Turismo religioso
Lourdes, comércio religioso movimenta milhões de euros - Foto Christine und Hagen Graf CCBY
Lourdes, comércio religioso movimenta milhões de euros – Foto Christine und Hagen Graf CCBY

Turismo e religião

Turismo e religião combinam? Sim. Muito mais do que você imagina! Há milênios a religião tem sido um dos motivos que levam o homem se deslocar até outra cidade, outro país ou até outro continente. Os gregos antigos, por exemplo, atravessavam o Mar Mediterrâneo até a ilha de Delos para louvar seu deus Apolo. Até hoje, no Nepal, os recém-casados não medem sacrifícios até o templo de Manakanama, no topo de uma montanha remoto interior do país, para pedir à deusa Bwagati que sua união resulte em muitos filhos saudáveis. E os homens muçulmanos têm por dever religioso ir, no mínimo uma vez na vida, até Meca.

O turismo religioso incentivou o estabelecimento de uma infraestrutura turística

Todo o vai e vem de gente acabou fazendo com que os pontos de turismo religioso no mundo inteiro se tornassem locais dotados de estrutura hoteleira, gastronômica e comercial e fossem bem servidos por transportes.

O turismo religioso para os brasileiros

Entre nós, brasileiros, o turismo religioso que mais interessa é aquele que tem por destino santuários e locais sagrados para os católicos.
A maior parte deles está situada na Europa, mas existem alguns na América do Sul e no Oriente Médio.
Independentemente do aspecto religioso, os destinos europeus muitas vezes se destacam por sua importância histórica, pela beleza de sua arquitetura ou de quadro natural ou pelos encantos da própria cidade.
Os principais deles fazem parte de roteiros de excursões de operadoras especializadas em turismo religioso. Para conhecê-los, é possível viajar em grande estilo, com conforto e até luxo, ou se hospedar em mosteiros, conventos ou hospedarias bem situados e com os mesmos serviços oferecidos por hotéis, a preços mais acessíveis.

Sugestões de destinos de turismo religioso

Aparecida do Norte, SP

É o destino mais fácil para os brasileiros, principalmente os da região Sudeste. Aparecida dispõe de uma boa infraestrutura turística, mas reservar hotel nas períodos de maior afluência de fiéis é uma atitude sensata.

Juazeiro, CE

Juazeiro, no Ceará, é a terra do famoso padre Cícero e atrai imensa quantidade de fiéis, principalmente do próprio Nordeste.

Paris, França

Como ponto de turismo religioso, Paris tem por principais atrações a sua catedral gótica, a mundialmente famosa Notre-Dame de Paris; a Sainte-Chapelle; e a Capela de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa.

Lourdes, França

Lourdes é uma cidade no sul da França, situada no departamento dos Altos Pirineus, a 815 km de Paris, que cresceu em torno da gruta onde Nossa Senhora apareceu, no século XIX, para a menina Bernadette Soubious (hoje, Santa Bernardete). A cidade de 20 mil habitantes é o segundo destino turístico mais visitado da França. O santuário é um local gigantesco composto por diversas capelas, igrejas e locais de recolhimento e orações. No fundo da gruta, existe uma fonte que teria brotado durante uma das 18 aparições. Hoje, ela alimenta piscinas onde os peregrinos podem se banhar – a água é considerada milagrosa.

Roma, Itália

Por ser a cidade que abriga o Estado do Vaticano, que é sede da Igreja Católica Apostólica Romana e morada do papa, e por ter sido o local do martírio de São Pedro, Roma é um dos mais óbvios destinos religiosos europeus. Os católicos poderão ainda visitar as catacumbas onde se escondiam os cristãos perseguidos pelo então poderoso e impiedoso império romano e conhecer dezenas de igrejas.
Quem quiser ver o papa deverá comparecer domingo, antes do meio-dia, sabendo que irá deparar com uma multidão de fiéis esperando que o pontífice apareça na sacada da basílica. Para falar com o papa e ser abençoado por ele, só às quartas-feiras pela manhã, fazendo o pedido por escrito e com antecedência na Secretaria do Vaticano.

Assis (Assisi), Itália

É a mais interessante e bem conservada cidade da Umbria, conhecida não apenas por ser a terra de São Francisco, mas também pela encantadora arquitetura medieval que se vê por toda a parte em casas e edifícios de pedra, passagens cobertas, ruelas que desembocam em pracinhas, arcos, escadarias, muralhas, fontes, restos de uma antiga fortaleza e diversas igrejas. Entre essas últimas estão famosos locais de peregrinação, como a Basilica di San Francesco (São Francisco) e a Basilica di Santa Chiara (Santa Clara). Sem exagero, pode-se dizer que a cidade tem mais ou menos o mesmo aspecto que na época em que São Francisco perambulava pelas colinas vizinhas ­falando com os passarinhos.

Turim (Torino), Itália

Em uma capela do belo Duomo renascentista de Turim está uma das mais sagradas relíquias católicas: o Santo Sudário, tecido que teria envolvido o corpo de Cristo morto. Na verdade, o que está exposto é uma réplica, mas isso não impede que os fiéis visitem o local.

Fátima, Portugal

A cidadezinha de Fátima é uma espécie de Aparecida do Norte lusitana. Ficou conhecida porque, em 13 de maio de 1917, três crianças – Jacinta, Lúcia e Francisco – que pastoreavam ovelhas, relataram ter visto uma luz brilhante que identificaram como sendo a Virgem Maria, que lhes fez três importantes revelações. No interior da Basílica, construída em 1928, estão os túmulos das crianças Jacinta e Francisco. Lúcia, que se tornou freira, morreu em Coimbra em 2005, aos 98 anos. Todo 12 de maio, véspera do dia de Nossa Senhora de Fátima, a cidade já fica lotada de peregrinos.

Santiago de Compostela, Espanha

Santiago de Compostela é o principal destino religioso espanhol e o mais importante ponto turístico da Galícia. Símbolo desta cruzada contra os invasores, tornou-se o lugar mais visitado pelos peregrinos europeus desde a Idade Média e, nos dias de hoje, recebe fiéis e turistas de todo o mundo, que querem chegar até o (suposto) túmulo do apóstolo São Tiago ou Santiago. A peregrinação é feita muitas vezes a pé, por um dos chamados caminhos de Santiago, existentes desde os tempos medievais. Neles, a cada parada o peregrino encontra locais onde se hospedar e comer.

Jerusalém, Terra Santa

É grande o número de peregrinos católicos que visitam a Terra Santa, onde Jesus Cristo teria sido crucificado. É um dos lugares mais sagrados do cristianismo e um dos mais visitados pelos cristãos.

Copacabana, Bolívia

Na cidade boliviana de Copacabana, às margens do lago Titicaca, o santuário de Nossa Senhora de Copacabana, à qual é consagrado o dia 2 de fevereiro, atrai peregrinos durante o ano inteiro.

Lima, Peru

Na capital peruana, é adorada Santa Rosa de Lima, a primeira santa americana, padroeira não apenas do Peru, mas de toda a América Latina. Seu santuário recebe fiéis constantemente, mas é no dia 30 de agosto, consagrado a Santa Rosa, que milhares de peregrinos chegam em busca de milagres, e jogam no poço de Santa Rosa cartas nas quais escrevem seus pedidos.

Escolheu seu destino?

Veja preço de passagens aéreas e pacotes para os principais destinos religiosos.