O castelo de Chantilly

A cidade de Chantilly, na França, seu castelo rodeado de jardins, sua história, como ir, o que visitar, atrações, hotéis em Chantilly.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Castelo de Chantilly, foto Hervé CCBYSA
Castelo de Chantilly, foto Hervé CCBYSA
Castelo de Chantilly, foto Hervé CCBYSA

Chantilly

Mapa de Chantilly

Sobre Chantilly

Chantilly é o terceiro lugar mais vistado nas arredores de Paris, depois de Versalhes e Fontainebleau. É um ótimo passeio para um dia todo, principalmente se estiver sol. Chantilly fica a 40 km de Paris. Seu castelos e os jardins que rodeiam a propriedade são realmente de extraordinários. O nome Chantilly vem do rico gallo-romano Cantalius, que construiu a primeira mansão fortificada no local. O delicioso creme, tem esse nome que lhe foi atribuído por Vatel, o famoso e perfeccionista banqueteiro, que esteve a serviço do Grand Conté proprietario do castelo de Chantilly, na época de Luís XIV.

Como ir

De carro

Pegar a A1, depois a saída número 7, onde há a indicação a Survillers-Chantilly. Chantilly fica a 55 km de Paris, uma hora de viagem.

Trem/RER

RER – Pegar a linha D, direção Orry-lavile, descer na estação Chantily-Gouvieux.

Trem  Tomar, o trem TER Picardie e descer na estação Chantily-Gouvieux.

Ônibus até o castelo  O Ônibus le DUC (Desserte Urbaine Cantilienne) que sai da estação o leva até o castelo. É gratuito. Desça na parada “Chantilly, église Notre-Dame”. Veja horários.

Hotéis em Chantilly

Escolha e reserve seu hotel em Chantilly

Melhor época

Evite a alta temporada, o mês de agosto principalmente, quando Chantilly está lotada de turistas. O ideal é a primavera e o outono. O clima é ameno e as paisagens mais bonitas. O inverno é muito frio.

Atrações em Chantilly

Parece não ser lenda o fato de que,  em uma recepção oferecida para o rei nesse caselo, algum coisa deu errado e… . O resto você vê no filme Vatel, com Gérard Depardieu. Se contarmos, perde a graça!

Além de ter o castelo como principal atração turística, a cidade de Cantilly, bastante tranquila e agradável, é um  centro de equitação muito conhecido em toda a França pelo seu hipódromo, e pela criação de puros-sangue.

Château de Chantilly e Musée Condé

O castelo de Chantilly é de uma beleza comparável aos do Vale do Loire. Ele é dividido em duas partes, construídas em diferentes épocas, mas que fazem parte do mesmo edifício. O chamado Petit Château (Pequeno Castelo), data de 1560 e foi construído para o condestável Montmorency, no lugar do castelo medieval ali existente.  Essa obra prima da arquitetura renascentista pertenceu aos Montmorency até que seu neto Henrique II caiu em desgraça.

Vídeo sobre o castelo de Chantilly

No Petit Château estão os apartamentos dos príncipes, com decorações e móveis dos séculos XVII e XVIII. O Grand Château (Grande Castelo) atual, bem mais recente, (o anterior foi destruído durante a Revolução Francesa), começou a ser construído por Henrique d’Orléans, filho de Luís Felipe, em 1875.

Musée Condé

A rica exposição de arte do Musée Condé, que fica no castelo, é apresentada segundo a disposição desejada pelo Duc d’Aumale, que doou a propriedade e todas as peças arte de sua coleção ao Institut de France. O acervo é excepcional: são mais de 800 pinturas, centenas de aquarelas, a maioria delas do século XVI, aproximadamente 330 miniaturas, além de cerca de 3 mil peças diversas. Estão expostas pinturas de Raphael, Poussin, Watteau, Greuza, Delacroix e Ingres. A biblioteca, com uma coleção de manuscritos medievais que inclui a celebérrima obra Les très riches heurs du Duc de Barry (As riquíssimas Horas do Duc de Barry), é impressionante. No mais, o castelo tem tudo o que se pode esperar em termos de decoração de época. A visita aos apartamentos, no primeiro andar do Petit Château, é sempre acompanhada de um guia.

Os jardins

O parque em volta do castelo é um dos mais bonitos e interessantes dentre aqueles mais próximos de Paris. Eles foram refeitos em 1662 por Le Nôtre, que canalizou a o riozinho La Nonette para criar o Grand Canal. Há jardins em estilo inglês, francês e até anglo-chinês.

A inspiração de Marie-Antoinette

Uma aldeazinha, que inspirou Marie-Antoinette a construir o Hameau de la Reine (Aldeia da Rainha) em Versalhes, existe até hoje. Há ainda a Maison de Sylvie, uma casa de campo construída por Henrique II de Montmorency no meio da floresta, toda coberta de treliças.

Les Grands Écuries/Musée Vivant du Cheval (As Grandes Cavalariças/Museu Vivo do Cavalo)

As “Grandes Cavalariças” do Grand Conté, próximas ao castelo d Chantilly, são uma das mais belas contruções do século XVIII da região. Nelas funciona o Musée Vivant du Cheval, (museu Vivo do Cavalo), que tem por tema a arte eqüestre, mas sua maior atação são os cavalos e pôneis que podem ser vistos em suas baias ou em treinamento. No primeiro domingo de cada mês, de fevereiro a novembro,  é realizado um espetáculo de equitação, com música, roupas de época e efeitos de luz.

Dica

Experimente os doces com chantilly nas confeitarias da rua principal da cidade.

Vamos fazer uma viagem fotográfica por Paris e pela França?

França em Imagens

Paris em Imagens

Booking.com

Mais sobre o assunto:

Castelo de Chantilly, na Picardia

Picardia

Turismo na Picardia (Picardie), características da região, cidades de maior interesse turístico: Amiens, Chantilly, Compiègne, Pierrefonds, Compiègne

Read More »

Receba nossa newsletter

Dicas e detalhes de quem já passou por lá!

O Manual do Turista quer te inspirar com informações que farão a diferença na sua viagem.