte, na Bahia

O povo baiano

É contagiante a alegria do povo baiano, manifestada na dança, na capoeira, nas festas populares e na maneira acolhedora de receber os visitantes. A música ajuda a integrar os forasteiros e, sobretudo nas cidades praianas, os baianos muitas vezes se dispõem de modo cordial a ensinar os ritmos locais. Acompanhar o rebolado pode ser difícil, mas a descontração e a diversão são certas.
Folclores e misticismo fazem parte da cultura, sem falar na culinária regional: vatapá, acarajé, moqueca, cocada… Saiba mais sobre os baianos

Os baianos famosos

Famosos nomes nacionais, dentre artistas, músicos, cineastas, escritores e intelectuais, são baianos: Castro Alves, Gregório de Matos, Afrânio Peixoto, Rui Barbosa, Teodoro Sampaio, Milton Santos, Jorge Amado, João Ubaldo Ribeiro, Glauber Rocha, Mario Cravo Jr., Genaro de Carvalho, Assis Valente, Dorival Caymmi, João Gilberto, Dodô e Osmar, Raul Seixas, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gal Costa, os “Novos Baianos” Baby Consuelo, Pepeu e Moraes Moreira, Daniela Mercury, Ivete Sangalo…

Terra de todas as creenças

Conhecida como Terra da Felicidade e elogiada em verso e prosa há mais de 500 anos, desde a famosa carta de Pero Vaz de Caminha, a Bahia é também a terra de todas as crenças e Todos os Santos, onde se encontram, em meio a muita festa, Nosso Senhor do Bonfim, Mãe Menininha do Gantois e os babalorixás.

Dorival Caymmi

Como disse Dorival Caymmi:
“Tudo, tudo na Bahia
Faz a gente querer bem
A Bahia tem um jeito
Que nenhuma terra tem…
Você já foi à Bahia, nêga?
Não? Então vá!”.

Informações práticas

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes 

Maquina fotografica


A Bahia em imagens
  Fotos dos lugares de especial interesse turístico.

O que é que a Bahia tem?

É difícil para qualquer Estado brasileiro superar a Bahia quando se fala em turismo: mar, sol, coqueiros, cidades históricas, ecoturismo e pratos de dar água na boca podem ser curtidos pelo visitante em ambientes alegres e hospitaleiros, com uma infraestrutura que até turistas vindos do Primeiro Mundo aprovam. Tem Bahia para cada um, não importa seus interesses e preferências. Informe-se mais e você logo entenderá porque ir à Bahia.

A Bahia, quinto maior estado brasileiro

A Bahia, quinto maior estado do Brasil em extensão, não tem uma geografia uniforme: são grandes as diferenças entre o litoral e o interior.
O litoral se caracteriza por uma planície costeira, coberta pelo que restou da Mata Atlântica após o crescimento das cidades. Essa faixa de alta densidade demográfica, onde estão Salvador e o Recôncavo Baiano, tem um importante parque industrial e é propícia à agricultura, que se beneficia de chuvas abundantes durante o inverno. Ao longo do litoral da Bahia, existem mais de oitenta campos de extração de petróleo e gás.

Mapa da Bahia

O Semi-árido

Já o interior baiano, de clima semi-árido, predisposto a secas, é um grande planalto entrecortado por rios. Seu ponto culminante é o Pico dos Barbados, de 2.033m. A economia nessa região se baseia principalmente na pecuária, embora a agricultura se desenvolva com êxito em áreas esparsas do estado, como no Vale do São Francisco, que produz frutas para exportação e, pasmem, uvas para a produção de vinhos – há que se ressaltar, bons vinhos. Irecê, no agreste, é o maior produtor de feijão do Nordeste e Barreiras se destaca no cultivo de soja. Porém, na maior parte do interior, predomina a agricultura de subsistência.

Vídeo sobre a Bahia

Nem tudo são flores

Como se sabe, nem tudo são flores; a Bahia ainda ocupa o 19º lugar dentre os estados brasileiros no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). A boa notícia é que o Estado está se desenvolvendo mais do que a média nacional e poderá ocupar novamente uma posição de relevo no panorama brasileiro do século XXI.

O turismo na Bahia

O conforto dos resorts ou praias desertas

Grandes resorts no Estado da Bahia oferecem conforto e contato com a natureza, mas ainda existem praias rústicas e inexploradas à espera dos aventureiros. A capital, Salvador, com seus becos e ladeiras, é memória viva de muitos aspectos da cultura brasileira, da colonização aos nossos dias.

O povo baiano

Você terá igualmente o privilégio de entrar em contato com o povo baiano, muito tranquilo e também divertido. E não é de lá que vêm as brejeiras expressões “no stress” e “fique calmo, você está na Bahia!”? O baiano é também bastante hospitaleiro. Se você fizer amizade e ganhar a confiança de uma família, será recebido em sua casa como um parente. Saiba mais.

A culinária baiana

E é claro não se deve deixar de conhecer a comida baiana e os maravilhosos sucos e coquetéis de frutas típicas. Saiba mais.

Importante: antes de organizar seu roteiro de viagem, estude os mapas.

Como ir

Salvador, capital da Bahia recebe voos tem conexões aéreas com as principais cidades brasileiras

Veja passagens aéreas e pacotes

Hospedagem

A Bahia dispõe de variada infraestrutura hoteleira para todos os bolsos, desde pousadinhas simples, até hotéis de luxo e resorts.

Escolha e reserve seu hotel na Bahia

Melhor época

Isso depende da região. No norte baiano a época seca vai de agosto a maio. No sul depende mais da sorte. Pode chover em qualquer mês do ano e as épocas chuvosas e secas não são bem definidas. Saiba mais.

Pense no clima que o espera e veja o que levar na bagagem.

O que fazer e ver na Bahia: os lugares de maior interesse

Salvador

Os lugares de interesse turístico na Bahia começam por sua capital, Salvador. A cidade tem um lindo centro histórico colonial, declarado Patrimônio da Humanidade, inúmeros museus, lindas praias, restaurantes de classe internacional e vida noturna animada. Isso sem falar de seu carnaval, que atrai turistas do mundo todo. Saiba mais

Itaparica, Recôncavo Baiano

As águas calmas da Baía de Todos os Santos são ideais para a prática de esportes náuticos e aquáticos como windsurf, vela, remo, canoagem, mergulho, esqui aquático e jet ski. Para amantes do ecoturismo há trilhas em meio à Mata Atlântica e rios navegáveis que cortam manguezais. Saiba mais

Costa dos Coqueiros

Há de tudo na Costa dos Coqueiros – mordomia, simplicidade, aventura, esporte, agito, sossego. É nessa região da Bahia que fica Mangue Seco com dunas móveis, coqueiros semi-enterrados na areia, rios, manguezais e histórias de Tieta.

Morro de São Paulo e Costa do Dendê

Nessa região de litoral recortado e dominado por arquipélagos, ao sul do Recôncavo Baiano, fica o povoado de Morro de São Paulo, um dos mais conhecidos e procurados pontos turísticos da Bahia, situado na Ilha de Tinharé.

Ilhéus e Costa do Cacau

Além de história, a Costa do Cacau tem belezas naturais e cidades bem estruturadas para receber visitantes. A região serviu de cenário para alguns dos romances de Jorge Amado.

Porto Seguro e a Costa do Descobrimento

Esse trecho do litoral da Bahia tem lindas praias, como em Caraíva, algumas já super badaladas, como as de, e outras, mais afastadas, porém espetaculares, praticamente “intactas”, que só estão esperando que você apareça lá e as descubra.

Abrolhos e Costa das Baleias

A Costa das Baleias proporciona ambiente para prática de esportes náuticos e mergulhos, tem lindas praias, rios, trilhas ecológicas e boa culinária à base de frutos do mar. É nessa região da Bahia que fica Abrolhos, um lugar espetacular mergulho.

Costa do Cacau

Um litoral de lugares históricos e belas praias, como Ilhéus e Itacaré. Saiba mais

Chapada Diamantina

O interior baiano reserva ótimas surpresas; a melhor dela é Chapada Diamantina.

Rio São Francisco

A região do Rio São Francisco é um verdadeiro “banho de Brasil”, indicado para quem busca sair dos roteiros convencionais e conhecer mais de seu país.

Informações práticas

Hotel em Salvador

Salvador possui hotéis e pousadas para todos os bolsos e para todos os gostos. Veja na listagem a localização e  o conforto oferecido por cada estabelecimento, com comentários.

Escolha e reserve seu hotel em Salvador

Praia na Bahia, ao norte de Salvador. Foto Aninha Gonçalves
Praia na Bahia, ao norte de Salvador. Foto Aninha Gonçalves

Costa de Sauípe, na Costa dos Coqueiros

Mapa da Costa dos Coqueiros (Costa do Sauípe)

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes para a Bahia

Carro

De Salvador siga a Linha Verde (rodovia BA-099), direção norte, até o km 74.

Ônibus

Há ônibus climatizados ao aeroporto de Salvador até o resort.

Hotéis na Costa do Sauípe

Escolha e reserve seu hotel em Camaçari

Escolha e reserve seu hotel na Praia do Forte

Escolha e reserve seu hotel na Costa do Sauípe

Escolha e reserve seu hotel em Lauro de Freitas

Melhor época

Sauípe pode ser visitado o ano todo, mas se puder evite os períodos de férias escolares.

Atrações Turísticas

Sauípe, na Costa dos Coqueiros (Município de Mata de São João), é mais precisamente um grande complexo hoteleiro na Vila Nova Praia, formado por  cinco grandes hotéis de luxo e pousadas.

Devido à rara beleza de sua paisagem, é conhecida como “Polinésia Brasileira”. Em sua enseada ancoram barcos de pescadores; a faixa de areia, enfeitada por coqueiros, é ideal para caminhadas.

Praia do Forte

Os recifes ao longo da costa na Praia do Forte em Sauípe, formam piscinas naturais de 1m a 5m de profundidade, excelentes para banhos e mergulhos com snorkel. Com águas transparentes, as piscinas levam nomes como Aquário, do Lord, Lagoa Azul e Papagente. De julho a novembro, com um pouco de sorte, você poderá avistar baleias jubarte.  À noite, a Alameda do Sol é o local do agito. Os restaurantes e barzinhos ficam lotados, todo mundo sai para o footing ou para dar uma espiada nas barraquinhas de artesanato. Veja mais sobre a Praia do Forte

Projeto Tamar

Visitando na Praia do Forte a sede do projeto Tamar de proteção às tartarugas-marinhas, você poderá conhecer esses animais e o trabalho desenvolvido para a preservação das espécies que desovam nas imediações. Os monitores explicam as particularidades das espécies e o trabalho de proteção aos animais. Sede: Praia do Forte, junto ao farol. Abre das 9h às 20h.

Castelo Garcia D’Avilla

As ruínas do Castelo Garcia D Ávila encontram-se a 2 km da Praia do Forte. O que restou do edifício-sede do maior latifúndio brasileiro de todos os tempos foi tombado pelo IPHAN em 1938 e transformado em Centro Cultural e Museu Histórico. O castelo é o único com características medievais européias existente nas Américas e sua história está intimamente ligada à de Salvador e ao desbravamento dos sertões da Bahia. Sua construção iniciou-se em 1551 na sesmaria doada a Garcia de Souza D’Ávila pelo primeiro Governador Geral, Tomé de Souza. Fundação Garcia D’Ávila – Alameda do Farol, Praia do Forte. Saiba mais sobre o Castelo Garcia d’Avila

Reserva da Sapiranga

A 5 km da vila da Praia do Forte. Compreende uma área de 600 ha onde são preservadas muitas espécies de animais silvestres, orquídeas, bromélias e árvores como gameleira, mangueira, jaqueira, embaúba, sucupira e dendê (boa oportunidade para ver um dendezeiro). Não se assuste com os lagartos. A reserva, que possui um Centro de Apoio ao Visitante e um mini-zoológico onde são tratados animais feridos encontrados na mata ou resgatados de comerciantes ilegais, conta com guias para trekking. Há trilhas de até 8 km de extensão, algumas utilizadas para demonstração das atividades desenvolvidas na reserva.

Imbassaí

A paisagem é de uma beleza ímpar: são 6 km de praias de areia fina, com dunas e coqueiros, ladeadas por cursos d’água. Aliás, o nome tupi do vilarejo significa “caminho do rio”. O mar tem ondas fortes em alguns trechos; em outros, recifes formam piscinas boas para banhos. O lugar ideal para passar o dia é a foz do Imbassaí, onde o mar é calmo e há água doce. Com tempo e disposição, você poderá fazer trekking, sandboarding, canoagem, mergulho, surf, pesca ou ainda rafting nas corredeiras do Rio Pojuca, entre a Praia do Forte e Imbassaí.