Praga de templário pega
Conciergerie, Île de la Cité, Paris
Prédio da Conciergerie, Paris: cenário de fatos que levaram ao cumprimento da praga lançada pelo templário

Praga de templário pega

O poder dos templários na Paris medieval

No começo do século XIV, os religiosos mais poderosos e ricos de Paris eram os templários, estabelecidos no bairro do Marais desde 1140. Seu território, equivalente ao de uma pequena cidade, era composto de uma gigantesca abadia fortificada e autossuficiente, denominada Temple. As ruas que levavam a ela existem até hoje, com os mesmos nomes: rue du Temple e rue Vieille du Temple.

Para se apossar dos bens dos templários e ao mesmo tempo livrar-se daquele incômodo poder paralelo, o rei Felipe, o Belo conseguiu aprisionar seu grão-mestre e outros importantes membros da ordem, acusando-os de idolatria, apostasia e sodomia. Ao fim de um processo nada imparcial, eles foram condenados à fogueira por um tribunal da Inquisição.

A maldição lançada por De Molay contra o rei

Pouco antes de ser executado em Paris com seus companheiros, em 1314, onde é hoje o Square du Vert Galant, o grão-mestre Jacques de Molay lançou uma praga sobre o rei, afirmando aos brados que Felipe logo morreria e que sua dinastia, a dos Capetos, se extinguiria em breve, sem descendentes. Ninguém em Paris levou isso muito a sério; era quase impossível acontecer! Felipe era um homem forte e saudável e tinha vários filhos homens. Porém, Jaques de Molay estava certo.

O fim de uma dinastia

O rei morreu alguns meses depois, ao cair de seu cavalo, e seus dois filhos mais velhos foram traídos pelas mulheres. Os amantes das norinhas reais também foram queimados vivos em Paris, como os templários, mas esse ato de pura vingança de nada adiantou, pois a descendência real ficou desacreditada: seriam bastardos os netos do rei?

Muitas águas foram rolando, com a sucessiva ocorrência de episódios emocionantes e improváveis, até que, em 1328, apenas quatorze anos após a atroz execução dos templários, o último filho rei, Carlos IV, morreu sem deixar nenhum descendente do sexo masculino, e a coroa passou às mãos de seu primo, Felipe V, que deu início à dinastia dos Valois.

Dica

Para saber tudo o que ocorreu com os últimos Capetos, leia o magnífico romance histórico “Les Rois Maudits”, de Maurice Druon, traduzido para o português como “Os Reis Malditos”.

Informações práticas sobre Paris

Site oficial de turismo de Paris

Como ir a Paris

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis em Paris

Escolha e reserve seu hotel em Paris