Os parisienses

Saiba mais sobre os parisienses, seu jeito de ser, seus costumes e valores. Como evitar gafes e se dar bem em Paris; regras de cortesia a serem observadas.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Parisiense

Os parisienses

Apesar do fortíssimo senso de identidade nacional, os franceses são diferentes em cada região quanto aos costumes, à história e à própria origem. Então, vamos começar deixando claro o seguinte: o parisiense é um francês muito particular! Bastante orgulhoso de sua cidade (que a maioria das pessoas acha a mais bonita do planeta), ele tem acesso ao que há de melhor em termos de cultura e de tudo o que existe de mais sofisticado no mundo.
De qualquer forma, metade dos habitantes da cidade não é parisiense, ou seja, não nasceu em Paris e sim em outros lugares da França e do mundo. Os estrangeiros representam aproximadamente 15% da população da cidade.

Os parisienses s√£o realmente mal-humorados?

Existe um clich√™ de m√° fama dos parisienses quanto √† simpatia e educa√ß√£o com visitantes estrangeiros, mas isso √© muito relativo. √Č claro que voc√™ pode topar pela frente com algu√©m que se levantou com o p√© esquerdo ou que √© ‚Äúgrosso‚ÄĚ de verdade (e em muitos casos nem¬† √© parisiense); isso acontece em qualquer cidade do mundo. Antes de cair nesse lugar-comum (‚Äúa tia-av√≥ do meu vizinho disse que os parisienses s√£o isto e aquilo…‚ÄĚ), use seu senso cr√≠tico. Ser√° que os turistas s√£o sempre muito educados?

O comportamento dos turistas

O problema √© que muita gente considera posturas antip√°ticas ou rudes por parte dos parisienses a rea√ß√£o deles a uma conduta indelicada do turista: barulho em lugares p√ļblicos, excesso de intimidade no trato com desconhecidos, falta de polidez ou desrespeito √†s normas de interesse p√ļblico (como pisar na grama onde √© proibido, falar alto atrapalhando os outros dentro de um museu ou querer entrar de bermuda numa igreja).
Em Paris, se quiser ser respeitado, seja educado e respeite. Isso n√£o significa portar-se de forma humilde; pelo contr√°rio, responda sempre no mesmo tom.

Muito importante

Nunca deixe de cumprimentar algu√©m antes de lhe dirigir a palavra e nunca use a palavra ‚Äútu‚ÄĚ com pessoas com as quais voc√™ n√£o tem¬† intimidade. Lembre-se tamb√©m de n√£o se dirigir a algu√©m em ingl√™s ou em outro idioma que n√£o seja franc√™s, sem antes perguntar em franc√™s se a pessoa fala aquela l√≠ngua.

Valores tradicionais

O parisiense tem valores pr√≥prios e h√°bitos arraigados. A baguete embaixo do bra√ßo, por exemplo, n√£o √© folclore: √© uma coisa corriqueira. At√© dentro do metr√ī voc√™ encontra pessoas carregando p√£o! O parisiense que se preza come bem, aprecia bons vinhos, valoriza sua cultura e hist√≥ria, √© politizado e bem informado.

População de nível cultural elevado

Gra√ßas √† qualidade do ensino p√ļblico, o n√≠vel cultural da popula√ß√£o em geral √© muito bom. Todo trabalho √© respeitado, inclusive as tarefas mais humildes e bra√ßais. Apesar do ar aparentemente sisudo, o parisiense sabe se divertir e aproveita muito o que sua cidade oferece. O visitante pode at√© estranhar ao v√™-lo fazendo aquilo que imaginava ser ‚Äúprograma de turista‚ÄĚ: indo a museus, tomando sol √† beira do Sena…

O encontro do tradicional e do moderno

A for√ßa da preserva√ß√£o dos costumes e o ar meio provinciano que se v√™ no dia-a-dia de muitos bairros (como nas √©piceries ‚ÄĒ quitandas ‚ÄĒ onde senhores de terno, gravata e avental servem madames que v√£o fazer compras levando suas cestinhas) n√£o decorrem s√≥ do esp√≠rito parisiense. Deve-se levar em conta que a cidade tem 2,4 milh√Ķes de habitantes, ou seja, √© uma grande cidade, mas n√£o uma cidade grande se comparada a outras metr√≥poles.

Outro de seus paradoxos é a convivência do passado com o ultramoderno. A contradição, porém, é apenas aparente, pois o respeito que os parisienses têm pela sua história não pode ser confundido com conservadorismo. O avanço tecnológico e o gosto pelo novo também são parte da personalidade parisiense.

O trauma da ocupação nazista e o parisiense atual

Os mais idosos, que passaram pelos horrores da Segunda Guerra, quando a cidade foi ocupada pelos alem√£es, v√£o dando lugar a gera√ß√Ķes que t√™m pouco do que se queixar. Em uma pesquisa realizada h√° poucos anos por uma revista de grande circula√ß√£o, apurou-se que a maioria da popula√ß√£o se considera feliz, o que √© um grande m√©rito para qualquer cidade do mundo.

A imigração

Nas √ļltimas d√©cadas, o perfil do habitante de Paris vem mudando, em virtude da presen√ßa de imigrantes, vindos principalmente da √Āsia e do norte da √Āfrica. Em alguns bairros, os estrangeiros j√° s√£o predominantes. Hoje a Fran√ßa √© uma sociedade multirracial.
Há quem seja contra as facilidades da imigração para o território francês, mas no fim das contas o nacionalismo se rende ao espírito de liberdade e de solidariedade (afinal, o país acolhe tradicionalmente perseguidos políticos do mundo inteiro!). Acaba não existindo uma xenofobia tão forte quanto em alguns outros países europeus.

As leis francesas sobre nacionalidade

N√£o s√≥ os filhos de franceses t√™m nacionalidade francesa. Vigora tamb√©m a lei do solo (jus soli): quem nasce em territ√≥rio franc√™s tem a nacionalidade francesa, independentemente daquela de seus pais. Muitos franceses hoje s√£o filhos de imigrantes, e est√£o se acirrando os conflitos sociais, principalmente nas periferias das grandes cidades, em raz√£o das diferen√ßas que come√ßam a existir n√£o s√≥ entre franceses e imigrantes mas sobretudo com rela√ß√£o aos filhos de imigrantes. Todos t√™m acesso ao mesmo sistema de sa√ļde, √†s mesmas escolas. Mas os contrastes culturais e religiosos, como ficam? E as diferen√ßas quanto √† situa√ß√£o econ√īmica? Para usar um termo da moda, a ‚Äúexclus√£o‚ÄĚ em Paris n√£o √© nem de longe compar√°vel √† que existe no Brasil. Mesmo assim, resolver essa quest√£o √© talvez o maior desafio que a cidade enfrenta neste come√ßo de mil√™nio.

Informa√ß√Ķes pr√°ticas sobre Paris

Como ir a Paris

Veja passagens aéreas e pacotes

Onde dormir em Paris

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos

Escolha e reserve seu hotel em Paris

Maquina fotografica

Paris em imagens  Fotos dos lugares de especial interesse turístico.

A Fran√ßa¬†¬†em imagens¬† Verdadeira viagem fotogr√°fica pela Fran√ßa. Dezenas de fotos das¬†regi√Ķes Sul, Norte e Centro da Fran√ßa.

Booking.com

Mais sobre o assunto:

Reflexos do outono, Giverny - Photo Ariane Cauderlier

Os impressionistas

O impressionismo, sua história, principais artistas, como Monet, Manet, Renoir e outros grandes mestres. Onde conhecer em Paris a obra dos impressionistas.

Read More ¬Ľ
Auguste Renoir (Musée de l'Orangerie, Paris) _ Femme à la lettre Foto Jean-Pierre Dalbéra CCBY

Os museus de Paris

Os principais museus de Paris, informa√ß√Ķes e dicas sobre as visitas, os acervos e cole√ß√Ķes O Louvre, o Mus√©e d’Orsay, o Mus√©e Rodin e outros.

Read More ¬Ľ
Museu Rodin

Paris em imagens

Turismo em Paris. Selecionamos para voc√™ fotos das principais atra√ß√Ķes tur√≠sticas de Paris, classificadas por regi√£o. Conhe√ßa Paris em imagens!

Read More ¬Ľ
Escultura no Musée Rodin, Paris

Por que ir a Paris?

Por que ir a Paris? Por muitos motivos: √© uma cidade repleta de atra√ß√Ķes tur√≠sticas, cultura e arte, uma cidade linda e que transpira romantismo.

Read More ¬Ľ

Rive Droite

Turismo em Paris, os bairros parisienses que fazem parte da Rive Droite, suas atra√ß√Ķes, os principais museus, informa√ß√Ķes e dicas.

Read More ¬Ľ