Segurança em viagem na Itália
Policia na Itália, os carabinieri
Policia na Itália, os carabinieri

Segurança

Falar de cuidados de segurança numa viagem a Itália para alguém que mora em São Paulo, no Rio ou em qualquer outra grande cidade brasileira pode parecer piada. Não queremos parecer prepotentes, mas poucos povos são tão escolados no assunto quanto nós! A tendência acaba sendo a de achar que criminalidade é algo que não existe na Europa.

Existe sim. Na Itália, embora assaltos a mão armada, agressões físicas, sequestros etc. aconteçam mais raramente, há muitos furtos de dinheiro, de documentos e de carros… O norte do país e as cidades pequenas são locais mais seguros. Nas cidades predominantemente turísticas, as vítimas preferenciais são, é claro, os estrangeiros!

Dicas que valem para todos

Seja discreto

Em primeiro lugar, seja discreto. Não precisa escrever na testa “sou turista”. Nada de andar por aí de bermuda, camisa estampada, boné “I love Capri” e filmadora a tiracolo! Procure passar despercebido e deixe que os malfeitores se concentrem nos turistas “uniformizados”.

Transporte de valores

Nunca transporte o grosso de seu dinheiro nem seu passaporte e documentos importantes em bolsas a tiracolo ou na carteira.

A bolsa interna escondida

Você pode optar pela velha bolsa de tecido resistente, usada por dentro da calça, fechada com zíper ou velcro e presa com um elástico em volta da cintura. É importante que ela não fique visível. Esse tipo de bolsa já pode ser encontrada em lojas especializadas em malas, mas você mesmo pode fazer uma. Use um tecido de cor clara e anote na bolsa seu nome e número de passaporte. Sabemos de pessoas que esqueceram essa bolsa no hotel ao partir! Se você for do tipo distraído, o nome escrito na bolsa é um modo de provar que ela lhe pertence. Para nunca esquecê-la, antes de dormir, amarre o elástico da bolsa no passador da calça que você vai usar no dia seguinte. Pode parecer engraçado, mas funciona!

Nunca coloque sua carteira no bolso de trás da calça

Coloque-a de preferência do bolso interno de um casaco ou blazer, ou no bolso da frente da calça. Na medida do possível, coloque na carteira apenas o que for precisar de imediato em dinheiro ou em cheques de viagem que pretenda trocar.

 O passaporte brasileiro

Nosso passaporte é um objeto de cobiça bastante atraente e chega a ser vendido no mercado negro. Sua perda será um enorme transtorno. Proteja-o. Caso não vá precisar do passaporte para trocar cheques de viagem ou para qualquer outra coisa, o melhor lugar para ele é trancado no hotel. Em caso de perda ou furto, você deve entrar imediatamente em contato com o consulado brasileiro mais próximo e com a polícia italiana. Leve com você na viagem algum documento brasileiro além do passaporte (carteira de motorista com foto, por exemplo) e xerox do RG, do CIC, do título de eleitor e do próprio passaporte. Isso vai ajudá-lo muito na eventualidade de precisar tirar um passaporte novo. De qualquer modo, a taxa a ser paga para obter outro passaporte é cara e o consulado vai lhe fazer mil perguntas antes de expedi-lo – o que pode demorar muito.

 Anote o número de seus documentos ou tire um xérox deles

Isso vale para passaporte,  cartão de crédito, de seus cheques de viagem e dos telefones dos bancos emissores do cartão e dos cheques numa caderneta (que deve ser guardada separadamente desses documentos, é claro).

Cuidado com seu cartão de crédito

Quando pagar alguma conta com seu cartão de crédito, verifique quando o devolverem se o cartão que estão lhe entregando é de fato o seu.

Cofres dos hotéis

Muitos hotéis possuem cofres de segurança nos quartos ou na recepção: use-os!

Furtos costumam ocorrer em lugares lotados

A grande maioria dos furtos ocorre em locais em que há grande concentração de pessoas, como mercados, estações, ônibus, metrôs e trens lotados. A estação Tiburtina em Roma e as imediações da estação da Piazza Garibaldi em Nápoles são os paraísos dos ladrões. Bolsas de mão podem ser alvos de cortes com gilete ou navalha. Desconfie de pessoas que se encostam em você ou o distraem puxando conversa.

Bolsas a tiracolos

Um tipo comum de furto no mundo todo é ter sua bolsa arrancada por dois marginais que passam numa moto. Isso ocorre principalmente com bolsas a tiracolo.

Furtos de bagagens

Ocorrem sobretudo em estações de trem, de ônibus e em saguões de aeroportos. Fique de olho. Ao viajar de ônibus ou de trem, tome cuidado também com a bagagem colocada nos compartimentos de carga. Sempre pode existir um “distraído” que se “confunda” e a leve embora como se fosse dele.

Outro golpe clássico nos roubos de bagagem

Ao chegar com as malas na portaria de um hotel, fique atento se outras pessoas entrarem ao mesmo tempo que você. Pode ser que elas não sejam exatamente turistas… E enquanto você está ocupado fazendo o check-in, as malas desaparecem!

 Táxis clandestinos

Desconfie de pessoas que o abordam para oferecer um táxi clandestino num aeroporto ou estação. Recuse sempre.

Na praia

Não abandone seus pertences na areia ao entrar na água.

Bagagem dentro de veículos

Se alugar carro, nunca deixe a bagagem visível dentro de um automóvel. Caso isso seja inevitável, estacione em um lugar seguro. À noite, nas grandes cidades, guarde sempre o veículo em um estacionamento.

Nos lugares muito turísticos

cuidado com ciganos que pedem para ler sua mão ou chegam com outra conversa fiada e já vão encostando em você. Isso o distrairá enquanto os comparsas agem. Se acontecer de você ser abordado por ciganos, sejam eles adultos ou crianças, não procure se defender apenas protegendo os bolsos; não adianta nada. Eles são muito habilidosos e rápidos para tirar carteiras, relógios e tudo o que você tiver consigo de pouco pesado e valioso. Ignore-os e apresse o passo. Em último caso, grite. Não tenha medo; esses ciganos não andam armados na rua. Não achamos que os ciganos em geral sejam malfeitores – esses de que estamos falando, porém, o são.

Ao ir para a rua, leve com você um cartão do hotel, com endereço e telefone

Não custa nada e pode ser muito útil. Nas grandes cidades, leve também um mapa e peça para um funcionário da recepção assinalar onde fica o hotel.