Glaciar Perito Moreno

Glaciar Perito Moreno, Argentina

Uma visão fascinante

Embora não seja a maior geleira da Argentina, título que cabe ao glaciar (geleira) Upsalla, a geleira Perito Moreno, no Paque Nacional Los Glaciares, perto da cidade de El Calafate, na Patagônia Argentina, é a mais bonita, interessante e, consequentemente, a mais visitada delas. Fotos, filmes ou descrições feitas por amigos não conseguem transmitir a emoção do espetáculo ao vivo e em cores dos imensos blocos soltando-se de um gigantesco rochedo de gelo azulado encravado em montanhas e despencando no lago, onde flutuam como icebergs.

As pessoas ficam horas sem tirar os olhos daquele cenário, nas passarelas e mirantes montados na ribanceira bem em frente ao glaciar; de alguns pontos, a vista é panorâmica, de outros você aprecia a cena mais de perto. Nos pontos mais altos, o paredão alcança 80m de altura.

Todo o conjunto de passarelas é acessível para quem usa cadeira de rodas. Nossos parabéns à administração do Parque Nacional Los Glaciares!

Em razão do aquecimento global, o glaciar está avançando 2m por ano; o gelo formado no alto dos Andes vai deslizando montanha abaixo, formando uma espessa capa sobre o terreno.  É bom conhecer o Perito Moreno antes que acabe!

Um dique natural de gelo

O glaciar Perito Moreno tem 5 km de comprimento e 15km de extensão e bloqueia um braço Lago Argentino – o Brazo Rico – formando um dique natural. Com o aumento da pressão da água, ocorre por vezes o rompimento de pontos dessa barragem, provocando estrondos que podem ser ouvidos a quilômetros de distância. Foi assim às 22h50 do dia 13 de março de 2006, em plena lua cheia. Dez minutos depois, a enorme ponte de gelo despencava sobre o lago. Em março de 2018, novo rompimento aconteceu. Quem sabe, você pode ter a sorte de presenciar esse espetáculo da natureza quando estiver lá.

Passeios no glaciar Perito Moreno

Trekking sobre o Glaciar

Você pode fazer um mini-trekking ou um trekking mais longo no glaciar e vê-lo sob um ângulo bem diferente, tendo a experiência única de caminhar sobre ele. Os passeios são obrigatoriamente feitos com guias e podem ser contratados nas agências de turismo de El Calafate.

Para fazer o trekking, uma van busca você no hotel. Chegando ao Parque Nacional Los Glaciares, você toma um barco no embarcadouro de Bajo de las Sombras para cruzar o Brazo Rico e chegar ao refúgio-base. Do refúgio até o início da geleira, a caminhada toma uns 20 minutos. Ali, os guias colocam grampões especiais para caminhar sobre o gelo nos sapatos dos excursionistas.

Os trekkings não são adequados para crianças , idosos ou pessoas com qualquer dificuldade de locomoção.  Não é preciso ter prática nem conhecimentos especiais, mas os que não são habituados a exercícios físicos sofrerão um pouquinho no mini-trekking. Para fazer o trekking completo, não é preciso ser um atleta, mas boa forma física é indespensável.

Passeios de barco junto ao glaciar

Uma opção confortável de passeio, acessível e adequada a todas as idades, é a navegação no rio que circunda a geleira Perito Moreno.  Dá para ver o glaciar de perto, com aquela altura imensa se estendendo diante de você. Os barcos são fechados e aquecidos,  uma vez que o perto da geleira é, literalmente, gelado. Mesmo assim, para chegar até o barco ou ir à parte de fora do barco durante o passeio, é imprescindível usar roupas quentes, calçados adequados, gorro e luvas, senão você não aguenta o frio.

Existem passeios de barco de diferentes durações, roteiros e preços. Informe-se com detalhes para escolher o que mais lhe agrada: navegação simples e por aí vai.

Outros passeios de barco no Parque Nacional Los Glaciares

Não é só perto da geleira Perito Moreno que há passeios de barco. O parque tem outras paisagens incríveis e outras geleiras, inclusive. O mais interessante, que você não pode perder, é o passeio Rios de Hielo (Rios de Gelo), que leva a outras geleiras, a Upsall e a Spigazzini, ao percorrer um braço e canais do Lago Argentino. No caminho, você vê incríveis blocos de gelo azulado flutuando. 

Dicas super importantes! 

Procure reservar os passeios que quer fazer antes de ir para El Calafate, principalmente se você for para lá na alta estação (dezembro e janeiro). Não corra o risco de perder o melhor da festa.

Por falar em alta estação, lembre que, no inverno, que é a baixa estação, toda a oferta de turismo fica restrita, devido às temperaturas muito baixas, e que os dias são bastante curtos. Contudo, o Parque Nacional está aberto.

Como ir ao Glaciar Perito Moreno

Para visitar o Glaciar Perito Moreno, que fica no Parque Nacional Los Glaciares, você terá primeiro que ir até El Calafate.  Lá, terá que alugar um carro, contratar um passeio ou combinar uma corrida de táxi. Combine a corrida de ida e volta a preço fixo com um taxista, especificando quanto tempo deseja ficar no local. Uma opção menos cômoda mas mais econômica é tomar um ônibus ou van dentre as diversas opções oferecidas em El Calafate. O único inconveniente é que você não terá liberdade de escolha de horários de ida e volta.

 Como ir de avião até El Calafate

O Aeroporto Internacional de El Calafate, a 23 km da cidade, inaugurado no ano 2000, facilitou muito a visita ao Glaciar Perito Moreno.

Há voos de Buenos Aires, diretos (3h10) ou com escala em Río Gallegos (3h40); de Río Gallegos (0h45); de Bariloche (1h45); e de Ushuaia (1h10). É possível sair de São Paulo, ir para Buenos Aires e de lá para El Calafate, tudo no mesmo dia, sem dormir em Buenos Aires, se você planejar bem os horários dos voos. Muito provavelmente, será preciso trocar de aeroporto em Buenos Aires, indo do Aeroporto Internacional de Ezeiza para o Aeroparque, o que é muito simples e seguro tomando o ônibus da empresa Manoel Tienda León, que faz o trajeto entre ambos os aeroportos. O importante é deixar um bom tempo entre o horário previsto de chegada em Buenos Aires e o de partida para El Calafate.

Onde se hospedar

Nas redondezas do Glaciar Perito Moreno, existem poucos e luxuosos hotéis, para quem pode pagar por esse conforto e está disposto a ficar a algumas dezenas de quilômetros da cidade de El Calafate.

O mais cômodo e barato é fazer como a maioria dos mortais: hospedar-se em El Calafate, onde a variedade de oferta de hotéis de todos os preços e padrões é enorme.

Escolha e reserve seu hotel em El Calafate pelo Booking
Uma parceria Booking/Manual do Turista

Quem foi Perito Moreno?

Viajando pela Patagônia Andina, deparamos volta e meia com o nome de Francisco Pascaia Moreno (1852-1919), o “Perito Moreno” que dá nome à famosa geleira. Trata-se de justa homenagem ao pioneiro da exploração da Patagônia, o primeiro homem de origem europeia a chegar ao lago Nahuel Huapi. Ainda jovem, Moreno fez diversas expedições de cunho científico, sobretudo geográfico, trazendo à luz informações sobre um território ainda desconhecido. Obteve ainda dados valiosos sobre os povos nativos. 

Em razão da seriedade de seus estudos e descobertas, tornou-se o mais respeitado conhecedor da região, o que lhe valeu a designação, em 1897, de perito do governo argentino no litígio de demarcação da fronteira entre Argentina e Chile nessa acidentada região repleta de lagos, geleiras e montanhas. O rei britânico Eduardo VII, árbitro do conflito, acolheu seu laudo, vantajoso para a Argentina. Como recompensa pelos serviços prestados, Moreno recebeu do governo terras que doou em parte para a criação do que é hoje o Parque Nacional Nahuel Huapi. Os restos mortais de Moreno estão enterrados na Isla Centinela, no Lago Nahuel Huapi.