Roteiro de viagem pela Europa central, Salzburgo

Roteiro de viagem pela Europa central, Salzburgo

Mapa de Salzburgo

Outra etapa de nosso roteiro de viagem pela Europa Central, Salzburgo. Salzburgo está a 300 quilômetros a oeste de Viena. Viajar pela Áustria é fácil. Optamos pelo trem, a viagem tomou aproximadamente 3 horas. Pudemos ir da estação ao hotel a pé. Essa pequena pensão fica a vinte minutos a pé do centro histórico.

Salzurgo, na região centro-oeste da Áustria é quarta maior cidade, com 140 mil habitantes. Rodeada de montanhas e  cortada pelo  Rio Salzach, Salzburgo em alemão, significa “Fortaleza de Sal”.  É um dos principais points turísticos da Áustria, destino obrigatório para quem visita o país. Seu centro histórico, foi classificado pela Unesco em 1996 como Patrimônio da Humanidade. Junto do centro histórico fica a Fortaleza de Hohensalzburg, construída em 1077. Seu aspecto hoje não é mais o mesmo de quando foi construída, no século XI, pois a imensa fortaleza passou por diversas reformas e ampliações nos séculos seguintes. Essa é uma das visitas imperdíveis em Salzburgo. Além de o castelo ser interessante, a vista do alto é panorâmica, espetacular. Você avista todo o centro histórico de Salzburgo e as duas margens do Rio Salzach com suas graciosas construções de diferentes épocas

Passeio de barco pelo Rio Salzach

É possível (e até obrigatório!) fazer um passeio de barco pelo Rio Salzach.  Do barco dá para ver toda a região ribeirinha do centro histórico. Na volta, uma surpresa, o piloto do barco tem por costume antes de atracar no cais de desembarque, de realizar um verdadeiro balé sobre as águas esverdeadas do Rio Salzach, ao som de Mozart. Wolfang Amadeus Mozart , um dos mais importantes compositores de música clássica do mundo, é originário de Salzburgo. Seu nome está em toda parte. É nome de hotel de restaurante, de lojas.

A História tumultuada de Salzburgo

A cidade tem uma longa história, anterior aos romanos. Acredita-se que foram os celtas os primeiros a ocuparem a região. Depois os romanos fundaram ali um povoado que prosperou até a decadência do império. No século XVIII Salzbourgo tinha perdido toda sua importância. Só no final do século a cidade voltou a prosperar.

Conflito religioso

Salburgo foi palco de conflitos religioso que abalaram a cidade. Em 1731 os protestantes que não renunciaram às teses de Lutero foram expulsos de Salzbourgo. Na verdade houve evidentemente uma razão econômica por trás. Os protestantes tiveram apenas dois dias para vender por preços irrisórios suas fazendas, casas e animais para os católicos aliados do arcebispo Von Firmian. Boa parte das terras nem foram vendidas, mas simplesmente confiscadas. Crianças com menos de 12 anos foram afastadas de seus pais e entregues às famílias católicas.

A população protestante, obrigada a se retirar em pleno inverno, particularmente rigoroso esse ano, sofreu bastante. Inicialmente as cidades protestantes por onde passavam os acolhiam. Seu número, porém cresceu de tal forma que não havia mais como abrigá-los. Somente no ano seguinte, em 1732,  Frederico Guilherme I, rei da Prússia decidiu-se a acolher 12 000 protestantes expulsos de Salzburgo. Outros contingentes espalharam-se por diversas regiões da Europa, como a atual República Tcheca, a Hungria, a República Eslovaca e a atual Sérvia. Alguns grupos acabaram por se estabelecer na Holanda, cerca de 60 refugiados foram parar do outro lado do Atlântico, no atual estado norte-americano da Geórgia.
Em 1805, Salzburgo foi anexada ao Império Austríaco e integrada ao país. Mas, somente quatro anos depois, em 1809, foi entregue ao Reino da Baviera, quando os austríacos foram vencidos na Batalha de Wagram.  Somente em 1850, recuperou sua posição como capital do Ducado de Salzburgo, que fazia parte do Império Austríaco.  Em 1866 foi anexada ao Império Austro-Húngaro dos Habsburgos e posteriormente ao estado austríaco.

A Segunda Guerra

Bem mais tarde, na Segunda Guerra, quando a Áustria foi anexada à Alemanha nazista, Salzbourg tornou-se uma cidade do Terceiro Reich. A comunidade judaica foi aniquilada, toda oposição foi enviada para campos de concentração. No final da guerra Salzburgo sofreu com os bombardeios das forças aliadas que invadiam o Terceiro Reich. Os ataques tiveram como principal alvo as pontes que ligava as duas margens do Rio Salzach, mas atingiram também áreas de seu centro histórico. Felizmente a maior parte de seus antigos edifícios e igrejas barrocas foi preservada ou pode ser restaurada. No início de maio de 1945 tropas norte-americanas tomaram Salzburgo e fizeram da cidade seu centro de comando na região.

 

Clima, temperaturas, chuvas

Veja a melhor época para sua viagem pela Áustria