Trump dificulta vistos dos EUA para turistas brasileiros
Estátua da Liberdade - foto de Ana Paula Hirama (CC BY-SA 2.0)
A Estátua da Liberdade, símbolo do acolhimento de estrangeiros nos EUA

Trump cria dificuldades para turistas brasileiros obterem vistos para entar nos EUA

Com um ato que configura inexplicável retrocesso para o tráfego de turistas entre Brasil e EUA, que gera enorme renda para o seu país, o recém-empossado Presidente norte-americano Donald Trump restabeleceu a exigência de entrevista pessoal para a concessão de vistos de turista para praticamente todos os brasileiros.

A entrevista, um ato burocrático que implica grande dispêndio de dinheiro e tempo para muitos,  servindo, na prática, para desestimular os turistas a visitar os Estados Unidos, tinha sido dispensada para grande parcela dos brasileiros, como parte de uma política de incremento do turismo instituída pelo governo Obama.

Agora, com o decreto promulgado por Trump no final de janeiro de 2017, só estão dispensados da entrevista para a concessão de visto de turista os brasileiros que:

  • têm até 13 anos de idade; ou
  • têm 80 ou mais anos de idade; ou
  • têm entre 14 e 79 anos de idade, têm um visto de turista válido ou vencido há menos de 12 meses e estão pedindo renovação pela primeira vez.

A medida causa enorme transtorno e despesas para a maioria dos turistas brasileiros, já que a entrevista só é realizada nos Consulados-Gerais dos EUA em São Paulo, Recife ou Rio de Janeiro, ou na Embaixada dos EUA em Brasília.

Para quem é dispensado da entrevista, os atos do procedimento que exigem comparecimento pessoal podem ser realizados em um dos CASV (Centros de Atendimento ao Solicitante de Visto) que funcionam em Belo Horizonte, Brasília, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

Mesmo as crianças de até 13 anos, inclusive os bebês, e os idosos de 80 anos ou mais, embora estejam dispensados da entrevista, precisam realizar o processo de requerimento de visto e comparecer a um dos CASV para que sejam colhidas suas impressões digitais.

As novas regras, que valem também para os turistas argentinos, estão na contramão de todos os esforços feitos nos últimos anos para a aproximação entre os países, que sempre mantiveram relações amistosas, e o estímulo às viagens de turismo dos brasileiros aos Estados Unidos. Fazem parte, é evidente, de uma nova política que procura impedir a entrada nos Estados Unidos do maior número possível de estrangeiros, turistas ou não.

Não cabe, aqui, nos aprofundarmos no mérito dessa política, mas desejamos manifestar que somos contrários a ela. Esperamos que prevaleça a razoabilidade e seja revista, com a máxima brevidade, a decisão do Executivo dos EUA, que entendemos ser desnecessária e contraproducente aos interesses dos cidadãos de ambos os países.

Saiba mais 
Veja todas as informações sobre o atual procedimento de requerimento de visto de turista para brasileiros no site oficial da Embaixada e Consulados-Gerais dos EUA no Brasil.