Sydney
Opera house Sydney
Sydney, Opera house

 Sydney: uma cidade que agrada

Sydney, uma metrópole em um espetacular quadro natural

No sudeste e sul do país estão as principais cidades australianas. Sydney, a maior delas, no Estado de Nova Gales do Sul (New South Wales), fica numa baía profunda e recortada, de águas muito azuis, que pode ser percorrida de barco, num quadro natural espetacular.

Mapa de Sydney

Como ir

Avião

Várias companhias no mundo voam para Sydney, a principal porta de entrada da Austrália. Você pode voar para Sydney via Europa, Estados Unidos ou África do Sul, se preferir. Para nós o caminho mais fácil é via Santiago, pela LAN, com escala na capital chilena. Mesmo assim o voo que, do Brasil pode tomar umas vinte e cinco horas ou mais. A LAN Chile é um pouco mais cara.  Pela África do Sul você gastará menos, mas voará de São Paulo pela South Africa Airways a Johanesburgo tomará um longo chá de aeroporto (uma nove horinhas apenas) e terá que trocar de companhia, pegar a Qantas em Johanesburgo.

É uma longa viagem: são 24 horas de voo, fora algum eventual chá de aeroporto. A melhor opção é a LAN, com escala em Santiago do Chile. Também é possível chegar a Austrália pela South African e pelas Aerolíneas argentinas. O aeroporto de chegada é Sydney.

Veja passagens aéreas e pacotes

Onde se hospedar em Sydney

Sidney tem  diferentes opções de bairros onde é gostoso se hospedar. Depende um pocuo do ue você está buscando. Kings Cross é perfeito pra quem buscar agito. Muita gente prefere as praias, como Coogge Beach, Manly ou Bondi

Escolha e reserve seu hotel em Sydney

Melhor época

No norte da Austrália faz calor demais. Talvez você possa evitar o verão e opter pela primavera, outono e mesmo pelo inverno, que também é quente.

Vídeo sobre Sydney

Atrações turísticas em Sydney

Sydney Harbour

O Sydney Harbour, à beira da baía, é cheio de atrações: ilhas, um farol, um zoológico, muitas praias animadas (uma delas de nudismo), construções de interesse histórico, jardins, restaurantes e a moderna Opera House, que se tornou símbolo da cidade. No centro, onde os prédios modernos convivem com antigos, ficam bons museus, galerias de arte e a Sydney Tower, moderna torre com 300m de altura, onde funcionam restaurantes giratórios com vista panorâmica.

Vida noturna em Sydney

A cidade é famosa pela sua vida noturna animadíssima, pelos restaurantes, alguns dos quais servem carnes bem exóticas (de canguru, por exemplo) e pubs. Paddington, com sua arquitetura antiga, é um bairro bastante simpático, enquanto Darling Harbour, ligado por um monorail ao centro da cidade, é uma grande área de diversões, restaurantes, vida noturna e compras. A Chinatown, com diversos restaurantes e calçadões enfeitados com portais chineses, é outro lugar movimentado. Kings Cross, a região da “luz vermelha”; apesar de ser zona de bordéis não muito segura à noite, tem bons restaurantes e boates.

Blue Montains

Na proximidades de Sydney fica um dos mais belos parques nacionais australianos: o Blue Mountains, onde as paisagens de montanhas assumem tons azulados nos vales profundos formados em decorrência de antigas erupções vulcânicas.