Cozinha portuguesa: doces
Doces portugueses - Foto Monica Kaneko - CCBY SA
Cozinha portuguesa: doces- Foto Monica Kaneko – CCBY SA

Doces

Portugal é famoso por seus doces, que não são os mesmos que você encontra nos demais países europeus. Embora muitos no Brasil tenham influências lusitanas, a maioria dos que você provará em Portugal serão bem diferentes dos nossos.

Está de regime?

Se você estiver de regime, não se preocupe: são receitas bem light e diet, à base de gemas de ovos, amêndoas, açúcar, farinha de trigo, manteiga… Não diga que você acredita que ingredientes como esses farão alguém engordar!

Doces à base de ovos

A maioria dos doces à base de ovos são conhecidos como “doces conventuais”. Ao que parece, as claras eram usadas para engomar as roupas das freiras, sobrando as gemas. O açúcar, trazido do Brasil, era também abundante em Portugal. Daí, sem muito para fazer dentro de um convento (pelo menos quando o rei Dom João V não chegava para assediá-las), as irmãs passaram a preparar doces, que eram também vendidos. Veja alguns dos nomes: toicinho do céu, papo de anjo, barriga de freira etc.

Arroz doce

Semelhante ao que se prepara no Brasil.

Barriga de freira

À base de açúcar, ovos e manteiga.

Encharcadinhas do Alentejo – Feitas de uma massa úmida de ovos e farinha.

Fios de ovos

Típicos do Algarve e semelhantes ao que se comem no Brasil.

Papo de anjo de Trás-os-Montes

É feito com doce de frutas, ovos (inclusive as claras) e açúcar.

Pastel de Belém

À base de ovos, como não poderia deixar de ser, além de amêndoas, açúcar, farinha e nata.

Pastel de Santa Clara

Também leva amêndoas, ovos, açúcar e farinha.

Pudim Abade de Priscos

Feito de ovos, vinho do Porto, casca de limão e, surpresa: toicinho.

Toicinho do Céu

Massa de amêndoas raladas com ovos, açúcar e farinha.

Há muito mais sobre a cozinha portuguesa que vale a pena você conhecer

Principais pratos nacionais e regionais 

Queijos

Portugal produz queijos com leite de ovelha, de vaca e de cabra –simplesmente divinos, mas pouco comercializados fora do país, mesmo porque alguns deles, para manter a fidelidade aos métodos tradicionais de fabricação, não são pasteurizados. Muitos são classificados como DOP (Denominações de Origem Protegida) ou IG (Indicação Geográfica). Os mais famosos são os queijos da Serra do Azeitão, da Beira Baixa, de cabra Trasmontano, da Serra da Estrela, de Évora, do Pico, de Rabaçal e de Serpa. Como são difíceis de serem encontrados no Brasil, se você é um daqueles queijófilos de carteirinha não deve de modo algum perder a oportunidade de prová-los durante a viagem.
Dois deles, feitos à base de leite de ovelha, o da Serra do Azeitão e o da Serra da Estrela (este último considerado um must entre os queijos de todo o mundo), são verdadeiras iguarias capazes de arrancar suspiros dos aficionados. Por fora possuem uma casca não exatamente “dura”, mas apenas firme. Quando você corta a parte de cima e rompe a casca, o interior é cremoso. Saiba mais sobre os queijos portugueses

Informações práticas sobre Lisboa

Como ir à Lisboa

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis em Lisboa