A Itália LGBT

Itália, Gay Pride - Foto Sergio CCBY

A Itália LGBT

Apesar da forte presença da Igreja Católica, a Itália LGBT está se mobilizando, organizando marchas, mostrando o rosto, desafiando conservadorismo da Igreja.  O curioso é que a Itália é ainda considerado  um dos países mais conservadores nesse aspecto, em toda a União Europeia, apesar dos vergonhosos escândalos de pedofilia que envolve a instituição. A eleição do novo papa Francesco, de mentalidade muito mais aberta, contribuiu, sem dúvida para minorizar o preconceito. Mas gays não tem direito à união civil legalizada, casar-se etc.  A verdade seja dita, nesse aspecto, a Itália é ainda caretona.

Porém, diga-se de passagem, as coisas estão mudando. Primeiro porque não tem pastor evangélico falando em “curar” gays (por que não vão “curar a vozinha?), como no Brasil. Os evangélicos são ainda mais conservadores do que os católicos nesse aspecto!

A Itália é segura para gays de ambos os sexos

Por outro lado seria um exagero dizer que gays são perseguidos na Itália. Depois de tantas vergonhosas agressões a gays em São Paulo, em plena avenida Paulista, não temos moral para criticar os italianos nesse aspecto. Um gay estará mais seguro na Itália se sair a noite, do que em São Paulo, por exemplo.

Os grandes centros urbanos

O homossexualismo, é claro, costuma ser aceito com naturalidade nos grandes centros urbanos mas, em localidades menores, principalmente no sul do país, é recomendável manter uma postura mais discreta. Nas maiores cidades italianas existem bares e casas noturnas frequentados pela comunidade.

No turismo

De qualquer forma, quando gays vão se hospedar num hotel italiano, ninguém pergunta na recepção qual é a orientação sexual dos hóspedes. Italianos não são de fazer encrenca com isso. Fingem que não percebem e pronto… É obvio que um comportamento discreto ajuda.

Por isso mesmo, pela beleza do país, por suas paisagens espetaculares e seus tesouros artísticos a Itália é um destino que agrada aos gays, um público em geral de bom gosto e interessado em cultura e arte.

A mobilização gay

Além disso, os gays e lésbicas estão cada vez mais tomando consciência de seus direitos, se mobilizando. Apesar do conservadorismo religioso, existe na Itália um forte movimento gay, bem como associações gays de ambos os sexos que promovem debates e passeatas em defesa dos interesses da comunidade. Existem também  sites gays, casas noturnas e associações gays. Ao mesmo tempo, paradas Gay Pride tem acontecido em diversas cidades italianas, atraindo não apenas o público mas também heteros liberais que apoiam a causa, cada vez mais numerosos.

Várias regiões já assumiram posturas liberais em relação aos gays 

Se no plano nacional o governo italiano ainda não se moveu, em diversas regiões no sul, centro e no norte do país os governos locais tem tomado decisões cujo valor legal ainda é discutido, mas que favorecem as uniões gays.

Norte da Itália

Foi o que aconteceu no norte da Itália, na tradicionalmente rebelde,  Emilia-Romagna, “La Rossa”, (que tem Bologna como capital) e na Ligúria (região que tem Gênova como capital).

Centro da Itália

No centro da Itália também com governos de centro-esquerda, o Abruzzo, o Lazio (onde fica Roma), o Marche, e a  vizinha Úmbria adotaram medidas semelhantes.

Sul da Itália 

Mesmo no sul, tradicionalmente conservador,  a Puglia e a Campania partiram na frente na luta pela fim a discriminação baseada na identidade sexual de cada um.  

Os sites gays

www.gay.it – Chats, forum, festas e encontros, compras, viagens e mil informações de interesse das comunidades gays de cada grande cidade do país.
www.gayfriendlyitaly.com – Informações de interesse da comunidade gay.
www.gayweb.it – Portal italiano de busca especializado na comunidade gay.

Veja preços de passagens aéreas e pacotes para a Itália