Avião na Argentina

interior avião Aerolíneas Argentinas


Avião

O avião na Argentina costuma ser  a melhor opção de transportes no país, de grande dimensões territoriais. Na Argentina, porém, isso nem sempre é verdade. Acontece que atualmente os vôos domésticos (vuelos de cabotaje) no país são, quase todos, via Buenos Aires. Se você for visitar apenas a capital argentina e mais uma cidade, tudo bem. Mas a partir do momento em que pretende viajar entre cidades do interior, começa o drama. Com conexão obrigatória em Buenos Aires, as viagens podem levar horas. E, por supuesto, você paga dois vôos…

Mapa da Argentina

As Aerolíneas Argentinas têm prometido diversificar e abrir novas rotas, mas não se sabe quando e se realmente irá fazê-lo. A qualidade dos serviços têm melhorado, mas ainda deixa a desejar.

Para a maioria dos destinos há vôos diários a partir de Buenos Aires. Já os vôos diretos entre localidades do interior são raros. Por isso mesmo, programe-se com antecedência.

Considere que quando se trata de percorrer longas distâncias – de Bariloche a Salta, por exemplo – vale a pena engolir o sapo de ter que trocar de avião em Buenos Aires. Via de regra, estrangeiros acabam pagando tarifa mais alta que os argentinos.

Para organizar seu roteiro, verifique com seu agente de viagens quando há vôos diretos (ou com conexões) entre duas localidades, uma vez que rotas aéreas sofrem alterações. Um bom agente de viagens é a pessoa mais indicada para isso e pode obter essas informações facilmente. Aproveite e cheque se, no seu caso, há vantagem ou não em comprar o passe Visit Argentina..

A Lan Chile voa apenas para algumas cidades argentinas, mas vale a pena dar uma olhada; eventualmente você encontrará algum vôo particularmente útil. Há também vôos da Lan Chile de Santiago para Buenos Aires.

As raras companhias regionais que existem na Argentina cobrem poucos destinos, quase sempre sem utilidade para o turista. Merece ser lembrada a Sol Líneas Aéreas, que voa entre as cidades da Província de Santa Fé e tem linhas de Rosário para Córdoba, Buenos Aires, Punta del Este e Santa Fé; de Santa Fé a Buenos Aires; e de Buenos Aires a Montevidéu.

A odisséia dos vôos domésticos

A reduzida opção de vôos domésticos (vuelos de cabotaje) na Argentina, um aborrecimento para o turista, é um sério problema também para os argentinos. Uma matéria sobre o assunto publicada no La Nación, um dos mais importantes jornais de Buenos Aires, lembra que é mais rápido ir de carro de Salta a Jujuy do que de avião. Na ausência de um vôo direto entre as duas cidades, distantes entre si 120 km, é preciso fazer a viagem via Buenos Aires (Aeroparque Jorge Newbery) e voar 3.200 km, ficando no ar durante 4h30. Sem contar o tempo que gastará no check-in e na retirada da bagagem, e eventuais atrasos nas partidas. No sul do país, o jornal cita outra situação que, segundo eles, “provocaría risa”: para ir de avião de Esquel a Bariloche (300 km), você precisa ir até Buenos Aires, permanecer dentro dos aviões cerca de 4h40 (e mais um tempo dentro de salas de espera) e percorrer quase 3.500 km. Ou seja, mais de 11 vezes a distância entre as duas cidades. Além disso, vai gastar mais do que se viajasse de carro e muitíssimo mais do que despenderia se tomasse um confortável ônibus que poderia levá-lo a Bariloche em 3h30. Fazendo um paralelo com o Brasil, imagine se para ir de São Paulo ao Rio de Janeiro, você tivesse que trocar de avião em Brasília!

O quadro agravou-se depois que as Aerolíneas Argentinas foram compradas pela estatal espanhola Iberia e repassada ao grupo privado Marsans, também espanhol. Depois de engolir a Austral, a empresa tomou conta do mercado, reduziu o número de destinos, concentrando-se nos mais rentáveis, e apertou o cinto. Talvez demasiadamente porque a gritaria foi tal que o governo argentino a comprou de volta… . Em nosso entender, a atual qualidade dos serviços nos vôos domésticos da empresa melhorou, mas ainda deixa a desejar. Reservas de lugares não são respeitadas a não ser que o passageiro insista, resistindo bravamente a ser colocado no fundo do avião, sempre lotado, junto às turbinas! O serviço de bordo é pobre. Mesmo em horário de almoço (com o vôo atrasado e todo mundo faminto…), tudo o que servem entre Buenos Aires e Bariloche, por exemplo, é um sanduíche de presunto ressecado e um refrigerante… Será que a solução para companhias aéreas deficitárias deve considerar somente resultados financeiros da privatização, sobretudo quando se trata de uma empresa responsável por cerca de 85% dos vôos domésticos? Não existiriam outros aspectos que deveriam ser levados em conta, já que situação afeta, é claro, toda sociedade e as diversas atividades econômicas no país? No setor de turismo, basta uma breve conversa com qualquer profissional da área para sentir o quanto essa situação está prejudicando a expansão da atividade.

Em todo o caso, enquanto algumas pequenas empresas aéreas regionais que faziam as ligações entre cidades do interior desapareceram, outras estão surgindo. A melhor notícia foi a entrada da LAN na Argentina. Vamos ver como fica.

O texto acima foi inspirado na matéria; “Casi no hay vuelos entre provincias”, publicada pelo jornal La Nación em 19 de abril de 2007.

Os aeroportos argentinos estão sobrecarregados, os atrasos são comuns, vôos são cancelados e a situação por lá está cada vez mais parecida com a brasileira. A verdade é que apagões aéreos, greves de controladores, pistas com manutenção insuficiente e todos esses problemas são decorrência da falta de investimento em infra-estrutura e formação de pessoal por parte dos governos dos dois países. Aerolíneas Argentinas | Austral  <comp./> www.aerolineas.com.ar

Tempos de vôo

De Buenos Aires a:
Bariloche, 2h30 | Bahia Blanca, 1h15 | Comodoro Rivadavia, 2h30 | Córdoba, 1h15 | El Calafate, 3h25 | Jujuy, 2h15 | Las Leñas, 1h30 | Mendoza, 1h50 | Montevidéu (Uruguai), 0h45 | Posadas, 1h30 | Puerto Iguazú, 1h45 | Rio Gallegos, 3h15 | Rosário, 0h50 | Salta, 2h15 | Santa Fé, 0h40 | Trelew, 2h | Ushuaia, 3h40

De el Calafate a Trelew, 1h40 (alguns vôos semanais)

Informações práticas

Onde se hospedar

Escolha e reserve seu hotel em Buenos Aires

Escolha e reserve seu hotel em Bariloche

Escolha e reserve seu hotel em Mendoza

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes

A Argentina em imagens
Maquina fotografica

Álbum fotográfico com dezenas de fotos da
Argentina separadas em slide-shows
 sobre a as regiões mais interessantes do país.