Transportes em Paris, metrô

Transportes em Paris, metrô

Mapa de Paris

Este é, sem dúvida, o meio mais prático e rápido de se locomover por Paris. Porém, evite os horários de pico (pela manhã e final da tarde), quando os vagões ficam lotados.
Com 14 linhas e 297 estações, a rede de metrô cobre hoje toda a cidade e os subúrbios. Na linha mais nova, a 14, todas as instalações são adaptadas ao uso de  pessoas com deficiência,  e os vagões, envidraçados, funcionam sem condutor. Essa linha é a mais segura de todas. Na estação, o vagão corre dentro de uma espécie de tubo transparente cujas portas só se abrem quando ele para; é impossível alguém cair nos trilhos. Mesmo com as portas abertas, não há nenhuma frestinha entre o vagão e a plataforma. Aliás, o sistema é tão seguro que foi copiado desde 2010 pelo metrô de São Paulo e é utilizado na linha amarela.

Vídeo em francês, mas interessante pelas imagens

Quem conhece o sistema de metrô das grandes cidades brasileiras não tem dificuldade em entender como funcionam os transportes em Paris; os nossos metrôs são inspirados no modelo francês. (Só a quantidade de linhas e de estações é que ainda não é a mesma. Muito longe disso!).

As entradas das estações de metrô são bem visíveis: as mais antigas são indicadas por um pequeno poste meio Art Nouveau com uma placa onde está escrito “Metro” em branco sobre fundo vermelho, e as mais novas, por um “M” amarelo. No interior das estações, as linhas são identificadas com números, e pelas directions (direções), ou seja, os nomes dos pontos finais. São poucas as linhas que se dividem, indo para direções diferentes no final do percurso.

O importante é pegar a linha certa na direção certa

 Várias linhas se cruzam em determinadas estações onde você pode fazer baldeação (correspondance); as placas nas plataformas de embarque para a correspondance aparecem assinaladas na cor laranja com o nome das linhas. Perto da entrada de cada estação e nas plataformas de embarque existem grandes mapas que indicam todas as linhas e estações.

As estações 

Há pequenas estações nas quais passa uma só linha e outras que são mega–estações, verdadeiros labirintos de túneis em diferentes níveis. Algumas, como a gigantesca estação Les Halles-Châtelet,  são ponto de encontro de muitas linhas. São tantos  corredores que lembram o labirinto do Minoutauro… Muitos corredores possuem esteiras rolantes para você não se cansar tanto andando por lá… Mas não tenha dúvida de que você vai andar bastante nas estações de metrô e, na maioria delas, vai subir e descer escadas — nem sempre rolantes. E em outras há a correspondance (baldeação – mudança de linha) também com os trens do RER. Se for utilizá-los, siga as placas RER.

O ideal é saber na ponta da língua, antes de chegar à plataforma, qual é o número da linha que você vai pegar, a direção para aonde vai e a estação onde vai descer. Por exemplo: “vou pegar a linha 8, direção Balard, e descer na estação Invalides”.

Horários de funcionamento do metrô de Paris

 A rede funciona aproximadamente das 5h30 às 0h30 (até às 1h30 ou 2h aos sábados e vésperas de feriados). Há muitos trens nos horários de pico (um a cada dois minutos). Em horários tardios e nos fins de semana, o intervalo entre cada metrô é bem maior.

As vantagens do carnê de dez tickets

 É proporcionalmente mais barato comprar um carnê de 10 bilhetes (tickets) do que comprar um individualmente.

O Cartão Navigo

Vale a pena para quem vai usar muito o metro e ficar vários dias em Paris. O Navigo é como uma espécie de passe semanal como era a antiga Carte Orange. Você o adquire e o “carrega” com valores válidos para uma semana, ou para um mês. Você o utiliza o cartão mensal do primeiro ao último dia do mês. O semanal vale de segunda-feira ao domingo. Você o compra e carrega nas estações de metrô e na loja da SNCF, que fica no Terminal 2 do aeroporto CDG. Para comprá-lo você precisa ter uma foto 25 x 30mm. Embora algumas estações possuam cabines de máquinas de fotos instantâneas,  talvez seja mais fácil já ter uma consigo.

Mapa do metrô em Paris

Clique para acessar em mapa em maior resolução.

Acesse o mapa completo de metrô de Paris da Wikipedia em alta resolução.

Este link também tem um ótimo mapa do metrô de Paris, bem visível e ampliável.

Dicas sobre o metrô de Paris

As banquetas dobráveis junto à porta não podem ser utilizadas quando o vagão estiver cheio, pois isso atrapalha a entrada e a saída das pessoas. Não insista em fazê-lo ou será fulminado por olhares de reprovação.

As portas se fecham automaticamente; cuidado, principalmente se estiver com crianças. Para sair do vagão, entretanto, a abertura das portas não é automática; você deve apertar um botão na sua frente bem no meio da porta ou (nos modelos mais antigos) levantar uma pequena alavanca. Muitos turistas não sabem disso e ficam esperando as portas se abrirem sozinhas; o metrô parte e eles acabam indo parar em outra estação!

Somente dentro de um metrô, você terá a oportunidade de observar a diversidade e a peculiaridade da população parisiense (permanente e flutuante). Todos usam o metrô; pessoas das mais diversas origens e estilos podem ser vistas lado a lado: uma senhora parisiense carregando sua sacola de feira (com uma baguete dentro, claro!), um rapaz nigeriano com roupas típicas de seu país, uma menina de uniforme indo para a escola, um grupo de turistas adolescentes falando húngaro, um executivo de pé lendo o Le Monde, um operário de origem asiática humildemente trajado… E até mesmo exóticos turistas brasileiros! O parisiense passa boas horas da sua vida dentro de um vagão de metrô e está bem acostumado com isso: você pode ver muitos deles lendo em pé, imóveis e impassíveis, sem nem encostar no balaústre para se apoiar… Incrível!

Na escada rolante mantenha-se sempre à direita se não estiver subindo os degraus. Isso evitará que você seja atropelado pelos mais apressados.

Importante – Conserve seu bilhete até o destino final e só o jogue no lixo quando estiver fora do metrô; há fiscais, e quem estiver sem um bilhete válido será obrigado a pagar uma salgada multa. Há também estações onde você precisará dele para abrir a catraca de saída.

O RER e o metrô em Paris

O RER – Reseau Express Régional (Rede Expressa Regional) se conecta com a rede do metrô em Paris e compreende linhas de trem que ligam Paris a seus subúrbios e aos aeroportos. Essas linhas são subterrâneas na parte central de Paris. O RER é bem prático para quem quer visitar Versalhes, a Disneyland ou os castelos da Île-de-France (a região parisiense). Dentro dos limites da cidade de Paris, o mesmo bilhete (ticket) usado para o metrô serve também para os trens do RER.

Identificando as estações

Algumas estações servem apenas para os trens do RER e são assinaladas com um círculo azul com as letras RER, outras servem ao metrô e, também, ao RER, com plataformas de embarque independentes. Enquanto os metrôs trafegam sempre à direita, os trens RER o fazem à esquerda. As estações de RER em Paris são bem menos numerosas do que as de metrô, mas em alguns casos esses trens são mais práticos, justamente por serem mais diretos.

Algumas linhas se bifurcam: atenção!-  Alguns trens do RER não param em determinadas estações; nesse caso, nas plataformas de embarque há letreiros luminosos assinalando as estações onde cada composição irá parar.

Informe-se sobre outros meios de transportes em Paris

Paris em imagens  – Fotos dos lugares de especial interesse turístico.

A França  em imagens –  Verdadeira viagem fotográfica pela França. Fotos das regiões Sul, Norte e Centro da França.

Melhor época para ir a Paris