Lençóis Maranhenses

Lençóis Maranhenses, MA

Lençóis Maranhenses: dunas de areia e lagos a perder de vista

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, com 155 mil hectares e que abrange os municípios de Barreirinhas, Humberto de Campos, Primeira Cruz e Santo Amaro, tem lindas paisagens cortadas por rios e ocupadas por manguezais e dunas semeadas de pequenas lagoas de águas verdes e azuis.

Mapa do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Como ir

Entra-se no Parque dos Lençóis Maranhenses por Barreirinhas, município que fica a 272 Km de São Luís.

Avião

De avião bimotor e monomotor, a partir de São Luís, chega-se a Barreirinhas em 50 minutos, em média.  A vantagem é que esses pequenos aviões voam baixo e você poderá apreciar as belíssimas paisagens aéreas dos Lençóis.

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Carro

De São Luís, pegue a MA 402, Translitorânea, até Barreirinhas. A viagem toma aproximadamente 3 horas.

Ônibus

Há ônibus do Terminal Rodoviário de São Luís para Barreirinhas.

 Melhor época

Para se banhar nas lagoas formadas por água pluviais entre as dunas, o ideal é conhecer os lençóis logo após o final do período chuvoso que vai de dezembro a junho.  Junho seria, teoricamente o mês perfeito.

Vídeo sobre os Lençóis Maranhenses

Atrações turísticas

Lagoa Azul

É uma das lagoas mais apreciadas nos Lençóis Maranhenses, um passeio obrigatório. Ao que parece, não secam nem nos períodos de total estiagem.

Passeio de barco pelo rio Preguiças

De Barreirinhas pode-se pegar um barco que, descendo pelo Rio Preguiças, lhe oferece a oportunidade de conhecer outros povoados interessantes como Atins e Caburé, onde o rio encontra o mar, um dos melhores lugares, aliás, para curtir a hora mágica do final do dia, o crepúsculo, que antecede um céu extraordinariamente estrelado ou um luar de sonho.

Caburé

– Outro lugarejo gostoso (de um lado rio, do outro lado mar). Em Caburé você pode contratar um barquinho a vela que o levará aos lugares próximos, tipo Atins e outros. Saiba que, se pegar vento contrário na ida ou na volta, essa viagem pode levar mais tempo que o previsto e alguns podem enjoar. Ter à mão um comprimidinho de dranamine pode ser uma boa idéia.

Dicas

Leve roupas leves, óculos escuros, chapéu (pode comprar um de palha por lá, é o ideal), protetor solar repelente contra insetos.

Hotéis na região dos Lençóis Maranhenses

As acomodações, como você pode imaginar são bem simples, para não dizer precárias. Quem está acostumado ao conforto cinco estrelas, fará melhor em ficar em São Luís. Em compensação, você desfrutará de toda a paz do mundo, uma deliciosa sensação de liberdade e apreciará um pôr-do-sol que o deixará sem fala.

Você pode se hospedar na pousada do Paulo, uma das primeiras fundadas no local. Essa pousada é composta por alguns chalezinhos simples, como quase todas as outras. O banho é frio (o que não incomoda muito com o calor que faz!), mas a cama é confortável. Só existe uma um pouco mais chique, mais transadinha, quase um luxo para o local. Nessas pousadinhas rústicas alguns reclamam da rudeza dos proprietários. São pessoas simples que recebem bem os turistas, mas se ofendem com a menor reclamação. É uma pena, pois já existem gringos rondando o lugar para instalarem pousadas mais sofisticadas.

Todas as pousadas nos Lençóis Maranhenses têm seus ”pacotes” de excursões, que nada mais são que um motorista “guia” e seu caminhão adaptado para passageiros. Visto a precariedade das “estradas” (meras trilhas), antes de contratar o serviço, é inteligente dar uma olhada no estado de conservação do veículo a ser alugado para não correr o risco de ficar a pé no meio do “deserto”. Aventura tem limites… Como esses passeios são realizados em veículos tipo caminhonete, abertos e adaptados com bancos para passageiros, não esqueça do chapéu ou boné e do protetor solar. Nessa latitude o sol pega pesado. E, é claro, traga maiô: você não resistirá em dar um mergulho em alguma lagoa pelo caminho.

Site oficial de turismo do Maranhão