Retiro
Retiro, Buenos Aires
Retiro, Buenos Aires

Retiro: o essencial

Pl. San Martin • Calle Florida • Ed. Kavanagh • Galerias Pacífico • Museo de Arte Hispano-americano Isaac Fernández Blanco • Museo de Armas de la Nación • Palácio San Martín • Palácio Paz • Torre de los Ingleses

Mapa do bairro de Retiro, Buenos Aires

A leste da Recoleta e ao norte do centro está o bairro do Retiro, um misto de zona residencial e comercial. Algumas de suas ruas são movimentadas em razão das lojas, galerias de arte, escritórios e hotéis chiques, enquanto outras, mais tranquilas, são agradáveis para passear a pé. O Retiro é um dos lugares favoritos da cidade para um happy hour e à noite seus bares, restaurantes e pubs ficam abertos até de madrugada, atraindo um público variado de portenhos e turistas. É na parte norte do bairro que ficam a estação ferroviária e a enorme rodoviária onde todo mundo que viaja por terra pela Argentina acaba embarcando ou desembarcando.
Atrações

Plaza San Martin

Nessa grande praça com gramados e arvoredos, no final da Calle Florida, estão o monumento a San Martin, herói nacional da Argentina, e o monumento aos mortos na guerra das Malvinas. Por ironia, bem próximo dali, em frente à estação ferroviária, fica a Plaza Britania – hoje chamada Plaza Fuerza Aerea Argentina – onde está a Torre de los Ingleses (ou Torre Monumental), cópia em tamanho reduzido da torre do Big Ben, presente de ingleses à Argentina quando de seu primeiro centenário como nação independente, em 1916.

Calle Florida

Nos momentos em que a moeda brasileira está valorizada em relação ao peso argentino, a Florida é coqueluche de muitos de nossos compatriotas, que chegam a Buenos Aires pensando em comprar, comprar e comprar. A rua perdeu muito de seu esplendor de outrora (principalmente depois da débacle econômica recente) mas conserva vitrines com artigos elegantes e caros, além das históricas Galerias Pacifico.

Edifício Kavanagh

Florida, 1065. Construído em 1934, é um belo exemplar arquitetônico e um marcante símbolo dessa época áurea de Buenos Aires.

Galerias Pacífico

Florida, 753. De linhas italianas e inspiradas na Vittorio Emmanuele II de Milão, as galerias foram inauguradas com o nome Bon Marché, inspirado no famoso grand magasin parisiense. Passaram a se chamar Pacífico quando o Ferrocarril Buenos Aires al Pacífico, que buscava uma sede para a empresa, comprou o edifício em 1908. Na década de 1940, o edifício foi remodelado e ganhou as pinturas do interior da cúpula, responsáveis por boa parte de sua fama. As Galerias Pacífico caíram no abandono até serem declaradas Monumento Histórico Nacional em 1989. Hoje, completamente restauradas – e com mais belas pinturas murais – são sede de um shopping center agradável, ótimo lugar para passear ou comprar artigos de couro e de grandes grifes argentinas e estrangeiras. As galerias contam com praça de alimentação e abrigam ainda o Centro Cultural Borges e a Escola de Dança Clássica Julio Bocca.

Museo de Arte Hispano-americano Isaac Fernández Blanco

Suipacha, 1422. Instalado no Palácio Noel, construído na década de 1920, com jardins em estilo espanhol, o museu expõe o acervo que pertenceu ao rico colecionador Don Isaac Fernandéz Blanco, que compreende variadas peças produzidas não apenas na América Espanhola, mas também no Brasil, desde o início da era colonial: objetos de uso diário, mobiliário, vestimentas, pinturas, esculturas etc.

Museo de Armas de la Nación

Av. Santa Fé, 702. Mais de 2.000 de armas brancas e de fogo de diferentes épocas, desde a Idade Média até a era contemporânea: armaduras, espadas, adagas, pistolas, fuzis, canhões etc. O acervo, embora não seja de agrado dos pacifistas, possui interesse histórico.

Palacio San Martin

Arenales, 761. Esse belo edifício concluído em 1909 é hoje sede do Ministério das Relações Exteriores da Argentina.

Palacio Paz (Circulo Militar)

Av. Santa Fé, 750. O edifício que, com justiça, é chamado de palácio, foi construído por José Camilo Paz, fundador do jornal La Prensa. Compensa apreciá-lo por fora ou, para quem tem tempo, fazer uma visita guiada pelo seu rico interior que mais parece o de uma residência da monarquia europeia dos tempos de antanho. Desde 1938, funciona no local a sede do Circulo Militar, mas isso não é motivo para deixar de visitá-lo: a Argentina não faz mais militares como os de antigamente!

Torre de los Ingleses (Torre Monumental)

Plaza de la Fuerza Aerea Argentina. Em 1916, ingleses residentes em Buenos Aires resolveram oferecer à cidade essa torre de 60m de altura, com um grande relógio de mais de 4m de diâmetro e sinos de bronze. Apesar de ter na porta a inscrição “Al gran pueblo argentino”, em 1982, após a guerra das Malvinas, a construção foi rebatizada de “Torre Monumental”, nome que, ao que parece, não pegou, pois todo mundo continua a chamá-la de Torre dos Ingleses.
Informações práticas

Informações práticas

Onde se hospedar

Escolha e reserve seu hotel em Buenos Aires

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes 

A Argentina em imagens
Maquina fotografica

Álbum fotográfico com dezenas de fotos da
Argentina separadas em slide-shows
 sobre a as regiões mais interessantes do país.