Dicas de viagem sobre a França

Dicas para sua viagem sobre a França

Dicas sobre comunicação

Dicas de viagem sobre a França: são muitas e podem ajudá-lo a organizar sua viagem. Anote-as.

• Para telefonar do Brasil para a França: Disque 00 + o código da operadora + 33 + o número do telefone desejado, sem o zero inicial. Por exemplo, se for ligar do Brasil para o telefone 01 40 41 42 43 em Paris, disque: 00 + código da operadora + 33 + 1 40 41 42 43. Para fazer a ligação através da telefonista, disque 0800 70 32 11.

Dicas sobre informação

• A Maison de la France, órgão governamental francês de turismo, possui em São Paulo um escritório de representação para o Brasil e toda a América Latina. Lá você pode obter um excelente material de divulgação das atrações turísticas da França inteira, quase todo em português.  Av. Paulista, 509 -10º andar – São Paulo <tel/>. (11) 3284 -1633

Dicas sobre a língua francesa

• Quem tem interesse em aprender francês ou aperfeiçoá-lo em Paris (que chique!), pode obter todo tipo de informação entrando no site da Aliança Francesa

• Muito importante: nunca deixe de cumprimentar alguém (bonjour ou bonsoir) antes de lhe dirigir a palavra e nunca use a palavra “tu” com pessoas com as quais você não tem intimidade. Use “vous”. Lembre-se também de não se dirigir a alguém em inglês ou em outro idioma que não seja francês, sem antes perguntar em francês se a pessoa fala aquela língua. Se existe algo que irrita um parisiense é ser abordado bruscamente na rua por um desconhecido: “Where´s the nearest subway station?”

Dicas de segurança

• O Consulado do Brasil em Paris, que pode ajudá-lo em caso de algum problema grave durante sua estada (furto de documentos, acidente etc.) abre de segunda a sexta-feira das 9h30 à 16h. Ele fica na margem direita do Sena, perto da Ponte Alexandre III. Anote: 34 bis, cours Albert 1er – 75008 / Tel: 01 45 61 63 00 /

• A França é um país bastante seguro mas tenha muito cuidado com batedores de carteiras nos metrôs e em quaisquer outros lugares cheios de gente, principalmente em Paris, inclusive dentro de atrações turísticas, como nos elevadores da Torre Eiffel e do Arco do Triunfo.

Dicas sobre câmbio

• Uma dica quente: troque seus cheques de viagem em euro nas agências do correio francês (PTT). Você recebe o mesmo valor em dinheiro líquido, sem pagar comissões.

Dicas sobre museus, cultura e arte

• Não se iluda pensando que vai conhecer o Louvre numa tarde. Se você não tem muito tempo, selecione o que realmente lhe interessa. Para facilitar sua vida, quase todos os grandes museus têm restaurantes e lanchonetes.

• A Carte Musées Monuments (CMM) é um passe que dá direito, durante um determinado período, à entrada ilimitada em dezenas de museus e outras atrações em Paris e na região da Île-de-France, sem filas de bilheteria. A CMM pode ser comprada nos próprios museus e monumentos onde é aceita, no Office de Tourisme de Paris, nas principais estações de metrô e nas lojas FNAC.

• A França é um país que será muito melhor aproveitado pelo viajante que conhecer sua civilização e sua cultura. Castelos e palácios tornam-se muito mais interessantes quando sabemos sua história e tudo o que rolou entre seus muros. E também, com certeza, você apreciará muito mais um Renoir se souber um pouco sobre o Impressionismo.

Dicas sobre câmbio e dinheiro

• Um golpe comum nas casas de câmbio em Paris (e na maioria das cidades européias!) é fazer você confundir taxas de compra e de venda: você vê o cartaz e entra na loja achando que a taxa é vantajosa, mas leva um susto ao receber menos euros do que imaginou. E aí já é tarde demais… Ça va pas, non?

• A França é ou não um país caro para se viajar? Embora Paris não seja uma das capitais mais caras da Europa, ainda assim, não é particularmente barata. Você ficará surpreso, entretanto, ao ver que no interior da França os preços são muito mais baratos do que na capital, principalmente os dos hotéis.

Dicas sobre gastronomia

• Resista aos chamados menus touristiques (“menus turísticos”), sobretudo no Quartier Latin e em Montmartre.
• Desconfie de restaurantes vazios… Sempre há um motivo!
• O vin de la maison (vinho da casa), servido em pichets (jarras) ou em copos, nem sempre é bom. Observe se os clientes (franceses, não turistas estrangeiros, é claro!) estão bebendo. Se não estiverem, é melhor pedir a carta de vinhos.
• Reserva é necessária em todos os restaurantes de luxo — e recomendável em outros nem tão luxuosos, mas muito concorridos. Tendo feito uma reserva, seja pontual: além do risco de perder a sua mesa, o atraso é considerado muito deselegante.
• Prefira locais onde parisienses comem e não menospreze pequenos estabelecimentos de aparência modesta. Geralmente são limpos e têm cozinha boa, embora simples.
• Ao viajar pelo interior da França, experimente os vinhos locais. Na maioria das vezes a produção é limitada e você jamais terá a oportunidade de prová-los no Brasil.

Os escritórios de turismo (“Offices de Tourisme”)

Quase toda cidade francesa tem um escritório de turismo para ajudá-lo e lhe fornecer boas dicas de viagem sobre a França: são os offices de tourisme. Em Paris funcionam agências de dois escritórios de turismo: do Office de Tourisme et des Congrès de Paris, órgão oficial de turismo da cidade de Paris, e do Comité Régional du Tourisme d’Île-de-France,  órgão oficial de turismo da região da Île-de-France, da qual Paris é a capital. Mesmo para quem não precisa dos serviços comumente oferecidos pelos escritórios (reserva de hotéis ou de espetáculos, compra da carta Paris Museum Pass, obtenção de informações), compensa dar uma passada para pegar mapas, folhetos e brochuras sobre as atrações que deseja visitar. Os funcionários dos offices de tourisme em geral falam inglês, e eventualmente outra língua estrangeira.
25, rue des Pyramides 75001 M Pyramides. Abre das 10h às 19h (domingos e feriados, das 11h às 19h)
Notre Dame (Parvis de Notre Dame) 75001 M St-Michel. Abre apenas de junho a outubro.
99, rue de Rivoli (Carrousel du Louvre) 75001 M Palais Royal/Musée du Louvre. Abre das 10h às 19h.  Informações sobre a região da Île-de-France (Paris e arredores).
Av. des Champs-Elysées esq. com Av. Marigny 75008 M Champs-Elysées-Clémenceau. Abre apenas de abril a outubro.
72 Bd. Rochechouart 75018 M Anvers
Você pode também obter informações turísticas nas estações ferroviárias Gare du Nord, Gare de l’Est e Gare de Lyon (exceto aos domingos e feriados) e aeroportos de Paris logo ao desembarcar.Dois sites úteis sobre Paris e a Região Parisiense <comp./> www.parisinfo.com
www.paris-ile-de-france.com

Feriados nacionais franceses

1º de janeiro, 1º de maio, 8 de maio, domingo de Páscoa, segunda-feira de Páscoa, quinta-feira de Ascensão, segunda-feira de Pentecostes, 14 de julho, 15 de agosto, 1º e 11 de novembro e 25 de dezembro são dias em que quase tudo fecha. Verifique antes de sair do hotel.

Em Paris confira a programação

A capital francesa oferece ao visitante exposições temporárias de arte, shows, concertos, festivais etc. para todos os gostos. Como ficar sabendo de tudo que estará acontecendo durante sua permanência em Paris? Muito fácil: além das informações que podem ser obtidas nos escritórios oficiais de turismo, existem publicações especializadas com a programação semanal completa da cidade para todos os gostos.

Por meio delas, você ficará informado sobre uma mostra de arte tailandesa, uma apresentação de música medieval numa igreja, um megashow de rock, uma festa popular, uma exposição de automóveis antigos, os filmes que estão passando… Tem de tudo! Faça como os parisienses: confira a programação.

As revistas especializadas custam em torno de 1 € e chegam às bancas de jornal às quartas-feiras. São elas o Officiel des Spectacles, a Pariscope e a Zurban. O suplemento Figaroscope, do jornal Le Figaro, que também sai às quartas-feiras, tem igualmente uma imensa quantidade de informações. A revista Time Out, distribuída gratuitamente em muitos hotéis e lojas, é bem menos completa, mas pode ser uma ótima opção para quem fala inglês.

Informações complementares

Adoçantes artificiais – Não são tão populares quanto no Brasil (principalmente aqueles à base de aspartame) e nem todos os estabelecimentos os colocam à disposição da clientela.
Água Você pode tomar água da torneira, sem nenhum risco, embora a água na França, dependendo da região, possua um forte sabor calcáreo que não agrada a todos.

Banheiros – Apesar de, via de regra, os banheiros dos cafés, brasseries e restaurantes serem limpos, uns poucos não têm vasos sanitários propriemente ditos, mas uma “privada turca”, que é um buraco no chão, pouco cômodo, sobretudo para as mulheres. De meia-calça, é uma desgraça!

Se precisar, utilize os banheiros dos grands magasins, das cadeias de fast-food ou dos cafés mais finos – neste caso, peça uma água mineral ou um café, pois os banheiros são reservados à clientela. Em alguns lugares mais simples, você precisa pôr uma moeda para abrir a porta. Se tiver consumido alguma coisa, peça no caixa, sem qualquer constrangimento, “un jeton pour la toilette, s’íl vous plaît” (“an jeton purrlá toalet, sivuplé”) e lhe darão uma fichinha que você colocará no lugar da moeda.

Os banheiros públicos automáticos encontrados nas ruas (cabines cilíndricas de metal), que funcionam com moedas, não costumam ser limpos e só devem ser usados em último caso. Algumas estações de metrô têm banheiros bem cuidados. Neles, é hábito deixar um trocado para a pessoa que cuida da limpeza.

Diferenças horárias

Tomando-se como base o horário de Brasília (o mesmo de São Paulo e Rio de Janeiro), a diferença de horários quando nem o Brasil nem a França estão no horário de verão é de + 4 horas. Quando são 8h da manhã aqui, lá os relógios marcam meio-dia. Quando é horário de verão lá e não aqui (de final de março a final de outubro), a diferença passa a ser de + 5 horas. Quando é horário de verão no Brasil e lá não, a diferença cai para apenas + 3 horas.

Fumantes

Os franceses não são antitabagistas histéricos; muito pelo contrário, eles fumam desbragadamente. Em muitos locais, entretanto, existem áreas reservadas para fumantes, que devem ser respeitadas. Cigarros são vendidos em certos bares — repare nas placas Tabac — que são também tabacarias, espalhados por toda a cidade. Cigarros na França custam caro. Os Gauloises são particularmente fortes; é melhor levar do Brasil os que você está acostumado a fumar.

Gorjetas

Como em qualquer lugar do mundo, a gorjeta é um costume e não uma obrigação. Para o garçom, o serviço já está sempre incluído na conta, mas você pode deixar alguma coisa. Se a conta saiu 28 € e você deu 30 €; deixe para lá o troco. (A não ser que você realmente não tenha gostado do serviço!). Para a camareira, dependendo do tempo de permanência, deixe de 5 a 10 € quando for embora. Independentemente disso, cada vez que ela lhe prestar algum serviço fora da rotina,dê-lhe, na hora, 2 ou 3 €. Para o carregador, dê 2 € (a não ser que você tenha um montão de malas!). Para o taxista, deixe 10%.

Horários de funcionamento de bancos e comércio

A maioria das agências bancárias abre das 10h às 17h, de 2a a 6a. O comércio geralmente abre das 10h às 19h, de 2a a sábado, mas algumas pequenas mercearias (geralmente mantidas por árabes) ficam abertas até mais tarde, inclusive aos domingos (e quebram grandes galhos!). Aos domingos, poucos estabelecimentos comerciais funcionam e alguns deles fecham também às 2as.
Restaurantes Os dias e horários de funcionamento dos restaurantes são extremamente variáveis. É sempre bom telefonar antes de ir. A maioria deles costuma atender aproximadamente até às 22h30, mas isso depende do dia, do estabelecimento e até do humor do proprietário.

Voltagem

As tomadas em Paris têm pinos redondos como os brasileiros, mas a corrente elétrica é de 220 volts.

Informações práticas sobre Paris

Como ir a Paris

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis em Paris

Dicas de viagem sobre a França, a escolha de hotel e outras opções de hospedagem.

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos

Escolha e reserve seu hotel em Paris

Maquina fotografica

Paris em imagens  Fotos dos lugares de especial interesse turístico.

A França  em imagens  Verdadeira viagem fotográfica pela França. Dezenas de fotos das regiões Sul, Norte e Centro da França