Museu de cera Madame Tussaud
Museu de cera Mme. Tussauds Londres
Museu de cera Mme. Tussauds Londres

Museu de cera Mme. Tussauds Londres

Tudo começou no final do século XVIII, quando a jovem francesa Marie Tussaud aprendeu a arte de moldar feições humanas com cera fazendo máscaras mortuárias de nobres guilhotinados durante a Revolução Francesa. Com algumas dessas reproduções, dentre elas as das cabeças de Luís XVI e Maria Antonieta, Tussaud preparou uma pequena exibição em Paris que fez muito sucesso.

Marie Tussaud chega a Londres

Em 1802 a artista levou sua coleção a Londres, segundo alguns fugindo da perseguição dos revolucionários franceses que ascenderam ao poder, e passou a exibi-la na capital inglesa, causando grande furor. Se até hoje em dia, com a profusão de informações disponíveis na televisão, na internet e na mídia em geral as reproduções de Madame Tussaud ainda atraem milhões de pessoas anualmente, imagine o interesse que seu trabalho não despertava naquela época!

Filiais do Museu de Cera Madame Tussaud em várias capitais do mundo

O negócio mostrou-se absurdamente rentável e hoje em dia, além do museu original em Marylebone, há filiais em outras grandes cidades, como Nova York, Las Vegas e Amsterdã. Mesmo tendo ingresso caro e tratando-se, segundo alguns, de uma bela “roubada”, o museu atrai filas gigantescas de visitantes que começam na rua e continuam em caracóis intermináveis no seu interior. Depois de deixar dezenas de pounds na bilheteria e esperar ao menos quarenta e cinco minutos, você finalmente verá algum boneco de cera.

A qualidade das reproduções é muito variável

Algumas reproduções são realmente muito bem feitas e chegam a impressionar, mas outras, como as dos Beatles, deixam bastante a desejar. Tirar uma foto ao lado da personalidade de sua predileção também não é tarefa fácil, pois você terá que disputar o espaço milímetro por milímetro com centenas de outros visitantes. Há atrações à parte dentro do museu que somente vão agradar às crianças – desde que não sejam muito exigentes, como a Chamber of Horrors (reprodução de uma masmorra com instrumentos de tortura e as supostas vítimas) e The Spirit of London (mini-montanha-russa que anda a 5 km/h cujos carrinhos são black cabs, táxis londrinos, e que deveria contar os últimos 400 anos da história de Londres).

Dicas sobre o Madame Tussaud – Em todo caso, se você tem curiosidade de conhecer o museu ou se seu filho fizer absoluta questão de fazê-lo, tome uma das seguintes precauções: compre bilhetes Priority Access pelo site ou arme-se de paciência e chegue bem cedo, logo que o museu abre, ou no final da tarde, depois que a maioria dos visitantes já tiver saído.crianças (de 5 a 15 anos). Na bilheteria, os ingressos são cerca de 10% mais caros do que online.  Madame Tussauds