Pamukkale e Hierápolis

Sobre Pamukkale e Hierápolis

Pamukkale, uma das principais atrações na Turquia, conhecida como “castelo de algodão”, fica a uns 380 metros acima do vale, numa pequena colina. Pamukkale é um sítio único, classificado pela UNESCO, como Patrimônio da Humanidade. Pamukkale é espetacular a qualquer hora do dia, mas ao entardecer ganha reflexos dourados e um brilho especial que nos deixa embevecidos. Quem curte fotografar terá sua grande chance.

Hierápolis, bem do lado é uma cidade romana do século II a.C. com imponentes ruínas de seus tempos de glória.

Mapa de Pamukkale

Como ir

Excursão

Praticamente todas as agências de viagem e turismo de Istambul fazem excursões para Pamukkale e para o sítio arqueológico de Hierápolis, repleto de ruínas romanas, bem do lado. Pamukkale fica a mais ou menos 650 km de Istambul. Se resolver ir por conta própria, a empresa de ônibus Pamukkale liga Istambul a Denizli, a cidade mais importante nas vizinhanças a 65 km das piscinas calcáreas. Em Denizli você terá que tomar um transporte local até Pamukkale.

Alugar automóvel

É possível alugar um veículo possível em Istambul ou em Izmina, a terceira cidade da Turquia, com cerca de 3 milhões de habitantes, a aproximadamente 600 km de Istambul. Há voos entre Istambul em Ismirna e você pode retirar o carro no aeroporto dessa cidade. De qualquer forma reserve seu veículo com antecedência em alguma agência em Istambul. Ismirna fica a 270 km de Pamukkale.

Melhor época

Essa região da Turquia pode ser visitada em qualquer época do ano, mas as estaçães mais agradáveis são primavera e outono.

Agora que você decidiu em que época vai viajar e tem uma ideia do clima que o espera, veja que bagagem deve levar.

Atrações turísticas

Hierápolis

È um dos mais importantes testemunhos da   presença da civilização romana na Turquia e em toda a Ásia Menor. A cidade, considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, data do século II a. C, tendo sido fundada pelo rei de Pérgamo, Eumenes II. Não é como Pompeia ou Herculano, na Itália (perto de Nápoles), mas nos ajuda a compreender como era uma  cidade romana nessa época, sua disposição urbana, sua arquitetura e até nos permite entender alguma coisa sobre o estilo de vida de seus habitantes. Uma das vantagens para o turista moderno é que Hierápolis, fica bem do lado de Pumukkale e suas bacias sulfurosas. Numa visita só você mata dois coelhos.

Cleópatra era era uma que utilizava as  termas de Pamukkale. Por isso mesmo ordenou a construção de uma piscina de água corrente. Hoje a “Piscina de Cleópatra” foi reconstruída sobre as ruínas da antiga piscina, e se tornou a principal  atração turística de turistas que gostam de nadar no meio das antigas ruínas greco-romanas. A cidade foi, em conjunto com o Pamukkale, declarada Patrimônio Mundial da UNESCO.

Pamukkale

A água que escorre pelas estalactites deu origem a verdadeiras piscinas de tons turquesa em forma de degraus e provocou a formação de “cascatas” com efeitos bem curiosos. As águas das fontes termais emergem da terra a 53ºC.  Já na antiguidade já eram usadas para fins terapêuticos atraindo romanos de todo o império.  As bacias naturais de formação calcárea têm um branco que chega a ofuscar (leve óculos escuros!) sob os raios do sol. O melhor horário para obter fotos de fazerem seus amigos caírem o queixo é no final do dia, quando as piscinas naturais refeltem a luz do sol.

Dicas

Embora o verão seja a época ideal para se tormar banho nas piscinas naturais, tome cuidado com o sol. Utilize boné ou chapéu leve, passe protetor solar e tenha consigo uma garrafa de água mineral para evitar desidratação.