Torres del Paine

Sobre Torres del Paine

Torres del Paine, na Patagônia Chilena, é um dos mais espetaculares parques nacionais do mundo. Sua beleza exótica supera as expectativas de qualquer um que o visita. Se você tirar fotos de alguns lugares no parque, principalmente de certas lagunas, seus amigos podem pensar que você deu um trato nas fotografias, que acentuou as cores no Photoshop ou fez algum outro truque. De fato diante de certos quadros, você se pergunta se o que tem diante de si é mesmo verdade, ou se está sonhando.
Para começo de conversa, o parque é enorme, você pode levar uma hora para atravessá-lo. São lagos, riachos, rios turbulentos, glaciares, montanhas nevadas distribuídos por mais de 240 mil hectares.

Mapa de Torres del Paine

Como ir

Torres del Paine não é um lugar de fácil acesso. Há várias opções, nenhuma delas muito cômoda. De Punta Arenas pode-se alugar um carro ou tomar um ônibus até o parque. De Puerto Natales (150 km) há mais opções de transportes até o parque. Outra possibilidade é ir via Argentina. Tome um avião até Buenos Aires e outro até El Calafate. De lá atravesse a fronteira por Río Turbio.

Avião

O aeroporto mais próximo fica a 360 km, em Punta Arenas. (Tempo de viagem de Santiago: 4 horas).

Veja passagens aéreas e pacotes

Ônibus

Há ônibus de Puerto Natales até o parque. (Tempo de viagem: 2 horas). Duas companhias fazem o trajeto Punta Arenas-Puerto Natales, a Buses Fernandez  e a Buses Pacheco). (Tempo de viagem: 3h30). Na alta temporada há duas partidas diárias de Punta Arenas para Torres del Paine pela Buses Pacheco. (Tempo de viagem: 5h30).

Carro

Você pode alugar o carro em El Calafate, na Argentina, em Punta Arenas ou em Puerto Natales. As estradas são de rípia, mas consolidadas. Só não abuse.

Vídeo de turismo sobre Torres del Paine

Hospedagem

O Parque Nacional de Torres del Paine é lindo e enorme. Os hotéis ficam espalhados por todos os cantos do parque.

Escolha e reserve seu hotel em Torres del Paine

Como circular em Torres del Paine

A liberdade que o carro lhe proporciona

Só o carro lhe possibilita visitar alguns dos lugares mais bonitos dentro do parque por conta própria. Você poderá estacionar para apreciar paisagens inesquecíveis ou parar para fotografar um rebanho de guanacos, no meio da estrada. Enfim, viverá sua aventura intensamente, sem estar acompanhado por um bando de turistas e com um guia apressando-o. Se você veio de tão longe, gaste um pouco mais, alugue um automóvel. O caminho até o parque para quem vem da Argentina também é bonito, vale a viagem de 5 horas. Aviso aos navegantes Só fique atento com o marcador de combustível. Abasteça sempre que possível.

Excursão

A outra possibilidade é pegar uma excursão. Ela pode ser reservada por uma agência de viagens aqui no Brasil, em Punta Arenas ou em Puerto Natales. Algumas excursões contratadas em Puerto Natales são de apenas um dia. Dá para se ver o básico. A vantagem é escapar das diárias caríssimas cobradas pelas hosterias em Torres del Paine. Infelizmente esse esquema é cansativo e tem desvantagens: você terá vontade de ficar mais tempo. Há também excursões de vários dias, mas bem mais caras. As excursões contratadas em agências de Puerto Natales podem incluir duas, três ou mais noites em um hotel no parque. O próprio hotel onde você se hospedar organiza passeios, visita a glaciares etc. Mas sempre em grupos e com guia.

Mapas

Os mapas obtidos nas portarias nas entradas do parque são completos, com todas as trilhas e estradas, com detalhes impossíveis de serem assinalados na página de um guia de viagem. O mapa que fornecemos aqui tem como objetivo fazê-lo compreender o parque.
Finalmente, há linhas de ônibus para Torres del Paine. Porém, no interior do parque os serviços de transportes são um tanto irregulares, mesmo na alta estação.
Os bons hotéis tem esquemas também para passeios a cavalo ou de barco para ver de perto as geleiras, caminhadas sobre o gelo etc. Claro, nada disso é barato.

Melhor época

Embora seja possível visitar o parque em qualquer época do ano, a época ideal para fazê-lo é no verão, final de primavera ou começo do outono. No inverno tudo é mais complicado, o frio é bravo, muitos hotéis estão fechados, as opções de transporte são poucas. Mesmo no verão o clima é imprevisível. Você pode desfrutar de um dia azul e ensolarado, como deparar com um céu cor de chumbo, enfrentar vendavais assustadores ou rápidas nevascas. Por isso, em qualquer época do ano, mesmo no auge do verão, coloque em sua bagagem, roupas quentes, botas impermeáveis de marcha, meias de lã, blusão, pulover, gorro que proteja bem a cabeça e as orelhas. É no verão que você terá a oportunidade de pegar dias bonitos. Veja mais detalhes sobre a melhor época para ir ao Chile.

Temperaturas médias aproximadas (em ºC)
Primavera        máxima: 18 | mínima: 2
Verão            máxima: 20 | mínima: 5
Outono            máxima: 10 | mínima: 0
Inverno            máxima: 06 | mínima: -2

Atrações

Glaciar Grey

É um paredão de gelo com algumas dezenas de metros de altura, absolutamente impressionante. A melhor maneira de visitá-lo (e a mais confortável) é pegar o catamarã no Refúgio Grey. Há dois passeios por dia e ele pode geralmente ser reservado em seu próprio hotel, caso não esteja incluído em sua excursão. A geleira também pode ser avistada da estação florestal do Refúgio Grey. Não há acesso rodoviário; a caminhada é de uns 10 km.

Laguna Amarga

Uma das vistas mais espetaculares de Torres del Paine, com suas águas cor de esmeralda, tendo ao fundo os picos nevados de Torres del Paine. Na “praia” em volta da laguna pode-se ver guanacos pastando e flamingos cor de rosa. Dá para visitar de carro.

Laguna Azul

Também acessível de automóvel. Seu nome vem dos tons azulados de suas águas. Voce verá rebanhos de guanacos selvagens em todo o trajeto, ou, ocasionalmente, cruzará com algum zorro (não o herói de histórias em quadrinhos, mas com um tipo de raposa comum na Patagônia).

Lagos

Também é possível visitar de carro os lagos Nordenskjöld, o Toro, o Grey, o Pehoé e o Sarmiento. Neste último siga a trilha até a cachoeira de Salto Grande, onde a neblina forma curiosos arco-íris.

Passeios a cavalo

 Muitos hotéis possuem cavalos e realizam passeios. Informe-se ao reservar.

Dicas importantes

Onde comer – Para almoçar e jantar a melhor alternativa é fazer suas refeições no seu hotel ou em outro hotel no caminho. Quase todos servem refeições também para quem não está hospedado no estabelecimento. A outra opção é preparar sua própria refeição se estiver hospedado em um camping. Procure comprar mantimentos em Puerto Natales. Há raros lugares onde comprar comida em Torres del Paine e é sempre caro. Nesse caso traga mantimentos, camping-gás etc.

Câmbio

Leve pesos chilenos (o ideal) ou pelo menos dólares cash. Não há caixas eletrônicos nem onde trocar cheques de viagem, a não ser em Puerto Natales ou em Punta Arenas. Os grandes hotéis aceitam cartões de crédito.

Ao volante

Muito cuidado com lombadas seguidas de curvas fechadas, uma surpresa na estrada de rípia do parque. Quando não tiver visibilidade, buzine.

Se vier da Argentina

A viagem via El Calafate, na Patagônia Argentina, compensa, principalmente se você for visitar também o Glaciar Perito Moreno. Encha o tanque do automóvel completamente em El Calafate, depois em La Esperanza e novamente em Rio Túrbio, perto da fronteira. Se vier da Argentina lembre-se: é proibido entrar no Chile com qualquer alimento não industrializado. Uma mera maçã já pode lhe causar problemas. Se vier de Punta Arenas faça o mesmo e depois abasteça novamente em Puerto Natales. A gasolina no parque é caríssima e há raros lugares onde achar combustível.

Se for fazer caminhada

Peça um mapa na entrada do parque com a localização das trilhas, informe-se sobre o grau de dificuldade de cada uma, onde fica cada refúgio e o conforto que oferecem. Evite fazer caminhadas sozinho. Tenha consigo lanterna, roupas quentes, sapatos de marcha, água e algo para comer. Avalie também sua forma física.

Informação sobre os guias da série GTB (Guia do Turista Brasileiro)

 

O Chile em imagens

Maquina fotografica

 Álbum fotográfico com dezenas de fotos do Chile separadas em slide-shows  sobre a as regiões mais interessantes do país.
Ver imagens do Chile