Quando é bom ir à Argentina

Argentina: quando é bom para visitar o país?

Por estar situada no hemisfério sul, como o Brasil, a Argentina tem estações do ano correspondentes às nossas. As melhores épocas para se visitar a maior parte do país são, em princípio, a primavera e o outono: abril, maio, setembro e outubro.

Mapa da Argentina

Porém, como o extenso território argentino tem latitudes que variam de 22º a 55º, a melhor época para visitar uma região do país pode apresentar temperaturas pouco agradáveis em outra. Quanto maior a latitude (quanto mais para o sul se vai), mais frio faz.

A altitude também influi: nosso vizinho possui territórios baixos e outros de alta montanha, cujos climas são bem diferentes entre si. Nas regiões andinas de altitude e serras centrais, não somente as temperaturas são mais frias, mas é grande a amplitude térmica diária durante todo o ano: as noites e as primeiras horas da manhã são frias (no sul) ou frescas (mais ao norte); as tardes são quentes ou agradáveis.

Grande parte da Argentina se encontra em zona temperada, mas o país possui também climas frios, tropicais e subtropicais.

Enfim, frio e calor são algo muito pessoal. O que é “gelado” para uns é “agradavelmente fresco” para outros; um “calor insuportável” pode ser considerado “uma delícia”… Veja na tabela de temperaturas o que você considera frio ou calor. Não se assuste em demasia com as temperaturas assinaladas como “médias mínimas”; as horas mais frias são as da madrugada, quando você muito provavelmente estará sob as cobertas, bem aquecido (e, quem sabe, bem acompanhado).

Embora temperaturas muito elevadas ou muito baixas possam incomodar, o que não combina mesmo com viagem é chuva, principalmente em um país onde as principais atrações são as belíssimas paisagens. A Argentina, felizmente, não é um país particularmente chuvoso.

Tenha em mente que, com temperaturas próximas a 0º C, as precipitações são em forma de neve – o que a maioria dos brasileiros acha uma festa! Lembre-se porém, que fica impossível ou ao menos muito complicado circular sob fortes nevascas.

A Argentina nas quatro estações

Primavera

Buenos Aires – Temperaturas diurnas amenas, com noites frias. Chove um pouco. A cidade fica animada e há muita coisa acontecendo.

Nordeste – Nessa região, próxima ao Brasil, a primavera é quase tão quente e chuvosa quanto o verão.

Noroeste A primavera é bem quente em Tucumán, agradável em Salta e Jujuy e fria (sobretudo à noite) na Quebrada de Humahuaca, que fica a mais de 3.000m. Em dezembro, começa a estação chuvosa; evite.

Centro-Oeste e Cuyo – Em Córdoba e Mendoza, as temperaturas estarão amenas, as vezes com oscilações; um dia meio quente, outro um pouco frio. Lindas vistas da Cordilheira. Em Córdoba, é o começo da estação chuvosa, mas em Mendoza, como sempre, chove pouco.

Distrito dos Lagos Começo de estação bastante frio; as temperaturas máximas tornam-se mais amenas no final da primavera, mas as mínimas permanecem baixas. Friozinho seco, com céu azul e espetaculares paisagens de montanhas e lagos.

Patagônia – No começo da estação, faz bastante frio no sul. A região se torna mais agradável no final da primavera. As temperaturas vão se tornando mais amenas à medida em que você sobe a costa rumo ao norte. Como sempre, o clima é seco.

Terra do Fogo Clima frio; chove um pouco.

Verão

Buenos Aires – É a época chuvosa mas as precipitações não chegam geralmente a atrapalhar a viagem. O calor, porém, pode incomodar. A cidade fica cheia de turistas; os portenhos estão de férias.

Nordeste – Quente e chuvoso.

Noroeste – Faz calor de dia. Noites agradáveis. Época chuvosa. Na Quebrada de Humahuaca, que fica a mais de 3.000m, as temperaturas são agradáveis. As chuvas podem ser um problema até fevereiro, quando caem intensos aguaceiros, tornando algumas estradas intransitáveis, sobretudo entre Tucumán e Cafayate e nos Valles Calchaquíes.

Centro-Oeste e Cuyo – Em Córdoba, calor à tarde, noites temperadas. Época chuvosa. Em Mendoza, pode chover um pouquinho, mas faz calor. Bom período para caminhadas no Aconcagua, onde é sempre mais fresco, ou até frio, dependendo da altitude.

Distrito dos Lagos – Ótima época, principalmente para quem não gosta de frio. Mesmo assim, a temperatura pode alcançar mais de 30ºC e no dia seguinte estar beirando os 10ºC. Quase não chove.

Patagônia – É a melhor época para se visitar a região. Em Puerto Madryn e Comodoro Rivadavia, faz calor. Mesmo em El Calafate as temperaturas são agradáveis.

Terra do Fogo – Frio de dia, noites bem frias. Chove pouco. É a melhor época para ir para lá, se não for para praticar esportes de inverno.

Quanto mais para o sul da Argentina, mais compridos são os dias durante o verão e mais curtos durante o inverno. Em lugares como Ushuaia, ou no sul da Patagônia, o sol se põe somente às 22h no verão, permitindo que se aproveite ao máximo o dia. Tenha isso em conta ao organizar passeios e viagens de carro. Mesmo em Buenos Aires e em outras regiões da Argentina, no verão o sol se põe tarde. Como em todo o país a hora nacional é aquela de Buenos Aires, o oeste vive em permanente horário de verão. Ou seja, os relógios marcam a mesma hora de Buenos Aires, pero es más tarde…

Outono

Buenos Aires – O início do outono tem dias quentes e noites frescas. Ao longo da estação, as temperaturas máximas caem. Boa época. Muita coisa para se fazer.

Nordeste -Temperaturas elevadas no começo da estação e amenas no final. Noites frescas. Chove.

Noroeste – Durante o dia, temperaturas agradáveis em Salta e em Jujuy,  com noites frescas. Chove um pouco no início da estação, no final não cai uma gota. Na Quebrada de Humahuaca, dias frescos, noites frias.

Centro-Oeste e Cuyo – Boa época: temperaturas amenas, podendo esfriar um pouco à noite. Em Córdoba, o início da estação pode ser úmido. No restante, ar seco e céu claro, com belíssimas vistas da cordilheira próxima a Mendoza.

Distrito dos Lagos – O começo da estação é relativamente seco, mas o final é mais úmido, com possibilidade de chuva e nevascas. Dias e noites bem frios. As paisagens tornam-se lindas e as florestas assumem um belo tom avermelhado.

Patagônia – Dias temperados, esfriando à medida em que a estação avança. Noites frias.Final de estação bastante frio e ventoso, mas geralmente sem neve.

Terra do Fogo – Faz muito frio, principalmente à noite e no final da estação. Pode nevar.

Inverno

Buenos Aires –O auge do inverno pode ser desagradável à noite para aqueles que detestam frio, mas raramente é “insuportável”. É a época mais seca do ano.

Nordeste – Temperaturas amenas e (como sempre!) bastante chuva.

Noroeste – Frio seco em Salta e Jujuy; muito frio na Quebrada de Humahuaca.

Centro-Oeste e Cuyo – Faz um frio administrável em Mendoza e Córdoba. Gelado nas montanhas. Bom para esportes de inverno. Las Leñas fica lotada de esquiadores. Tempo seco.

Distrito dos Lagos – Faz bastante frio e neva. O inverno é boa época para quem quer ver neve e esquiar. Se puder, evite julho: a região fica lotada.

Patagônia – Faz muito frio em toda a região,as tempraturas poem estar abaixo de zero. Não é uma época boa.

Terra do Fogo – O frio é intenso, sobretudo à noite. Costuma nevar.

Informações práticas

Onde se hospedar

Escolha e reserve seu hotel em Buenos Aires

Escolha e reserve seu hotel em Bariloche

Escolha e reserve seu hotel em Mendoza

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes 

A Argentina em imagens
Maquina fotografica

Álbum fotográfico com dezenas de fotos da
Argentina separadas em slide-shows
 sobre a as regiões mais interessantes do país.