Booking.com

Belém do Pará

Belém do Pará: como ir, a melhor época para visitar Belém do Pará, as principais atrações, informações e dicas sobre a cidade.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Mercado Ver-o-Peso, Belém do Para - Foto - Repórter do Futuro- CCBY
Mercado Ver-o-Peso, Belém do Para - Foto - Repórter do Futuro- CCBY
Belém do Pará. Mercado Ver-o-Peso, – Foto – Repórter do Futuro- CCBY

Belém do Pará, PA

Uma das maiores cidades do norte do país, com bons restaurantes, museus e bela arquitetura. A cultura local é a grande atração, combinada com a vida agitada de uma cidade grande. A dica para os turistas é um tour por Belém do Pará, principalmente pelos bairros de Cidade Velha e de Campina, para apreciar a arquitetura de seus prédios antigos. Todo o centro pode ser visitado a pé, passando por seus principais pontos turísticos como o mercado do Ver-o-peso, a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, a Estação das Docas, o antigo presídio São José, a casa das Onze Janelas e muitos outros pontos pela cidade. Atrações mais distantes podem ser visitadas de carro ou mesmo de barco, já que próximas a Belém existem 39 ilhas e, pelo menos algumas delas podem merecer uma visita. Aliás, o barco é uma ótima pedida no clima quente e úmido da capital paraense, já que a brisa do rio é agradável.

Vídeo sobre a ilha de Marajó

Gastronomia

Outra atração de Belém é sua gastronomia bem particular. A cidade é uma das principais entradas para a floresta Amazônica, o que traz, além de passeios diferentes, uma variedade exótica de ingredientes. Entre os pratos está um caldo feito de tucupi (goma de mandioca), camarão seco e pimenta-de-cheiro.

Transportes urbanos

A cidade de Belém do Pará não possui metrô.  A solução é, alugar carro, tomar táxi ou utilizar o transporte público. Há linhas de ônibus e mucro-ônibus que servem toda a cidade.

Mapa de Belém do Pará

Como ir

De avião

Dos aeroportos das principais capitais brasileiras há voos diários das companhias Gol e Azul e Tam para o Aeroporto Brigadeiro Protásio Lopes de Oliveira, em Belém em Val de Cans. O aeroporto de Belém do Pará era utilizado até 1976 exclusivamente pela Aeronáutica, quando foi aberto para o tráfego de passageiros e uso civil. Além de receber voos de aviões maiores, o aeroporto de Belém é muito utilizado por companhias de táxis aéreos, um meio de comunicação importante na Amazônia.  Há micro-ônibus do Aeroporto Internacional de Belém para o centro da cidade a cada meia hora aproximadamente. O ponto dos micro-ônibus fica no portão “E”

De ônibus

Das rodoviárias de várias cidades do país há ônibus para Belém, da empresa Transbrasiliana. Mas, ir de ônibus para Belém, distante das principais metrópoles brasileiras, não é uma opção cômoda. A viagem é longa e cansativa  e, nem sempre as estradas são boas. O terminal rodoviário de Belém fica na Praça da Leitura, s/n – São Brás. Veja informações e horários: Terminal Rodoviário.

De carro

Belém do Pará está distante cerca de 2.800 km de São Paulo; 3.050 km do Rio de Janeiro; 1.900 km de Brasília e 2.600 km de Belo Horizonte. Partindo do Sul e do Centro-Oeste, pegar a BR-153 (Belém-Brasília) até Santa Maria do Pará; BR-316 e PA-391.
Se você partir da região Norte, o acesso é feito pela BR-316 e PA-391. De qualquer forma, como no caso dos ônibus, a viagem é longa e cansativa e toma vários dias. Não recomendamos.

Vídeo de turismo sobre Belém do Pará

Onde se hospedar em Belém do Pará

Escolha e reserve seu hotel em Belém do Pará

Melhor época

Embora faça calor o ano todo em Belém, a melhor época para visitar a capital do Pará é entre os meses de maio e outubro, quando chove menos. Em outubro há o Círio de Nazaré, que reúne mais de dois milhões de fiéis e é considerado o maior evento da região Norte do país. Se você quiser participar, o ideal é reservar sua estadia com antecedência. Nessa época os preços costumam ser bem salgados. 

Atrações

Belém do Paraná tem muitas pontos turísticos de bastante interesse. Veja atrações em Belém do Pará

Theatro da Paz

Uma maravilha da arquitetura construída com o dinheiro do Ciclo da Borracha. Seu nome, Theatro da Paz é uma homenagem ao fim da Guerra do Paraguai. O Theatro da Paz foi inspirado na casa de ópera mais famosa do mundo, o Teatro Scala, localizado em Milão, na Itália. Sua decoração tem diversas peças europeias, como o lustre e as escadarias. As visitas são guiadas acontecem de hora em hora.

Estação das Docas

A Estação das Docas, na Baía do Guajará, fica no antigo porto de Belém do Pará. Toda reformada e urbanizada, a antiga área portuária conservou sua estrutura de ferro trazida da Inglaterra, mas ganhou o conforto moderno do ar-condicionado e outras melhorias que não existiam na época. Também foram consrvados os velhos guidastes importados dos Estados Unidos.  Com revitalização do porto, tornou-se uma área agradável para você perambular sem pressa. O lugar, onde existe um terminal de passageiros e três armazéns restaurados, possui hoje um complexo turístico com diversas atrações que atraem moradores e turistas, com seus restaurantes, lojas e atrações culturais.  A Estação das Docas serve de palco para exibições de arte, apresentação de shows e abriga duas salas de cinema.  No boulevard das Artes funciona uma exposição permanente  do Memorial do Porto e Arqueologia Urbana. Av. Boulevard Castilhos França, S/N – Campina.  Estação das Docas.

Mangal das Garças

O Mangal da Garça com 40.000 m² possui uma espécie de parque natural semelhante a um jardim botânico, com a reprodução da flora das macro-regiões do Estado do Pará, com áreas secas e várzeas inundadas. Parte do Mangal das Garças é ocupada por lagos artificiais onde vivem garças, marrecos e outras aves, além de tartarugas.

Logo na entrada você verá o Armazém do tempo, um grande galpão metálico que servia de estaleiro para o reparo de embarcações. Muito bem restaurado, abriga hoje um espaço para a venda de artesanato típico paraense, uma cafeteria, lojas de CDs de artistas locais e livros

Espalhado pelos caminhos do Mangal das Garças existem estruturas de madeira onde você pode descansar, abrigado do sol.

No Mangal funciona um restaurante, o Manjar das Garças, com ótima culinária regional e internacional, além de quiosques que servem quitutes e bebidas.

Passeio de barco

São nove opções de rotas pelos rios Igarapés, Guamá, Furo da Paciência e Rio Acará. Durante o passeio, a visão da floresta Amazônica é sensacional. Existe uma parada no povoado Boa Vista do Aracá, onde um morador o conduzirá pelo vilarejo e o fará conhecer alimentos típicos. Há um passeio de barco imperdível, denominado “Orla ao entardecer” que parte da Estação das Docas e passa pelos principais pontos turísticos de Belém: o Mercado Ver-o-Peso, a Cidade velha, o Forte do Castelo,  etc.

Casa das onze janelas

Antiga casa de senhor de engenho transformada em um charmoso espaço cultural, onde há exposições temporárias e um acervo de grandes artistas, como Tarsila do Amaral, Alfredo Volpi e Lasar Segall. Além disso, o local também tem um belo jardim e um delicioso restaurante chamado Boteco das Onze.

Basílica de Nazaré

Um dos principais cartões-postais de Belém, a Basílica de Nazaré foi construída onde a imagem da Nossa Senhora de Nazaré foi encontrada pelo caboclo José Plácido, em 1700. Hoje, a original fica no topo do altar, protegida por um vidro blindado. Na praça, em frente à igreja, fica uma réplica onde os visitantes amarram fitas e fazem pedidos.

Mercado Ver-o-peso

Situado na Cidade Velha em frente à baía de Guajará, foi erguido em 1625, durante a colônia, servindo de entreposto de fiscalização do peso de determinadas mercadorias, que eram taxadas pelas autoridades lusitanas. Transformado hoje na maior feira livre da América Latina, abriga um bom número de construções e locais históricos como o Solar da Beira, o Mercado de Ferro, o Mercado da Carne, a Doca, a Praça do Relógio, a Ladeira do Castelo , a Feira do Açaí, e  e a Praça do Pescador.

Às 3h30 da manhã, pescadores trazem peixes de vários tamanhos e espécies, prontos para serem vendidos a partir das 6 h, até as 14h. Do lado de fora, barracas das mais variadas iguarias ficam disponíveis o dia inteiro.

Forte do Presépio

Uma primeira fortificação foi erguida no local em 1616 para defender a região contra ataques de tribos indígenas e de piratas. O antigo forte foi constantemente ampliado, passou por períodos de decadência e várias restaurações,  a principal por volta de 1720, quando se encontrava quase em ruínas. Nele funciona atualmente o Museu do Castelo de São Jorge, que exibe coleções de cerâmicas índígena,  com destaque para a Marajoará.

Dica

De Belém do Pará partem barcos para a Ilha de Marajó, uma visita bem interessante. Saiba mais a respeito.

Booking.com

Mais posts

Mercado Ver-o-Peso, Belém do Para - Foto - Repórter do Futuro- CCBY

Atrações em Belém do Pará

Vejas as principais atrações turísticas em Belém, capital do Pará, com dicas e informações sobre a visita a cada uma, com comentários dos autores e vídeo.

Hotéis em Belém do Pará

Hotel em Belém do Pará: seleção de hotéis e pousadas na capital do Pará classificados por estrelas. Turismo em Belém do Pará e dicas de viagem.

Ilha de Marajó

Ilha de Marajó – como ir, as principais atrações, como ir, melhor época, onde se hospedar, as melhores praias da ilha, o passeio de búfalo.