Arquivo da tag: eua

Powell Street, Foto - Prayitno CCBY
Powell Street, Foto – Prayitno CCBY

Atrações em São Francisco

Pier 39

Localizada no Fisherman Warf, tem aproximadamente 100 lojas, cinemas, palco para diversas performances, restaurantes e, até leões-marinhos refugiados. Não deixe de visitar o Aquarium of the Bay. Pier 39

The Walt Disney Family Museum

Com dez galerias interativas, o museu está situado no Presidio Park e é um programa imperdível para os fãs de Mickey Mouse e sua turma. The Walt Disney Family Museum

Golden Gate Bridge e Golden Gate Park

A Golden Gate Bridge é cenário de inúmeros filmes e um dos principais cartões de visita dos Estados Unidos. A ponte pode ser vista em toda a sua majestade de diferentes pontos da cidade, como do Fort Point ed a marina.
Atravessar a ponte é um passeio emocionante que pode ser feito de bicicleta ou a pé. O nevoeiro é bastante comum e, muitas vezes, chega a encobrir a ponte. Nesse caso, as embarcações recebem um alerta por meio de uma sirene, que pode ser ouvida em vários pontos de San Francisco.
Reservar um dia para conhecer o Golden Gate Park vale a pena, pois, além de ser maior que o Central Park, de Nova York, é repleto de atrações, como o Museu Young e o Jardim Japonês, tem espaços para piqueniques e práticas de esportes. Golden Gate Bridge e Golden Gate Park.

Mapa de San Francisco

Lombard Street

Para quem gosta de um pouco de emoção, ela pode ser uma aventura e tanto, com suas curvas e ladeiras, uma delas muito íngreme, em ziguezague, e fazer o seu coração disparar.

Alamo Square

É uma charmosa pracinha que abriga casas vitorianas enfileiradas, as Painted Ladies, que sobreviveram ao terremoto de 1906 e a um incêndio que devastou a cidade. Alamo Square

Buena Vista Park

Perto da Alamo Square, apresenta belíssimas vistas da Golden Gate Bridge.
Buena-vista-parkPresidio Park

Outro parque de São Francisco que não deve deixar de ser visitado. Nele ficam o Palácio das Artes e o museu de ciências e percepção humana Exploratorium.Union Square

A praça é o verdadeiro coração de São Francisco; concentra várias lojas, como Sephora, Macys e Apple, o Westfield shopping e cinemas, e abriga também algumas igrejas católicas.

Vídeo sobre São Francisco

Chinatown

A Chinatown de São Francisco é mais limpa que a de Nova York. Ao atravessar o portal, você depara com uma enorme variedade de lojas que vendem produtos típicos e suvenires chineses, com preços para lá de atraentes.

Castro

Tudo são cores neste bairro tradicionalmente gay de São Francisco, e em vários pontos você pode encontrar bandeiras com as cores do arco-íris.

Coit Tower

Mais um lugar que presenteia o visitante com uma vista privilegiada de São Francisco.

Cable cars

A visita a São Francisco não seria completa sem um passeio de bonde, ou cable car. A história desses veículos data do final do século XIX, e suas linhas – California Street Line, Powell-Mason e a Powell-Hyde – oferecem, cada uma delas, vistas sensacionais das montanhas. Passeios imperdíveis

Alcatraz

Uma das mais famosas atrações de São Francisco, o hoje desativado presídio da ilha de Alcatraz é um passeio imperdível. Você pode reservar desde o horário de partida até o tempo que deseja ficar na ilha. No verão, reserve o horário com antecedência, pois os passeios ficam esgotados. Alcatraz

Napa Valley

Caso você seja apreciador de vinhos, nada como uma visita ao Napa Valley para conhecer os vinhedos californianos. Napa Valley

Maratona cultural

Visitar San Francisco é uma experiência cultural que pode deixar você sem fôlego diante de tantas alternativas. Companhias de ballet, de ópera e sinfônicas, e museus, vários deles, como o Museu de Arte Moderna de São Francisco, a Legião de Honra, o Museu de Arte Asiática e a Academia de Ciências da Califórnia são opções.

Onde se hospedar

Reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso (provavelmente pagará menos do que negociando diretamente com o hotel!). Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel em San Francisco

Você conhece a cidade de San Francisco?

Veja informações e dicas sobre San Francisco

San Francisco, paz e amor

Sobre San Francisco

San Francisco (ou São Francisco), situada na Califórnia, na costa do Pacífico, considerada a mais liberal das grandes cidades americanas, é o berço da contracultura e da consciência crítica do país. Foi em “Frisco” (apelido carinhoso da cidade) que nasceu o movimento beat de Jack Kerouac, autor de “On the Road”. Depois, no final dos anos sessenta, foi onde começaram o movimento hippie, o psicodelismo e a onda “paz e amor”. Para muitos, São Francisco é a mais simpática cidade dos Estados Unidos. Ou, pelo menos, da Califórnia! (Veja as dicas sobre o Estado da Califórnia).

No bairro de Haight-Ashbury, os saudosistas ainda podem sentir no ar o clima “Hair”.
“Frisco”, como São Francisco é carinhosamente chamada, é cheia de ladeiras e possui uma arquitetura que mistura o estilo tradicional de suas inconfundíveis casinhas vitorianas com o ar moderno dos arranha-céus do centro.

Para completar sua faceta rebelde, de forte personalidade totalmente diferente dos padrões, São Francisco tem bondes. Não são exatamente bondes comuns, mas cable-cars, movidos por um cabo. A maior e mais famosa ponte pênsil do mundo também fica em São Francisco: é a Golden Gate Bridge, que pode ser atravessada a pé e de onde se tem a melhor vista da cidade.

À beira do Pacífico, a cidade de São Francisco infelizmente não é lugar para pegar praia: as águas supergeladas só atraem surfistas. As vantagens que o mar traz são outras: a vista da baía, o passeio a pé pela Ocean Beach, os excelentes frutos do mar no Fisherman’s Wharf, os leões- marinhos no Pier 39…

Por tradição, São Francisco é uma cidade acolhedora para os gays, que se concentram principalmente no bairro Castro. É lá que ocorre, todos os anos, no mês de junho, a parada Gay Freedom. O Chinatown de São Francisco é dos mais típicos bairros chineses de todo o país; parece mesmo um pedacinho da China.

Outro ponto a se visitar é North Beach, onde fica o Café Vesuvio, frequentado, na década de cinqüenta, pela geração beat – inclusive por Kerouac em carne e osso.

Que tal deixar seu coração em São Francisco?

Quem conhece a música vai entender…
Com uma área de 120 quilômetros quadrados e uma orla magnífica, São Francisco encanta e é considerada a melhor cidade da América em qualidade de vida, e também com uma das melhores gastronomias dos Estados Unidos.
Tudo em São Francisco é fascinante: música, clima, geografia, visual, a cultura multiétnica, enfim.
Construída entre colinas e montanhas, e com uma arquitetura cosmopolita que contrasta com casas vitorianas com imponentes arranha-céus, Frisco (para os íntimos…) é rica em museus e parques. A cidade é um daqueles destinos que podem ser visitados e explorados o ano todo, sem medo risco de roubadas.
Como o centro da cidade abriga ou fica perto das principais atrações, os passeios podem ser feitos de bicicleta ou a pé mesmo, o que é uma grande oportunidade de observar artistas de rua, subir e descer suas ladeiras, passear de cable car (teleférico), descobrir as delícias gastronômicas e fazer compras na região da Fisherman Warf, localizada no Pier 39.

Vida cultural em San Francisco

A vida cultural em São Francisco é muito rica e cheia de atrativos. Não faltam casas de espetáculos com excelentes opções, companhias de bailado, de ópera e de teatro, sem falar, é claro, da Filarmônica de São Francisco e dos muitos museus.

Mapa de San Francisco

Como ir

Avião

Ir até São Francisco, na Califórnia, exige algumas conexões, pois não há voos diretos saindo do Brasil e, dependendo do ponto de partida, pode levar no mínimo 16 horas.

Não se esqueça de considerar o tempo de espera entre as conexões. Se você tiver tempo e quiser conhecer outra cidade norte-americana, pode aproveitar uma dessas conexões, que pode ser em Miami, Nova York ou Los Angeles.

O Aeroporto Internacional de São Francisco fica aproximadamente a 20 km da Union Square, o centro. Se estiver sentado à janela do avião aprecie o visual estonteante da Baía. Será uma experiência inesquecível!

Carro

Uma dica valiosa para os mais aventureiros:  Se você estiver na Costa Leste e tiver tempo, que tal atravessar o país pela legendária Route 66? Saia de Chicago e percorra os mais de 3 mil quilômetros até chegar a Los Angeles. O visual é sensacional! A viagem toma facilmente uns cinco dias.

Ônibus

De várias cidades norte-americanas partem ônibus para São Francisco. A principal empresa de ônibus americana é a Greyhound. As distâncias são longas. De New York a San Francisco são 88 horas de viagem! No site da companhia você pode informa-se sobre preços e tempo de viagem até San Francisco a partir de Los Ângeles, Miami, NY etc.

Transportes em São Francisco

Opções de transporte para sair do aeroporto e também para circular pela cidade não faltam em São Francisco. Você pode escolher o que for melhor entre as sugestões a seguir.

BART

Com uma estação no terminal de embarque internacional, o sistema público oferece transporte em trens que saem a cada 15 minutos, e a viagem leva cerca de 30 minutos para chegar até Downtown, e as paradas ficam próximas de vários hotéis, entre eles, Embarcadero, Powell Station, Montgomery Street e Civic Center. Para tirar todas as suas dúvidas sobre valores, horários e percurso, visite a página do BART.

Shuttles e vans compartilhadas

As vans compartilhadas podem ser uma excelente opção se você estiver cansado da viagem, por um preço que pode ser atraente, pelo conforto que proporciona e a vantagem de ir até a porta do hotel. Porém, se a van estiver lotada, e o seu hotel for o último do roteiro, essa viagem poderá tomar mais de uma hora.

Táxi

Os táxis costumam aceitar até cinco passageiros por um preço único, e o tempo médio do percurso até a Union Square é de 30 minutos.

Carro alugado

Se você faz questão desse conforto, pode escolher uma das empresas localizadas no SFO Rental Car Center, dentro do aeroporto. Mas, alugar carro para rodar pelo centro de San Francisco não é uma boa ideia. As ladeiras são cansativas até para o motorista e as vagas são raras.

Bondinho


O bondinho de San Francisco não é apenas um meio de transporte mas também uma atração e uma forma de visitar um trecho da cidade. Não são realmente “bondes”, mas cable-cars, pois são movidos por um cabo embutido  no chão. Existem três linhas, a mais badalada é a  Powel-Hyde. Não perca essa experiência. Aliás, você poderá mesmo viajar no estribo! Há passes para o bondinho. Você pode comprar os passes no escritório de turismo. Queremos lembrar, só vale a pena se você for ficar vários dias na cidade e for usar frequentemente esse transporte. Os passes e a passagem avulsa você comprar no próprio bondinho ou pela internet, no site da SFMTA.  Há passes de um dia e com validade maiores, de até uma semana.

MUNI Metro

É uma espécie de metrô de superficie, mas utiliza quatro das sete estações subterrâneas na Market Street. As indicações de parada do MUNI No interior das estações há indicações para o Muni e o BART.

Ônibus

Para a visita à cidade existe um ônibus turístico de dois andares com a parte superior aberta, o San Francisco Hop-On Hop-Off Bus. Você pode descer num ponto, visitar algo e pegar o seguinte. Há passes (hour pass), válidos  por 24, 48, 72-Hour Pass.  Esse ônibus passa pelos principais pontos turísticos de San Francisco.

Onde se hospedar

Reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso; é bem possível que pague menos do que tratando diretamente com o hotel. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel em San Francisco

Melhor época

Com tantas e variadas atrações e clima agradável durante todo o ano, a melhor época é primavera e outono. Na realidade, São Francisco pode ser visitada o ano todo.  Venta muito em Frisco. Por isso, mesmo em pleno verão, as temperaturas são amenas. Claro que faz frio no inverno, mas não excessivamente.

Principais atrações

São tantas que mereceram uma página à parte!
Veja atrações em San Francisco.

Sobre a América do Norte: Estados Unidos e Canadá

Estados Unidos e Canadá, situados na América do Norte, têm diversos pontos em comum: são os mais ricos e industrializados países das Américas; foram colonizados predominantemente pelos britânicos; possuem enormes territórios que se estendem do Atlântico ao Pacífico, boa qualidade de vida, cidades modernas e magníficas paisagens naturais preservadas em parques nacionais. Porém, cada um desses países apresenta características próprias.

Mapa da América do Norte

Enquanto o Canadá é um país de clima sub-ártico, escassamente povoado e bilíngue (na província de Québec fala-se francês), os Estados Unidos possuem desde climas frios até regiões tropicais, importância política e econômica sem igual no mundo e população extremamente heterogênea. Embora a única língua oficial seja o inglês, a “segunda língua” no sul do país é o espanhol.

Vídeo sobre Vancouver e as Montanhas Rochosas

Saiba mais sobre cada país

Estados Unidos

Canadá

Vídeo: as montanhas rochosas canadenses

Abordamos o México em páginas à parte, pois apesar de ele integrar a América do Norte, é culturalmente muito mais afim aos países latinos da América Central e do Caribe.

E o México?

O México pertence também à América do Norte mas suas características, clima, atrações, estilo de vida, o aproximam mais dos países caribenhos. saiba mais sobre o México.

Como ir

Compare preços de pacotes e passagens aéreas

Outros continentes

Europa | América do Sul | Brasil | México e Caribe |  Asia | África

Nota – O Brasil foi considerado separadamente do resto da América do Sul 

Yellowstone, foto Adam Engelhart - CCBY
Outras regiões dos EUA: Yellowstone, foto Adam Engelhart – CCBY

Veja preços de passagens aéreas e pacotes para os EUA

Boston, Massachussets

No Estado de Massachussets, ao norte de Nova York, fica a histórica cidade de Boston. Ao contrário das grandes metrópoles americanas, é uma cidade tranqüila, cheia de pequenas ruas estreitas com muitos edifícios de estilo colonial inglês, onde é fácil e agradável andar a pé. A cidade foi palco de lutas pela independência dos Estados Unidos – declarada em 1776 – e, por isso, é cheia de edifícios históricos, que se concentram principalmente na chamada Trilha da Liberdade. Também é interessante fazer uma visita ao porto, conhecer a velha nave de guerra U.S. Constitution ou passear num veículo anfíbio capaz de percorrer as ruas da cidade e navegar pelos rios que a cortam.

Apesar dessa aparência clássica e austera, Boston é animada pela presença de muitos jovens estudantes universitários que freqüentam algumas das mais famosas universidades do país: Harvard e o Massachussetts Institute of Technology, o MIT.

Mapa dos Estados Unidos

Niagara Falls

Na região dos Grandes Lagos, as cataratas do Niagara (Niagara Falls), perto da cidade de Bufallo, na fronteira com o Canadá, merecem ser vistas: são toneladas de água que caem com enorme impacto, formando uma verdadeira neblina de gotículas. As gigantescas quedas d água podem ser vistas de barco ou do alto, de helicóptero.

Vermont

Também bem próximo à fronteira com o Canadá fica o Estado de Vermont, pequeno e rural. Embora o outono, nos países temperados, seja sempre uma estação muito bonita, em Vermont essa época oferece um verdadeiro espetáculo da natureza, quando a folhagem das árvores vai mudando do verde para o amarelo, para o dourado, para o vermelho. Além do atrativo natural, o Estado tem um ar bucólico, estradinhas com as pitorescas pontes cobertas, cidadezinhas com igrejas e casinhas brancas coloniais rodeadas de jardins.

Parques Nacionais

Parque Nacional Rocky Mountain

Perto de Denver, Colorado, no centro-oeste do país, fica na cordilheira das Montanhas Rochosas, com picos nevados que lembram os Alpes e uma rica fauna que inclui até pumas, ursos e castores. O parque pode ser visitado de automóvel nas épocas em que as estradas não estão bloqueadas pelo acúmulo de neve. Além do Rocky Mountain, o Estado do Colorado tem outros parques nacionais. Parque Nacional Rocky Mountain

Yellowstone

Vídeo sobre Yellowstone

No noroeste do Estado de Wyoming, é provavelmente o mais fascinante dos parques nacionais americanos, com fauna que inclui diversos tipos de animais selvagens, como antílopes, castores, ursos e bisontes. O parque reúne curiosidades como duas centenas de gêiseres que formam bacias de águas semitransparentes de diversas colorações; o rio Yellowstone, com um canyon e cachoeiras; e o lago de mesmo nome, o maior dos lagos de montanha dos Estados Unidos. Para quem quiser passear a pé, recomenda-se que a visita seja feita durante os meses mais quentes. Yellowstone

Parque Mesa Verde

Fica em um platô de mais de 2,6 mil metros de altitude, tem vestígios de aldeias e habitações construídas pelos índios anasazi em rochedos nos séculos VI a XII.
Parque Mesa Verde

Estações de esquí Aspen e Vail

Estações de esquí – Aspen e Vail Ainda nas Montanhas Rochosas do Colorado estão Aspen e Vail, famosas e chiques estações de esqui, relativamente caras e lotadas, principalmente durante o inverno, mas acessíveis aos “mortais” fora da alta estação. No verão, são bons lugares para se passear e apreciar a paisagem da cordilheira. Aspen e Vail

Parque Nacional Grand Canyon

A 130 quilômetros de Flagstaff, no Arizona, é um dos cartões de visita dos Estados Unidos. Paredões rochosos antiquíssimos, corroídos durante milhares de anos pelas águas do rio Colorado, formaram o canyon de 443 quilômetros de comprimento, alguns quilômetros de largura e profundidades que vão até 1,5 mil metros, exibindo extratos coloridos das diferentes eras geológicas. Talvez seja essa a mais deslumbrante paisagem americana – e uma das mais incríveis do mundo. Parque Nacional Grand Canyon

Parque Nacional Yosemite

Um dos mais importantes dos Estados Unidos, bem no meio da Serra Nevada, tem paisagens deslumbrantes, cachoeiras, picos rochosos, paredões de pedra, lagos, um monolito rochoso (o Half Dome), montanhas de quase 4 mil metros e uma fauna variada, de lobos a ursos. Deve-se tomar certos cuidados com estes últimos. Ursos simpáticos, só em desenho animado, avise seus filhos. Parque Nacional Yosemite

Onde se hospedar nos Estados Unidos

Reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel em New York (Nova York)

Escolha e reserve seu hotel em San Francisco

Onde se hospedar em Washington

Onde se hospedar em New Orleans

Onde se hospedar em Chicago

Onde se hospedar em Miami 

Onde se hospedar em Orlando

Onde se hospedar em Los Angeles

Onde se hospedar em las Vegas

Havaí, o paraíso tropical norte-americano

Mapa do Havaí

Como ir

Avião

Não há voos diretos do Brasil para o Havaí. As agências de viagens tem voos com diferentes escalas em cidades norte-americanas. Compare os preços.

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis no Havaí

Escolha e reserve seu hotel no Havaí

Melhor época

O Havaí pode ser visitado em qualquer época do ano.

O que é o Havaí?

O arquipélago chamado Hawaí, que é o mais isolado do mundo, só foi estabelecido como estado americano em 1959. Antes disso, era um reino independente e pela colonização européia. O rei Kamehameha é homenageado na cidade de Kona, na Big Island, a primeira ilha a ser povoada e cujo nome original é Hawai´i ( mesmo. Em Oahu, é notável a presença de citações à Kalakaua, governante responsável pelo estabelecimento de uma constituição, e à sua irmã Lili´uokalani, cujo palácio onde viveu aprisionada virou museu e é visitado até hoje. Há ainda outras ilhas menores, além das 8 conhecidas (das quais uma é particular – Ni´hau, e outra é inabitada – Kaho´olawe).

Vídeo sobre o Havaí

 A história do Havaí

O arquipélago chamado Hawaí, que é o mais isolado do mundo, só foi estabelecido como estado americano em 1959. Antes disso, era um reino nativo independente, depois, em 1894 tornou-se uma república, até ser invadido e ocupado pelos Estados Unidos em 1898, e anexado ao país. Muitos havaianos não engoliram bem o episódio e até hoje o antigo rei Kamehameha é homenageado na cidade de Kona, na Big Island, a primeira ilha a ser povoada e cujo nome original é Hawai (Hawai´i ) mesmo.
Os nativos do Havaí têm a pele morena, olhos puxados, usam linguagem ou expressões locais, e deixam no ar a mensagem: aqui não é exatamente Estados Unidos.

As atrações turísticas no Havaí

Big Island

Big Island (ou Havaí), de formação geológica mais recente, tem ainda uma intensa atividade vulcânica. Rios de lava continuam escorrendo do Kilauea para o mar, levantando verdadeiras nuvens de fumaça, o que se tornou a principal atração turística da ilha.

Também na Big Island ficam os mais altos picos do Havaí, com mais de 4 mil metros de altitude: Mauna Loa (que com o Kilaeua, faz parte do Parque Nacional Hawaian

Volcanoes) e Mauna Kea, ambos vulcões extintos com picos nevados no meio dos trópicos.
O Parque Histórico Nacional Puuhonua O Honaunau é importante por reunir construções e vestígios da história havaiana antes da ocupação americana.

Na Big Island é igualmente notável a presença de citações à Kalakaua, rei responsável pelo estabelecimento de uma constituição no Havaí, e à sua irmã Lili´uokalani. Seu palácio, onde viveu aprisionada, virou museu e é visitado até hoje.

De todas as ilhas do arquipélago, ela além de ser a maior, é também a que mais apresenta variações climáticas. De neve a vulcão, de floresta a praia, merece sem dúvida ser visitada. O ideal é alugar um carro, pois as agências de viagem são escassíssimas, bem como o transporte local. Não há mais que dois ônibus por dia ligando Hilo a Kona, as duas cidades da ilha. Kona, no oeste, é conhecida por seu café e por ter atividade comercial. Hilo, leste, pela chuva e por ter sido um dia a capital das ilhas.

Oahu

Não é a maior das ilhas do Havaí, mas é a mais mais ativa “turisticamente” falando e, por isso mesmo, chamada The Gathering Place. Em Oahu fica a capital do arquipélago do Havaí, Honolulu, onde fica o principal aeroporto do Estado do Havaí.

Como ir do aeroporto de Honolulu, até o centro?

O aeroporto de Honolulu, único de Oahu, tem balcões a céu aberto e é de fácil acesso. Há vários shuttles (ônibus locais) por U$ 9 para Waikiki, o bairro mais turístico e onde concentram-se as opções de hospedagem.

Hapuna Beach

Uma das praias mais bonitas da Big Island é Hapuna Beach, procurada pelos surfistas no inverno, boa também para mergulho e banho de mar no verão, quando o mar está menos agitado.

Waikiki

Na famosa Waikiki, que já se tornou um ícone do Havaí, praia de areias brancas freqüentada por surfistas e turistas e cheia de restaurantes e agitos, há, além da beleza natural, tudo o que você espera do Havaí: hula-hula, luaus, músicas típicas… e muita gente!
Até para quem conhece Venice Beach, na Califórnia, Waikiki surpreende pela diversão. Seja na praia de dia ou na avenida principal, Kalakaua, à noite, qualquer hora é sensação de bem estar garantida.

Eleita pelo Travel Channel a 3ª praia mais sexy do planeta, basta sentar em frente ao Duke´s, restaurante mais badalado do bairro, para entender o porquê: de um lado, a cratera Diamond Head, marco principal da ilha; do outro, Royal Hawaiian, o hotel que foi recentemente reaberto, com todo seu exterior e interior em cor de rosa.

Sendo o primeiro do circuito turístico de Waikiki, ele completa a paisagem de pôr do sol tão lindo que as pessoas na praia param para admirar tirando fotos. E Duke, tão idolatrado que ganhou até estátua no ponto mais central da praia (sempre coroado por flores e bajulado por turistas), foi o pioneiro do surf no Hawai’i; sua memória é preservada e contada junto com toda história dos campeonatos locais no Museu do Surf em Waialua, North Shore.

Em Waikiki ficam a – melhor “há várias” ABC´s (loja de conveniência presente em toda esquina) a uma grande Macy´s. Nessa região, além dos carros japoneses quadrados, é bastante comum ver limousines de todas as cores e tamanhos, que muitas vezes fazem o trajeto de casais japoneses prestes a se casar na ilha. Nessa região, além dos carros japoneses quadrados, é bastante comum ver limousines de todas as cores e tamanhos.

A praia é algo à parte: com a areia mais macia que você pode esperar, é impossível resistir, ainda mais ouvindo alguém com seu ukulele (o violãozinho) tocando música local. A água é transparente e a profundidade engana. É também o lugar ideal para aprender a surfar: as ondas são bem atrás, há salva-vidas, aluguel de pranchas e aulas pela orla toda.

As praias do norte O norte da ilha tem praias que, em razão de suas imensas ondas, recebem surfistas do mundo inteiro: Waimea, Ekuhai (onde fica Pipeline) e Sunset. Oahu é cheia de atrações.

ilha de Maui

Na ilha de Maui, cheia de resorts, fica o vulcão Haleakala, que tem a maior cratera do mundo. A estrada que vai ao aeroporto de Hana é uma grande atração por ter lindas vistas de florestas, pequenos rios e quedas d água. Molokini, perto de Maui, com a forma de uma cratera de vulcão, é perfeita para os amantes do mergulho.

ilha de Kauai

Tem uma natureza riquíssima, vegetação abundante e um dos seus pontos altos é o vulcão extinto Waialeale. O canyon de Waimea não é tão grande nem profundo quanto o Grand Canyon, mas é quase tão deslumbrante quanto ele. Na costa Na Pali, o litoral é cortado por penhascos rochosos.

Eventos

O Ano Novo Chinês e vários festivais culturais são eventos que atraem turistas e reúnem a população. Há inclusive um festival de música em Waikiki, em que Jack Johnson e outros cantores locais se apresentam anualmente.

As dicas de viagem de Lívia Nascimento para o Havai

Transportes no Havaí

Ônibus

Funciona bem em Oahu o meio de transporte unificado: há ônibus (com o curioso nome de TheBus) para todos os cantos, sempre por 2 dólares (com direito a transfer), e um passe mensal por 40 dólares, com número ilimitado de viagens.

Carro

O carro é uma opção que lhe dá uma grande liberdade de movimentos, de parar onde quiser apra fotografar e organizar seu próprio programa mais facilmente.

Bicicleta

Também é possível percorrer as ilhas do Havaí de bicicleta, caso você deseje acampar pelas praias quase desertas.

Para ir às outras ilhas

Para alcançar as The Neighbor Islands, como eles gostam de chamar), a opção mais comum é voar. O Superferry leva de Oahu para Maui pelo mar, e de Maui para Lana´i, por exemplo, o melhor é fazer um passeio de barco, mas pequenos aviões ainda predominam nas viagens entre as ilhas. Como o turismo maior no Havaí é algo recente, a estrutura ainda está em formação.

Hotéis nos Estados Unidos

Reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel em New York (Nova York)

Escolha e reserve seu hotel em San Francisco

Onde se hospedar em Washington

Onde se hospedar em New Orleans

Onde se hospedar em Chicago

Onde se hospedar em Miami 

Onde se hospedar em Orlando

Onde se hospedar em Los Angeles

Onde se hospedar em las Vegas

Campo de gelo Harding, Kenai Fjord National Park, Alaska
Alaska, campo de gelo Harding, Kenai Fjord National Park, Alaska

Alaska, a terra do frio

Como ir

Avião

Não há voos diretos do Brasil. Os dois principais aeroportos do Alaska ficam em Juneau e Anchorage. Há voos diretos de algumas cidades americanas e canadenses para o Alaska.

Veja passagens aéreas e pacotes

Hospedagem

Escolha e reserve seu hotel no Havaí

Melhor época

Evite o inverno, é muito gelado, um frio insuportável.

O Alaska, na região sub-ártica, é uma terra de longos invernos, gelo e natureza selvagem, quase em estado puro, comprado da Rússia pelos Estados Unidos e isolado do resto do país.
Para visitar o Alaska é quase inevitável passar por Anchorage, grande centro urbano que não tem nada a ver com o resto do Estado, mas é agradável e tem muitos parques.
Perto de Anchorage fica um dos mais importantes parques nacionais do Alaska, o Kenai Fjords, na península do mesmo nome, interessante pela fauna marinha, pelas geleiras e, como o nome diz, pelos fiordes.

Vídeo sobre o Alasca

Atrações

Parque Nacional Denali

Outro parque nacional que merece ser conhecido é o Denali, no interior do Alaska, onde está o Monte McKinley. Com cerca de 6,2 mil metros de altitude, é o ponto mais alto da América do Norte. As paisagens são belas e existe a oportunidade de se apreciar a fauna da região, sobretudo rebanhos de caribus e alces. Parque Nacional Denali

Juneau

No sudeste do Alaska, Juneau, capital do Estado, darquitetura do começo do século XX, é uma cidade bonita e animada no verão. Entre seus edifícios há uma bela igreja ortodoxa russa. É o ponto de partida para a visita à geleira Mendenhall. Juneau

Hotéis nos Estados Unidos

Reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel em New York (Nova York)

Escolha e reserve seu hotel em San Francisco

Onde se hospedar em Washington

Onde se hospedar em New Orleans

Onde se hospedar em Chicago

Onde se hospedar em Miami 

Onde se hospedar em Orlando

Onde se hospedar em Los Angeles

Onde se hospedar em las Vegas

Sobre a Califórnia: o Estado paz e amor

Mapa da Califórnia

O que a Califórnia tem?

Descoberta por um português a serviço dos espanhóis, a Califórnia é o estado mais rico e mais populoso dos Estados Unidos, e se fosse um país, seria o oitavo mais rico do mundo. Quatro das 20 maiores cidades norte-americanas estão aqui: Los Angeles, San Francisco, San Diego e San José, sem contar a capital, Sacramento.

San Francisco e Los Angeles, além de terem as maiores populações do estado, são também das cidades mais multiétnicas dos EUA, concentrando imigrantes de vários países, como ingleses, irlandeses, chineses, alemães e, sobretudo os mexicanos, afinal, o estado fazia parte do México, até a década de 1850, quando foi anexado aos Estados Unidos.

Tudo na Califórnia é grandioso. No estado estão também as árvores mais altas do mundo (Sequoia National Park), a imensa falha geológica de San Andreas, a maior indústria cinematográfica (Hollywood), os grandes centros de tecnologia (Vale do Silício), os melhores vinhos produzidos nos Estados Unidos (Napa Valley), e o Vale da Morte (Death Valley), um dos lugares mais secos do mundo e que abriga o ponto mais abaixo do nível do mar das Américas (86 metros).

A Califórnia é também um estado com lindas paisagens naturais. Na região montanhosa da Califórnia, junto ao Oceano Pacífico, no Parque Nacional Red Woods, estão as famosas sequóias gigantes, as mais altas árvores do mundo. Ao longo do litoral, ficam os chiques balneários de Carmel, Santa Barbara e Monterey. Os vinhos produzidos nos Vales de Napa e de Sonoma são considerados de muito boa qualidade.

Como ir

Avião

Há voos diretos de São Paulo para Los Angeles pela Korean e America Airlines.

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis na Califórnia

As três principais cidades para se hospedar na Califórnia são Las Vegas, San Francisco e Los Angeles.

Escolha e reserve seu hotel em San Francisco

Escolha e reserve seu hotel em Las Vegas

Escolha e reserve seu hotel em Los Angeles

Melhor época

O Estado não tem inverno rigoroso e pode ser visitada em qualquer época do ano.

Atrações na Califórnia

Conheça as atrações do Estado da Califórnia: San Francisco, Los Angeles, a Disney,  seus belos parques nacionais, o Napa Valley, famoso por suas vinícolas.

Onde se hospedar nos Estados Unidos

Reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel em New York (Nova York)

Onde se hospedar em Washington

Onde se hospedar em New Orleans

Onde se hospedar em Chicago

Onde se hospedar em Miami 

Onde se hospedar em Orlando

Bourbon Street, New Orleans,Foto: Lobberich
New Orleans, Bourbon Street, Foto: Lobberich

New Orleans, terra do jazz

Nova Orleans (New Orleans) no Estado de Louisiana, no sul do país, é a terra do jazz e de Louis Armstrong, de passeios de barco ao longo do rio Mississippi, de muitas lembranças da história americana e de uma influência francesa presente até hoje nas tradições e na culinária cajun, que tem também elementos africanos. Que salada! Pois é, o estado foi disputado entre ingleses e franceses durante um bom tempo, e além disso houve muita “imigração forçada” (escravidão) de africanos, que foram trabalhar nos latifúndios de algodão.

Mapa de New Orleans

Como ir

Avião

Não há voos diretos do Brasil para New Orleans. Provavelmente você terá que tomar um avião da United Airlines ou American Airlines até New York ou Miami e trocar de avião e pegar uma conexão para New Orleans.

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis em New Orleans

Escolha e reserve seu hotel em New Orleans

Melhor Época

O verão pode ser muito quente, o inverno não é rigoroso. Se puder evite a época de tufões de junho a novembro.

Vídeo sobre New Orleans

Atrações em New Orleans

 French Quarter

A mistura disso tudo resultou no que é hoje Nova Orleans: uma cidade de rica arquitetura, principalmente no bairro francês (French Quarter), muita música, dezenas de casas de jazz, boa comida e… carnaval! Sim, a tradição francesa do Mardi Gras (Terça-feira Gorda), que corresponde ao nosso Carnaval, foi incorporada à cultura local. Todos os anos há um animadíssimo carnaval de rua, com blocos e muita gente fantasiada.UMa tradição nos carros alegóricos é o costume de muitas mulheres erguerem as blusas e mostrarem os seios.

O bairro francês tem, além disso, as mais belas construções da época colonial, casas com varandas e balcões de ferro forjado. Ele está para o jazz como a Vila Isabel está para o samba. A herança francesa não está apenas na arquitetura e na joie de vivre, mas também nos nomes das ruas. Isso sem falar nas bandeiras francesas em todo canto e cartazes com os dizeres: “Soyez à la mode: parlez français!” (Siga a moda: fale francês!).

Hotéis em outras cidades nos Estados Unidos

Reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel em New York (Nova York)

Escolha e reserve seu hotel em San Francisco

Onde se hospedar em Washington

Onde se hospedar em New Orleans

Onde se hospedar em Chicago

Onde se hospedar em Miami 

Onde se hospedar em Orlando

Onde se hospedar em Los Angeles

Onde se hospedar em las Vegas

Manifestação pacifista, Washington, Foto Bill Hackwell
Washington, Manifestação pacifista, Foto Bill Hackwell

Washington

Como ir

Avião

Há voos diretos do Brasil, de São Paulo, pela United. A viagem toma aproximadamente 8 h.

Veja passagens aéreas e pacotes

Mapa de Washington DC

Hotéis em Washington

Há boas opções de hotéis entre o  centro e Dupont Circle ou em  Chevy Chase, região residencial. O centro é bastante prático e fica perto das principais atrações.

Escolha e reserve seu hotel em Washington

Melhor época

Evite o inverno, o inverno em Washington não é brincadeira.

Capital dos Estados Unidos, ao sul de Nova York, é uma espécie de centro político do mundo ocidental e palco de muitos movimentos que mudaram a vida do país, como a campanha dos direitos civis e as grandes manifestações contra a guerra do Vietnã… (E, mais recentemente, contra a guerra de George W.!)

Vídeo sobre Washington DC

Uma capital agradável

Às margens do rio Potomac, bem cuidada e agradável, Washington é uma capital planejada e, portanto, basicamente uma cidade de edifícios públicos e monumentos, com avenidas arborizadas e prédios do século XIX. Memoriais não faltam para homenagear mortos ilustres. O memorial de Lincoln é o mais impressionante, pelo gigantesco tamanho da estátua do famoso presidente, e o de Franklin Roosevelt, à beira do rio, o mais bonito.

Mall

É no bairro conhecido como Mall que estão os principais lugares a serem visitados, como o Capitólio, a Biblioteca do Congresso e a sede da Suprema Corte. Qualquer semelhança com Brasília não é mera coincidência: o poder mora em Washington!

A capital norte-americana é também um dos grandes centros culturais do país. No Mall há importantes museus, como o de História Natural, o Aeroespacial (onde, entre outras relíquias, está a nave Apolo 11 (a original!) e a National Gallery, um rico museu de arte.

Hotéis em outras cidades nos Estados Unidos

Reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel em New York (Nova York)

Escolha e reserve seu hotel em San Francisco

Onde se hospedar em New Orleans

Onde se hospedar em Chicago

Onde se hospedar em Miami 

Onde se hospedar em Orlando

Onde se hospedar em Los Angeles

Onde se hospedar em las Vegas

Avião

Transportes nos EUA: como ir e circular pelo país

Como ir

A TAM tem voos para Miami saindo de São Paulo e oferece conexões para outras cidades dos Estados Unidos em parceria com a American Airlines.

A American Airlines tem voos de São Paulo e Rio de Janeiro para Miami, Chicago, Washington, Nova York e Dallas.

A United Airlines voa do Rio de Janeiro e de São Paulo para cidades americanas.

Todos os voos mencionados que partem do Rio ou de Belo Horizonte param em São Paulo.

Os preços das passagens variam muito em razão da época do ano em que você vai viajar e do seu destino nos Estados Unidos. Como os períodos de alta e baixa estação costumam variar de ano para ano e de uma companhia para outra, compare os preços dos vôos antes de comprar sua passagem aérea.

Mapa dos Estados Unidos

Como circular pelos Estados Unidos: transportes internos

Avião

Para percorrer longas distâncias ou quando se tem pouco tempo, só mesmo de avião. A United Airlines vende cupons aéreos para vôos domésticos nos Estados Unidos. Cada um dá direito a um vôo (e não a ida e volta!) para qualquer destino, independente da distância. Os cupons devem ser obrigatoriamente comprados no Brasil. Cada conexão é contada como um vôo. Portanto, dê preferência aos vôos diretos.

Trem

Tanto os Estados Unidos possuem uma rede ferroviária pouco extensa em relação ao seu território. Embora mais caros do que os ônibus, os trens são bastante confortáveis, possuem vagões-restaurante, vagões de dois andares com janelas panorâmicas, e também há trens noturnos com cabines e serviço impecáveis. Para quem não tem pressa, é perfeito. Há passes de trem da Amtrak que dão direito apenas às poltronas; para cabines e outros confortos, pagam-se suplementos. As boas agências de viagens podem cuidar da compra do passe para você.

Carro

Alugar um carro nos Estados Unidos é uma boa idéia: a gasolina é relativamente barata, os carros são bons e o aluguel também não é caro.
Em algumas das grandes cidades (como Nova York), o automóvel pode se tornar um elefante branco em razão do trânsito intenso e da dificuldade para estacionar; em outras (como Los Angeles), cheias de freeways (vias expressas), nas quais é complicado se locomover de um canto a outro e as distâncias são enormes, o carro é quase obrigatório. No Havaí, onde é fácil orientar-se, é particularmente interessante alugar um automóvel para visitar as praias e outras atrações nas ilhas maiores. Os preços dos aluguéis variam muito de um Estado americano para outro. Nos fins-de-semana, costuma sair mais barato. Existem, porém, certos cuidados a tomar: os “costumes” brasileiros podem ser considerados como infrações muito graves por lá. Por exemplo, jamais ultrapasse um ônibus escolar parado, com as crianças descendo. E nunca tente, em nenhuma circunstância, subornar um guarda rodoviário (a não ser que você queira conhecer uma delegacia americana e tirar umas fotos por lá!). O mais fácil, se você cometeu alguma infração, é reconhecê-la, explicar que é turista e que é a primeira vez que está guiando nos Estados Unidos. Isso, acompanhado de um sorriso e de um pedido de desculpas, talvez tenha mais chances de funcionar.

Dicas

  • Nas grandes extensões do deserto americano, abasteça o carro sempre que for possível.
  • Lembre-se de que, nos Estados Unidos, você vai alugar um carro com câmbio automático, coisa com a qual muitos brasileiros não está acostumada. Procure informar-se sobre como funciona e para que serve cada botãozinho antes de sair da locadora…

Ônibus

Além de cobrirem completamente todo esse imenso território, os ônibus norte-americanos são também confortáveis, rápidos, seguros e têm ar-condicionado, toalete a bordo e poltronas reclináveis. Porém não se pode esquecer que certas distâncias são enormes e demoram dias para serem percorridas de ônibus. A principal companhia de ônibus interurbanos e internacionais da América do Norte é a Greyhound. Por intermédio de seu agente de viagens aqui no Brasil você pode comprar bilhetes avulsos ou passes (cupons).

Informações práticas

Veja passagens aéreas e pacotes

Escolha e reserve seu hotel em Nova York

Hotéis nos Estados Unidos

Reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel em New York (Nova York)

Escolha e reserve seu hotel em San Francisco

Onde se hospedar em Washington

Onde se hospedar em New Orleans

Onde se hospedar em Chicago

Onde se hospedar em Miami 

Onde se hospedar em Orlando

Onde se hospedar em Los Angeles

Onde se hospedar em las Vegas

Sobre os Estados Unidos

Os Estados Unidos, única superpotência do planeta, possuem um enorme território que se estende do Atlântico ao Pacífico com grande variedade de paisagens naturais: canyons, desertos, montanhas, florestas, geleiras e pradarias. Ficam nos Estados Unidos importantes grandes destinos turísticos da América, a começar por Nova York. Mencionamos no topo desta página apenas os mais evidentes. Há muito mais o que se ver e fazer nos Estados Unidos.

Os Estados Unidos parecem estar entrando em uma nova fase de sua história e, talvez pela primeira vez, compreendendo que, apesar de seu enorme peso político e econômico, não têm condições de impor ao mundo uma política unilateralista. Isso, podem acreditar, muda tudo e afeta também, positivamente, o turismo.

Mapa dos Estados Unidos

Como ir aos Estados Unidos

Avião

As companhias United AirlinesAmerican Airlines e TAM têm voos diretos para New York, Miami e outras cidades norte-americanas.

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotel nos Estados Unidos

Escolha e reserve seu hotel em Nova York

A melhor época para ir aos Estados Unidos

O inverno é suave ou suportável no sul dos Estados Unidos, mas é muito rigoroso no norte, tanto na costa quanto no interior. Há nevascas e temperaturas bem abaixo de zero. O verão é excessivamente quente no sul e mesmo em Nova York. Os meses ideais são abril, maio, junho, setembro e outubro. No Alaska, só nos últimos dias da primavera, durante o verão e no comecinho do outono é que as temperaturas são suportáveis. De agosto a outubro, no sul da costa atlântica, podem ocorrer tufões.

NOVA YORK – temperaturas médias
Primavera (abril): mínima 7ºC / máxima 14º
Verão (julho): mínima 19ºC / máxima 28ºC
Outono (outubro): mínima 9ºC / máxima 21ºC
Inverno (janeiro): mínima -4ºC / máxima 3ºC

MIAMI – temperaturas médias
Primavera (abril): mínima 19ºC / máxima 27º
Verão (julho): mínima 24ºC / máxima 31ºC
Outono (outubro): mínima 22ºC / máxima 28ºC
Inverno (janeiro): mínima 16ºC / máxima 23ºC

SAN FRANCISCO – temperaturas médias
Primavera (abril): mínima 9ºC / máxima 17º
Verão (julho): mínima 12ºC / máxima 18ºC
Outono (outubro): mínima 12ºC / máxima 20ºC
Inverno (janeiro): mínima 7ºC / máxima 13ºC

Agora que você já tem informações sobre o clima, veja as dicas sobre bagagem.

O pós 11 de setembro

Depois de 11 de setembro de 2001, veio o medo de atentados nos Estados Unidos e a concessão de vistos para turistas tornou-se mais difícil. As filas nas portas do consulados, a burocracia e o verdadeiro interrogatório a que todo mundo era submetido fazia muita gente desistir da viagem, afetando o turismo para os Estados Unidos. Mas isso está mudando. Também é verdade que após Bush ter deixado o poder, a subida de Obama fez dos Estados Unidos novamente um destino simpático. E, como comentou uma colaboradora nossa: “Faz bem à alma olhar para a Casa Branca e saber que Bush não está mais lá dentro!”

Principais destinos turísticos nos Estados Unidos

Embora essa situação tenha afetado o turismo nos Estados Unidos, cidades como Nova York, Miami, Orlando, Las Vegas, Los Angeles e São Francisco voltaram a atrair um elevado número de visitantes brasileiros. Afinal de contas, Miami e Orlando, por exemplo, possuem mega-atrações turísticas como a Disneyworld, um clima ótimo e paisagens idílicas.

Nova York, por exemplo, possui alguns dos mais importantes museus de arte do mundo e é repleta de ações turísticas de todo tipo, da Estátua da Liberdade ao Empire State Building, dois ícones do turismo não apenas para a cidade de Nova York, mas também dos Estados Unidos.

Washington é outro destino turístico imperdível. Há muito o que se ver e conhecer na capital dos Estados Unidos, a começar pelos ótimos museus.

Ainda no norte dos Estados Unidos fica a cidade de Boston, cuja história está intimamente associada à do país.

No sul dos Estados Unidos, New Orleans é outra atração turística top de linha, com seu velho French Quarter e suas casas de jazz.

Na Califórnia, na Costa do Pacífico, por sua vez, há cidades que devem fazer parte de qualquer roteiro de viagem pelos Estados Unidos quando se tem tempo suficiente pela frente. Uma delas é São Francisco, com seus ares alternativos é, para muitos, a mais simpática cidade norte-americana. Há muito o que se visitar em Frisco (como São Francisco é carinhosamente apelidada) e nas suas vizinhanças: florestas de sequoias gigantes, vinícolas, além de cidadezinhas super charmosas. Los Angeles, mais ao sul, ainda na Califórnia, também tem seus encantos. É onde você ver se hospedar para conhecer a Disneylândia (não confunda com Disneyworld, na Flórida) e Hollywood.

Perto dali, Las Vegas é outro importante destino turístico, repleto de hotéis suntuosos, cassinos, restaurantes e casas de espetáculos.

Os Estados Unidos têm, além de cidades, paisagens naturais de rara beleza e de todos os tipos e climas. Não é preciso lembrar que a Florida está situada junto ao Caribe e tem praias de mar verde esmeralda e areias brancas, comparáveis às caribenhas.

Quem aprecia espetáculos grandiosos não deve perder Niagara Falls, uma gigantesca catarata na fronteira dos Estados Unidos e Canadá. Entre as muitas atrações turísticas dos Estados Unidos estão magníficos parques nacionais como Grand Canyon, Yellowstone, Rocky Mountains e Yosemite. Sem contar que, nas Montanhas Rochosas ficam reputadas estações de esqui e outros esportes de inverno.

Hotéis nos Estados Unidos

Reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel em New York (Nova York)

Escolha e reserve seu hotel em San Francisco

Onde se hospedar em Washington

Onde se hospedar em New Orleans

Onde se hospedar em Chicago

Onde se hospedar em Miami 

Onde se hospedar em Orlando

Onde se hospedar em Los Angeles

Onde se hospedar em las Vegas

Miami, Flórida
Miami, Flórida

Sobre Miami

Boa parte dos moradores de Miami é de origem latina e fala espanhol. Seu nome no entanto, tem origem indígena e significa Água Doce. A região é, de fato, rodeada de água, mar, rios, pântanos.

Cerca de 350 mil cubanos, a colônia hispânica mais numerosa, habitam a cidades, que hoje é bilíngue. Até placas de rua e avisos são escritos também em espanhol. Por isso mesmo, com um “portunhol” razoável qualquer pessoa se vira por lá; por isso mesmo, pelo fato de as passagens serem relativamente baratas e por ser um paraíso do consumo, muitos brasileiros vão a Miami para fazer compras ou dar uma esticada até Orlando e levar a criançada à Disney. O ideal para isso, se você não for pegar uma excursão, é alugar um carro: sai bem barato.

Também é muito fácil se localizar na cidade, que tem um plano urbano bem bolado, com as ruas dispostas no sentido leste-oeste e as avenidas no sentido norte-sul. Como Nova York. O problema é o trânsito, que na hora do rush assusta. Por isso mesmo, alugar um carro para percorrer a Flórida pode ser uma boa ideia, mas para circular no centro de Miami, não é nada prático. O melhor é optar pelos transportes públicos. O sistema metrobus funciona muito bem.

A Grande Miami inclui vários bairros: o centro (Downtown), nada interessante, chega a ser perigoso. As praias ficam em Miami Beach, a uns 20 minutos de ônibus do centro. O balneário é frequentado principalmente por americanos, ou seja, um “Guarujazão”, exceto pela South Beach, rica em edifícios Art Decô. Coral Gables é bastante comercial e Coconut Grove, mais chique, acolhe residências de celebridades, boas lojas, restaurantes, galerias de arte e até a réplica de uma villa italiana, a Villa Viscaya. Na região de Miami praias é o que não falta: são aproximadamente 20 km de costa paradisíaca, com areia branca, coqueiros e mar transparente.

Mapa de Miami, Florida

Como ir a Miami

A maioria dos passageiros que chegam à Florida de avião desembarcam no aeroporto de Miami. Há voos diretos do Brasil para Miami, na Flórida pelas empresas TAM e American Airlines.

A cidade possui um dos maiores aeroportos do mundo, onde chegam voos de todas grandes cidades dos Estados Unidos e do mundo inteiro. Há transportes fácil do aeroporto até o centro de Miami.

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis em Miami

A cidade oferece opções de hospedagem em vários bairros. Se for ficar em Miami Beach é bom estar de carro, mas nesse caso procure hotel com estacionamento pois nem sempre é fácil achar onde estacionar. Sawgrass, por outro lado é um local indicado para quem quer fazer compras. Kendall e South Miami são outras boas localizações.

Escolha e reserve seu hotel em Miami

Melhor época

Miami pode ser visitada em qualquer época do ano, mas costumam ocorrer  furacões entre junho e novembro, sendo que
eles são mais comuns no verão, entre final de agosto e meados do mês de setembro.

Atrações turísticas

Museu de Arte de Miami

Também conhecido como MAM, reúne obras modernistas de artistas americanos e europeus, gravuras etc. 101 West Flagler Street

Miami Science Museum

Este museu, que museu permite experiências interativas, e agrada em cheio as crianças,tem um planetário e atrações com o o megalodonte, um tubarão gigantesco que viveu há 2 milhões de anos atrás na região. 3280 South Miami Avenue

Museu Histórico do Sul da Flórida

O museu conta toda a história do Estado da Flórida desde o tempo dos espanhóis. Florida 101 West Flagler Street

Seaquarium de Miami

Encanta adultos e crianças, com seus golfinhos e orcas que dão verdadeiros shows. É possível também uma interação com os animais, como nadar com golfinhos, ver de perto enormes tartarugas marinhas e outros animais. 4400 Rickenbacker Causeway, Key Biscayne

The Keys

O arquipélago conhecido como The Keys, uma cadeia de ilhas de corais ligadas por uma estrada espetacular, parece flutuar sobre um mar de tons turquesa ou esmeralda e semeada de pontes – aproximadamente 4 dezenas delas, até Key West. Algumas dessas pequenas ilhas são hoje reputadas atrações turísticas. Key West, com casinhas coloniais, é reduto de artistas e de comunidades alternativas ou gays. Em Key Largo existe um parque submarino com espetaculares formações de coral, que pode ser visto num bote de fundo de borracha. Para quem gosta de mergulhar, toda a região é um prato cheio.

Everglades National Park

O Everglades National Park, a 56 km do centro, foi criado para proteger o que restou dos enormes mangues de água salobra que cobriam originalmente quase um terço da Flórida. Sua fauna é extremamente variada e rica: existem até felinos, como o lince e o puma americano, além de crocodilos, flamingos, pelicanos e diversas aves marinhas. Você pode contratar uma excursão ou ir por conta própria alugando um carro. Nesse caso peça um mapa no Visitors Center, na entrada dos Everglades. Há passeios entre os canais do Everglades em airboats, barcos que funcionam com motor de avião que permitem conhecer melhor o lugar e apreciar seu rico eco-sistema. Outras opções são alugar uma canoa ou pegar o trenzinho aberto em Shark Valley ,que percorre parte do pantanal.

(Dica: Use repelente contra insetos. No verão, os mosquitos pegam pesado!)

Sobre a Flórida

O Estado da Flórida, localizado no sudeste dos Estados Unidos, corresponde à porção mais meridional do país, com uma ponta avançando pelo mar do Caribe. O estado é também bi-lingue pois, além do inglês, uma parcela significativa da população da Flórida se expressa em espanhol.

Embora a Flórida, como o nome já sugere, tenha sido colonizada por espanhóis e anexada aos Estados Unidos somente em 1819, a principal razão da importância do espanhol como segunda língua do Estado é a intensa imigração de hispânicos, sobretudo cubanos, já que a distância entre a ilha de Fidel e a costa da Flórida ficarem relativamente perto. Por isso, com um “portunhol” razoável qualquer brasileiro, mesmo que não fale inglês, se vira por lá; por isso mesmo, pelo fato de as passagens serem relativamente baratas e por ser um paraíso do consumo, muitos brasileiros vão a Miami para fazer compras ou dar uma esticada à Disney.

Durante a Guerra Civil americana o Estado juntou-se aos Confederados. Somente 3 anos após a vitória das forças da União, em 1868 (a Guerra Civil terminou em 1865), o Estado da Flórida voltou a fazer parte dos Estados Unidos.

A Flórida, embora seja um dos grandes exportadores norte-americanos de larajanja e sucos, vive principalmente do turismo, tanto interno como internacional, já que o estado é rico em atrações turísticas e tem regiões de grande beleza natural como The Keys e Fort Lauderdale, com lindas praias, e canais que lhe renderam o apelido (meio exagerado a nosso ver…) de Veneza americana. A Flórida possui também áreas de preservação ambiental, com eco-sistemas com grande biodiversisidade, caso dos Everglades.

A costa da Flórida

Dica importante: O estado da Flórida vive em constante neura com o risco de pragas agrícolas atingirem suas plantações de cítricos. É portanto expressamente proibido ter qualquer frutas, sobretudo laranja em sua bagagem. As penalidades são severas.

Mapa da Flórida

Como ir

Avião

Há voos diretos do Brasil para Miami, na Flórida pelas empresas TAM e American Airlines. A TAM voa também para Orlando.

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Hotéis na Flórida

Miami é uma ótima referência de cidade onde se hospedar na Flórida. Sawgrass, na cidade de Miami, é um local indicado para quem quer fazer compras. Kendall e South Miami são outras boas localizações. Se escolher Miami Beach é bom estar de carro, mas procure hotel com estacionamento pois não é fácil achar onde estacionar.

Escolha e reserve seu hotel em Miami

Escolha e reserve seu hotel em Miami Beach

Escolha e reserve seu hotel em Orlando

Escolha e reserve seu hotel em Key West

Melhor época

Qualquer época, o inverno é suave. Infelizmente, porém, de junho a novembro é época de tufões.

Vídeo sobre a Flórida

Os destinos turísticos favoritos dos brasileiros

Na Flórida ficam também grandes destinos turísticos favoritos dos brasileiros: Miami, Miami Beach, Orlando, base para se visitar a Disney World, o mega parque de diversões e o Everglades National Park, a 56 km de Miami, um gigantesco pantanal que pode ser percorrido de barco.

Boca Raton no Condado de Palm Beach tem uma arquitetura inspirada em modelos hispânicos e mediterrâneos e um rígido código urbano que proibe prédios altos e out-doors, o que confere um visual parituclarmente agradável à cidade.

Orlando e Disney

Orlando

Orlando, também na Flórida, é uma grande cidade moderna que cresceu muito nos últimos anos. É conhecida por ser um ponto “estratégico” para quem vai à Disneyworld, a aproximadamente 35 quilômetros dali. É possível se hospedar na Disney Word, mas os hotéis são mais caros. Há mais opções e preços melhores em Orlando e transporte fácil até o parque.

Orlando é uma cidade que soube aproveitar seu quadro natural com lagos, belas palmeiras e plantas tropicais. Um dos mais bonitos é o lago Eola, com um chafariz no centro. Um dos lugares interessantes de Orlando é a Church Street Station, uma região recuperada e que hoje é uma das atrações turísticas da cidade, com seus bares e restaurantes animados. O destaque fica para o Rosie O Gradys Goodtime Emporium, aberto em 1974, decoração Velho Oeste, com vários ambientes, uma das atrações turísticas da cidade de Orlando.Trata-se de um lugar ótimo para se comer, tomar uns drinks e escutar um jazz ou rock. Uma das grandes atrações do Rosie O Gladys é o Dixieland Jazz Revue, com suas Can-Can Girls.

A impressão que se tem é que toda a região de Orlando está se tornado uma espécie de mega planeta da diversão com seus super criativos parques temáticos. É o caso do Aquatica – SeaWorlds Waterpark (5800 Water Play Way Orlando, FL 32821) e os parques da Universal – Universal Studios, Universal s Islands of Adventure e Universal CityWalk.

Walt Disney World

Walt Disney World, o maior parque de diversões do planeta, fica a 35 km de Orlando. A maioria das pessoas vai a Orlando especialmente para visitar a Disney World, considerada uma das grandes atrações turísticas dos Estados Unidos. Aliás, a Flórida é o terceiro Estado americano mais visitado nos Estados Unidos. O engraçado é que seus múltiplos brinquedos e cenários, às vezes acabam divertindo muito mais aos pais do que às crianças!

Perto da Disney World existem dezenas de outras atrações. Ao lado, ligado à Disney World por um monorail (trenzinho), está o Epcot Center, um parque temático onde se aprende muito sobre a evolução da humanidade e do próprio planeta, num cenário futurista com grandes efeitos especiais que proporciona uma viagem pelo mundo do conhecimento. Muitos pacotes incluem já Miami, Orlando, a Disney World etc). Disney

Pacotes e excursões

Há uma grande variedade de pacotes turisticos para a Flórida. O mercado de turismo oferece desde pacotes econômicos de apenas duas noites com traslado, passagem aérea e hotel, até pacotes com maior duração, que incluem Miami, Orlando, a Disney, The Keys e até o Everglades. Normalmente os pacotes incluem passagem aérea, traslado e hospedagem.

A Flórida é um destino onde os pacotes fly and drive (que incluem o aluguel do carro) podem ser interessantes, principalmente pra quem vai rodar pelo Estado ou pelo país. Se seu interesse é apenas visitar a Disney com crianças, esqueça o carro.

Diferentemente dos pacotes, as excursões costumam incluir visitas e passeios. Isso geralmente é feito em um grupo, acompanhado de um guia.

As excursões para Orlando e Disney incluem os brinquedos do parque, o parque aquático, O Epcotcenter, o aquário, a visita aos estúdios da Universal, shows, jardim zoológico e muito mais. A quantidade de brinquedos e oportunidades de diversão na Disney é inesgotável.

Há excursões e pacotes turísticos com 5, 7 ou 12 noites. Os preços, naturalmente, não dependem apenas da duração dos pacotes, mas também do padrão de hospedagem escolhido.

No final do ano costuma haver pacotes para réveillon na Flórida (em Miami ou Orlando), bem como pacotes com hospedagem em resorts ou direcionados a compras.

As opções são tantas que você deve examinar com atenção o que as agências de viagem e operadoras oferecem em seus sites.

Dicas

 Site de turismo da Flórida

– Se puder viaje para a Flórida na baixa estação. Seu pacote pode custar até 40% mais barato.

– Solicite por escrito (pode ser por e-mail) o que está incluído em seu pacote, o que deve ser pago à parte, a forma de pagamento etc.

Bellagio Foutains, Las Vegas - Foto Nan Palmero CCBY

Bellagio Foutains, Las Vegas – Foto Nan Palmero CCBY

Las Vegas, programas para crianças, adultos e pré-adolescentes

A oeste de Downtown, está o Springs Preserve, uma área gigantesca bem no meio da cidade dedicada à natureza onde, além de ser possível caminhar por trilhas e visitar exposições interativas sobre Las Vegas, ainda há diversos animais típicos da região, como lagartos,raposas e morcegos.

Ao norte de Downtown encontra-se o Lied Discovery Children’s Museum, que ensina e diverte ao mesmo tempo com exibições de artes, ciências e muito mais.
Praticamente ao lado do Lied está o Las Vegas Natural History Museum, que apesar de não ter o mesmo prestígio do museu novaiorquino, é uma ótima alternativa para entreter a criançada.

O Shark Reef Aquarium conta com diversos tubarões, além de tartarugas, crocodilos, raias e várias espécies de peixes.

No New York – New York há uma excelente montanha-russa para os mais crescidinhos, além de muitos fliperamas e videogames.

O Lion Habitat, que funciona dentro do cassino do MGM Grand, reúne enormes leões, separados do público apenas por vidros.

Leve a criançada para fazer uma refeição no Rainforest Cafe, também dentro do MGM Grand, cuja decoração e cardápio certamente encantarão o público infantil.

No Showcase Mall, ao lado do MGM Grand, há ao menos duas lojas que as crianças costumam adorar: a da Coca-Cola e da M&M’s.

Já no Caesars Palace está uma encantadora filial da famosíssima loja de brinquedos novaiorquina FAO Schwarz, com um Cavalo de Troia gigante logo na entrada que despertará a fantasia das crianças.

Uma deliciosa banana split ou outro sorvete qualquer no Ghirardelli, localizado na parte exterior do Harrah’s, também alegra as crianças de todas as idades, inclusive aquelas que já passaram dos 40.

Se possível, hospede-se em um dos megaresorts da Strip ou em qualquer outro hotel com piscinas, pois além do clima de Las Vegas ser convidativo a um bom mergulho, é difícil encontrar uma criança que não goste de brincar na água.

Dica: Os pais podem contratar na maioria dos hotéis, com o auxílio do concierge, os serviços de baby sitter pelo custo aproximado de 70 dólares por criança, pelo período de 4 horas.

Las Vegas cultural

Quem viaja sem crianças, não está com o cronograma tão apertado e gosta de história e programas culturais de maneira geral, pode organizar o seu próprio roteiro, com atrações das mais variadas e que se encaixam em todos os gostos.

No parque histórico Old Mormon Las Vegas State o visitante tem acesso ao que restou do forte construído em 1855. Tudo o que não resistiu aos ataques indígenas ou à ação do tempo foi fielmente reconstituído, inclusive com artefatos originais da época.
A Gallery of Fine Art do hotel Bellagio abriga exposições temporárias do acervo de diversos museus e fundações. Obras de artistas consagrados, contemporâneos ou não, sempre estão em exibição.

O período de mais de 40 anos durante o qual o governo norte-americano realizou testes nucleares no deserto de Nevada, ao norte de Las Vegas, é o tema do Atomic Testing Museum. O acervo conta com equipamentos originais usados nos experimentos, vídeos e exibições interativas.

O Liberace Museum conta com diversas exposições permanentes sobre a vida do excêntrico pianista Walter Valentino Liberace, que brilhou nos palcos de Las Vegas durante décadas.

Os amantes de carros não podem deixar de conferir o Imperial Palace Auto Museum, onde estão expostos diversos modelos clássicos perfeitamente conservados. Quem quiser pode até fazer ofertas pelas raridades expostas, já que a grande maioria está à venda.

Vale a pena conferir a programação da University of Nevada, Las Vegas que oferece produções teatrais, musicais, exibições de arte, concertos de música clássica da Las Vegas Philarmonic, apresentações de dança, entre outras atrações.

O The Arts Factory Las Vegas, em Downtown, abriga estúdios de design, pintura, fotografia entre outras formas de arte.

No Luxor encontram-se duas exibições interessantíssimas: uma sobre o terrível naufrágio do Titanic e outra intitulada Bodies, uma verdadeira aula de anatomia com corpos e órgãos humanos reais.

Nostálgicos vão se deleitar no Neon Museum, uma espécie de cemitério de placas luminosas que decoraram importantes estabelecimentos da cidade durante décadas. Algumas delas, depois de devidamente restauradas, ficam expostas na Fremont Street.

Como ir

Avião

Veja passagens aéreas e pacotes

 Hotéis em Las Vegas

Escolha e reserva seu hotel em La Vegas

 

Las Vegas, Foto David Stanley CCBY
Las Vegas, Foto David Stanley CCBY

Sobre Las Vegas

A cidade que surgiu no meio do deserto Conhecida no passado somente pelos cassinos e excessos de toda sorte, Las Vegas é reconhecida atualmente como “a capital mundial do entretenimento”. O jogo faz parte da história da cidade e foi, sem dúvida, um dos principais fatores que impulsionaram o seu crescimento. Entretanto, as opções de lazer e as magníficas construções desta cidade que surgiu no meio de um deserto variam a ponto de surpreender praticamente todos os seus visitantes.

Os grandes shows em las Vegas

Shows de música com cantores do gabarito de Barry Manilow e Cher estão em cartaz durante a maior parte do ano. Os ilusionistas mais renomados do mundo, como David Copperfield e Criss Angel, também se apresentam em Las Vegas. Quem nunca ouviu falar no Cirque du Soleil? O circo de origem canadense mais famoso do planeta tem sete dos seus onze espetáculos fixos nos principais hotéis da cidade.
E não para por aí: bares, restaurantes dos mais variados tipos, exposições culturais, spas, campos de golfe, sorveterias, lojas das grandes grifes, shoppings centers, outlets, passeios, brinquedos radicais e casamentos planejados (ou não) estão entre as opções do turista que se aventura por lá. Diversas capelas estão espalhadas pela cidade e várias celebridades já se comprometeram ali, tais como Frank Sinatra e Mia Farrow (1965), Elvis Presley e Priscilla Beaulieu (1967), Bruce Willis e Demi Moore (1987) e Richard Gere e Cindy Crawford (1991).

Como ir

Avião

Não há voos diretos do Brasil para Las Vegas. Provavelmente você terá que tomar um avião da United Airlines ou American Airlines até New York e lá trocar de avião e pegar um voo para Las Vegas.

Veja passagens aéreas e pacotes

 Hotéis em Las Vegas

Escolha e reserva seu hotel em La Vegas

Melhor época

Evite o verão, é muito quente.

Atrações em Las Vegas

Mega-resorts

Seus grandiosos hotéis, com milhares de quartos e atrações, são um convite para o aumento cada vez mais frequente de feiras, congressos e convenções de empresas do mundo inteiro. Na Las Vegas Boulevard, também conhecida como Strip, estão os megaresorts mais novos e badalados da cidade. E por que não dizer, do mundo!
Aliás, esta é a única cidade do globo onde se pode visitar a Torre Eiffel, uma pirâmide egípcia, ver a Estátua da Liberdade, uma batalha entre navios, passear pelas gôndolas de Veneza e, ainda, assistir a um show no Coliseu. Tudo em um único dia!

Fremont Street

Em Downtown encontram-se os hotéis mais antigos de Las Vegas, vários deles concentrados na Fremont Street. Esta rua, além dos hotéis, encanta seus visitantes com uma cobertura na qual um telão gigantesco transmite shows incríveis de som e imagens todas as noites.

Atrativos naturais

Quem imagina que por estar no meio do deserto Las Vegas não tem atrativos naturais se engana. A alguns quilômetros está a Hoover Dam, uma represa gigantesca que alia a natureza à genialidade da engenharia humana. E quem encarar uma viagem um pouco mais longa pode também conhecer o espetacular Grand Canyon, cujas paisagens podem seguramente ser classificadas entre as mais belas do planeta.
Em resumo, Las Vegas encanta mesmo aqueles que não gostam de jogar. Quer apostar?

Las Vegas na cultura popular

Quando o assunto é Las Vegas, a primeira coisa que vem à cabeça de muita gente, invariavelmente, é a figura de Elvis Presley. Isso se deve, em boa parte, graças à música Viva Las Vegas, eternizada pelo rei do rock no filme homônimo de 1964, e que ganhou inúmeras regravações.

A exemplo de Elvis, que viveu durante longos períodos em Vegas, outras celebridades moraram ou ainda moram na cidade. É o caso de Frank Sinatra, Jerry Lewis, Tony Curtis, Sammy Davis Jr., Tina Turner, Ike Turner, B. B. King e Mike Tyson. Já Andre Agassi, um dos maiores tenistas de todos os tempos, vencedor de oito tornei-os de Grand Slam, nasceu em Las Vegas, onde ainda reside.
Acostumada a “importar” grandes atrações musicais para se apresentarem em seus hotéis-cassinos, Las Vegas tornou-se “exportadora de matéria-prima” com a premiada banda de rock alternativo The Killers, fundada em 2002.

Las Vegas: cenário de grandes filmes

Las Vegas também é cenário e solo fértil de inspiração para inúmeras grandes produções de Hollywood. Apenas para citar algumas: O Poderoso Chefão – Parte II (1974 – Al Pacino e Robert De Niro, entre outros); Rain Man (1988 – Dustin Hoffman e Tom Cruise); Proposta Indecente (1993 – Robert Redford, Demi Moore e Woody Harrelson); Despedida em Las Vegas (1995 – Nicholas Cage e Elisabeth Shue); Onze Homens e um Segredo (2001 – George Clooney, Brad Pitt e Matt Damon, entre outros); The Cooler (2003 –William H. Macy e Alec Baldwin); O Vidente (2007 – Nicolas Cage, Jessica Biel e Julianne Moore); Quebrando a Banca (2008 –Laurence Fishbourne e Kevin Spacey); Se Beber, Não Case (2009 – Bradley Cooper e Ed Helms, entre outros).
Na telinha a cidade também é palco de seriados consagrados, como CSI Las Vegas, além de torneios de pôquer, lutas de boxe e de “vale-tudo”, campeonatos de golfe, entre outros eventos esportivos.

Las Vegas: um raio-x da cidade

Aos olhos do turista a cidade pode ser dividida basicamente em duas regiões: Downtown e Strip. Em Downtown estão os hotéis mais tradicionais e, em geral, menos sofisticados. Por outro lado, lá também se encontram importantes pontos turísticos que merecem ser visitados. Já a Strip concentra a maioria dos programas e atrações de Las Vegas, sendo muitos deles gratuitos. Os hotéis são enormes e os passeios por cada um deles podem se estender por horas, de acordo com o interesse e a disponibilidade de tempo de cada um. Com mais de 7 km de extensão, a Strip abriga 18 dos 25 maiores hotéis do mundo em número de quartos.

Las Vegas em um dia

Dificilmente alguém planejará uma viagem de apenas um dia a Las Vegas. Mas, como a cidade recebe congressos, convenções e feiras durante o ano todo, é possível que o participante de algum desses eventos tenha pouco tempo livre e queira aproveitá-lo para conhecer o essencial de Las Vegas, dando uma olhada geral em tudo, sem se aprofundar em nada. É preciso ter em mente que para isso serão necessárias longas caminhadas e que o deslocamento entre os hotéis não está na conta. Em muitos casos, ir de um hotel a outro chega a levar mais de 15 minutos, mesmo que os mapas indiquem que eles estão lado a lado. Para que a programação não seja um fracasso e você acabe visitando menos do que gostaria, pense que cada hotel demanda entre 15 e 20 minutos para se ter uma noção das suas principais características, já que isso é o máximo que se pode querer em apenas um dia.

Por onde começar

A primeira coisa a fazer é se concentrar na Strip, onde estão os hotéis mais famosos. São eles: Luxor, New York – New York, MGM Grand, Aria, Paris, Bellagio, Caesars Palace, Mirage, Venetian, Palazzo e Wynn. Também vale a pena dar uma olhada, ao menos do lado externo, em hotéis como: Mandalay Bay, Excalibur, Monte Carlo, Planet Hollywood e Treasure Island. Além disso, é interessante encaixar as seguintes atrações no roteiro planejado, já que são gratuitas e conhecidas por todos aqueles que visitam a cidade: o show das fontes do Bellagio, as estátuas nas fontes internas do Caesars, o Volcano do Mirage, a batalha de navios do Treasure Island (Sirens of TI) e o habitat dos leões no MGM Grand. Para fechar bem dia, o ideal seria assistir a um dos espetáculos do Cirque du Soleil, mas se isso não for possível vá a Downtown e assista ao Fremont Street Experience. Caso consiga encaixar os dois programas na sua agenda, melhor ainda. Na volta para casa, se qualquer pessoa que já tiver ido a Las Vegas lhe perguntar algo, esteja certo que a maioria das respostas estará na sua memória devido a esta experiência, mesmo que vivida de maneira apressada.

Las Vegas em dois dias

Em dois dias há tempo suficiente para se conhecer todos os principais locais e atrações da cidade, ainda que de forma superficial. O ideal é pegar todas as sugestões do primeiro dia e a elas juntar algumas outras, como a visita ao encantador Siegfried & Roy´s Secret Garden and Dolphin Habitat. Alternativa para este segundo dia é visitar o Stratosphere para ver a cidade do alto de sua torre. Apreciar a vista é de tirar o fôlego, mas quem quiser adrenalina poderá se aventurar nos brinquedos radicais que o hotel oferece.

Visitar o Harrah´s e as lojas espalhadas pelos shoppings dos hotéis também são boas opções, ainda mais para quem está interessado em fazer compras. Mas deixe este programa por último, para não passar o dia carregando sacolas ou ser obrigado a ir ao hotel apenas para guardá-las. Em Las Vegas há inúmeros shows, bares, nightclubs e musicais, entre outros programas para a noite, portanto fica difícil escolher um ou mesmo dois. Mas uma coisa é certa: se não deu tempo de ver um show do Cirque du Soleil no primeiro dia, não deixe de fazê-lo, pois conhecer ao menos um deles é praticamente obrigatório para quem visita a cidade. Todos têm suas particularidades e o mais indicado para se assistir pode variar de gosto para gosto.

Las Vegas para crianças

Apesar de muitos imaginarem que não, a criançada tem assunto de sobra em Las Vegas. Historicamente conhecida por suas atrações de cunho adulto, a cidade tem aumentado bastante as opções de entretenimento para o público infantil e infanto-juvenil nas últimas décadas com o objetivo de atrair turistas que viajam com a família e não estão necessariamente interessados apenas nos cassinos e na vida noturna. Na verdade, é muito provável que alguns adolescentes se sintam mais deslocados em Las Vegas do que as crianças propriamente ditas. Isto porque menores de 21 anos não podem tomar bebidas alcoólicas nem jogar nos cassinos. Aliás, se um adolescente desacompanhado de adultos perambular por qualquer cassino, muito provavelmente será abordado por seguranças que lhe pedirão um documento de identidade e o convidarão gentilmente a se retirar.

Veja passagens aéreas e pacotes

 

New York, a Big Apple

Considerada uma espécie de “capital do mundo“, New York é também capital financeira dos Estados Unidos e a mais importante cidade do país – o lugar onde as coisas acontecem. Em Wall Street fica a principal bolsa de valores do planeta, que movimenta diariamente somas astronômicas. A cidade é também a sede da indústria da moda americana, de jornais que influenciam a opinião mundial, como o New York Times, e o maior centro editorial da nação, onde são lançados os best sellers.

Mapa de New York

Como ir a New York

Avião

Veja passagens aéreas e pacotes

Como ir do aeroporto para a cidade

Para quem desembarca no JFK

O aeroporto JFK, situado a 25 km do centro de Manhattan, é o maior de Nova York e recebe a maioria dos voos vindos do Brasil. Quem quiser economizar pode tomar ônibus comum no aeroporto e pedir para descer em qualquer estação do metrô. Essa opção demorada e pouco cômoda é reservada aos que estão viajando com pouca bagagem, já que não é fácil encarar as escadarias de certas estações de metrô que não têm elevador. Há também táxis e as limo (limousines), mais caras do que o táxi comum, e ainda a shuttle (van, mais cara que o ônibus comum).

O AirTrain que parte do JFK é gratuito e leva até a estação Howard Beach, próxima do aeroporto, de onde você pode tomar metrô para seu destino. É uma opção rápida e barata, mas também não serve para quem está com muita bagagem. Funciona 24 horas por dia. Para usar o metrô, você vai precisar do MetroCard, que pode ser comprado no subway (metrô), vendido em máquinas que aceitam notas de US$ 1, US$ 5, US$ 10 e US$ 20.  JFK 

Na volta ao aeroporto

Em razão das novas normas de segurança, é bom apresentar-se para check-in 3h antes do voo. Como o trânsito de Nova York apronta surpresas, saia do hotel com antecedência suficiente. Um acidente na entrada de um túnel pode fazê-lo perder o avião. Essa recomendação é ainda mais importante nos horários de pico e quando ocorrem nevascas ou fortes chuvas.

Para quem desembarca em Newark

O Newark Liberty International Airport, em New Jersey, a aproximadamente 25 km a sudoeste de Nova York, recebe voos do Brasil, de alguns países da Europa, do Panamá e de diversas cidades dos EUA. O preço da corrida de táxi de Newark até o centro de Manhattan não é fixo; pode variar de US$ 40 a US$ 55 (mais pedágio, mais gorjeta).  O AirTrain custa aproximadamente US$ 13 e leva até a estação de trem Penn Station, em Manhattan, onde também funciona uma estação de metrô. É o mais rápido e eficiente meio de transporte entre Manhattan e o Aeroporto de Newark.

Hotel em New York

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos

Hotéis em Nova York classificados por categoria e bairro

A melhor época para ir a New York

O inverno é muito frio, o verão pode ser muito quente. O ideal é ir no outono ou primavera. Veja detalhes sobre a melhor época para visitar NY.

Como ir de New York para outras cidades norte-americanas

Veja as opções de transporte para outras localidades.

Vídeo de turismo sobre New York

Atrações turísticas em New York

A Big Apple é uma terra de diversão garantida para todos os gostos: casais, viajantes solitários, grupos de amigos, famílias.

Museus e exposições

New York é também uma cidade onde, em parte graças a trilardários legados de mecenas dos séculos XIX e XX, pode ser encontrado o que há de melhor no mundo em termos de artes. Seja seu gosto hiper-clássico como a programação da Opera House do Lincoln Center, popular como os musicais da Broadway, cool como uma sessão de jazz ou totalmente alternativo, você será surpreendido pelos espetáculos que Nova York oferece. Se o que mais curte são artes plásticas, a metrópole abriga alguns dos mais importantes museus americanos, a começar pelo Metropolitan Museum of Art e o Museum of Modern Art (MoMA).

Parques e jardins

A movimentada cidade conta com áreas verdes muito bem aproveitadas. No meio da ilha de Manhattan fica o Central Park, frequentado por nova-iorquinos e turistas; é um dos recantos lúdicos da cidade, onde se pode andar de patins, de bicicleta, de charrete, fazer jogging, sentar à beira de um lago, ir ao zoológico… Quem der sorte de estar em Nova York na época certa poderá assistir a um mega concerto de rock ou de música clássica ao ar livre.

Os bairros de New York

Cada bairro de New York  tem sua personalidade. Fora da zona mais central, Manhattan contém várias “Nova Yorks”. Na região sul (Downtown) existem bairros como Greenwich Village, Tribeca e SoHo, com cenários muito diferentes daqueles que se veem em Midtown. São lugares “chique-artístico-alternativos”, animados à noite, com restaurantes, bares e lojinhas da moda. Em Greenwich Village, no SoHo, em Tribeca, no Harlem e, ultimamente, no Brooklyn, você ouve jazz, blues e até bossa nova.

O norte elegante de Manhattan

Próximos ao Central Park ficam bairros elegantes, como Upper West Side, a oeste do parque, e o Upper East Side a leste.

New York: a Quinta Avenida

 A famosa 5th Avenue atravessa praticamente toda a ilha de Manhattan na sua longitude, mas o pedaço mais “quente” vai do Empire State Building (o arranha-céu de 102 andares que oferece uma excelente vista da cidade) até o começo do Central Park. Nesse trecho, sempre cheio de executivos, turistas, táxis amarelos, comércio variado e incríveis edifícios, inclusive o conjunto do Rockefeller Center, você sente bater o coração da maior metrópole das Américas. Saiba mais

Financial District

No sul de Manhattan fica o Financial District, bairro cheio de moderníssimos arranha-céus, onde se concentra boa parte do dinheiro do mundo. De lá partem os ferries (balsas) para a Estátua da Liberdade e a Ellis Island, duas das principais atrações históricas de Nova York. Não longe fica Union Square, onde tradicionalmente os novaiorquinos se reúnem para comemorar o Réveillon sob um frio abaixo de zero.

East Village

Também no sul de Manhattan ficam bairros bem agradáveis, como East Village, bairro multiétnico, onde convivem em harmonia pessoas de toda parte do mundo, indianos, judeus, gente da Europa Oriental, sul-americanos etc. Saaba mais: East Village

Chinatown e Little Italy

Não longe ficam Chinatown e Little Italy, cada vez mais invadido pelos chineses e com menos italianos. Saiba mais: Chinatown e Little Italy

Greenwich Village

Do outro lado da ilha, nas proximidades da margem esquerda do Hudson fica Greenwich Village, um bairro de perfil alternativo, particularmente agradável. Saiba mais:  Greenwich Village

Soho e Tribeca

Um pouco mais ao sul encontramos bairros que, outrora desprezados, estão repletos de boutiques alternativas e galerias de arte. É o caso de Soho e Tribeca. Saiba mais:  Soho e Tribeca

Lower Manhattan

No extremo sul da ilha, onde partem os barcos para a Estátua da Liberdade, fica Lower Manhattan, a ponta meridional de Manhattan. Lower Manhattan

Harlem

No norte da ilha fica o célebre bairros étnico do Harlem, onde hoje em dia pode-se escutar um bom jazz com toda segurança. Saiba mais: Harlem

Brooklyn Bridge

Uma das melhores vistas de Manhattan é a que se tem do Brooklyn, próximo à Brooklyn Bridge, que aparece em tantos filmes como sendo a “imagem-clichê” nova-iorquina. Foi desse famoso skyline (silhueta no horizonte) que, em 11 de setembro de 2001, desapareceram as torres do World Trade Center, destruídas pelo atentado terrorista.

Algumas atrações em New York ficam fora de Manhattan, no Brooklyn, Queens e em outros bairros, como Lower East Side e Nolita.

Passeios e tours 

Podem ser feitos de ônibus, barco, helicóptero etc.

Vida noturna em New York

A vida noturna nova-iorquina é fantástica, a começar pelos musicais da região de Midtown West, a parte mais agitada da Broadway, shows de jazz etc. Os restaurantes também impressionam pela quantidade, diversidade e qualidade: em Nova York você encontra a gastronomia mais variada do mundo e, na opinião de muitos, a melhor.  Saiba mais

Onde se hospedar em Nova York: reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel:  seleção por categoria e bairro


Matérias Especiais

A maçonaria nos EUA | New York e os brasileiros

Sobre os Estados Unidos

Veja atrações em outras regiões dos Estados Unidos