Parques Nacionais e atrações no Abruzzo
Parco Nazionale, Abruzzo, Foto Pay Here CCBY
Parco Nazionale, Abruzzo, Foto Pay Here CCBY

Parques Nacionais e atrações no Abruzzo

À Um dia pode ser suficiente para um passeio a um parque nacional. Para quem não tem pressa, vale a pena ficar mais, já que as paisagens são grandiosas, lembrando sempre que o programa agrada em particular os que curtem trilhas.

Mapa do Parque Nacional do Abruzzo

Como ir

Veja pacotes e passagens aéreas para a Itália

Carro

De Roma – São 133 km. Utilize a A24 até Pescina e em seguida a S83 até Pescasseroli, uma cidadezinha no interior do parque, com infraestrutura para receber visitantes.
Trem + ônibus – Pegue o trem em Roma até Avezzano (2h) e em
seguida o ônibus até Pescasseroli (1h).

Vídeo sobre o Parque Nacional do Abruzzo

Parque Nacional do Abruzzo é um dos mais belos parques italianos

Situado no meio dos Apeninos, com altitudes variáveis entre 900 e 2.200 metros e área de 50 mil hectares, o Parque Nacional do Abruzzo é um dos mais espetaculares parques italianos, e pode ser incluído entre os mais importantes da Europa em razão da riqueza da flora, que conta com grande variedade de árvores de diversos portes, e da fauna, que inclui ursos pardos, lobos, veados, animais menores e aproximadamente 300 espécies de aves. Embora seja possível atravessar o parque de carro, você não poderá percorrer as trilhas de automóvel. Terá de fazê-lo a pé (sozinho ou em um tour guiado) ou alugar um cavalo ou uma bicicleta. Saiba, entretanto, que para ver os animais é preciso alguma sorte.
Parque Nacional do Abruzzo. Oficial.

O Parque Nacional do Gran Sasso

À Um dia pode ser suficiente para um passeio.
Nas proximidades de L’Aquila, o gigantesco parque, com 150 mil hectares e uma enorme biodiversidade, abriga os picos mais altos dos Apeninos. Entre as espécies de animais selvagens existentes no parque estão o urso, o lobo, o cabrito montês e muitos tipos de aves, entre elas a águia. Além das variadas fauna e flora e das espetaculares paisagens de montanha, o parque possui espalhados por seu território sítios arqueológicos, velhas abadias, castelos medievais e antigos povoados. Parque Nacional do Gran Sasso. Oficial.

Outras atrações

Pescara

De Roma (205 km) pela A24-A25. Situada no litoral, a cidade, pátria de Gabriele d’Annunzio (cuja casa foi transformada em museu), é a maior do Abruzzo e um balneário frequentado por europeus no verão. Merece ser mencionada principalmente por ser um entroncamento ferroviário e rodoviário importante.
Província de Pescara. Oficial.

Chieti

Fica bem do lado de Pescara. Entre montanhas, construída no alto de uma colina, a cidade é conhecida pelo Museo Archeologico Nazionale d’Abruzzo, instalado em uma villa neoclássica. Ela abriga as principais peças antigas da região, dentre elas a famosa escultura funerária Guerreiro de Capestrano, do século VI a.C.

Scanno

De Roma (127 km) pela A24-A25 e em seguida pela S479. Perto de um lago muito bonito, conservou um centro histórico com vários edifícios antigos, fontes, arcos, palácios e portais. As igrejas, construídas na Idade Média, foram reformadas e têm hoje um aspecto renascentista. A maior parte da cidade é ocupada por casinhas geminadas, construídas em terreno irregular, o que formou um labirinto de pequenas ruas, passagens e escadarias.  Prefeitura de Scanno. Oficial.

Sulmona

De Roma (132 km) pela A24-A25. Cidade romana, foi a terra natal do poeta Ovídio e ainda conserva ruas de traçado medieval, bem como algumas construções de época, tais como a porta gótica com relevos dourados na entrada da cidade; o Palazzo Annunziata, no Corso Ovidio, onde funciona o Museo Civico; e a igreja de San Francesco della Scarpa, na Piazza del Carmine. Na Piazza Garibaldi, onde aos domingos de Páscoa ocorre a “Festa della Madonna che scappa in piazza”, pode-se ver um antigo aqueduto e, ao lado, a renascentista Fontana del Vecchio.
Sulmona. Oficial.

Alba Fucens

De Roma (74 km) pela A24-A25. Bem ao lado de Avezzano, Alba Fucens é o sítio arqueológico romano mais importante do Abruzzo, onde podem ser vistas ruínas do anfiteatro, da basílica, das termas e de suas antigas muralhas.