Cremona

Cremona, Itália

Cremona, a cidade dos violinos

Cremona teve uma história parecida com a de muitas outras cidades lombardas: foi um centro romano na Idade Média, tornou-se posteriormente uma comuna livre e acabou anexada a Milão. Há séculos a cidade é conhecida pela alta qualidade de seus instrumentos musicais, tradição iniciada por Andrea Amati (que, no século XVI, era fornecedor da corte francesa) e mantida por sua família. Nicola Amati, neto de Andrea, foi mestre de Antonio Stradivarius (1644-1737), mundialmente consagrado na arte de fabricar violinos.

Mapa de Cremona

Como ir a Cremona

Veja preços de passagens e pacotes para a Itália

Carro

De Milão (86 km) pela A1, depois pela A21.

Trem

Pelo trem mais rápido, partindo da estação central de Milão, a viagem demora pouco mais de 1h.

Hotéis em Cremona

Escolha e reserve seu hotel em Cremona.

Melhor época para ir a Cremona

Qualquer época, se possível evitando o pico da alta estação de verão  e o auge do inverno. Cremona teve uma história parecida com a de muitas outras cidades lombardas: foi um centro romano na Idade Média, tornou-se posteriormente uma comuna livre e acabou anexada a Milão. Há séculos a cidade é conhecida pela alta qualidade de seus instrumentos musicais, tradição iniciada por Andrea Amati (que, no século XVI, era fornecedor da corte francesa) e mantida por sua família. Nicola Amati, neto de Andrea, foi mestre de Antonio Stradivarius (1644-1737), mundialmente consagrado na arte de fabricar violinos.

Atrações turísticas em Cremona

Piazza del Comune

É a principal atração da cidade. Toda simétrica, é de cair o queixo! Nela fica o Duomo, cujas obras se iniciaram em 1107 em estilo românico; posteriormente foram acrescentados elementos góticos. A fachada, com uma enorme rosácea do século XIII, é toda em mármore branco com detalhes cinzelados. No interior da igreja, a decoração com afrescos inspirados no Antigo Testamento data dos séculos XIV e XV.

Torrazzo

Torrazzo, ao lado do Duomo, é uma torre medieval de 111 metros de altura, possivelmente a mais alta da Itália no gênero. Se os seus 487 degraus desanimam muita gente, a vista do alto compensa. Símbolo da cidade, o Torrazzo tem um relógio astronômico da segunda metade do século XV com os signos do zodíaco. O Battistero, que completa a harmonia da praça, é de 1187, mas foi modificado durante a Renascença.

Loggia dei Militi e o Palazzo del Comune

Do lado oposto ao Duomo, ficam as arcadas da Loggia dei Militi e o Palazzo del Comune, onde estão expostos alguns preciosos violinos.

A Itália em imagens

Maquina fotografica

Centro da Itália em imagens

Sul da Itália em imagens

                                      Norte da Itália em imagens