Santa Cruz de la Sierra
Plaza de Armas, Santa Cruz de la Sierra
Plaza de Armas, Santa Cruz de la Sierra

 

Santa Cruz de la Sierra, a região mais rica da Bolívia

Como ir

Avião

O Aeroporto Viru-Viru fica a uns 15 km da cidade. Há táxis para a cidade e ônibus do aeroporto até o Terminal Rodoviário. Santa Cruz recebe voos de São Paulo e de cidades bolivianas como Cochabamba (0h45), Sucre (0h40) e La Paz (1h).

Mapa de Santa Cruz de la Sierra

Veja passagens aéreas e pacotes

Trem

Há trens de Santa Cruz para Puerto Suárez. Veja detalhes no capítulo TRANSPORTES. Existem duas estações ferroviárias em Santa Cruz de la Sierra: uma para quem viaja para a Argentina e outra para quem segue para o Brasil. Para não haver dúvidas, ao tomar táxi, especifique: “estación brasilera”.

Ônibus

Há ônibus de Sucre (850 km, 15/18h); de Cochabamba (470 km, 11h); e de La Paz (920 km; 17h). Terminal de Buses:  348-8382, 348-8482

Santa Cruz, a segunda maior cidade da Bolívia, está situada em uma região fértil, que vem se desenvolvendo muito nas últimas décadas. Embora faça bastante calor durante a maior parte do ano, a cidade é agradável. Seu aspecto e o perfil de sua população lembram um pouco certas cidades brasileiras do interior. Uma característica marcante da arquitetura de seu centro, onde ainda há imóveis antigos, são as calçadas com coberturas que protegem os pedestres do sol e da chuva.

Onde se hospedar em santa Cruz de la Sierra

Escolha e reserve seu hotel em Santa Cruz de la Sierra

Melhor época

Santa Cruz de la Sierra tem clima quente o ano todo. De qualquer modo é apenas uma etapa de passagem rumos aos Andes. Praticamente não tem atrações.

Atrações turísticas em Santa Cruz de la Sierra

O Carnaval de Santa Cruz de la Sierra

O Carnaval de Santa Cruz é famoso; o fato de ter sido, no passado, berço de golpes de estado, é marcante na história da cidade; e diz-se que ali estão as mulheres mais bonitas da Bolívia, formosas morenas de olhos ligeiramente amendoados…

Interesse turístico apenas relativo

Curiosidades à parte, a cidade não é turística, mas há lugares de algum interesse que podem ser visitados por quem estiver de passagem, caso da quase totalidade dos brasileiros que vão até lá.
Mercado Los Pozos Um dos poucos locais pitorescos da cidade, onde se pode comer gastando pouco e ter algum contato com índios.

Rio Piraí

Aos domingos, são servidos pratos típicos em barraquinhas junto ao rio.
Catedral  Plaza 24 de Septiembre. A enorme igreja na bonita praça principal merece ser vista por quem tiver um tempinho livre.

Samaipata

A 100 km de Santa Cruz. Excursão de um dia, com partida no Terminal Rodoviário. Ruínas de uma fortaleza incaica, de interesse relativo se comparadas a outros sítios arqueológicos bolivianos.