Laguna San Rafael
Laguna San Rafael, Chile
Laguna San Rafael, Chile

Laguna San Rafael, uma aventura no frio

A Laguna de San Rafel no extemo sul do Chile é um dos lugares mais isolados da Terra, mas de rara beleza.

Mapa da Laguna de San Rafael

Como ir à Laguna San Rafael

A Laguna San Rafael é um dos lugares mais isolados do planeta e de acesso particularmente difícil e caro. Para visitar o parque é preciso pegar uma excursão ou um cruzeiro marítimo. Operadoras de turismo em São Paulo, em Santiago ou em Puerto Montt oferecem ambas as opções.

Excursão

Implica em tomar um vôo de Santiago ou de Puerto Montt até o aeroporto de Balmaceda. Do aeroporto uma van da operadora cuidará do traslado até o Puerto Chacabuco, onde você ficará hospedado. De Chacabuco partem catamarans para o parque, uma excursão que toma o dia todo e retorna a Chacabuco no final do dia. Geralmente o programa compreende mais algum passeio nas proximidades. As refeições a bordo estão incluídas. Existem bar e cafeteria no catamaran.

Cruzeiros marítimos

Tem duração de cinco ou seis dias e partem de Puerto Montt, onde aterrisam os voos de Santiago. São navios de verdade, embora não muito grandes. Em todo caso, são embarcações bem maiores do que os catamarans. Dispõem de cabines confortáveis, de diversos tipos, algumas com vistas (cabines externas) e outras sem (cabines internas). Todas as refeições estão incluídas. Essa opção é a mais cara, porém não se limita apenas à visita à Laguna de San Rafael, mas é uma viagem pelos canais do arquipélago patagônico, navegando junto a fiordes e icebergs. Geralmente o programa inclui paradas em povoados de pescadores e banhos termais em Quitralco.

Vídeo: Excursão de barco pela Laguna San Rafael

Melhor época

O verão, sem dúvida! Os cruzeiros e excursões são realizados geralmente entre novembro e março. Mesmo no verão as temperaturas são baixas. Dentro do navio você não sente frio, tudo é aquecido, mas ao botar o nariz para fora você sente um choque térmico. A temperatura beira o zero grau. Por isso mesmo é indispensável ter em sua bagagem roupas quentes, gorro de lã, botas forradas, luvas, minhocão de lã etc. Perto da geleira ou quando você sai de bote, o frio é bravo.

Atrações turísticas

A principal atração é o próprio Parque Nacional Laguna de San Rafael, que ocupa um território de mais de um milhão e setecentos mil hectares localizado na costa norte da Patagônia Chilena. Aproximadamente metade dessa área é permanentemente coberta por uma camada de gelo, o Campo de Hielo Norte, um dos mais extensos do mundo.

A Laguna é o principal centro de interesse turístico, porém, todo o parque tem especial importância ecológica, como área de preservação de uma grande extensão de floresta fria, com uma fauna muito rica que inclui mamíferos marinhos, raposas, veados e outro animais. Por isso mesmo é considerado Reserva de Biosfera pela UNESCO.

Passeios

As embarcações mantém uma distância segura dos paredões de gelo com algumas dezenas de metros de altura, de onde se desprendem pesados blocos que caem no mar com grande estrondo e se transformam em icebergs. Lanchas menores pertencentes aos navios de cruzeiro passam ao lado dessas massas de gelo flutuante, um sensação impressionante para quem está a bordo.

A cor da água do mar nessa área, resultado do degelo tem um tom esverdeado, leitoso, incomum.
Os botes dos navios também conduzem grupos que fazem excursões por trilhas no meio da floresta, algumas com direito a parada para um churrasco.

Informações práticas

Como ir ao Chile

Compare preços de passagens aéreas e faça sua reserva

O Chile em imagens

Maquina fotografica

 Álbum fotográfico com dezenas de fotos do Chile separadas em slide-shows  sobre a as regiões mais interessantes do país.
Ver imagens do Chile