Booking.com

Por que ir a Paris?

Por que ir a Paris? Por muitos motivos: é uma cidade repleta de atrações turísticas, cultura e arte, uma cidade linda e que transpira romantismo.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Escultura no Musée Rodin, Paris

Por que ir a Paris?

Bem, Paris é chique. Boêmia. Histórica. Moderna. Charmosa. Artística. Heroica. Intelectual. Revolucionária. Divertida. Nobre. Pitoresca. Sensual. Clássica. Linda. Deliciosa. Única.
Lá nasceram os ideais da Revolução Francesa, o Existencialismo, o Romantismo, a Belle Époque. Lá aconteceram o primeiro voo homologado da história da aviação (feito por um brasileiro), o romance de Abelardo e Heloísa, o movimento dos estudantes de 68, as cenas dramáticas ou cômicas de tantos filmes inesquecíveis… A primeira exibição do cinematógrafo, a heroica Resistência contra os nazistas, Les Années Folles (os Anos Loucos), a Copa do Mundo de 1998…

Mapa de Paris

Paris, uma cidade repleta de atrações turísticas, cultura e arte

Em  Paris (e só lá!) estão a Tour Eiffel. A Notre-Dame. O Café de la Paix. A Sorbonne. O Louvre. As maiores obras de Monet e de Rodin. Uma culinária maravilhosa, bem como os melhores queijos e vinhos do mundo. A romântica Pont Neuf. A chique Place Vendôme. O monumental Arco do Triunfo. Os sorvetes da Berthillon. O rio Sena, suas pontes e suas margens (declaradas Patrimônio da Humanidade pela UNESCO). Bistrozinhos cheios de charme. A mais moderna arquitetura do mundo. Vestígios do Império Romano. O Fantasma da Ópera. O Corcunda de Notre-Dame. O Moulin Rouge.

Lá viveram (ou ainda vivem)

Napoleão. Jean-Paul Sartre. Simone de Beauvoir. Dom Pedro II. Marcel Proust. Albert Camus. La Fontaine. Baudelaire. São Luís. Felipe, o Belo. Sigmund Freud. Joséphine Baker. Richard Wagner. Trotsky. Thomas Jefferson. Ernest Hemingway. Coco Chanel. Fréderic Chopin. Jules Verne. Geraldo Vandré. Jorge Amado. Zélia Gattai. Charles de Gaulle. François Mitterrand. Juscelino Kubitschek. Nureyev. Barishnikov. Victor Hugo. Rousseau. Voltaire. Auguste Comte. François Villon. Robespierre. Danton. Marat. Molière. Racine. Henry Miller. Anaïs Nin. Yves Montand. Pablo Picasso. Simone Signoret. Modigliani. Toulouse-Lautrec. Marc Chagall. Salvador Dali. Rodin. Monet. Renoir. Musset. Verlaine. Mallarmé. Rimbaud. Georges Moustaki. André Malraux. Charles Aznavour. Édith Piaf. Alain Delon. Jean-Luc Godard. Heitor Villa-Lobos. Boris Vian. Jacques Prévert. Juliette Greco. Balzac. Catherine Deneuve. Abelardo. Heloísa. D’Alembert. Diderot. Mao Tsé-Tung. Lenin. Oscar  Wilde. James Joyce. Pierre e Marie Curie. F. Scott Fitzgerald. Gabriel Garcia Márquez. Marx. François Truffaut. Van Gogh. Émile Zola. Flaubert. E até nós, os autores do guia de viagem PARIS, da Série GTB e coordenadores deste site.

Vídeo sobre Paris

Já foi dito sobre Paris

Já foi dito que “Paris vale uma missa” (Henrique IV), que “Paris é uma festa ambulante” (Ernest Hemingway), que “Em Paris, a arte é uma filosofia” (Elisabeth Barrett Browning)… E muito mais há o que dizer. Só indo lá para sentir.
Mas se tudo isso não for suficiente para convencê-lo, lembre-se: a vida é curta demais para você não ir a Paris.

Informações práticas sobre Paris

Como ir a Paris

Veja passagens aéreas e pacotes

Onde dormir em Paris

Escolha e reserve seu hotel em Paris

Curiosidades: você conhece a Marseillaise, o hino nacional francês?

Saiba sobre sua história. conheça a letra, ouça a música, assista ao vídeo.

Booking.com

Mais posts

França, Paris, Tour Eiffel

Atrações em Paris

Atrações em Paris, selecionadas por região da cidade: a Rive Droite, a Rive Gauche, as ilhas onde a cidade nasceu – Îlte de la Cité e Île Saint-Louis.

Reflexos do outono, Giverny - Photo Ariane Cauderlier

Os impressionistas

O impressionismo, sua história, principais artistas, como Monet, Manet, Renoir e outros grandes mestres. Onde conhecer em Paris a obra dos impressionistas.

Auguste Renoir (Musée de l'Orangerie, Paris) _ Femme à la lettre Foto Jean-Pierre Dalbéra CCBY

Os museus de Paris

Os principais museus de Paris, informações e dicas sobre as visitas, os acervos e coleções O Louvre, o Musée d’Orsay, o Musée Rodin e outros.