Pucón

Mapa de Pucón e região dos lagos chilena

Sobre Pucón

Pucón, em frente ao Lago Villarrica e ao vulcão de mesmo nome, é a cidade na parte norte da Região dos Lagos que mais atraí turistas, principalmente chilenos. Nas suas proximidades ficam importantes estações de águas termais. É onde os mais abastados possuem casas de temporadas.

Como ir

Avião

O aeroporto mais próximo com voos regulares de Santiago é o de Temuco, a cerca de 120 km. De Temuco você consegue traslado para Pucón e Villarrica. Há voos diretos de Santiago, Punta Arenas, Puerto Montt e outras cidades chilenas. Outra opção é tomar um voo de Santiago até Valdívia, lugar de interesse turístico, a 150 km de Pucón.

Veja passagens aéreas e pacotes

Carro

De Santiago pegue a Panamericana Sul, direção Temuco – Freire – Villarrica. Quem vem do sul utiliza também a Panamericana em direção ao norte. Pucón, fica a 785 km de Santiago.

Ônibus

Há vários ônibus por dia de Santiago para Pucón. As empresas com linhas para Pucón operam de diferentes terminais: Terminal San Borja, Terminal Alameda ou Terminal de Buses Estación Central. (Tempo de viagem: 10h30). Se puder tome ônibus leito noturno. De Pucón e da vizinha Villarrica há linhas de ônibus de Valdívia, Puerto Montt e outras cidades da Região dos Lagos.

Hospedagem

Toda a região próxima ao Lago Villarica é muito simpática. A área central tem agências de viagens, restaurantes, bares e lojas.

Escolha e reserve seu hotel em Pucón

Melhor época

Pucón é mais agradável no verão, final da primavera e começo do outono. Mas quem quer ir esquiar deve ir no inverno, de junho a agosto, mas evitar julho, o pico da alta estação,  mês de férias escolares quando tudo está lotado e caro.  Veja mais detalhes sobre a melhor época para ir ao Chile.

Vídeo sobre Pucón

Pontos turísticos em Pucón

Pucón, em frente ao Lago Villarrica e ao vulcão de mesmo nome, é a cidade na parte norte da Região dos Lagos que mais atraí turistas, principalmente chilenos. Nas suas proximidades ficam importantes estações de águas termais. É onde os mais abastados possuem casas de temporadas. Cheia de opções de lazer, centro de esqui e de esportes radiciais de todo tipo, é conhecida por suas águas termais. Tem ótimos hotéis, restaurantes e barzinhos animados, frequentados pela juventude dourada santiaguina.

De uns anos para cá tem sido descoberta pelos brasileiros que viajam para o Chile. No auge da temporada de verão (janeiro e fevereiro) seus hotéis ficam lotados e nem sempre é fácil achar acomodação. Por isso muita gente prefere se instalar em Villarrica, mais tranquila e a apenas 25 km dali, onde há hotéis mais baratos e mais possibilidade de encontrar vaga.

Esportes radicais, esportes de inverno e de aventura

Qualquer agência receptiva em Pucón possui ampla gama de opções de lazer, como navegar de caiaque por seus lagos, passeios guiados a cavalo, trekking pelos parques nacionais vizinhos e subida de vulcões (que sempre envolve risco, é nosso dever alertar). Note que essas atividades podem ser praticadas também a partir de Villarrica, mas são mais fáceis de Pucón, onde há mais opções. Para a maioria desses programas você precisa passar por uma agência. Muitos deles demandam guias e equipamentos especiais.

Passeio de barco pelo Lago Villarrica

Vale a pena porque nos permite conhecer o lago e as maravilhosas vistas de seus arredores. O passeio de meia hora é realizado em um catamarã e, ocasionalmente, se você tiver sorte, em um velho vapor do começo do século, o Chacao, supercharmoso, uma verdadeira relíquia.

Museo Mapuche

Caulopicán  De interesse relativo. Trata-se de um pequeno museu com artefatos de uso diário dos índios mapuches, instrumentos musicais, esculturas de pedras, máscaras etc.

Pontos turísticos nos arredores de Pucón

Ojos de Caburga

A 20 km a leste de Pucón. Os Ojos de Caburga são olhos d’água, poços naturais coloridos, que surgem do solo no meio da floresta. Pode-se ir a pé, de bicicleta ou de carro. Para ir dirija-se ao Lago Caburga e siga as indicações. São 15 km até os poços naturais por uma tortuosa estradinha de rípia.

Subida ao topo do Vulcão Villarrica

Esse é o tipo de programa que você terá que fazer quase obrigatoriamente por meio de uma agência de viagens, acompanhado de um guia. Um dos motivos é que é necessário o uso de sapatos, roupas e equipamentos adequados, como luvas, óculos especiais etc. Saiba que terá que encarar uma subida de mais ou menos quatro horas e uma descida (para baixo todo santo ajuda…) de duas. Mesmo no verão você atingirá as neves eternas do vulcão. Não é necessário dizer que as vistas são espetaculares. Porém, é necessário que quem esteja disposto a encarar essa aventura tenha um mínimo de condicionamento físico. No inverno poderá descer de esqui ou de snowboard, mas é preciso, é claro, ter prática nesse tipo de esportes.

Termas de Pucón

As famosas termas de Pucón são várias, com diferentes tipos de instalações e indicadas no mapa. Você pode pegar uma excursão, mas o ideal mesmo é alugar um carro, que lhe dará liberdade de visitar mais de uma por sua conta, sem depender de guia.

Termas de Quimey-co 

A 30 km de Pucón, na direção do Lago Caburga. A estrada foi recentemente asfaltada. Pelo caminho você pode aproveitar para visitar os Ojos de Caburga. Possui spa, piscinas cobertas e ao ar livre e cafeteria.

Termas de Huife

Situada a três quilômetros adiante, é a melhor estação termal de Pucón, com duas piscinas quentes cobertas e uma fria, sauna e banheiras individuais. O quadro natural também é lindo: as termas ficam ao lado de um rio de águas cristalinas. No local funciona o Hotel Termas de Huife.

Termas de Los Pozones

Dois quilômetros mais adiante, pela mesma estrada. São as mais simples, mas têm seu charme porque ficam ao ar livre e os poços são escavados na rocha.

Termas de Palguín

 A 31 km de Púcon, na direção de Curarrehue. Possui três bacias termais cobertas, com temperaturas entre 36 e 52 graus e águas com sais de potássio, enxofre e lítio, indicadas para diferentes tratamentos. Dispõe de 15 poços termais em casinhas de madeira e uma piscina ao ar livre. Possui hotel para quem desejar dormir no local.

Parques Nacionais

Antes de se aventurar, se sua intenção é fazer trilhas, passe no escritório da CONAF (Corporación Nacional Forestal de Chile) de Pucón (<end./> Lincoyan, 336 <tel/>  44-3781 e solicite mapas com trilhas e todo tipo de informação. Há trilhas que podem ser feitas rapidamente em uma tarde, outras que tomam dias e que exigem mais preparo. Algumas podem ser feitas a cavalo.

Parques nacionais é o que mais tem no Chile; faça a sua escolha e veja o que mais combina com você. Quem faz essas trilhas passará ao lado de lagunas, riachos e cascatas e desfrutará de lindas vistas do Vulcão Villarrica. Em muitos lugares não há refúgios e você terá que ter consigo uma tenda, equipamento de camping e víveres. Queremos insistir nesse ponto: certas trilhas podem ser longas e árduas e não devem serem encaradas no oba-oba.

Parque Nacional Villarrica

A 12 km de Pucón. É o mais perto de Pucón, e o mais fácil de ser vistado. No seu interior ficam alguns dos mais belos vulcões da Região dos Lagos, como o Villarrica, com 2.847 m, o Lanin, com 3.760 m e o Quetrupillán, com 2.300 m. Você pode chegar aos parques de carro ou pegando uma excursão, opção menos divertida.

Parque Nacional Huerquehue

A 35 km de Pucón, no caminho de Caburga. Acesso de ônibus ou de carro (mais recomendável). Magnífica reserva natural dominada por florestas de araucárias, algumas anteriores à era cristã. Há trilhas relativamente fáceis de serem percorridas. Para quem deseja dormir no parque há um camping com duchas quentes e refúgios, além de um hotel, o Lodge Puerto Parque Tinquilco, caro, mas confortável e com restaurante. Possibilidade de passeios a cavalo e aluguel de caiaque.
Parque Nacional Huerquehue

Villarrica

A 25 km de Pucón. Mais tranquila do que sua vizinha chique. Também fica de frente para o Lago Villarrica e para o vulcão. É uma opção de hospedagem na alta estação, se Pucón estiver lotada. Villarrica é famosa por suas esculturas em madeira. Há numerosas delas espalhadas pela cidade.

O Chile em imagens

Maquina fotografica

 Álbum fotográfico com dezenas de fotos do Chile separadas em slide-shows  sobre a as regiões mais interessantes do país.
Ver imagens do Chile