Trento
Trento, norte da Itália
Trento, Itália

 

Trento, a Itália alpina

Trento, capital do Trentino-Alto Adige, cidade de origem romana, passou a ser governada, a partir do século IV, por bispos católicos, que se mantiveram no poder até o começo do século XIX. Permaneceu durante alguns anos sob o domínio francês, até que, com a queda de Napoleão foi, em 1814, entregue à Austria. Os italianos só a recuperaram em 1918, no final da Primeira Guerra.

Mapa do Trentino Alto Adige

Como ir a Trento

Avião

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

Carro 

De Milão (185 km) utilize a A4 até Brescia e depois a S45b, se desejar acompanhar a margem oeste do lago de Garda. Se preferir utilizar somente as autoestradas, mantenha-se na A4 até Verona e em seguida utilize a A22. De Veneza (195 km) pegue a A4 até Verona, depois a A22. De Bolzano (60 km) utilize a A22.

Trem

De Milão (2h40 e 3h) e de Veneza (2h40) há trens com baldeação em Verona. De Bolzano (30 a 45 minutos) há trens diretos.

Melhor época

Trento fica no meio dos Alpes, faz frio. A melhor época é de final de maio a começo de setembro. Saiba mais sobre melhor época na Itália

Atrações Turísticas em Trento

Apesar do longo período sob dominação austríaca, Trento é bem ­italiana. Cheia de edifícios medievais e renascentistas, dotada de uma estrutura hoteleira satisfatória e bons restaurantes, é uma importante base para ­visitar a região.

A cidade ganhou fama (e talvez faça parte das lembranças de suas aulas de História) porque ali foi realizado o Concílio de Trento, destinado a barrar a ascensão do protestantismo, que deu início à Contra-Reforma. Embora nessa ocasião a Igreja tenha adotado medidas positivas, como a condenação da venda de indulgências (“compre seu terreninho no céu”), e conseguido recuperar parte de suas ovelhas, o protestantismo acabou se impondo em diversos países europeus.

Piazza del Duomo

Essa linda praça é o centro histórico da cidade. Nela fica o Palazzo Pretorio, construção típica da Baixa Idade Média (século XIII). Uma pesada torre completa o conjunto. No palácio funciona o Museo Diocesano, que reúne objetos, pinturas e belas tapeçarias flamengas. O Duomo de Trento, bem ao lado, cuja construção foi iniciada no século XII, em estilo românico lombardo, não acompanhou a febre de transformações de fachadas e interiores ocorridas na maioria das cidades italianas para acompanhar “a moda” do momento. No subsolo há restos da basílica paleocristã de San Virgilio. Na Cappella del Crocifisso está um crucifixo do século XVI, diante do qual as decisões do Concílio de Trento eram anunciadas. No centro da praça está a Fontana del Nettuno, de 1769. A divindade greco-romana aparece no alto, rodeada na parte inferior por figuras mitológicas menores.

Castello del Buon Consiglio

End. –  Via Bernardo Clesio, 5. O castelo fortificado medieval que foi durante vários séculos residência dos bispos-príncipes de Trento impressiona por suas dimensões. A parte mais antiga do conjunto, o Castelvecchio, compreende a Torre Aquila. Nela estão lindos afrescos do século XV, que têm por tema os meses do ano. É difícil escolher o mais bonito! O castelo ganhou uma ala renascentista em 1530, chamada Magno Palazzo, cujos salões são decorados com afrescos de temas religiosos e mitológicos. Nele funciona o Museo Provinciale, com obras e objetos do século XV. Castello del Buon Consiglio

Atrações nos arredores de Trento

Madonna di Campiglio

End. – De Trento (70 km), pegue a S45b e depois a S239. É uma estação de esqui famosa, no Valle Rendena, em plenas Dolomitas. Quem não prática esportes de inverno pode ir no verão, época perfeita para um giro de carro pelas redondezas. Há teleféricos para os diversos picos da região. As vistas são magníficas; não esqueça sua máquina fotográfica. Site: Madonna di Campiglio

Rovereto

Há trens diretos a partir de Trento (15 minutos). De carro, em Trento (28 km), pegue a S12 ou a A22. Conhecida por ter sido palco de sangrentos combates entre austríacos e italianos na Primeira Guerra, é uma das pequenas cidades medievais da região. No Castello Veneziano funciona um dos mais completos museus europeus sobre a guerra, com a exposição de armamentos, cartazes de propaganda e outros objetos e documentos. Na colina do Castel Dante, uma construção cilíndrica de dois andares destaca-se contra o céu: o Ossario del Castel Dante, que guarda a ossadas dos que caíram nos combate de Rovereto. Ao anoitecer, escuta-se o bater da Campana dei Caduti, enorme sino feito com o metal de canhões fundidos no final da guerra. Site: Rovereto

A Itália em imagens

Uma verdadeira viagem fotográfica por cada região da Itália, com dezenas de imagens separadas por destinos

Maquina fotografica

Centro da Itália em Imagens

Sul da Itália em imagens

                                      Norte da Itália em imagens